Você está na página 1de 154

PATRULHA

CLASSIFICAÇÃO

• FINALIDADE DA MISSÃO

• EXTENÇÃO DA OPERAÇÃO
EXTENÇÃO DA OPERAÇÃO
FINALIDADE
DA
MISSÃO
RESPONSABILIDADES
ORGANIZAÇÃO DA Pa
ORGANIZAÇÃO DA Pa
Peculiaridades do Grupo de Comando
ORGANIZAÇÃO DA Pa
ORGANIZAÇÃO DA Pa
ORGANIZAÇÃO DA Pa
ORGANIZAÇÃO DA PATRULHA DE RECONHECIMENTO
ORGANIZAÇÃO DA PATRULHA DE RECONHECIMENTO
ORGANIZAÇÃO DA PATRULHA DE COMBATE
ORGANIZAÇÃO DA PATRULHA DE COMBATE
CONDUTA DAS PATRULHAS

• CONDUTA - É uma ação previamente planejada


que será colocada em prática durante uma
operação militar.

• SOLUÇÃO DE CONDUTA - É uma decisão corretiva


de uma ação em curso, de execução em face de
um óbice que incidentalmente se apresenta.
COMANDO E CONTROLE

• O Controle é decisivo na atuação da Pa. O


Cmt manobra e conduz os fogos.
• Cadeia de Cmdo.
• O Cmt deve Emp todos meios de Com.
• O Scmt desloca-se à Rtgd da Pa e os
demais Cmt Frç permanecem com seus
Esc/Gp.
• Todos atentos a gestos (convencionados).
• Contagem do Ef é uma Mdd Ct.
COMANDO E CONTROLE

• Ctt direto do Cmt Pa e todos envolvidos.


• Todos participam da Ordem a Patrulha.
• Obediência às prescrições Rad (Cod Msg).
• Frq devem ser pré-Sint antes da Prtd.
• Deve-se Emp amplamente os Msg.
• Emp, se possível, sistema fio (sigilo).
• Ut meios visuais e auditivos, quando do Conhc de
todos os patrulheiros.
APOIO LOGISTICO

• Nas Op de curto alcance, a Pa infiltra com todo o


suprimento para o cumprimento da missão.

• Nas Op de longo alcance, faz-se necessário à


condução de suprimento sobressalente (mínimo) e
o planejamento da complementação por outros
meios.
APOIO DE FOGO
APOIO DE FOGO
APOIO LOGISTICO
ORGANIZAÇÃO PARA O MOVIMENTO

1- Fatores que influem na Org Pa para o Mvt


- Velocidade de Dsl
- Sigilo das Aç
- Seg da Pa
- Condições do terreno
- Condições meteorológicas
- Visibilidade
- Manutenção da integridade tática
- Ação no Obj
APOIO LOGISTICO
ORGANIZAÇÃO PARA O MOVIMENTO

2- Formações utilizadas
a) Em coluna
- visibilidade reduzida (selva, noite, nevoeiro)
- dificulta o desenvolvimento à frente e à retaguarda
- melhor controle e maior velocidade
- potência de fogo nos flancos e facilidade nas Ações
laterais
- distância entre os homens é determinada pelas
condições de visibilidade
COLUNA

Cmt
Seg 2 SCmt Aclh Elim Ass Seg 1
ROp
APOIO LOGISTICO
ORGANIZAÇÃO PARA O MOVIMENTO

2- Formações utilizadas
b) Em linha
- para transposição de cristas ou locais de passagem obrigatória
sujeitos à observação ou F Ini.
- utilizada no assalto e na contra-emboscada
- máximo volume de fogo à frente e boa dispersão
- não utilizada para deslocamentos longos
EM LINHA

Seg 2 Aclh Elim Ass Seg 1

SCmt Cmt ROp


APOIO LOGISTICO
ORGANIZAÇÃO PARA O MOVIMENTO

2- Formações utilizadas
c) Em losango
- Pa de grande efetivo
- maior segurança e rapidez no desenvolvimento
- Com entre o Cmt e patrulheiros
- potência de fogo em todas as direções
- necessidade de dispersão
LOSANGO

Seg 1

Aclh Ass
Cmt ROp

SCmt
GTE

Seg 2
APOIO LOGISTICO
ORGANIZAÇÃO PARA O MOVIMENTO

3- Distância entre os homens


4- Integridade Tática
5- Mudança de formação por gestos e sinais
convencionados
APOIO LOGISTICO
PARTIDA E REGRESSO DAS LINHAS AMIGAS

1- Ligações
- responsabilidade do Cmt que lança a Pa, porém o
Cmt Pa deve estabelecer as ligações, visando controlar
a entrada e saída da Pa na área determinada.

