Você está na página 1de 11

VIVENDO COM PLENA CERTEZA DE FÉ!!

• “Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em


inteira certeza de fé, tendo os corações
purificados da má consciência, e o corpo
lavado com água limpa”.

•Hebreus 10:22
Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes
a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do
Filho de Deus.

1 João 5.13
• “Portanto, cheguemos perto de Deus com
um coração sincero e uma fé firme, com a
consciência limpa das nossas culpas e com o
corpo lavado com água pura”.

HEBREUS 10.22
• A MELHOR MANEIRA DE SE COMPREENDER UM
CORAÇÃO PURO, É SABER O QUE OCORREU COM O
CORAÇÃO DO HOMEM.
•Enganoso é o coração, mais do que todas
as coisas, e perverso; quem o conhecerá?

•Jeremias 17:9
O QUE É O CORAÇÃO?
• CORAÇÃO É O HOMEM INTERIOR.
(SENSORIAIS, INTELECTO,{O QUE QUERO} ).

• FACULDADE DA ALMA E ESPIRITO.


(INTUIÇÃO, CONSCIÊCIA E COMUNHÃO)

DEFINIÇÃO GERAL: AQUELES IMPULSOS MAIS PROFUNDOS E


IMPENATRÁVEIS DO NOSSO SER INTERIOR, VAI ALÉM DE UM
SENTIMENTO, DISPOSIÇÕES E DESEJOS CONSCIENTES.
HOMEM ANTES DA QUEDA
• ADÃO ERA GOVERNADO POR SUAS EMOÇÕES. HOMEM
TRIPARTIDO.
ESPIRITO: INTUIÇÃO, CONSCIÊNCIA E COMUNHÃO.
ALMA: PARA SE RELACIONAR COM OUTRAS PESSOAS E
CONSIGO MESMO.
CORPO: PARA SE COMUNICAR COM O MUNDO.
ADÃO TINHA CONSCIÊNCIA DE DEUS DE SI MESMO E
DO MUNDO!!!
QUEDA DO HOMEM
• AS FACULDADES DO ESPIRITO GOVERNAVA AS
FACULDADES DA ALMA(PERFEITO).
• GN 3.6 ( A MORTE ESPIRITUAL)
• O {EGO(EU) PECADO} PASSA A GOVERNAR AS
FACULDADES DA ALMA(IMPERFEIÇÃO)
• ESTRATÉGIA DE SATANÁS: ATINGE PRIMEIRO A ALMA
DEPOIS O ESPIRITO E POR ULTIMO O CORPO.
CORAÇÃO DO HOMEM CAÍDO !
• É ENGANOSO, TRAIÇOEIRO, CORRUPTO.
• DESESPERADAMENTE MERGULHADO EM DESPREZO, ATORMENTADO E SEM
ESPERANÇA!
• ESTRUTURA INTELECTUAL: PERVERSA, MALIGNA, DESAGRADAVÉL OS OLHOS DE
DEUS!
• PECADO: ERRAR O ALVO, MAL, MALDADE, MALIGNIDADE (RM 1.29)
PERVESIDADE (AT 3.26), DEPRAVAÇÃO(EZ 16.27/ 43,58)...
• FALTA DE CONFORMIDADE COM A LEI DE DEUS EM ESTADO (ESPIRITO),
DISPOSIÇÃO OU CONDUTA (ALMA).
A LEI !!
• Assim, considerando que a Lei oferece somente um vislumbre dos
plenos benefícios que hão de vir, e não exatamente a sua realidade,
jamais poderá, mediante os mesmos sacrifícios repetidos ano após
ano, aperfeiçoar os que se achegam para adorar. Se não fosse assim,
não teriam cessado de ser oferecidos? Porquanto, se os adoradores
tivessem sido purificados de uma vez por todas, não mais se
sentiriam culpados de seus pecados. Contudo, essas cerimônias de
sacrifícios promovem, todos os anos, uma recordação dos pecados,
porque é impossível que o sangue de touros e bodes remova pecados.
• King James Atualizada Hb 10. 1-4
Por isso, quando Cristo veio ao mundo, proclamou: “Sacrifício e oferta
não quiseste, mas um corpo me preparaste; de holocausto e ofertas
pelo pecado não te agradaste. Então, Eu disse: Aqui estou, no Livro
está escrito a meu respeito; vim para fazer a tua vontade, ó Deus”.
Havendo declarado em primeiro lugar:
“Sacrifícios, ofertas, holocaustos e ofertas pelo pecado não quiseste,
tampouco deles te agradaste”, os quais foram realizados conforme a
Lei. Então, completou:
“Aqui estou; vim para fazer a tua vontade”. E assim, Ele cancela o
primeiro padrão, para estabelecer o segundo. E por essa determinação,
fomos santificados por meio da oferta do corpo de Jesus Cristo, feita de
uma vez por todas. HEBREUS 10.5-10
Ora, todo sacerdote se apresenta, dia após dia, para exercer seus deveres
religiosos, que nunca podem remover os pecados. Jesus, no entanto, havendo
oferecido para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à direita
de Deus, aguardando, daí em diante, até que seus inimigos sejam submetidos por
estrado de seus pés. Porquanto, com uma única oferta, aperfeiçoou por toda a
eternidade todos quantos estão sendo santificados. E disso, igualmente, nos dá
testemunho o Espírito Santo, porquanto, após ter declarado:
“Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor. Colocarei
as minhas leis no âmago do seu coração e as inscreverei profundamente em sua
mente”, conclui: “Dos seus pecados e iniquidades nunca mais me permitirei
recordar”. Afinal, onde todas as transgressões foram perdoadas, não existe mais
qualquer necessidade de oferta de sacrifício pelo pecado. Devemos perseverar na
fé. HB 10. 11-18

Interesses relacionados