Você está na página 1de 15

ESTUDO DA RETA

Determinação de uma reta


• Uma reta fica determinada por dois de seus
pontos.
• Uma reta fica determinada por um de seus
pontos e pela sua direção (que pode ser dada por
um vetor paralelo à reta, chamado de vetor
diretor, que não pode ser o vetor nulo ).

𝑃(𝑥𝑜, 𝑦𝑜, 𝑧𝑜)

𝑣 = (𝑥𝑣, 𝑦𝑣, 𝑧𝑣)


Equação vetorial da reta
• Qualquer ponto da reta pode ser determinado
somando-se o ponto P a um múltiplo escalar
do vetor diretor.
• Em que 𝑡 é chamado de parâmetro, que pode
ser o tempo, por exemplo na física.
• A equação vetorial é escrita como
𝑋 = 𝑃 + 𝑣. 𝑡, onde P é um ponto dado da reta e
v, um vetor diretor.
• Quando o parâmetro percorre todos os
números reais, X percorre toda a reta.
• Existem infinitas equações vetoriais para uma
única reta, já que o ponto pertencente à reta
pode ser qualquer de seus pontos e o vetor
diretor pode ser qualquer vetor paralelo à
reta.
Exemplo
• Encontre a equação vetorial da reta que contém o
ponto 𝑃(2,1,5) e é paralela ao vetor 𝑣 = (1,2,3).
𝑋 = 2 + 1𝑡, 1 + 2𝑡, 5 + 3𝑡
• Determine um ponto dessa reta.
Se 𝑡 = 3, temos um ponto 𝑋 = (5,7,14)
• Verifique se 𝑋 = (3,3,8) pertence a essa reta.
2 + 1𝑡 = 3 → 𝑡 = 1; 1 + 2𝑡 = 3 → 𝑡 = 1;
5 + 3𝑡 = 8 → 𝑡 = 1, como existe um valor para t
que torna as equações verdadeiras, o ponto
pertence à reta.
Equações paramétricas da reta
• Da equação vetorial temos:
𝑋 = 𝑃 + 𝑣. 𝑡
𝑥, 𝑦, 𝑧 = 𝑥0 , 𝑦0 , 𝑧0 + 𝑥𝑣 , 𝑦𝑣 , 𝑧𝑣 . 𝑡

𝑥 = 𝑥0 + 𝑥𝑣 . 𝑡
• ቐ𝑦 = 𝑦0 + 𝑦𝑣 . 𝑡
𝑧 = 𝑧0 + 𝑧𝑣 . 𝑡
• Estas são as equações paramétricas da reta. As
coordenadas do vetor diretor não podem ser
todas nulas.
• Uma reta possui infinitas equações
paramétricas, já que provem das infinitas
equações vetoriais.
• Como na equação vetorial, para se obter um
ponto da reta basta atribuir um valor ao
parâmetro e substituir nas equações.
• Um ponto dado pertence à reta quando o
parâmetro tem o mesmo valor nas três
equações.
Exemplo
• Encontre equações paramétricas para a reta
que passa pelo ponto 𝑃(5,4,6) e é paralela ao
vetor 𝑣 = (1,2,3).
𝑥 = 5 + 1𝑡
ቐ𝑦 = 4 + 2𝑡
𝑧 = 6 + 3𝑡
Exemplo
• Encontre equações vetorial e paramétricas da
reta que passa pelos pontos
𝐴 1, −2,4 𝑒 𝐵(3,0,5)
O vetor 𝐴𝐵 = (2,2,1) é paralelo à reta e
portanto pode ser usado como vetor diretor.
Equação vetorial: 𝑋 = 1, −2,4 + 2,2,1 . 𝑡
𝑥 = 1 + 2𝑡
Equações paramétricas:ቐ𝑦 = −2 + 2𝑡
𝑧 = 4 + 1𝑡
Equações simétricas da reta
• Se o vetor diretor da reta não possui nenhuma
coordenada nula pode-se escrever.
𝑥−𝑥0 𝑦−𝑦0 𝑧−𝑧0
𝑡= ,𝑡 = ,𝑡 =
𝑥𝑣 𝑦𝑣 𝑧𝑣
𝑥−𝑥0 𝑦−𝑦0 𝑧−𝑧0
Então: = =
𝑥𝑣 𝑦𝑣 𝑧𝑣
• Estas são chamadas de equações simétricas
ou normais da reta.
Exemplo
• As equações simétricas da reta que passa pelo
ponto 𝐴(1,2,3) e tem a direção do vetor 𝑣 =
4𝑖 + 5𝑗 + 8𝑘 são:
𝑥−1 𝑦−2 𝑧−3
= =
4 5 8
Exercícios
• 1) Verifique se os pontos 𝐴 5, −5,6
𝑒 𝐵(4, −1,12) pertencem à reta
𝑥−3 𝑦+1 𝑧−2
𝑟: = =
−1 2 −2
𝑥 =2−𝑡
• 2) Determine o ponto da reta 𝑟: ቐ 𝑦 = 3 + 𝑡
𝑧 = 1 − 2𝑡
que tem abscissa 4.
• 3) Determine m e n para que o ponto
𝑥 = 1 − 2𝑡
𝑃(3, 𝑚, 𝑛) pertença à reta 𝑠: ቐ𝑦 = −3 − 𝑡
𝑧 = −4 + 𝑡
• 4) O ponto 𝑃(2, 𝑥, 𝑦) pertence à reta
determinada pelos pontos
𝐴 3, −1,4 𝑒 𝐵(4, −3, −1). Encontre P.
• 5)Encontre uma equação vetorial da reta que
passa por 𝐴 3,2,1 e é paralela ao eixo x.
• 6) Encontre equações paramétricas da reta
que passa por 𝐴(2,5,4) e é perpendicular ao
plano xy.
• 7) Determine o ângulo entre as retas
𝑥 = −2 − 2𝑡
𝑥 𝑦+6 𝑧−1
𝑟: ቐ 𝑦 = 2𝑡 𝑒 𝑠: = =
4 2 2
𝑧 = 3 − 4𝑡
• 8) A reta r passa pelo ponto 𝐴(1, −2,1) e é
𝑥 =2+𝑡
paralela à reta 𝑠: ቐ 𝑦 = −3𝑡 . Se 𝑃 −3, 𝑚, 𝑛
𝑧 = −𝑡
pertence à reta r, determine m e n.
• 9) Calcule o ponto de interseção das retas
𝑦 = 3𝑥 − 1 𝑦 = 4𝑥 − 2
𝑟: ൝ 𝑒 𝑠: ቊ
𝑧 = 2𝑥 + 1 𝑧 = 3𝑥
• 10) Encontre o ponto de interseção das retas
𝑥 =5+𝑡
𝑥−2 𝑦 𝑧−5
𝑟: = = 𝑒 𝑠: ቐ 𝑦 = 2 − 𝑡
2 3 4
𝑧 = 7 − 2𝑡
• 11) Estabeleça equações paramétricas da reta
que passa pelo ponto 𝐴 3,2,1 e é
simultaneamente ortogonal às retas
𝑥=3 𝑦 = −2𝑥 + 1
𝑟: ൝ 𝑒 𝑠: ቊ
𝑧=1 𝑧 = −𝑥 − 3