- Pos de ligação e coordenação da Pa: PC, PO, PAvcd e


última Pos Amiga por onde a Pa passará.
APOIO LOGISTICO
PARTIDA E REGRESSO DAS LINHAS AMIGAS

2- Aproximação e contato
APOIO LOGISTICO
PARTIDA E REGRESSO DAS LINHAS AMIGAS

3- Inteligência
- efetivo, eixo de progressão e horário provável de
retorno
- informes sobre o Ini
- no regresso, transmitir dados obtidos
4- Ultrapassagem
- desbordamento da Pos Amiga ou passar através dela
- utilização de guia
APOIO LOGISTICO
DESLOCAMENTOS

- preocupação com progressão, ligação e Observação


- utilizar cobertas e abrigos
- disciplina de luzes e ruídos
- Ctt visual com Cmt imediato
- transmissão de sinais e gestos
- Obs em “Z”
- ligações e Obs mantidas nos altos
- posição de condução do Armt
- evitar vestígios
SEGURANÇA

1- Durante o Planejamento
- levantar locais de emboscadas
- coordenação do Ap aéreo ou de fogo
SEGURANÇA

2- Durante os Dsloc
- disciplina de luzes e ruídos
- utilização do terreno para progredir
SEGURANÇA

2- Durante os Dsloc

- formações adequadas
- dispersão entre os homens
- utilização dos ESCLARECEDORES
- segurança nos flancos e na retaguarda
SEGURANÇA
NAVEGAÇÃO

- HORÁRIO
- realizar um planejamento e seguir
- eqp de navegação
- memorizar Itn
PONTOS DE REUNIÃO

- local onde uma Pa pode reunir-se e reorganizar-se


- são levantados durante o Rec ou estudo na carta e
confirmados no terreno
- devem ser do conhecimento de todos da Pa
- fácil Idt e acesso
- proporcionar cobertas e abrigos
- permitir defesa temporária
PONTOS DE REUNIÃO

a) Tipos de P Reu
IMPORTANTE

- Ponto de Reunião no Itinerário (PRI)

- Ponto de Reunião próximo do Obj (PRPO)


PONTOS DE REUNIÃO

b) Procedimento
- Havendo ação do Inimigo entre dois P Reu,
regressar ao último ou avançar até o próximo,
conforme estabelecido na O Pa.
- Na reorganização, tomar as providências para
prosseguir na missão. Após o tempo máximo definido
esgotar, o mais antigo assume e prossegue.
PARTICULARIDADES DE UMA PATRULHA
DE RECONHECIMENTO

1. Generalidades

- As Info sobre o Ini e o Terreno são de Vital


Importância para o Cmdo.

- A Pa Rec é um dos meios de que dispõe o Cmdo


para a busca/coleta de dados, os quais facilitam
uma tomada de decisão
2. Missões
A missão da Pa Rec consiste na Rsp a
perguntas sobre o Ini/Ter.

a. Sobre o Ini (exemplo)


- O Ini ocupa o Ter?
- Qual o seu valor, Eqp e Armt?
- Qual a sua Atv?

b. Sobre o Ter (exemplo)


- Quais Crtr dos Cursos d`água?
- Qual Crtr da Veg e a influência no Mov?
- Outras Info necessárias ao Cmdo.
3. Tipos de Reconhecimentos

a. Patrulha de Reconhecimento em Força


b. Patrulha de Vigilância
c. Patrulha de Reconhecimento de Itinerário
d. Patrulha de Reconhecimento de Ponto
e. Patrulha de Reconhecimento de Área
a. Patrulha de Reconhecimento em Força
- A Mis consiste em Rlz Aç For (Peq) sobre um Obj,
com a finalidade de se buscar dados sobre o Ini referente a
Dispc, valor e Poder de Cmb.

- É organizada em Esc Ass e Esc Seg.

b. Patrulha de Vigilância
- A Mis consiste em exercer Obs contínua sobre local
ou atividade.

c. Patrulha de Reconhecimento de Itinerário


- A Mis consiste em obter dados sobre um determinado
itinerário.
d. Patrulha Reconhecimento de Ponto

- A Mis consiste em obter dados sobre um


objetivo específico.

e. Patrulha de Reconhecimento de Área

- A Mis consiste em obter dados sobre uma


grande área ou sobre pontos nela existente.
4. Equipamento, Material e Armamento

- A Pa conduz o Armt necessário à própria Seg.

- O Eqp Indv/Mat dependem da duração e


situação da Mis (aliviado).

- OVN, Mat Com, Maq Foto, Crt, Esb, Foto Ae, Mat
Anotação, Poncho, Bússolas, Binóculos,
Relógios, GPS e etc.
5. Condutas Normais de uma Pa Rec

- Cumprir a Mis sem ser percebido pelo Ini.

- Combater pela Sobrevivência.

- Emp Rec pelo Fogo (sfc imprescindível), para


revelar Pos Ini.

- Rlz um A Gd no PRPO, para Retif/Ratif o Plj,


após o Rec Aprx.
PARTICULARIDADES DE UMA
PATRULHA DE COMBATE

1. Clas quanto a Finalidade da Missão


- Patrulha de Oportunidade
- Patrulha de Destruição
- Patrulha de Neutralização
- Patrulha de Segurança
- Patrulha de Resgate
PARTICULARIDADES DE UMA
PATRULHA DE COMBATE

- Patrulha de Captura
- Patrulha de Contato
- Patrulha de Interdição
- Patrulha de Inquietação
- Patrulha de Suprimento
- Patrulha de Emboscada
2. Patrulha de Oportunidade
a. Generalidades
- Lançada em determinada área com a finalidade de
atuar sobre Alvo Compensador que venha a surgir.
- O Cmt Pa que decide se o Alvo é Compensador ou
não.

3. Patrulha de Destruição
a. Generalidades
- Exige Planejamento detalhado da destruição
- A Destruição pode ser feita pelo fogo.
4. Patrulha de Neutralização
a. Generalidades
- Lançada com a Mis de Ntz (Eli/Cpt).
b. Organização
- Possui Gp com a Mis de Ntz. Os demais Gp
dependem da Mis Epcf.

