Você está na página 1de 34

Microbiologia

Controle de Crescimento Microbiano


05 /05 Dia mundial de lavar as
maos
Quiz microbilogógico

Quando você lava as maos com sabao, você está :


A) esterelizando
B) desinfectando
C) fazendo a assepsia
D) Degerminando
E) Sanitizando
Terminologia do Controle Microbiano
Ignaz Semmelweis (1818-
1865)
Médico húngaro
Assepsia das mãos
Algumas informações...

 -cida
 Substancias que causam morte dos microrganismos
 Bactericida, fungicida, inseticida
 -statico ou stase
 Diminui ou param a reprodução
 Bacteriostático
 Spse
 Do grego podre, estragado. Contaminado por bactérias
 Septicemia
 Assepsia  ausencia de contaminação significativa .
Taxa de morte microbiana

 A taxa de morte de populações microbianas é


constante.
 A cada minuto de tratamento , em condições ideais ,
90% da populção morre
Taxa de morte microbiana
Fatores que influenciam a taxa de
morte
 Numero inicial de
microrganismos (carga
populacional)
Fatores que influenciam a taxa
de morte

 Influencias ambientais
 Presença de materia orgânica (vomitos,
sangue, fezes)
 Presença de biofilmes
 Temperaturas mais quentes
 Tempo de exposição
 Características microbianas
Como agem os
antimicrobianos?
 Alteração na Permeabilidade da Membrana
 Danos aos lipídeos ou proteinas da membrana causam o
extravasamento do conteúdo celular.

 Danos às proteínas e ácidos nucléicos


 Alteração de ligações quimicas desnaturando as proteínas
e quebras das moléculas de DNA e RNA.
Métodos de Controle
Microbiano
 Físicos  Químicos
 Calor
(desinfetantes)
 Filtração  Fenol e Compostos
fenólicos
 Baixas temperaturas  Bifenois
 Alta pressão  Biguanidas
 Dessecação  Halogenios
 Pressão Osmótica  Alcoois
 Radiação  Metais Pesados
 Agentes de superficie
 Conservantes de
alimentos
 Antibióticos
 Aldeidos
 Peroxigenios
Calor

 Inativação de enzimas
 Resistência Variável
 PTM – Ponto de morte térmica : menor temperatura
em que todas as bacterias serão mortas em 10
minutos.
 TMT – Tempo de morte térmica – tempo minimo em
que todas as bacterias de uma cultura liquida seráo
mortas em uma dada temperatura
 TRD – Tempo de redução decimal (Valor D) – tempo
em minutos em que 90% de uma população de
bacterias serão mortas
Taxa de morte microbiana

TRD = 1 min
Esterilização por calor úmido

 Morte por coagulação protéica (desnaturação)


 Fervura 10 min
 Formas vegetativas de bacterias
 Quase todos os virus
 Fungos e seus esporos
 Virus Hepatite – 30 min
 Endosporos bacterianos – 20h
Autoclave

 Temperaturas mais elevadas do que a da agua fervente


 Vapor sob pressao psi (libras de pressao por polegada)
 15 psi – 121ºC
 20 psi – 126ºC

 121ºC esterilização em 15 min, exceto príons


Autoclave

 Meios de cultura
 Instrumentos
 Vestimentas
 Seringas
 Soluções
 Equipamentos de transfusão
Pasteurização

 Leve elevação da temperatura para


eliminar micro-organismos patogênicos
 Reduz micro-organismos deteriorantes.
 Leite, iogurte , cerveja, sorvete, suco.
 Leite UHT – Ultra High Temperature
 140ºC – 4 segundos
 Resfriado rapidamente
 Embalagem hermética estéril
 temperatura tempo
Calor a seco

 Chama direta
 Esterilização em ar quente
 170ºC por 2 horas
CALOR SECO – CHAMA DIRETA;
INCINERAÇÃO; AR QUENTE (ESTUFA)
Esterilização em ar quente
170ºC por 2 horas
Filtração

 Passagem de um liquido ou gás atraves de poros


menores que os micro-organismos.

 Materiais sensíveis ao calor:


 meio de cultura, enzimas , vacinas e soluções
antibióticas

 Poros variáveis
 Bactérias
 0,45 µm
 0,22 µm
 Vírus
 0,01 µm
FILTRAÇÃO

0,22μm e 0,45μm para bactérias; 0,01μm para vírus


DESSECAÇÃO - LIOFILIZAÇÃO
BAIXAS TEMPERATURAS

REFRIGERAÇÃO: 0ºC a 7ºC

CONGELAMENTO: - 20ºC (lento e rápido)

NITROGÊNIO LÍQUIDO : - 179ºC


RADIAÇÃO

IONIZANTE: RAIOS GAMA (horas) RAIOS X e FEIXES DE ELÉTRONS (segundos)

NÃO IONIZANTE: RAIOS ULTRA-VIOLETA


PRESSÃO OSMÓTICA

SAL e AÇÚCAR
AGENTES QUÍMICOS
ÁLCOOL (etílico – 70% e isopropílico - puro): desnaturação de proteínas; não elimina
esporos

PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO: oxidante; 3%, anaeróbios

ÁCIDO PERACÉTICO: oxidante

OZÔNIO: oxidante; desinfecção de água

ALDEÍDOS (glutaraldeído 2% e formol 40%): alquilação dos grupos funcionais das


proteínas (aminas, carboxilas e hidroxilas)
FENÓIS (fenol, cresol e triclosano): desnaturação de proteínas e rompimento de
membrana plasmática

CLOREXIDINA ou BIGUANIDA: anti-sepsia pele e boca

HALOGÊNIOS: oxidantes
IODO – inibição de proteínas; esporocida em concentrações altas
CLORO – formação de ácido hipocloroso
QUATERNÁRIOS DE AMÔNIO (cepacol): alteram a
permeabilidade
da membrana, inibem enzimas, desnaturação de proteínas; mais
ativos contra gram-positivos

METAIS PESADOS: desnaturação de proteínas

ÓXIDO DE ETILENO: alquilação dos grupos funcionais das


proteínas (aminas, carboxilas e hidroxilas)

Você também pode gostar