Você está na página 1de 26

Gestão da Inovação na Empresa

Sergio Fialho
UNIFACS
Motivação para a Inovação
• O que motiva uma empresa a inovar ?

• Quais as principais práticas das empresas


inovadoras ?

• Quais barreiras devem ser transpostas parta


obter resultados com a inovação ?
O que motiva a Inovação ?
• INICIATIVAS

– Desejo de não competir em “Commodities”


– Busca de vantagem competitiva sustentável
– Determinação de aumentar fatia de mercado ou entrar em novos
mercados
– Decisão por exportação

• AMEAÇAS

– Mudanças no consumidor
– Avanços tecnológicos
– Final de ciclo de vida de produtos
– Aumento da competitividade no mercado
Quais as principais práticas em empresas
inovadoras ?
• Cultura que apoia a criatividade e participação
• Mobilização e integração de equipes
(multifuncionalidade), entre setores e externo
• Sistema de recompensas baseadas em resultados
(materiais, conhecimento e liberdade de exploração)
• Entendimento sistemático do mercado, da
tecnologia e do consumidor
• Planejamento, prioridades e gestão da carteira de
inovações
Quais as principais barreiras à inovação ?
• Relativas ao custo: riscos, custos, financiamento
• Relativas aos conhecimento: carência de pessoal qualificado,
de informações tecnológicas e de mercado, dificuldades em
encontrar parceiros (P&D e marketing), inflexibilidade
organizacional (resistências de pessoal e gerencia, estrutura e
liderança)
• Relativas aos mercados: demanda incerta, mercado
dominado
• Institucionais: infraestrutura, direitos de propriedade,
regulações em geral
• Outros: falta de demanda por inovações, zona de conforto
com antigas inovações
CONSIDERAÇÕES FINAIS
• Para se tornar inovadora, a empresa precisa
realizar muitas mudanças
• É preciso criar um ambiente que estimule o
trabalho em equipe e integre as várias áreas
do negócio
• A colaboração externa é tão essencial quanto
difícil de praticar
• A grande vantagem é ser rápido e inovador
• Essencial é gerenciar o processo de inovação
Metodologia NUGIN

Projeto desenvolvido com apoio da FINEP a partir


de 2004, para criar novas competências em
tecnologia de gestão da inovação

-IEL-FIESC/SC (coordenador do projeto)

-UFSC
- NEDIP (Núcleo de Desenvolvimento
Integrado de Produtos)
- EMC (Departamento de Engenharia
Mecânica)
- IGTI (Núcleo de Estudos em Inovação,
Gestão e Tecnologia da Informação)
- EPS (Departamento de Engenharia de
Produção e Sistemas)
Metodologia NUGIN

Promover a inovação na Empresa, sistematizando o


desenvolvimento de novos produtos e processos:

-Identificar novas oportunidades

-Priorizar os projetos

-Desenvolver produtos e processos com otimização de


tempo e custos
Metodologia NUGIN

-A Inovação deve ser um processo sistemático e contínuo

-Metodologia adaptada a empresas de pequeno e médio porte

-Valorização do aprendizado contínuo endógeno e do conhecimento

-Visão sistêmica que articule as várias partes da empresa no


processo, com valorização da comunicação e do relacionamento

-Inovação como elemento fundamental para a competitividade


Metodologia NUGIN

ORGANIZAÇÃO INTELIGÊNCIA
COMPETITIVA

PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO

DESENVOLVIMENTO
DE PRODUTOS
Organização

Diagnóstico Geral

Estruturação Organizacional

Criação de um Ambiente de Inovação


DIAGNÓSTICO GERAL Benchmarking

Identificar a capacidade atual de inovação da Empresa:

•Visão estratégica e estrutura da empresa


•Posicionamento mercadológico: clientes/concorrentes
•Cultura organizacional e motivação para a inovação
•Competências atuais dos recursos humanos
•Processos de desenvolvimento de inovações e novos produtos
•Monitoramento de informações
•Gerenciamento de projetos
•Ferramentas utilizadas
•Indicadores para monitorar:
• A inovação na empresa
• O impacto dos novos desenvolvimentos para os negócios
ESTRUTURAÇÃO

Aprovar idéias e projetos


COMITÊ Viabilizar as ações de inovação
ESTRATÉGICO

NÚCLEO DE Sistematizar informações


INOVAÇÃO Integrar áreas da empresa
Interagir com parceiros e mercado
Gerenciar carteira de projetos

Diretamente ligado à cúpula


Pessoas com acesso às decisões da alta gestão, com
autonomia de decisão e conhecimento dos negócios
CRIAÇÃO DE UM AMBIENTE DE INOVAÇÃO