5. Patrulha de Segurança
a. Generalidades
- Cumpre uma/mais Mis:
• Cob Flc/Fr/Rtgd/Intv/Itn.
• Exerce toda e qualquer ação que possa ser definida
pelo termo genérico de patrulhar.
- Tem também a finalidade de ligar P Seg.
6. Patrulha de Resgate
a. Generalidades
- Aç Rc Pes/Mat em A/Inst sob Ct Ini.
- Plj meios Trnp Mat/Pes (Fer).

7. Patrulha de Captura
a. Generalidades
- Aç Cpt Pes/Mat Ini, com a finalidade de obter Dd,
abater-lhe o moral e/ou priva-lo de chefes ou lideres
importantes.
- A Cpt consiste em Aç Conq e Condução para L Amg
de Pes/Mat Ini.
8. Patrulha de Interdição
a. Generalidades
- Consiste em impedir que o Ini se beneficie de uma
Região/Instalação/Mat, durante um período de tempo.
- A Itd pode ser Cump Ut Expl/F, Agt QBN, Sabt (Inst),
Ocupação Fis e Mnt da A Cnsd (Conq e Def Circ).
- Pode ser Ut Especialista dependendo da Sit.

9. Patrulha de Contato
a. Generalidades
- Lanç com Obj de Estb Ctt com Elm Amg.
b. Organização
- O Ef é menor e é levado pouco Armt.
10. Patrulha de Inquietação
a. Generalidades
- Pode Rcb Mis: causar Baixasx, dificultar Mov, Pertubar
descanso Ini.
- Nas Op GLO, uma Inquietação Impede/dificulta a
reorganização das F Adv.

11. Patrulha de Suprimento


a. Generalidades
- Tem a Mis de Sup uma U Dst.
- Cumpre sua Mis de duas formas:
• Dto – Ctt direto do apoiador e apoiado.
• Idto – Utiliza Suprimento pré-posicionado em Loc pré-
determinado (cachê).
- Pode ser Empregado animais, Vtr e Anv (Emp
condicionado).
- Nos Dslc utiliza formações que Psb Seg Pes Emp.
Velocidade definida pelo Gp mais pesado.
12. Patrulha de Emboscada
- Atq Surpresa, C Ini Mov/Tmpr Parado, Dscd Pos Cob,
com a finalidade de Dest/Cpt/Inqt/causar danos Materias.
- Loc de Emboscada (Mont) e A Dest (Con F).
- Altamente eficaz por não exigir a Conq/Mnt do Ter,
permitindo forças de pequeno valor destruir forças de
maior poder de Cmb.
TÉCNICAS DE ASSALTO
1. Generalidades
- Potência e Rapidez.
- Fogos precisos (Adestramento e Ensaio).
- Vol F constante. Ut Gr e Fum.
- Pos Ass deve ser o mais Prox do Obj (com
Sgl).
- O Cmt Pa deve definir a melhor forma de
Ass.
2. Tipos de Assalto
a. Contínuo

b. Por Lanços

c. Misto

d. Em Sigilo

e. Pelo Fogo
INFILTRAÇÃO
1. Generalidades
- A Infl consiste em uma Tec Mov através
/ em torno/sobre Pos Ini, realizada de
modo furtivo, com a finalidade de
concentrar Pes/Mat em A Hostil/sob Ct
Ini, visando Rlz Aç Mil.
1. Generalidades
- Exige do Cmt Pa um Plj meticuloso,
considerando-se os Fatores da Decisão e
as Sit de Contingência.
- Muito Importante o Ensaio da Infl.
- Algumas modalidades de Infl exigem
um elevado grau de adestramento.
- Para as Aç de Exfiltração são Ut os
mesmo processos e modalidades da
Infiltração.
2. Processos
- Terrestre (Mtz, a Pé, Emp Animais e
Combinada).

- Aéreo (Aet, Amv, Aetrnp e Combinada).

- Aquátil (Embc e a nado combinado).

- Misto (mais usado).

- Por Ultrapassagem do Ini (homizio).


DEFINIÇÕES

BASE DE COMBATE
- Instalada pelo Btl, Cia ou equivalente.
- Normalmente em área verde ou amarela.
-Ponto de concentração dos órgãos de comando e da reserva.
- Há um equilíbrio entre as medidas de Seg e Adm.
ÁREA DE REUNIÃO
- Pernoite de final de jornada ou dissimulação da Pa durante
o dia.
- Prevalecem as medidas de segurança.
-Semelhante a uma B Pa, sendo restritas as medidas
administrativas.
-Quando localizadas em área sob o controle do Ini, é
denominada Área de Reunião Clandestina.
BASE DE PATRULHA
DEFINIÇÃO

- É uma base temporária ,


instalada na área de
responsabilidade da SU, a
partir da qual o Pel ou o GC
cumprem missões de
reconhecimento e de combate.
BASE DE PATRULHA
CARACTERÍSTICAS

- Ocupada por Pel


- Tempo de ocupação não deve
passar de 48 horas
- Localização: áreas amarelas
( geralmente )
- Mdd Seg prevalecem sobre as
Adm.
BASE DE PATRULHA
SELEÇÃO DO LOCAL

