Você está na página 1de 24

Impostos

Fardo dos impostos...


Impostos

 Que efeito tem a cobrança de impostos sobre o consumo e


a produção de bens?
 Os impostos elevam os preços?
 São os produtores que pagam o imposto, ou conseguem
transferi-lo para o consumidor elevando os preços?

Aspecto fundamental nesta análise de estática comparada:


Passam a existir dois preços relevantes,
1. Preço que os consumidores pagam diferença: montante
2. Preço que os produtores recebem do imposto
Impostos
 Impostos específicos: quando o imposto é um montante fixo
cobrado por unidade (imposto sobre a quantidade).
– Estado cobra imposto de €0,12/litro de gasolina; se o
consumidor paga €1,5, o produtor recebe €1,5 - €0.12 = €1,38
– Se t é o montante do imposto cobrado por unidade,
PS = PD - t
 Impostos ad valorem: quando o imposto é uma percentagem
que incide sobre o valor do bem (por exemplo o IVA)
– Se o pão paga 5% de IVA, quando o consumidor paga €0,90,
o produtor recebe de facto €0,90*(1-0,05) = €0,86
– Se τ é o montante do imposto cobrado por unidade,
PS = (1- τ )PD
Impostos
Análise dos efeitos da imposição de um imposto específico
(mais simples)...

 2 Casos:
1. Imposto cobrado ao produtor
2. Imposto cobrado ao consumidor

Na verdade, o efeito sobre a quantidade e sobre o preço é o


mesmo quer o imposto seja cobrado aos consumidores ou aos
produtores...
Para pensar: de que dependerá quem paga mais ou menos?
Impostos
Imposto cobrado ao produtor

 O imposto corresponde, na óptica do produtor, a um


aumento dos custos de produção  Oferta
 O aumento de custos faz com que, para cada quantidade
de produto, o produtor peça um preço mais elevado.
 Quão mais alto vai ser o preço que o produtor vai
pedir?
Impostos
Imposto cobrado ao produtor

 O imposto corresponde, na óptica do produtor, a um


aumento dos custos de produção  Oferta
 O aumento de custos faz com que, para cada quantidade
de produto, o produtor peça um preço mais elevado.
 Quão mais alto vai ser o preço que o produtor vai
pedir?
 O “novo” preço que o produtor vai pedir para cada
quantidade é igual ao anterior + imposto: Pt = P + t
Impostos
Imposto cobrado ao produtor: Pt = P + t

 Algebricamente, a cobrança de um imposto específico


vai traduzir-se numa nova Função Inversa da Oferta:

Função Inversa da Oferta Original: P = - c + dQS

Nova Função Inversa da Oferta: Pt = - c + dQS + t

(Oferta  Oferta desloca-se para cima)


Imposto cobrado ao produtor
Imposto suportado por consumidores e produtores
S’
Preço
Oferta:
S P = - c + dQS
t
Pt = - c + dQS + t
E1
PC
t E0 Nota: t > Δ+Preço*
P* porque curvas com
PP inclinação “normal”

Qt* Q* Quantidade
Imposto cobrado ao produtor
Imposto inteiramente suportado pelos consumidores (|ε|=0)

D S’
Preço
Oferta:
S P = - c + dQS
t
Pt = - c + dQS + t
E1
PC
t
E0
PP=P*

Q* = Qt* Quantidade
Imposto cobrado ao produtor
Imposto inteiramente suportado pelos produtores (|ε|=)

S’
Preço
Oferta:
S P = - c + dQS
t
Pt = - c + dQS + t

E1 E0
PC= P* D
t
PP

Qt* Q* Quantidade
Imposto cobrado ao produtor

 Conclusão:
– Quanto mais inelástica for a Curva da Procura
(mais inclinada), maior é a proporção do imposto
suportado pelos consumidores (e menor é a
proporção do imposto suportado pelos produtores).

