Você está na página 1de 32

ebd-betel.blogspot.com.

br
Nossas atitudes diante da Palavra de Deus
2º Trimestre
Ano 2018

Aperfeiçoamento
1º Trimestre Cristão
Ano 2018
Propósito de Deus para o
discípulo de Cristo
Lição 1 – Discernindo as bênçãos de Deus
Lição 2 – Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 3 - Usando as lentes da fé e dos
propósitos de Deus
Lição 4 - Disciplina e o processo educacional de
Deus
Lição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos
outros
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes coerentes
Lição 7 - Deus espera de nós uma resposta
Lição 8 - Os propósitos de Deus nos milagres
Lição 9 - É preciso buscar crescimento espiritual
Lição 10 - Vivendo neste presente século
Lição 11 - O Discipulado de Jesus e o Serviço
Cristão
Lição 12 - Nossas atitudes diante da Palavra de
Deus
Lição 13 - Em Cristo somos mais do que
vencedores
ebd-betel.blogspot.com.br
❶Enfatizar que Deus se
comunica com o homem
através da Sua Palavra;
❷ Ressaltar nossa relação
com a Palavra de Deus
como medida da nossa
relação com Deus;
❸ Mostrar que devemos ter
disposição em praticar a
Palavra de Deus.
ebd-betel.blogspot.com.br
"E sede cumpridores da
palavra, e não somente
ouvintes, enganando-vos
com falsos discursos”.

(Tiago 1.22)
ebd-betel.blogspot.com.br
Não é suficiente ouvir e
conhecer a Palavra de Deus,
é preciso praticá-la em
todas as áreas da vida.
Tiago 1.21-25
21 Pelo que, rejeitando toda imundícia e superfluidade de
malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a
qual pode salvar as vossas almas.
22 E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes,
enganando-vos com falsos discursos.
23 Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não cumpridor, é
semelhante ao varão que contempla ao espelho o seu rosto
natural;
24 Porque se contempla a si mesmo, e se foi, e logo se esqueceu
de como era.
25 Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da
liberdade e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas
fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito.
Ore ao Senhor para que
dê sabedoria aos cristãos
para discernir e praticar
as Escrituras.
A Bíblia é a Palavra de Deus, única regra de fé para a vida e o
caráter do discípulo de Cristo.
Como temos nos relacionado com a Palavra de Deus?
Somos ouvintes e leitores esquecidos ou praticantes?
Desde o princípio, o Senhor Deus decidiu falar com o ser
humano, instruindo-o sobre como deveria viver no mundo
criado por Ele e estabelecendo limites (Gn 1.26, 28; 2.16-17).
É nítido na Bíblia que Deus continuou se comunicando com
as pessoas, mesmo depois do pecado (Gn 3.8-9; 4.5-7).

1.1 – O Deus criador se revelou

1.2 – A necessidade da revelação

1.3 – A relevância da revelação


Deus tem se revelado em várias ocasiões e de muitas maneiras
(Hb 1.1), nesta lição deteremos na comunicação de Deus por
intermédio de Palavras, sejam orais ou escritas.
Deus, por Seu grande amor, age para que sejamos restaurados e
possamos conhecer o que Ele tem revelado (Jr 24.7; 1Co 2.10-16)
o que nos foi revelado, podemos e devemos ter interesse em
conhecer e atentar (Dt 29.29).
Os professores e escritores Gordon D. Fee e Douglas Stuart assim
escreveram sobre a natureza da Escritura:

Douglas Stuart
Gordon D. Fee

“Porque a Bíblia é a Palavra de Deus, tem relevância eterna; fala


para toda a humanidade em todas as eras e em todas as culturas.
Porque é a Palavra de Deus, devemos escutar – e obedecer”.
O próprio Senhor Jesus autenticou a revelação
escrita de Deus (Mt 22.31-32; Mc 10.6; Lc21.22; 24-27, 32)
Sem a fundamentação na comunicação de Deus pela Sua palavra
ficamos à mercê de modismos, percepções humanas, correndo o
risco de sermos levados pelos ventos de invenções ...

“Ou eu me submeto à autoridade


das Escrituras, ou então estou
num Pântano onde não há pé”.