PLANEJAMENTO ESTUDO
-DA CARTA
-FOTOGRAFIAS AÉREAS
1) Missão da Pa
2) Dissimulação e seg do local
3) Possibilidade de comunicações
4) Nec Sup Ae
5) Adequabilidade da área
6) Proximidade de uma fonte de água
BASE DE PATRULHA
IMPORTANTE
FASES DA INSTALAÇÃO
1)Evitar R habitadas
2) Obs Dis ruídos
1) Aprx base 3) Apvt do terreno
2) Reconhecimento 4) Fazer Alto Guardado
3) Ocupação 5) Rec local exato
6) Desig ponto de
4) Estb sistema Seg entrada
5) Mdd Administrativas 7) Definir o centro(6-12)
8) NGA (P relógio)
6) Inspeções 9) Rec setores (Cmt Gp)
7) Evacuação da base 10) Aguardar Pa
BASE DE PATRULHA
OCUPAÇÃO DA BASE
B
- Com luminosidade A
S
- Possuir NGA de ocupação E
- Mecânica de ocupação
P
c
p
- Após o Rec, os guias trazem seus Gp até a entrada
da Base, onde estará o Cmt Gp aguardando.
- Condução dos Gp Para os setores ( Cmt Gp )
- Gp Cmdo no centro da base
- Cmt Gp reconhece o terreno à frente definindo
PV/PE

- Alto-guardado Falsa base


BASE BASE DE PATRULHA
ALTERNATIVA

BASE PRINCIPAL

FALSA
BASE BASE
ALTERNATIVA

ALTO
GUARDADO

DIREÇÃO GERAL DE
DESLOCAMENTO
BASE DE PATRULHA
SISTEMA DE SEGURANÇA
- 02 a 03 homens
- Lançados pelos Gp
PE/PV
-PV mais distantes (além
das armadilhas ) Sigilo
-PE mais próximos
- Com silenciosas
NÃO SE DEFENDE UMA BASE ATACADA
ENTRADA E SAÍDA ÚNICA (Vig permanente e Armt coletivo)
MINAS E ARMADILHAS
SISTEMA DE ALARMES LUMINOSO
SENHAS/ CONTRA-SENHAS/ SINAIS Rec
SISTEMA DE SEGURANÇA

PE/ PV PONTO
LUMINOSO
SISTEMA DE
ALARME
BASE DE PATRULHA
SISTEMA DE SEGURANÇA

DEFESA DA BASE
- Defesa limitada ( Fogos na Dire Ini )
- Abandonada Mdt O Cmt Pa
- Restrição de cobertas e abrigos (abrigo
para homem deitado)
- ECD emprego 30 min antes de escurecer e
de amanhecer
- Posição para dormir ( favorecer pronta
resposta )
- Sempre 1/3 ECD ( pronto )
- Pa Rec em torno da base
BASE DE PATRULHA
MEDIDAS ADMINISTRATIVAS

- Construção de latrinas
- Sup de água
- Construção de abrigos sumários
- Regras rígidas de higiene
- Consumo da ração durante o
dia ( luz do fogo )
- Mnt do Armt e material ( 1/3 )
- Horários para próxima Atv
BASE DE PATRULHA
INSPEÇÕES

- Mdd segurança
- Contínuas (agilizar a instalação)
- Limites entre os Gp
- Ligações PV/PE e os Gp
- Localização PV/PE e minas/ armadilhas
- Sistema de alarme
- Setores de tiro
- Senha e Contra-senha
- Condutas / ETC.
BASE DE PATRULHA
EVACUAÇÃO

- Imposta pelo Ini ou por imposição tática ou


de Seg
- Impedir os vestígios de permanência
- Limpeza da área ( todos os patrulheiros )
- Período noturno
- Agilidade e rapidez
- Conferência do pessoal e material ( Armt )
BASE DE PATRULHA
COMUNICAÇÕES

- Âmbito da Pa (Com silenciosas)


- Rádio (disciplina na exploração)
- Telefone
- Mensageiro (muito empregado)
- Acústicos, ópticos e de fortuna
- Antenas improvisadas
BASE DE PATRULHA
RESSUPRIMENTO

TERRESTRE AÉREO

- Rota de Aprx
- Cuidado com Dsloc - ZL (longe da base)
- Menos recomendado - Pista de aterragem, SFC
- Muita Nec - H Lançamento (noite)
- Lig terra-avião (código)
- Dep camuflado
TAI
(CLASSIFICAÇÃO)

a. De acordo com a nossa missão e com o nosso poder de combate em


relação ao do inimigo, as TAI são classificadas em ofensivas ou defensivas.

b. As TAI ofensivas são aquelas que têm por objetivo engajar o inimigo e
destruí-lo em caso de contato. Já as defensivas têm por objetivo não estabelecer
o contato ou, no caso de estabelecido, rompê-lo o mais rapidamente possível.

c. Quanto à missão

(1) Se a missão for de reconhecimento, as TAI adotadas serão normalmente


defensivas.

(2) Se a missão for de combate, as TAI adotadas até seu cumprimento,


normalmente, serão defensivas, com a finalidade de manutenção do sigilo. No
itinerário de retorno, poderão ser adotadas as TAI ofensivas com a finalidade de
destruir um eventual alvo compensador.
DISPOSITIVO DO PELOTÃO
NÓS VEMOS O INIMIGO E NÃO
SOMOS VISTOS
(TAI OFENSIVA)
NÓS VEMOS O INIMIGO E NÃO
SOMOS VISTOS
(TAI DEFENSIVA)
NÓS VEMOS O INIMIGO E ELE
NOS VÊ
(TAI OFENSIVA)
NÓS VEMOS O INIMIGO E ELE
NOS VÊ
(TAI DEFENSIVA)
O INIMIGO NOS VÊ E NÓS NÃO
O VEMOS
(EMBOSCADA INIMIGA)
SITUAÇÕES DE CONTINGÊNCIA
a. Situações de contingência são situações de incerteza sobre algo que
poderá eventualmente acontecer nas diferentes fases de uma missão de patrulha
e que implicam na adoção de um procedimento diferente do planejamento principal

b. Para toda situação de contingência cogitada deverá ser tomada uma


decisão para fazer face ao problema previsto.

