Você está na página 1de 17

Animais silvestres

Cerdocyon thous

Ordem: Carnivora

Família: Canidae

Nome popular: Cachorro


do mato,lobete,
rabofofo,fusquinho, mata-
virgem,entre outros.

Imagem 1
ASPECTOS FÍSICOS
Os indivíduos pesam de 5 a 8kg,com média de 65cm de comprimento e
cauda com 30cm. Sua pelagem é preta amarronzada nas costas, a face, as
orelhas e as pernas são marrom avermelhado, mas pode ocorrer variação
entre animais (BERTA, 1982).

Imagem 2
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA

Espécie em ampla
distribuição na América
do Sul em função da
sua flexibilidade de
habitat e alimentação.

Costumava ocorrer em
quase todo Brasil,
agora só é encontrado
em algumas partes do
cerrado goiano e
mineiro e nas matas de
transição no Mato
Grosso.

Imagem 3
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA

São reconhecidas cinco subespécies de Cerdocyon thous,sendo que 3


ocorrem no Brasil:

•C.t. entrerianus, no sul e sudeste do Brasil, Uruguai,Paraguai, Bolívia e


Argentina;

•C. t. azarae, no sudeste, centro-oeste, norte e nordeste do Brasil;

• C.t. thous, no nordeste e norte do Brasil ;

•C.t. aquilus , na Colômbia, Venezuela e Guiana;

•C.t.germanus,na savana de Bogotá e Colômbia (Berta 1982).

Ocupam uma área de aproximadamente 0,6 a 0,9km2 por animal, vivendo


sozinho a não ser na época de reprodução quando é visto em dupla
(EISENBERG; REDFORD, 1999).
HABITAT

A espécie é generalista
e flexível em uso de
hábitat e dieta. De
forma geral, prefere
bordas e ambientes
mais abertos a matas
densas.

Imagem 4
HABITAT
É aparentemente tolerante a perturbações antrópicas, utilizando paisagens
modificadas como canaviais, plantações de eucaliptos, cultivos de frutas,
pastagens, hábitats em regeneração e paisagens suburbanas (Courtenay &
Maffei 2004, Dotta & Verdade 2007, Lemos et al. 2011a).

Imagem 5
HÁBITO ALIMENTAR

•Bispal e Ojasti (1980) identificaram pelo menos 11 espécies de mamíferos, 5


aves, 15 répteis e 12 de anfíbios na sua dieta.
•Alimenta-se preferencialmente :

Imagem 6 7 8

9 10 11

(MORELLATO, 1992)
REPRODUÇÃO

A reprodução é sazonal com acasalamentos entre agosto e setembro e o


nascimento de filhotes (com média de 2,6 por ninhada) entre novembro e
dezembro (MACDONALD & COURTENA Y, 1996).

(BERTA, 1982)
A gestação dura em torno de 52 a 59 dias
ocorrendo duas vezes ao ano com
intervalos de sete a oito meses;

Nascem de três a seis filhotes com 120 -


160g cada, de olhos e orelhas coladas e
sem dentes;

O casal cuida e alimenta os filhotes que se


tornam independentes por volta dos seis
meses de idade;

Os filhotes começam a se alimentar com


sólidos a partir dos 30 dias de vida.
AMEAÇA

A maior ameaça ao cachorro-do-mato, além da supressão


de território e caça, é a presença de animais domésticos,
como cães e gatos.

Competem por território e presas, cães atacam os


cachorros-do-mato e ambos transmitem diversas doenças
para eles, como cinomose, parvovirose, parasitoses e
raiva.

Imagem 12
AMEAÇA

A expansão da malha rodoviária sem a construção de


corredores ecológicos contribui para elevados índices de
mortalidade.

