Você está na página 1de 18

SIMULAÇÃO E CONTROLO DE

TEMPERATURA DE UMA SALA


ATRAVÉS DE UM SISTEMA DE AR
CONDICIONADO

H A M I LT O N A N D R É

1
Introdução
1. A utilização do ar condicionado para obtenção de conforto térmico

2. Diferentes formas de controlo da temperatura

3. O controlo On-Off e as suas lacunas

4. Controlar a temperatura a partir da variação do fluxo refrigerante tendo


como atuador a válvula de expansão

2
Objetivos
1. Simular o controlo da temperatura da sala

2. Desenhar o controlador PID

3. Analisar o desempenho do controlador

3
Metodologia
1. Leitura de artigos relacionados com o tema de pesquisa

2. Utilizou-se o modelo matemático da planta desenvolvida já pelo autor


Kautbash; este modelo representa o comportamento dinâmico do
sistema

3. Simulação da variação do fluxo refrigerante feita no Evap-Cond

4. Simulação do comportamento dinâmico implementada em Matlab

4
Teoria

Esquema básico de um sistema de condicionamento de ar


5
Teoria

Diagrama de blocos do modelo em malha aberta

6
Teoria

Esquema do sistema em malha fechada


7
Teoria

Modelo da simulação

8
Resultados
Ganho da serpentina em função da variação do fluxo refrigerante
2.50E+05

2.00E+05
Ganho da Seroentina

1.50E+05

1.00E+05

5.00E+04

0.00E+00
0 20 40 60 80 100 120 140 160 180
Fluxo de Refrigerante (Kg/h)

9
Resultados
Tempo de atraso da serpentina em função da variação do fluxo refrigerante

0.35

0.3

0.25
Tempo de Atraso

0.2

0.15

0.1

0.05

0
0 20 40 60 80 100 120 140 160
Fluxo Refrigerante (Kg/h)

10
Resultados

Zona Zona
estável Instável

Análise da localização das raízes


11
Resultados

Zona Zona
estável Instável

Análise da localização das raízes


12
Resultados

Zona Zona
estável Instável

Análise da localização das raízes


13
Resultados

Zona Zona
estável Instável

Simulação do controlo da temperatura da sala e desempenho do controlador

14
Resultados

Zona Zona
estável Instável

Simulação do controlo da temperatura da sala e desempenho do controlador

15
Resultados

Simulação do controlo da temperatura da sala e desempenho do controlador

16
Conclusões
1. Observou-se que altos ganhos da serpentina e o tempo
de atraso para um fluxo de refrigerante menor tornam o
sistema instável.
2. A análise da localização das raízes para os diferentes
caudais permitiu sintonizar o controlador de forma a
obter o mínimo de oscilações possível.

17
Perguntas??

18