– Quanto mais elástica for a Curva da Procura (mais


horizontal), maior é a proporção do imposto
suportado pelos produtores (e menor é a proporção
do imposto suportado pelos consumidores).
Impostos
Imposto cobrado ao consumidor
 Para os consumidores, quando o Estado cobra um
imposto de t u.m., isso significa que para além do preço
que têm que pagar ao produtor, ainda vão ter que pagar
o montante do imposto ao Estado;
 Pela mesma quantidade, os consumidores querem pagar
menos aos produtores  Procura
 Quão mais baixo vai ser o preço que o consumidor quer
pagar?
Impostos
Imposto cobrado ao consumidor
 Para os consumidores, quando o Estado cobra um
imposto de t u.m., isso significa que para além do preço
que têm que pagar ao produtor, ainda vão ter que pagar
o montante do imposto ao Estado;
 Pela mesma quantidade, os consumidores querem pagar
menos aos produtores  Procura
 Quão mais baixo vai ser o preço que o consumidor quer
pagar?
 O “novo” preço que o consumidor quer pagar para cada
quantidade é igual ao anterior - imposto: Pt = P - t
Impostos
Imposto cobrado ao consumidor: Pt = P - t

 Algebricamente, a cobrança de um imposto específico


vai traduzir-se numa nova Função Inversa da Procura:

Função Inversa da Procura Original:P = a - dQD

Nova Função Inversa da Procura: Pt = a - dQD - t

(Procura  Procura desloca-se para baixo)


Imposto cobrado ao consumidor
Imposto suportado por consumidores e produtores

Preço
Procura:
S P = a - bQD
t Pt = a - bQD - t
PC
t E0 Nota: t > Δ+Preço*
P* porque curvas com
PP inclinação “normal”
E1

D
D’
Qt* Q* Quantidade
Imposto cobrado ao consumidor
Imposto inteiramente suportado pelos produtores

S
Preço
Procura:
P = a - bQD
t Pt = a - bQD - t

E0
PC=P*
t
PP E1
D
D’
Qt*= Q* Quantidade
Imposto cobrado ao consumidor
Imposto inteiramente suportado pelos consumidores

Preço
Procura:
P = a - bQD
PC t Pt = a - bQD - t
t
E0
PP=P* S
E1

D
D’
Qt* Q* Quantidade
Imposto cobrado ao consumidor

 Conclusão:
– Quanto mais inelástica for a Curva da Oferta (mais
inclinada), maior é a proporção do imposto
suportado pelos produtores (e menor é a proporção
do imposto suportado pelos consumidores).

– Quanto mais elástica for a Curva da Oferta (mais


horizontal), maior é a proporção do imposto
suportado pelos consumidores (e menor é a
proporção do imposto suportado pelos produtores).
Impostos

 Conclusão:
– Não importa sobre quem realmente incide o
imposto: cobrar um imposto aos consumidores ou
aos produtores tem exactamente o mesmo efeito
em termos da sua incidência real, ou seja, sobre
quem realmente paga o imposto.
Impostos e Elasticidades

 Já vimos que não importa sobre quem incide o


imposto... Mas quem suporta o seu encargo?
 A distribuição do encargo do imposto depende das
elasticidades da Procura e Oferta:
– Quando a Oferta é mais elástica do que a Procura,
os consumidores suportam uma maior parte do
encargo do imposto;
– Quando a Procura é mais elástica do que a Oferta,
os produtores suportam uma maior parte do
encargo do imposto.
Impostos e Elasticidades

 A intuição...
 O imposto recai mais sobre aqueles agentes cujo
comportamento é menos flexível, ou menos sensível a
variações do preço...
... exactamente, os agentes com menor elasticidade!
Impostos e Bem Estar

 Excluindo os casos extremos (em que a Procura ou a


Oferta são perfeitamente elásticas ou inelásticas)...

 O custo real de um imposto está na diminuição da


quantidade transaccionada: produção.

 Quem perde e quem ganha?


Impostos e Bem Estar
Antes do imposto:
CS = ?
PS = ?
Preço
S Depois do imposto:
CS = ?
A PS = ?
PC Receitas: ?
B E E0 (PC – PP).Qt* = t. Qt*
P* t
C F
PP B.E.:
E1
D Δ CS = ?
D Δ PS = ?
D’ Perdas/Ganhos = ?
Qt* Q* Quantidade
Impostos e Bem Estar
Antes do imposto:
CS = A + B + E
Perdas líquidas de PS = C + D + F
Preço bem-estar
(deadweight losses) S Depois do imposto:
CS = A
A PS = D
PC Receitas: B + C
B E E0 (PC – PP).Qt* = t. Qt*
P* t
C F
PP B.E.:
E1
D Δ CS = – (B + C)
D Δ PS = – (C – F)
D’ Perdas: E + F
Qt* Q* Quantidade