Imagem 13 :Animal morto por atropelamento


(MACHADO,2014)
AVALIAÇÃO DO RISCO DE EXTINÇÃO

A espécie não foi incluída na lista oficial de espécies ameaçadas anterior


(MMA 2003). Não aparece como espécie ameaçada em nenhuma das
listas estaduais brasileiras, Paraná (Paraná 2010), Santa Catarina
(CONSEMA 2011), Pará (Pará 2007), Rio Grande do Sul (Rio Grande do
Sul 2002) ou São Paulo (Bressan et al. 2009)

Categorizada como Menos Preocupante (LC) pela IUCN (Courtenay &


Maffei 2008), por ser relativamente comum ao longo de sua área de
distribuição, ocupando a maioria dos habitats, e por suas populações
serem geralmente consideradas estáveis.

(ICMBIO, 2013)
AÇÕES DE CONSERVAÇÃO

Prevenção de atropelamentos ao longo de toda a malha


viária asfaltada nacional, como lombadas, valetas, passagens
de fauna, lombadas eletrônicas, radares, placas sinalizadoras e
aumento da fiscalização (Prada 2004, Bagatini 2006).

Estudos e campanhas preventivas contra o efeito de doenças


adquiridas de animais domésticos e ações de fiscalização,
prevenção e educação que reduzam sua mortalidade em
função de conflitos com animais domésticos e retaliação à
predação de criações domésticas (Dotto et al. 2001).
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
BERTA, A. Cerdocyon thous. Mammalian Species, Lawrence, v. 186, p. 1-4, 1982.

BISPAL, F.J. e J. (1980). Nicho trofico del zorro Cerdocyon thous (Mammalia, Carnivora).
Acta Biologica Venezuelica, 10, 469 – 496.

MORELLATO, L. P. C. História Natural da Serra do Japi:ecologia e preservação de


uma área fl orestal no sudeste do Brasil. Campinas: UNICAMP/FAPESP, 1992. 321 p.

EISENBERG, J.F. & THORINGTON, R. W. 1973. A preliminary analysis of a


Neotropical mammal fauuna. Biotropica 5(3): 150-161.

MACDONALD, D. W. & COURTENAY, O.1996. Enduring social relationship in a


population of crab-eating zorros, Cerdocyon thous, in Amazonian Brasil (Carnivora,
Canidae). Zool. Lond.239, 329-355 p.

BERTA, A. Cerdocyon thous. Mammalian Species, Lawrence, v.186, p. 1-4, 1982.

Disponível em:
http://www.trogontours.net/yahoo_site_admin/assets/images/AG2I8406_copy_800.29115
311_std.jpg. (IMAGEM 1) Acesso (19/03/2018 – 17:09)

Disponível em: www.icmbio.gov.br › Capa › n. 1 (2013) Acesso (19/03/2018 – 20:06)


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Disponível em:
http://www.icmbio.gov.br/revistaeletronica/index.php/BioBR/article/view/380/287.
(IMAGEM 3) Acesso (19/03/2018 – 17:13)

Disponível em: http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-


gente/fauna/noticia/2016/05/cachorro-do-mato-e-cacador-solitario-e-um-eficiente-
plantador-de-arvores.html. (IMAGEM 2) Acesso (19/03/2018 – 17:21)

Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/18295942215880551/ (IMAGEM 4) Acesso


(19/03/2018 – 18:05)

Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/452119250073042455/(IMAGEM 5) Acesso


(19/03/2018 – 19:00)

Disponível em: https://projetofauna.wordpress.com/2015/11/30/cachorro-do-mato/


(Acesso: 17/03/2018 - 15:38)

Disponível em: http://www.ecoregistros.org/site/imagen.php?id=157589 /(IMAGEM 6)


Acesso (19/03/2018 – 19:19)

Disponível em: http://g1.globo.com/pr/parana/videos/v/cinegrafista-flagra-cachorro-do-


mato-em-plantacao-de-maca-em-palmeira/3930021/ (VIDEO) Acesso (18/03/2018 –
16:14)
OBRIGADA !

Deicy Danielle Silva


Larissa da Mata
Rayane Ferreira