Você está na página 1de 34

Multiplicação Viral

Fernanda Leonel Nunes


Médica Especialista em Alergia e Imunologia pela ASBAI
Programa de Pós Graduação FMRP-USP
Apresentação

Livros:

• Microbiologia– Gerard J. Tortora


• Microbiologia– Trabulsi e Alterthum

• fernandaleonelnunes@gmail.com
Caso Clínico

• Um nadador de 25 anos de um famoso clube de natação


percebe o aparecimento de várias pápulas hiperqueratóticas
( verrugas) na planta do pé esquerdo. Elas não mudam de
tamanho e causam apenas desconforto mínimo. Após um ano,
elas desaparecem espontaneamente.
Diagnóstico

• Popularmente conhecida como "olho-de-peixe",


a verruga plantar se apresenta como um
espessamento e elevação da pele dos pés, é
causada pelo vírus do papiloma humano HPV
Assinale a correta
• 1) Esta infecção viral se disseminará para outros locais do corpo pela via neural,
causando encefalite.

• 2) O HPV que causa verrugas é transmitido pelo contato com a pele e mucosas
contendo o vírus e iniciará outras verrugas em um outro local através da
disseminação hematogênica.

• 3) Esta infecção, que contém um vírus oncogênico, mais tardiamente será


responsável pelo Câncer de Colo do Útero, mesmo se for realizado a
cauterização na pele.

• 4) É improvável que o tipo viral causador de verruga comum esteja associado


com o desenvolvimento do câncer de colo do útero.

• 5) Todos os nadadores deste clube irão desenvolver estas verrugas pois este vírus
HPV é altamente transmissível, independente da imunidade dos atletas.
Revisando Propriedade Viral
Revisando Propriedade Viral

Parasitismo intra celular e fornecimento de energia.


Base da Replicação Viral

1.Progênie viral os produtos são sintetizados


separadamente/organizarem

2.As etapas da replicação são as mesmas para todos os


vírus
Vírus diferentes em número de genes, mas 3
tipos de funções do genoma:

1.Alterar a estrutura e/ou função da célula infectada;


2.Promover a replicação do genoma viral;
3.Promover a formação de partículas virais.

*Centenas ou Milhares de novas partículas virais


*Essência dupla
Etapas da Replicação Viral

1.Adsorção

2.Penetração

3. Desnudamento

4.Síntese dos componentes virais

5.Maturação

6.Liberação
Reconhecimento da célula alvo

Condicionado à presença de receptores celulares e estruturas existentes


na superfície viral.
Adsorção: Consistenaligaçãoespecíficada glicoproteínaviral ao
receptor celularda célulahospedeira.
Adsorção:
Contato inicial célula-vírus
Adsorção reversível - irreversível.

1000 – 10000 colisões

Forças eletrostáticas, ph 5-10.

Reconhecimento mútuo: anti receptor viral e receptor celular.

Anti-Receptor Viral: proteínas virais: fibras, espículas, curtas projeções, proteínas do capsídeo.

Receptores Celular: sítio celular, tem diferentes funções na célula normal, ex: receptor da acetil-
colina: vírus da raiva, C3d: EBV, CD4: HIV.

10.000 a 100.000 vezes na membrana celular

Ligação vírus-célula é específica: células específicas, idade, receptores comuns a mesmo vírus,
co receptores
Adsorção

Reversível ou Irreversível…
Penetração
Penetração
“Entrada na célula de parte ou de todo o vírus e na liberação do
material genômico viral”

1.Endocitose: semelhante a fagocitose.

2.Fusão do envelope viral: proteínas de fusão: HIV


(combinação: penetram por endocitose e processo de fusão com os vacúolos)

3. 3.1.Injeção do ácido nucléico: poro


Mecanismos de Penetração
Desnudamento: Os eventos que ocorremlogo após a
penetração e precede a expressão do genomaviral, termogeral que
descreve a remoção total ou parcial do capsídeo viral para posterior
exposiçãodo genomaviral..
Eclipse ou Latência

Período de eclipse ou latência - fase iniciada logo após a


penetração varia de acordo com o vírus, não sendo detectada
nenhuma partícula viral, fora ou dentro da célula.
Síntese dos componentes virais
-Essência da multiplicação viral é dupla: ácido nucléico e cápside
-Arranjos preliminares
-Duas importantes funções dos genomas virais:
1 Transcrição ácido nucléico para formação de m-RNA
2 Replicação de genoma viral
Revisando…
Tradução do m-RNA viral

-O processo de tradução do RNA-mensageiro viral pode


ocorrer no citoplasma ou no núcleo.

-Ácidos nucléicos virais são


poligênicos

-As proteínas virais são sintetizadas em uma ordem


temporal: - não estruturais ( early proteins) e estruturais
(late proteins) .
Replicação do ácido nucléico

-Especializada quanto sua transcrição.

-Começa após a transcrição.

-A replicação se refere à formação, a partir do genoma viral, de


novos genomas que serão associados às proteínas virais.
Maturação
“Após terem sido sintetizados, as proteínas e o ácido nucléico viral têm de
ser unidos para formar partículas virais maduras”

- Maturação espontânea

-Auto-reunião de monômeros em capsômeros, e capsômeros em capsídeo.


Liberação
“Vírus deve deixar a célula na qual houve a maturação e penetrar numa célula não
infectada.”

-Limite para a quantidade de vírus: morrer ou cessar de suprir.


Liberação

-Lise
- Conectadas por túbulos com exterior da
célula.
- Processo de Brotamento
Assinale a correta
• 1) Esta infecção viral se disseminará para outros locais do corpo pela via neural,
causando encefalite.

• 2) O HPV que causa verrugas é transmitido pelo contato com a pele e mucosas
contendo o vírus e iniciará outras verrugas em um outro local através da
disseminação hematogênica.

• 3) Esta infecção, que contém um vírus oncogênico, mais tardiamente será


responsável pelo Câncer de Colo do Útero, mesmo se for realizado a
cauterização na pele.

• 4) É improvável que o tipo viral causador de verruga comum esteja associado


com o desenvolvimento do câncer de colo do útero.

• 5) Todos os nadadores deste clube irão desenvolver estas verrugas pois este vírus
HPV é altamente transmissível, independente da imunidade dos atletas.
Caso Clínico
Em visita em consulta de Puericultura com o pediatra de seguimento, mãe
informa que há 30 dias atrás recebeu uma visita de uma afilhada de 1 ano
que evoluiu durante o fim de semana com o Exantema Mão Pé Boca, e que
após 6 dias sua filha de 2 anos apresentou os mesmos sintomas. Após 10
dias do ocorrido seu marido que não teve a doença e foi visitar sua mãe de
80 anos, e novamente após 5 dias, sua sogra também estava com a Síndrome
Mão Pé Boca.
Patogênese da infecção viral:

Processo de desenvolvimento de uma doença.