• CONSTRUIR GRADATIVAMENTE UMA


CULTURA PRÓ-INOVAÇÃO
• Processos e Capacitação

• ELIMINAR GRADATIVAMENTE AS
BARREIRAS À INOVAÇÃO
• Estímulos (materiais e imateriais)
Metodologia NUGIN

ORGANIZAÇÃO INTELIGÊNCIA
COMPETITIVA

PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO

DESENVOLVIMENTO
DE PRODUTOS
Planejamento Estratégico

Análise Ambiente Interno e Externo


Análise Planejamento Corporativo
Definição da Visão de Inovação (macro-objetivo)
Análise de Tecnologias Alternativas
Definição da Estratégia Tecnológica
Definição de Mercados-Alvo e Clientes
Definição de Indicadores de Inovação
Priorização de Projetos e Investimentos
Elaboração de Plano de Ação
DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA TECNOLÓGICA

•Análise das tendências mercadológicas e tecnológicas nos mercados


visados:
• Desenvolver internamente ?
• Adquirir de terceiros ?
• Fazer parcerias ?

•Matriz Competências x Mercados:


• Novos produtos x tecnologia atual x mercado atual
• Novos produtos x tecnologia atual x novos mercados
• Novos produtos x novas tecnologias x mercado atual
• Novos produtos x novas tecnologias x novos mercados
ANÁLISE DE COMPETÊNCIAS

•Aderência entre:
• Objetivos e Estratégias x Competências e estrutura

Objetivo

Estratégia Competência Tecnologia Equipe Infra de P&D Informações


e Estrutura
XYZXYZ...... ATUAL

NECESSÁRIA

Investimento

Tempo
Metodologia NUGIN

ORGANIZAÇÃO INTELIGÊNCIA
COMPETITIVA

PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO

DESENVOLVIMENTO
DE PRODUTOS
Desenvolvimento de Produtos

Planejamento de Produto
Planejamento Tecnológico
Elaboração do Plano de Projeto
Projeto Informacional
Projeto Conceitual
Projeto Preliminar
Projeto Detalhado (protótipos)
Metodologia NUGIN

ORGANIZAÇÃO INTELIGÊNCIA
COMPETITIVA

PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO

DESENVOLVIMENTO
DE PRODUTOS
Inteligência Competitiva
Nada de novo em MONITORAR Concorrência e
Mercado

Mas para haver Inteligência Competitiva é necessário:


Sistematizar como um Processo Contínuo
Incorporar ao processo decisório
Disseminar dentro da Organização

Criar uma CULTURA DE INTELIGÊNCIA em todos os


níveis
Inteligência Competitiva

Definição e Implantação da Rede de Inteligência


Definição do Mapa Estratégico da Informação

•Monitoramento e Coleta de Informações


•Análise Estratégica da informação
•Disseminação da Informação
QUESTÕES
CENTRAIS DA
IC

CLIENTES O que gostariam que melhorasse em nossos produtos ?

CONCORRENTES Por que eles fazem sucesso ?


Quais seus pontos fortes e fracos ?
MERCADOS Como funciona o mercado onde atuamos ?
Quais são os valores percebidos pelos compradores ?
Como se diferenciar no mercado ?
AMBIENTE O ambiente atual é estável ?
Como podemos influenciar no ambiente ?
PRODUTO Onde o produto pode melhorar para atender ao cliente ?
Qual a relação custo/benefício percebida pelo cliente ?
TECNOLOGIA Quais inovações recentes podem ser incorporadas ?
Existem novas tecnologias que ameaçam as competências atuais ?
Existem novas tecnologias que representam oportunidades ?
DEFINIÇÃO DO MAPA ESTRATÉGICO DE INFORMAÇÃO
INSUMOS A ANALISAR ASSUNTOS A MONITORAR
ESTRATÉGICOS Tecnologias Atuais e Emergentes
Oportunidades e Ameaças Tendências de Mercados
Forças e Fraquezas Contexto Social e Institucional
Competências da Empresa Oportunidades e Ameaças para
Competências Críticas da Empresa
TÁTICOS
Projetos de Inovação em
Desenvolvimento

ESTRUTURA DO MAPA
TÓPICO A MONITORAR E ANALISAR
FONTES Tópicos
PROCEDIMENTOS E PERIODICIDADE DE COLETA Relevantes
EQUIPE RESPONSÁVEL
RELATÓRIOS E GESTORES-CLIENTES
DINÂMICA DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA

DEFINIR FORMAR
MAPA REDE
APLICAÇÃO/REVISÃO
DO MAPA

MONITORA- MENTO E
USO NA EMPRESA
COLETA

ANÁLISE