c. O objetivo do planejamento de uma decisão prévia face à situação de


contingência é facilitar a adoção de medidas e procedimentos necessários ao
cumprimento da missão.

d. O comandante deverá ter muito cuidado quando da explanação, na ordem


à patrulha, das decisões relativas às situações de contingência a fim de evitar
confusão com o plano principal. O ideal é que as situações de contigência e as
respectivas decisões face às mesmas sejam explanadas nas prescrições diversas.
FASES DA
MISSÃO
1ª) RECEBIMENTO DA MISSÃO
2ª) PLANEJAMENTO E PREPARAÇÃO
3ª) EXECUÇÃO
4ª) CONFECÇÃO DO RELATÓRIO
RECEBIMENTO DA MISSÃO

F - Força
A - Atividades
Z - Equipamento
E - Localização
R Tirar dúvidas
- Inimigo - Identificação
A - Amigo - Grau de Instr
N - Terreno - Peculiaridades
O - Deficiências
T - Cond Meteo
A - Meios -Possibilidades (Capacidade
Ç - População Reforço)
Õ - Elm Ctt
E - Com
S - Coord
SEQÜÊNCIA DAS AÇÕES
• PROVIDENCIAS INICIAIS
• OBSERVAÇÃO E PLANEJAMENTO DO
RECONHECIMENTO
• RECONHECIMENTO
• ESTUDO DE SITUAÇÃO
• ORDENS
• FISCALIZAÇÃO

POREOF
PLANEJAMENTO E PREPARAÇÃO
1. ESTUDO SUMÁRIO DA MISSÃO
2. Plj Utlz TEMPO
P
3. ESTUDO DE SITUAÇÃO PRELIMINAR
4. Plj DA Org DE PESSOAL E MATERIAL
O
5. Plj DO Rec
6. ORDEM PREPARATÓRIA
R
5. RECONHECIMENTO
E 6. ESTUDO DE SITUAÇÃO
O 7. ORDEM À PATRULHA
8. INSPEÇÃO INICIAL
F 9. ENSAIO
10. INSPEÇÃO FINAL
ESTUDO DE SITAÇÃO PRELIMINAR
N
O • Processo lógico.
R
M • Como cumprir a missão?
A • Obter condições de organizar a Pa em pessoal e
S material.
D • Estuda M I Te Me T
E
C
M
D
O
ORGANIZAÇÃO DE PESSOAL

Organização da Patrulha
Considerações Iniciais:

Considerar o QO de um
Pel quando for
distribuir as funções:
ATIVIDADES
REALIZADAS:
1ª) ESTUDO DE SITUAÇÃO
2ª) ORGANIZAÇÃO DE PESSOAL
3ª) CONFECÇÃO DO QOPM
4ª) PLJ DO RECONHECIMENTO ( SFC )

O Cmt está pronto para emitir a O Prep !


USO DO MEMENTO
O
P FINALIDADE:
R – ORIENTAR A PREPARAÇÃO
E INDIVIDUAL E COLETIVA DA
P PATRULHA PARA O CUMPRIMENTO
A
R DA MISSÃO.
A MAIS CURTO PRAZO POSSÍVEL
T
Ó SCMT ORGANIZA A Pa PARA A
R ORDEM JÁ NO DISPOSITIVO DOS
I GRUPOS.
A
USO DO MEMENTO
O
Observações sobre a O Prep :
P
R - Ordem administrativa para a patrulha;
E - Não abordar qualquer aspecto relativo à execução;
P
A - Durante a transmissão, seguir o memento;
R - Deve ficar exposto durante a O Prep:
A
T • MISSÃO
Ó • QUADRO-HORÁRIO
R
I • PRESCRIÇÕES DIVERSAS
A - Memento. Pág 3-10.
ESTUDO DE SITUAÇÃO
P
L MISSÃO
J
INIMIGO
D
E TERRENO E CONDIÇÕES
T
A METEOROLÓGICAS
L
H MEIOS
A TEMPO
D
O
CONFIRMA, REFUTA OU ATUALIZA
P
L Observações importantes sobre o Plj Detalhado :
J
D - Faz anotações visando a O Pa;
E - O Plj deve ser feito na ordem de importância:
T
A 1º) Ação no Objetivo;
L 2º) Deslocamento até o PRPO;
H
A 3º) Regresso;
D 4º) Outros ( em cima do memento ).
O
N Planejamento Detalhado
O
R DEFINIR:
M
A •QUEM ?
S EM
D
•FAZ O QUÊ ? TODAS
E •ONDE ? AS
C •COMO ? FASES
M
D •QUANDO ?
O
•PARA QUÊ ?
N Planejamento Detalhado
O
R
M •Planejamento:
A Prep
S ¤ Ação no Obj
para
D ¤ Dsloc até PRPO emissão
E
¤ Regresso L Ami da
C ¤ Outros O Patr
M
D
O
USO DO MEMENTO
O
Observações importantes sobre a O Pa:
P
A - Transmissão da O Pa:
T • Verbal e contínua
R
U • Para toda a Pa ( inclui pilotos, Mot, especialistas, ... )
L • Transmitida com a patrulha completamente aprestada
H - Os itens já abordados na O Prep serão checados;
A - Durante a transmissão, seguir o memento.
USO DO MEMENTO
O Observações importantes sobre a O Pa:
- Deve ficar exposto durante a O Pa:
P • MISSÃO
A • QUADRO-HORÁRIO
T • PRESCRIÇÕES DIVERSAS
R • ORDEM DE MOVIMENTO ( Ida e Volta )
U • OCUPAÇÃO DO PRPO
L • PLANOS DE EMBARQUE
H • CAIXÃO DE AREIA ( 1/3 Itn e 2/3 Aç Obj )
A
f) Fiscalização
• O Cmt, auxiliado pelo SCmt, supervisiona a
execução das ordens aos elementos subordinados .
Fase de vital importância para o sucesso da missão

• As referidas fiscalizações são: inspeção inicial e


inspeção final.

