Você está na página 1de 22

Planejamento de Aulas de Música no

Contexto do Ensino Coletivo de


Instrumento Musical

Prof: Hebert Marques Silva


O Ensino Coletivo de Instrumento Musical pode
ser uma importante ferramenta para o processo
de socialização do ensino musical,
democratizando o acesso do cidadão à formação
musical. (CRUVINEL, 2008, p. 5)
Quando a música é desligada da prática, seu ensino
torna-se sem sentido e pode mesmo tornar-se
prejudicial por não responder aos interesses e
motivações dos alunos. Uma das formas de ação
sociocultural através da música mais difundidas
hoje são projetos de orquestras, bandas, coros,
grupos de dança e conjuntos populares criados para
proporcionar atividades musicais úteis e positivas
para crianças e jovens das camadas menos
privilegiadas da sociedade. (GAINZA, p. 3)
No processo de iniciação musical, há a necessidade da
conscientização das essências do material musical,
partindo do princípio de que o som (altura, duração,
intensidade, timbre) é a essência da música (afinação,
ritmo, agógica e instrumentação) e que suas
propriedades são equivalentes. Manipular essas
propriedades no universo da musicalização conduz o
aprendiz a uma maior habilidade na criação musical, na
compreensão da linguagem musical tradicional e na
busca por novos padrões e modelos estruturais.
(PEREIRA, 2013, p. 5)
Construção do planejamento para
aulas de ensino coletivo de
instrumento musical

As aulas coletivas podem ser homogêneas, para


grupos formados por um mesmo tipo de
instrumento; ou heterogêneas, para grupos
formados pro tipos diferentes de instrumentos
musicais. (ALVES, 2012, p. 7)
EMENTA
• Exercícios para o controle do corpo
(alongamentos, relaxamento, respiração,
postura).
• Escrita convencional e não convencional.
• Estudos de aquecimento e exercícios diários
baseados em escalas maiores e menores.
• Exercícios de prática em conjunto.
• Percepção musical.
• Prática de repertórios.
Objetivo geral
Musicalizar, vivenciar e socializar os estudantes
do ensino coletivo de instrumentos musicais
partindo de estudos e exercícios técnicos, e a
prática de repertórios.
Objetivos Específicos
• Trabalhar o controle do corpo com o
instrumento;
• Explorar o controle do sistema respiratório;
• Trabalhar a parte técnica dos instrumentos
musicais;
• Trabalhar a leitura não-convencional;
• Desenvolver a leitura convencional;
• Desenvolver e ampliar o repertório;
• Conhecer e vivenciar a prática em conjunto;
Metodologia
• Aulas expositivas explicando aos alunos o
passo a passo de cada atividade.
• A escrita não-convencional será aplicada e em
seguida a escrita convencional será
contextualizada com a não convencional.
• O professor fará exemplos dos exercícios e os
alunos repetirão da forma proposta.
• Haverá leitura métrica antes da execução dos
exercícios e dos repertórios.
Recursos didáticos
• Instrumento musical
• Material impresso (Métodos, partituras)
• Estante
• Balões de festa
• Folha de papel
• Notebook
• Data-Show
• Aparelho de som
• Aparelho de DVD
Avaliação

A avaliação acontecerá de forma contínua em


todas as aulas, onde será observado o
desenvolvimento do aluno, o interesse, a
disciplina e a participação nas atividades.
Exercícios de alongamento para os membros
superiores
• Exercícios de alongamento para os braços, costas, mãos e
pescoço.
• Mínimo de 10 segundo na posição
• Controlando a respiração
Exercícios de respiração nas aulas
coletiva de instrumento musical
• Exercícios de respiração em 6, 5, 4, 3, 2, 1
tempos;
Exercícios de respiração utilizando a
folha
Exercícios de respiração utilizando o
balão
Escrita não- convencional
Figura: “Método tocar junto”/ Marcelo Eterno Alves
Instrumentos transpositores
• Diferença de alturas das notas nas mesmas
posições;
• A relação intervalar para cada tipo de
instrumento;
• Exercício de escalas e arpejos em outras
tonalidades;
Exercícios de aquecimentos
• Notas longas;
• Escalas;
• Arpejos;
• Dinâmicas;
• Articulações;
Formação de repertórios
• Músicas folclóricas;
• Músicas populares;
• Músicas eruditas;
Figura: “Método tocar Junto”/ Marcelo Eterno Alves.
Referências Bibilográficas
• ALVES, Marcelo Eterno. Tocar Junto – Ensino Coletivo de Banda
Marcial. Goiânia-GO: Pronto Editora e Gráfica, 2012.
• BENNETT, Roy. Elementos básicos da música. Rio de Janeiro: Zahar
Ed., 1998.
• CRUVINEL, Flávia Maria. Ensino coletivo de instrumentos musicais
na Educação Básica: compromisso com a escola a partir de
propostas significativas de ensino musical. VIII Encontro Regional
Centro-Oeste da Associação Brasileira de Educação Musical, 1º
Simpósio sobre o Ensino e a Aprendizagem da Música Popular e III
Encontro Nacional de Ensino Coletivo de Instrumento Musical.
Brasília-DF, 2008.
• GAINZA, Violeta Hemsy. Educação musical no século XXI: questões
contemporâneas. Foro Latinoamericano de Educación Musical
(FLADEM).
• MED, Bohumil. Teoria da Música. Brasília-DF. Musimed,1996.
• PEREIRA, Eliton. Educação e Informática: gênese e construção de
conceitos musicais na escola. Goiânia-GO: IFG, pp. 38-50, 2013.