Dr. Martyn Lloyd-Jones


Teólogo Protestante
A relevância da Palavra de Deus como medida da nossa comunhão
com Deus pode ser atestada em dois textos da Bíblia,
encontrados nos extremos do Livro Sagrado: Gênesis e Apocalipse

2.1 – A Palavra de Deus é completa

2.2 – Jesus Cristo é a Palavra

2.3 – A ação da Palavra no discípulo


Em nossa relação com a Palavra de Deus não há espaço para
produzirmos alterações ou edições, para inserirmos interpolações
das nossas próprias ideias (Dt 4.2; 12.32).

Nossa relação com as Escrituras deve ir além do


conhecimento meramente intelectual.
É preciso acrescentar fé e um coração humilde e sincero.
“Muitos de nós queremos uma
palavra de Deus, mas não queremos a
Palavra de Deus.
Sabemos o bastante para possuirmos
uma Bíblia, mas não o bastante para
deixarmos que ela nos possua”.

Howard Hendricks (1924-2013)


professor de Teologia,
escritor e pastor,
A Palavra de Deus precisa fazer parte da nossa
relação com Deus.
O Senhor Jesus falou sobre a necessidade de muitos judeus
permanecerem na Sua Palavra e de serem libertos (Jo 8.30-32).
Dependemos da Palavra de Deus e do Espírito Santo para
nos guiar em nossa comunhão com Deus
É preocupante quando uma pessoa diz ser discípulo de Jesus e não
se interessa em ler, ouvir, meditar e aprender a Palavra de Deus.
Jesus Cristo afirmou que aquele que tem comunhão com Deus
escuta (ouve com atenção; valoriza; procura obedecer) as
palavras de Deus.

Uma profecia de Isaías


argumenta que alguns
não são salvos não por
desconhecerem a Palavra
de Deus, mas por não
acolherem a Palavra
(Rm 10.16-19).
Jesus admoesta os discícpulos quanto à necessidade de
integrar conhecimento e prática (Jo 13.17).
O que ouve e não pratica está enganando e iludindo a si
próprio.

3.1 – Conhecer e praticar

3.2 – Disposição em praticar

3.3 – Conhecimento, decisão e atitude


Jesus relatou acerca de dois homens que ouviram
as Suas palavras:
❶ O primeiro edificou sua casa sobre a rocha
❷ O segundo edificou sua casa sobre a areia
Vindo a chuva,
os ventos e o
Quem Ouve e Pratica
(edifica sobre a rocha) combate das
águas contra as
casas, a que
estava sobre a
rocha
permaneceu e a
que estava sobre
Quem Ouve e Não Pratica
(edifica sobre a areia) a areia caiu.
Se declaramos e cremos que a Palavra de Deus é a verdade e a
revelação da vontade de Deus para nós,
então a disposição em praticá-la deve preceder o
conhecimento da mesma.

O discípulo de Cristo precisa


ir à Palavra com fé e
disposição de obedecê-la.
O apóstolo Paulo afirma que “vira o tempo” em que as pessoas
não vão valorizar o verdadeiro ensinamento da Palavra de Deus,
mas procurarão ouvir aquilo que está de acordo com seus
pensamentos, suas vontades e conclusões pessoais (2Tm 4.3-4).
Teologia da Prosperidade
Que Deus nos conceda a bênção de sermos cheios do conhecimento
da Sua vontade, com sabedoria e inteligência espiritual,

a fim de que tenhamos um viver digno, agradando ao Senhor,


sendo frutíferos e crescendo no conhecimento do Senhor,
conforme exposto em Jeremias 9.24.
1. O que as obras da criação revelam?
R: A existência, a glória e o poder de Deus (Sl 19.1-4).
2. O que encontramos em Gênesis 3?
R: A investida do inimigo para levar o primeiro casal a pecar
(Gn3).
3. O que precisa fazer parte da nossa relação com Deus?
R: A Palavra de Deus (Jo 8.30-32).
4. O que faz aquele que tem comunhão com Deus?
R: Escuta as palavras de Deus (Jo 8.47).
5. O que está fazendo aquele que ouve e não pratica a Palavra
de Deus?
R: Está enganando e iludindo a si próprio (Tg 1.22).
ebd-betel.blogspot.com.br
Lição 13 – Em Cristo somos mais do que vencedores
Deus Abençoe !

Interesses relacionados