• Nesta fase, a cargo do SCmt, os ensaios das a~ções


são realizados.
FISCALIZAÇÃO
I
N
S
P Observações importantes sobre a Insp Inicial :
E - Exclusiva responsabilidade do Cmt Pa;
Ç
à - Se o efetivo e o tempo disponível permitir, o
O
Cmt Pa inspeciona cada homem pessoalmente;
I - É auxiliado pelo S Cmt
N
I - PARTE TEÓRICA E PARTE PRÁTICA.
C
I
A
L
BUSCAR O REALISMO

Observações importantes sobre o Ensaio :


E
N - O ensaio é CONDUZIDO pelo S Cmt;
S - É realizado por partes:
A
I 1º) Por grupos e missões específicas
O
2º) Com toda a Pa ( GERAL )
CHEQUE
I
N
S
P - INSPECIONAR AS FALHAS VERIFICADAS
E
Ç NA INSPEÇÃO INICIAL;
à - VISA CORRIGIR POSSÍVEIS ERROS QUE
O
AINDA POSSAM EXISTIR
F
I - É A ÚLTIMA ATIVIDADE ANTES DA
N PARTIDA
A
L - CARREGAR!!!!
QUESTIONÁRIO
Correlacione as patrulhas quanto à finalidade da missão. (5 escores)

( A ) Interdição
( B ) Vigilância
( C ) Reconhecimento em força
( D ) Reconhecimento de um ponto
( E ) Pa de emboscada

( ) É uma Patrulha de valor considerável empregada para localizar a posição de uma


força inimiga e testar o seu poder.
( ) É a que executa ações para evitar ou impedir que o inimigo se beneficie de
determinadas regiões, de pessoal, de instalações ou de material.
( ) É a que realiza ataque de surpresa partindo de posições cobertas, contra um alvo
em movimento ou momentaneamente parado.
( ) É a que exerce a observação contínua de um local ou de uma atividade.
( ) É a que realiza o reconhecimento de um objetivo específico.
Correlacione as patrulhas quanto à finalidade da missão. (5 escores)

( A ) Interdição
( B ) Vigilância
( C ) Reconhecimento em força
( D ) Reconhecimento de um ponto
( E ) Pa de emboscada

( C ) É uma Patrulha de valor considerável empregada para localizar a posição de


uma força inimiga e testar o seu poder. √
( A ) É a que executa ações para evitar ou impedir que o inimigo se beneficie de
determinadas regiões, de pessoal, de instalações ou de material. √
( E ) É a que realiza ataque de surpresa partindo de posições cobertas, contra um
alvo em movimento ou momentaneamente parado. √
( B ) É a que exerce a observação contínua de um local ou de uma atividade. √
( D ) É a que realiza o reconhecimento de um objetivo específico. √
De acordo com as situações abaixo, descreva qual o tipo
de formação deverá ser utilizada pela patrulha e
apresente uma característica dessa formação.

a) Formação utilizada à noite, na selva ou com nevoeiro.


(2 escores)

b) Formação utilizada para transposição de cristas e no


assalto. (2 escores)
De acordo com as situações abaixo, descreva qual o tipo de
formação deverá ser utilizada pela patrulha e apresente uma
característica dessa formação.

a) Formação utilizada à noite, na selva ou com nevoeiro. (2 escores)


Em coluna,√ pois é utilizada quando a visibilidade for
reduzida, esta formação permite maior controle e
velocidade de deslocamento.

b) Formação utilizada para transposição de cristas e no assalto.


(2 escores)

Em linha, √ pois está sujeito à observação ou ao fogo


inimigo, essa formação proporciona máximo volume
de fogo à frente. √
A questão abaixo trata dos procedimentos a serem adotados por ocasião das fases
de instalação de uma base de Patrulha. Para isso complete os espaços com as
palavras corretas. (8 escores)

b) O Cmt da Patrulha, seu rádio-operador, juntamente com _________________e


_____________ deslocam-se para o reconhecimento da falsa base.

b) Definido o local da base, o planejamento e a preparação da instalação,


normalmente segue-se a seguinte sequência:

Aproximação da base.
______________________
_______________________
_______________________
_______________________
_______________________
_______________________
A questão abaixo trata dos procedimentos a serem adotados por ocasião das fases
de instalação de uma base de Patrulha. Para isso complete os espaços com as
palavras corretas. (8 escores)

b) O Cmt da Patrulha, seu rádio-operador, juntamente com os comandantes de


grupo√ e seus guias deslocam-se para o reconhecimento da falsa base.

b) Definido o local da base, o planejamento e a preparação da instalação,


normalmente segue-se a seguinte sequência:

Aproximação da base.
Reconhecimento. √
Ocupação da base. √
Estabelecimento de um sistema de segurança. √
Medidas administrativas. √
Inspeções. √
Evacuação da base. √
Durante o deslocamento de ida, uma Patrulha de
Combate observou a presença do inimigo, porém,
este não a percebeu.
a)Qual a classificação da TAI que deve ser
adotada? (1 escore)

b)Qual ação os patrulheiros devem realizar?


