Você está na página 1de 10

ATIVIDADE DE

MODELAGEM
MATEMÁTICA
Alexandre Nascimento
Objetivo da aula
• A atividade será aplicada em uma turma de Segurança do

Trabalho , do Instituto Federal do Espírito Santo – Ifes,

campus Vitória e o objetivo principal será introduzir o

conceito de probabilidade por meio da Modelagem

Matemática.
Caso da atividade de Modelagem
• Dentre os 3 casos de atividades de Modelagem

conhecidos, essa atividade se enquadra no caso 2, que

segundo Barbosa ( 2004), os alunos se deparam com um

problema para investigar , onde têm que coletar os dados

e o professor tem a função de formular o problema inicial.


A pergunta norteadora

Eu corro o risco de morrer


atingido por um raio?
Metodologia
Primeiro Momento da Atividade
1. No primeiro momento será apresentado aos alunos a
pergunta norteadora e logo e seguida será
apresentado o vídeo “País dos Rios” .
https://www.youtube.com/watch?v=e-KQ_F-e100

2. Após a apresentação do vídeo alguns questionamentos


serão levantados pelo professor em conjunto com os
alunos de forma a fazê-los pensar sobre o conceito de
probabilidade e incerteza.
3. Após as discussões e os questionamentos com a
turma será definida a tarefa da aula seguinte. Os
alunos em no máximo 5 grupos, deverão realizar
experimentos aleatórios para verificar qual a
probabilidade de ser atingido por um raio no Espírito
Santo , levando em consideração que a probabilidade
de ser atingido por um raio é de aproximadamente
quatro lançamentos de um dado darem o mesmo
número como resultado.
Metodologia
Segundo momento da atividade
Após os alunos realizarem os experimentos, trarão os

resultados obtidos para a sala para discutir em conjunto,

levantar hipóteses e trabalhar conceitos de probabilidade

como aleatoriedade, experimento aleatório, espaço

amostral e evento.
Discussão e Análise dos dados
As discussões e análises de dados , serão baseadas no
Modelo de Cooperação Investigativa proposto por
Skovsmose ( 2006). Nesse modelo , os alunos são
levados a se posicionarem, a pensar alto e a reformular.
Cria-se um cenário de investigação, onde de acordo com
Skovsmose (2006), os alunos não absorvem passivamente
as palavras emitidas.
O Modelo de Cooperação Investigativa
Referencias
• SKOVSMOSE, O; ALRO, H. Diálogo e Aprendizagem em
Educação Matemática. São Paulo: Autêntica, 2006.

• BARBOSA, J. Modelagem Matemática : O que é? Por


que ? Como? Veritati, n. 4, p. 73- 80, 2004