Você está na página 1de 20

FEDERALISMO

O F E R E C I M E N TO : Q U I N TO D O S I N F E R N O S
VERSÃO BRASILEIRA: HUEHUE
UM BREVE RESUMO DE MERDA SOBRE
UM CONTEXTO HISTÓRICO CAGADO
• Inglaterra vivia em guerra
porque se achava pica das
galáxias;
• Guerra de 7 anos com a França;
• A madame gasta tudo com
brega e vinho e quer cobrar os
impostos da guerra;
• Pau no c* dos inglese, rebelião e
independência.
• Artigos da Confederação; “Tá tudo bem” (Abril, 2018)
• Treze colônias da América.
FEDERALISMO: QUE PORRA É ESSA?
• União de entidades territoriais autônomas:
 Cidades, províncias, regiões ou estados;
 Pode central soberano;
* Estado de natureza  estado civil *
 Autonomia administrativa, política,
tributária e financeira;
 Autonomina ≠ Soberania;
 Constituição;
 Repartição de competências (federais,
estaduais e municipais).
“E tenho dito” (Abril, 2016)
POR QUE SAIR DE UMA CONFEDERAÇÃO
PARA UMA FEDERAÇÃO?
CONFEDERAÇÃO FEDERAÇÃO

“Mulher Maravilha, Mulher Gavião & “Alfred rainha o resto nadinha”


outros” (Abril, 2018) (Abril, 2018)
OS ARTIGOS
FEDERALISTAS
P I R U L I T O Q U E B AT E , B AT E
O FEDERALISTA
Hamilton: Se ligue. A Constituição elaborada pela
Convenção Federal é melhor do que essa
presepada chamada Confederação.
Um qualquer: É não, hein.
Hamilton: Tô lhe dizendo. O ordenamento político
é mil vezes melhor do que esse outro aí.
O qualquer: É não, tô lhe dizendo também.
Hamilton: Pois pera ainda que eu vou chamar uns
parça pra dizer que é sim.
O qualquer: Pois bora vê.

(Diálogo real acontecido onde ninguém vai no ano


que ninguém viveu). “Aconteceu em Pato Branco” (Abril,
2018).
O FEDERALISTA
• “A primeira seção, números 1-37, delineia em
grande detalhe os problemas e inadequações dos
artigos da Confederação e de confederações em
geral. Ela é seguida por uma seção, números 38-51,
dedicada a apresentar os princípios gerais da
Constituição e investigar se esses princípios
atendem ou não da melhor forma às necessidades
da União. Em seguida descrevem-se os braços
separados do novo governo federal: números 52-61
dedicados à Câmara dos Representantes, números
61-65 ao Senado, números 66-77 à Presidência,
números 78-83 ao judiciário federal. Dois artigos
conclusivos completam o todo coerente esboçado
por Hamilton no no 1, em 27 de outubro”.
(Não sei quem disse e não tem importância).
“Imagem meramente ilustrativa” (Abril,
2018).
ALEXANDER HAMILTON
• A confederação não funciona porque as leis
nem são leis de verdade;
• A política fica prejudicada porque os chefes
das colônias não sabem se comportar;
• Como as leis não são cumpridas os Estados
continuam cometendo infrações;
• O Congresso mal pode manter a
administração;
• É preciso que todas as treze colôlias
concordem com uma decisão para que ela
seja tomada;
• “Eu avisei.” “Ela é mesmo” (Abril, 2018)
AINDA HAMILTON
• “Sob um governo nacional vigoroso, a
força e os recursos naturais do país,
dirigidos para um interesse comum,
frustrariam todas as combinações do
ciúme europeu para limitar nosso
crescimento. Essa situação eliminaria até a
razão dessas combinações, convencendo
da inviabilidade de seu sucesso [...] A
União nos permitirá isso. A desunião
acrescentará mais uma vítima aos seus
triunfos.”
(Hamilton, O Federalista nº 15) “Bora vê” (Abril, 2018)
HAMILTON PRA SEMPRE
• Convivência dos entes nacional e
estadual orbitando (dois entes estatais)
com estatura diversa tendo suas ações
definidas pela Constituição da União;
• Se organizar direitinho Nova York vira
uma cidade portuária do caralho.
• Se os seres humanos não conseguirem
fazer funcionar esse negócio de voto
então pode chamar um meteoro.
“Olhaí” (Abril, 2018)
JAMES MADISON
• Soberania absoluta  soberania
residual;
• Democracia greco-romana é fracasso
total;
• República pra sempre;
– Um número menor de cidadãos para
governar;
– Representação política aperfeiçoada por
meio de eleições;
– Delegação de poderes do povo para os
representantes;
– “Confederação é meuzovo”.
“Paz” (Abril, 2018)
A PUTA MAIS TRABALHADORA DO
CABARÉ
• Mandato:
• Livre  o representante tem certa
liberdade para agir, não estando preso a
seus eleitores ;
• Gerais  tem que defender os
interesses da galera toda a ser
representada, porque não representa só
os interesses de quem o elegeu;
• Irrevogáveis  mandato por período
indeterminado. “Eu que fiz tudo” (Madison, um
dia aí)
AQUELE QUE NÃO FEZ NADA

Jayzinho
SEPARAÇÃO DOS PODERES

• O governante tem que se habilitar pra governar os outros e pra se governar também
• Madison defender que a liberdade essencialmente depende da separação e da harmonização dos
poderes;
• Crítica à tirania;
• Executivo, Legislativo e Judiciário;
• Se o poder ficar concentrado nas mãos de uma pessoa só, a liberdade não existe. O legislativo e o
executivo não devem ficar juntos para que não haja chance de o Senado criar e aprovar leis
tirânicas;
• Juízes como guardiões da Constituição;
• Freios e contrapesos;
• Maior eficiência do governo.
• EXECUTIVO • LEGISLATIVO

• Administração; • Origem de todos os poderes;


• Na monarquia, é a maior ameaça à • Ameaça a liberdade na República;
liberdade; • Inventa lei.
• Executa.

• JUDICIÁRIO

• Não tem poder de iniciativa;


• Corte suprema;
• Julga.
SENADO

• Para Madison, as Repúblicas


antigas falharam por não ter um
senado pra controlar a burrice
do povo;
• É necessário para defender o
povo de ser iludido por um
discurso bonito de homens que
com interesses particulares,
paixões irregulares e vantagens
ilegítimas; “Cansei” (Abril, 2018)
HAMILTON

• “Energia no Executivo”
- Para defender o país contra ataques
estrangeiros, administrar as leis de
maneira correta e proteger a propriedade
e liberdade individuais, as quais são
direitos.
• “Deliberação e sabedoria no Legislativo”
- Conquista a confiança do povo e conciliar
os diversos interesses. “Legenda oculta” (Abril, 2018)
CANSEI!
• FACÇÕES
Partidos políticos considerados o maior perigo para o governo.

• CAUSAS DAS FACÇÕES


Natureza humana, vulgo, fogo no rabo.

• DAR A DEVIDA REPRESENTAÇÃO


 Governo republicano para ampliar a visão pública.
VÃO SE
FODEREM