(1escore)
Durante o deslocamento de ida, uma Patrulha de
Combate observou a presença do inimigo, porém,
este não a percebeu.
a)Qual a classificação da TAI que deve ser
adotada? (1 escore)
TAI defensiva. √

b)Qual ação os patrulheiros devem realizar?


(1escore)

A patrulha abandona a direção geral do


deslocamento e oculta-se no terreno. √
As Normas de Comando compreendem todas as atividades de
planejamento e preparação desenvolvidas até a partida para o
cumprimento da missão. Cite as atividades desenvolvidas
nas Normas de Comando (POREOF). (4 escores)
___________________
___________________
___________________
R - Reconhecimento
___________________
O - Ordens
As Normas de Comando compreendem todas as atividades de
planejamento e preparação desenvolvidas até a partida para o
cumprimento da missão. Cite as atividades desenvolvidas
nas Normas de Comando (POREOF). (4 escores)

P - Providências iniciais√
O - Observação e planejamento do reconhecimento√
R - Reconhecimento
E - Estudo de situação√
O - Ordens
F - Fiscalização√
Qual a denominação dada à patrulha de reconhecimento que
realiza o reconhecimento de um objetivo específico? (1 escore)
Qual a denominação dada à patrulha de reconhecimento que
realiza o reconhecimento de um objetivo específico? (1 escore)

PATRULHA DE RECONHECIMENTO DE PONTO.


Qual a denominação dada à patrulha de reconhecimento que busca dados
no interior de determinada área ou executa a própria delimitação de uma
área com características específicas? (1 escore)

PATRULHA DE RECONHECIMENTO DE ÁREA.


Qual a denominação dada à patrulha de reconhecimento que busca dados
no interior de determinada área ou executa a própria delimitação de uma
área com características específicas? (1 escore)
Qual a denominação dada à patrulha que
exerce a observação contínua de um local ou
de uma atividade? (1 escore)
Qual a denominação dada à patrulha que
exerce a observação contínua de um local ou
de uma atividade? (1 escore)

PATRULHA DE VIGILÂNCIA
Qual a finalidade de uma Patrulha de Inquietação?
(4 escores)
Qual a finalidade de uma Patrulha de Inquietação?
(4 escores)

É A PATRULHA DESTINADA A OCASIONAR


BAIXAS.
PERTURBAR O DESCANSO.
DIFICULTAR O MOVIMENTO E/OU OBTER
OUTROS EFEITOS SOBRE O INIMIGO
COM A FINALIDADE DE ABATER-LHE O MORAL.
Visando facilitar a compreensão dos integrantes do grupo,
você resolveu confeccionar um croqui contendo toda a
seqüência da ocupação da Base de Patrulha. Complete, na
tabela abaixo, a denominação dos locais acima
numerados: (3 escores)
______________
______________
______________

BASES ALTERNATIVAS
Visando facilitar a compreensão dos integrantes do grupo,
você resolveu confeccionar um croqui contendo toda a
seqüência da ocupação da Base de Patrulha. Complete, na
tabela abaixo, a denominação dos locais acima
numerados: (3 escores)

ALTO GUARDADO
FALSA BASE
BASE PRINCIPAL
BASES ALTERNATIVAS
Responda ao Sd DJAN, de forma objetiva, qual a finalidade
da Ordem Preparatória: (2 escores)
Responda ao Sd DJAN, de forma objetiva, qual a finalidade
da Ordem Preparatória: (2 escores)

FINALIDADE: A ORDEM PREPARATÓRIA TEM A


FINALIDADE DE ORIENTAR A PREPARAÇÃO INDIVIDUAL
E COLETIVA DA PATRULHA PARA O CUMPRIMENTO DA
MISSÃO.

ACEITA-SE TAMBÉM: ATIVIDADE ADMINISTRATIVA;


ORGANIZA A PATRULHA PARA A MISSÃO; DAR O
CONHECIMENTO GERAL DA MISSÃO.
Cite 4 (quatro) aspectos principais que influem
na organização de uma patrulha para o
movimento: (4 escores)
Cite 4 (quatro) aspectos principais que influem
na organização de uma patrulha para o
movimento: (4 escores)

1) INIMIGO;
2) MANUTENÇÃO DA INTEGRIDADE TÁTICA;
3) A AÇÃO NO OBJETIVO;
4) O CONTROLE DOS HOMENS;

OUTRAS RESPOSTAS:
VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO; SIGILO DAS AÇÕES; A
SEGURANÇA DA PATRULHA; AS CONDIÇÕES DO
TERRENO; AS CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS; A
VISIBILIDADE TERRENO.
Qual o conceito de Patrulha? (4 escores)
Qual o conceito de Patrulha? (4 escores)

PATRULHA É UMA FORÇA COM VALOR E COMPOSIÇÃO


VARIÁVEIS, DESTACADA PARA CUMPRIR MISSÕES DE
RECONHECIMENTO, DE COMBATE OU DA COMBINAÇÃO
DE AMBAS.
Qual a classificação das patrulhas quanto a extensão da
operação?
Qual a classificação das patrulhas quanto a extensão da
operação?

