Você está na página 1de 14

AUTARQUIA DE ENSINO SUPERIOR DE GOIANA – AESGO

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA – FADIMAB


CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

CONTRIBUIÇÃO DA TORRE DE HANÓI NO ENSINO DE


POTÊNCIA PARA ALUNOS DA EJA NA ESCOLA
ESTADUAL DO MUNICÍPIO DE GOIANA-PE

Manoela Cabral de Amorim


Orientador: Iran Rodrigues de Oliveira
Goiana, 11/05/2018
D’ Ambrósio afirma que “[...] há algo errado com
a matemática que estamos ensinando. O conteúdo que
tentamos passar adiante através dos sistemas
escolares é obsoleto, desinteressante e inútil”.
Nesse contexto, a proposta da utilização de um jogo em
sala-de-aula é muito importante, não somente para
facilitar o aprendizado, emprestando-lhe um cunho
prático e divertido, mas também para contribuir no
desenvolvimento social e na motivação dos alunos.
Partindo destes pressupostos e como já antes
mencionados, tem-se como objetivo, neste trabalho o
estudo da Potência, relacionando-a ao jogo Torre de
Hánoi, realizado com a participação de alunos da EJA
(cursando o 8º ano) da Escola André Vidal de
Negreiros, de forma a investigar o quanto o jogo pode
auxiliar nos cálculos de potenciação.
A Potenciação é uma forma de abreviar na
multiplicação uma sequência de fatores iguais. Quando
multiplicamos um número sucessivas vezes, podemos
abreviar elevando-o a quantidade de vezes que ele é
multiplicado.

4³ = 4 x 4 x 4 = 64

5² = 5 x 5 = 25
O famoso jogo da Torre de Hanói é um "quebra-cabeça" que
consiste em uma base contendo n discos de diâmetros
decrescentes em volta de uma haste A, dispõe-se de mais
duas hastes B e C. O problema consiste em mover todos os
discos da haste A para outra haste qualquer, deslocando um
disco por vez, de modo que não sejam colocados nenhum
disco em cima de outro com diâmetro menor, tudo isso com
o mínimo de movimentos possíveis. Que serão calculados
através da fórmula: m = . Onde m será o numero mínimo
de movimentos possíveis encontrados e n, a quantidade de
discos apresentados no jogo.
De acordo com o artigo 37 da LDB (lei n. 9.394/96) “A
educação de jovens e adultos será destinada àqueles que
não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino
fundamental e médio na idade própria.” Alfabetizar
Jovens e Adultos não consiste somente em um ato de
ensino- aprendizagem, e sim na construção de
perspectivas de mudanças.
Sabemos que os jogos são de fundamental importância,
tanto para a construção do conhecimento, quanto para a
aquisição de habilidades, fatos que foram evidenciados
desde a Grécia Antiga pelos filósofos Aristóteles e
Platão.
Para Platão, era importante aprender brincando, ou seja,
aprender sem pressões e imposições, feitos que se tem
conseguido com a utilização dos jogos nas aulas de
matemática.
Este trabalho é uma pesquisa de campo descritiva com
abordagem qualitativa seguindo o método indutivo, a
partir dos dados coletados na Escola Andrè Vidal de
Negreiros, amostra da pesquisa. Trabalhamos com alunos
do EJA (cursando 8º ano), no horário da noite, onde no
momento iniciamos apresentando o jogo Torre de Hanói
através da lousa, onde falamos da sua grande
contribuição no desenvolvimento da memória, do
planejamento e solução de problemas através de técnicas
estratégicas, mostramos também sua lenda, e o criador
do jogo, o matemático francês Edouart Lucas, ficando
observado que os alunos ali presentes demonstraram-se
bem interessados.
A realização deste trabalho possibilitou refletir sobre a
necessidade de uma metodologia de ensino mais dinâmica e
interativa. O fracasso na aprendizagem da Matemática se
deve, em grande parte, ao fato de as atividades escolares
serem desvinculadas das situações de vida dos alunos. Com
essa pesquisa foi possível constatar que um simples jogo como
o da Torre de Hanói, pode facilitar muito o trabalho do
professor no processo de ensino da Potência, visto que, após a
utilização do jogo, os alunos entenderam melhor as aplicações
do conteúdo abordado, tornando o aprendizado mais agradável
e perceptível. O jogo Torre de Hanói demonstrou-se benéfico
para propiciar o desenvolvimento do espírito investigativo do
aluno, servindo, do mesmo modo, para despertar seu
raciocínio lógico e interesse pela disciplina.