PATRULHA DE CURTO ALCANCE E PATRULHA DE


LONGO ALCANCE
Com intuito de transmitir corretamente as fases da instalação
da base de patrulha, complete as informações dos números 2,
3, 4, 5 e 6 do quadro abaixo: (5 escores)

1)Aproximação da base de patrulha.


2)
3)
4)
5)
6)
7) Evacuação da base de patrulha.
Com intuito de transmitir corretamente as fases da instalação
da base de patrulha, complete as informações dos números 2,
3, 4, 5 e 6 do quadro abaixo: (5 escores)

1)Aproximação da base de patrulha.


2) RECONHECIMENTO.
3) OCUPAÇÃO DA BASE DE PATRULHA.
4) ESTABELECIMENTO DE UM SISTEMA DE SEGURANÇA.
5) MEDIDAS ADMINISTRATIVAS.
6) INSPEÇÕES.
7) Evacuação da base de patrulha.
Após confeccionar o Quadro de Organização de Pessoal e Material (QOPM) e os
meios visuais necessários, você já está pronto para iniciar sua ORDEM
PREPARATÓRIA.
Antes do início da ORDEM PREPARATÓRIA, o Sd MONTANHA, integrante da sua
patrulha, perguntou a você qual era a finalidade da Ordem Preparatória.
Responda ao Sd MONTANHA, de forma objetiva, qual a finalidade da Ordem
Preparatória: (2 escores)
Após confeccionar o Quadro de Organização de Pessoal e Material (QOPM) e os
meios visuais necessários, você já está pronto para iniciar sua ORDEM
PREPARATÓRIA.
Antes do início da ORDEM PREPARATÓRIA, o Sd MONTANHA, integrante da sua
patrulha, perguntou a você qual era a finalidade da Ordem Preparatória.
Responda ao Sd MONTANHA, de forma objetiva, qual a finalidade da Ordem
Preparatória: (2 escores)

A ORDEM PREPARATÓRIA TEM A FINALIDADE DE ORIENTAR A


PREPARAÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA DA PATRULHA PARA O
CUMPRIMENTO DA MISSÃO.

OUTRAS RESPOSTAS: ATIVIDADE ADMINISTRATIVA; ORGANIZA A


PATRULHA PARA A MISSÃO; DAR O CONHECIMENTO GERAL DA MISSÃO.
Após a Ordem Preparatória, você iniciou o planejamento pormenorizado
das ações. Enquanto isso, a patrulha seguiu para o aprestamento, visando
a preparação para a ordem à patrulha.
Ao findar do planejamento, iniciou-se a ordem à patrulha. Em determinado
momento da explanação da ordem, foram abordados os diversos tipos de
“altos” que poderão existir durante o deslocamento.
Descreva aos integrantes da patrulha os procedimentos que deverão
ser tomados ao comando de “alto” e ao comando de “congelar”: (4
escores)
Após a Ordem Preparatória, você iniciou o planejamento pormenorizado
das ações. Enquanto isso, a patrulha seguiu para o aprestamento, visando
a preparação para a ordem à patrulha.
Ao findar do planejamento, iniciou-se a ordem à patrulha. Em determinado
momento da explanação da ordem, foram abordados os diversos tipos de
“altos” que poderão existir durante o deslocamento.
Descreva aos integrantes da patrulha os procedimentos que deverão
ser tomados ao comando de “alto” e ao comando de “congelar”: (4
escores)

AO COMANDO DE “ALTO”: CADA INTEGRANTE DA


PATRULHA OCUPA UMA POSIÇÃO, APROVEITANDO AS
COBERTAS E ABRIGOS EXISTENTES NAS
PROXIMIDADES. AO COMANDO DE “CONGELAR”: TODOS
OS PATRULHEIROS PERMANECEM IMÓVEIS E
AGACHADOS OBSERVANDO E OUVINDO ATENTAMENTE
A SITUAÇÃO QUE SE APRESENTA
Com a finalidade de não gerar dúvidas, relembre
também o que significa o “alto-guardado”:
(3 escores)
Com a finalidade de não gerar dúvidas, relembre
também o que significa o “alto-guardado”:
(3 escores)

O “ALTO-GUARDADO” É UMA PARADA MAIS


PROLONGADA, DURANTE A QUAL A PATRULHA
ADOTA UM DISPOSITIVO MAIS ABERTO,
NORMALMENTE CIRCULAR E PODE DESTACAR
ELEMENTOS PARA OCUPAR POSIÇÕES
DOMINANTES.
Terminada a Ordem à Patrulha, você determinou que o
Subcomandante da Patrulha realizasse o ensaio.
Descreva qual é o procedimento correto que o
pelotão deverá adotar ao se deparar com uma estrada no
decorrer do itinerário. (4 escores)
Terminada a Ordem à Patrulha, você determinou que o
Subcomandante da Patrulha realizasse o ensaio.
Descreva qual é o procedimento correto que o
pelotão deverá adotar ao se deparar com uma estrada no
decorrer do itinerário. (4 escores)

PROCEDIMENTO CORRETO: AO SE DEPARAR COM UMA ESTRADA


NO DECORRER DO ITINERÁRIO, PRIMEIRAMENTE É NECESSÁRIO
ESTABELECER A SEGURANÇA DA PATRULHA, E DEFINIR UM
PONTO DE REUNIÃO. A TRAVESSIA DEVE SER RÁPIDA E
SILENCIOSA, COM TODA A PATRULHA, POR GRUPOS, OU
INDIVIDUALMENTE,DE ACORDO COM A SITUAÇÃO.