Você está na página 1de 14

Coesão

Letícia Coleone Pires


 Coesão: é a conexão, ligação, harmonia entre os
elementos de um texto. Percebemos tal definição
quando lemos um texto e verificamos que as
palavras, as frases e os parágrafos estão
entrelaçados, um dando continuidade ao outro. Sendo
assim, ela é obtida por mecanismos formais de uma
língua, os conectivos ou elementos de coesão, que
permitem estabelecer, entre os elementos linguísticos
de um texto, relações de sentido, de sequencialidade.

 Ligação entre as partes do texto.


 Um texto tem coesão quando seus vários enunciados
estão organicamente articulados entre si, quando há
concatenação entre eles.
 1 – Os integrantes do grupo redigiram um resumo
para sua apresentação oral. Além disso, utilizaram
com desembaraço recursos audiovisuais.
 2 – O dia amanheceu bonito, mas logo o tempo ficou
nublado.
 3 – Os meninos não entregaram o trabalho, pois
chegaram atrasados.
 4 – O pianista encantou a plateia, portanto o concerto
foi um sucesso.
 5 – Este CD é tão bom quanto aquele.
 6 – Pedro não entregou o trabalho novamente. Aliás,
ele sempre se esquece de fazer suas tarefas.
 7 – Vários alunos estudam música. Laura, por
exemplo, estuda piano
Substituição por “sinônimos”

 Usar sinônimos enriquece o vocabulário do texto e valoriza a


imagem do enunciador.

 A coesão lexical normalmente traz para o texto novas


informações sobre o termo substituído, dando pistas, portanto,
da visão de mundo do enunciador.

 As expansões lexicais também podem ser expressões com


sentido equivalente.
 As palavras não são neutras, não há informação
pura: todas elas estão, em maior ou menos grau,
carregadas de opinião; indicam, portanto, a
intencionalidade do enunciador.
 Assim, quando se escreve uma redação, deve-se estar
atento ao grau de distanciamento exigido pelo texto,
utilizando a linguagem adequada à situação de
comunicação.
Coesão por conectivos

 Os conectivos são palavras que servem para estabelecer


conexões entre outras palavra, para ligar orações. Trata-se
das conjunções, têm duas propriedades:

 Função relacional propriedade de relacionar termos; o


conteúdo significativo traduz a ideia de que, ao ligar as
orações, os conectivos estabelecem determinadas relações
de sentido entre elas.
Função Conectores
Adição E, pois, além disso, e ainda, mas também, por um lado...
por outro
Causa É evidente que, certamente, naturalmente, evidentemente,
por
Reafirmação Nesse sentido, nessa perspectiva, em outras palavras, ou
seja, novamente, em suma, em resumo, dessa forma,
outrossim, dessarte, destarte
Semelhança Do mesmo modo, tal como, assim como, pela mesma razão
Oposição/ Restrição Mas, apesar de, no entanto, entretanto, porém, contudo,
todavia, tampouco, por outro lado
Ligação temporal Atualmente, contemporaneamente, após a década de,
antes de, em seguida, até que, quando
Hipótese A menos que, supondo que, mesmo que, salvo se, exceto
se
Concessivo embora, ainda que, mesmo que, conquanto, apesar de,
malgrado, não obstante, mesmo assim, ainda assim
Consecutivos por isso, daí que, de tal forma… que, tanto… que, tal… que,
tão… que
Finalidade Para, para que, com o intuito de, com o objetivo
de, a fim de
Exemplificação Por exemplo, isto é, como se pode ver, a exemplo
de
Esclarecer (não) significa que, quer dizer, isto é, não pense
que, com isto, (não) pretendemos
Enfatizar Efetivamente, com efeito, na verdade, como
vimos, como pudemos refletir, mais uma vez
Dúvida Talvez, é provável, é possível, provavelmente,
possivelmente, porventura
Chamar a atenção Note-se que, atentar para o fato de que,
constata-se que, verificamos, mais uma vez
Conclusão Portanto, logo, enfim, à guisa de conclusão, em
suma, concluindo, para que
Certeza Evidentemente, certamente, decerto,
naturalmente
Proporção À medida que, da mesma forma
Conformidade Conforme o(a), de acordo com, consoante, em
conformidade
 1 – À medida que a gasolina aumenta, cai a venda de
carros.
 2 – Como a gasolina aumentou muito, caiu a venda de
carros.
 3 – A gasolina aumentou tanto que caiu a venda de
carros.

 4 – Quando você se aposentar, vamos curtir a vida.


 5 – Se você se aposentar, vamos curtir a vida.

 6 – Embora tenha jogado bem, a seleção perdeu.


 7 – Embora tenha perdido, a seleção jogou bem.
Coesão referencial: anafóricos e
catafóricos
 Quando termos fazem referência a elementos anteriores,
retomando-os para dar continuidade, são anafóricos.

 Referem-se a elementos que ainda vão aparecer, são


catafóricos.
 Pronomes relativos (que, quem, o qual, a qual, onde, cujo);
 Pronomes demonstrativos (este, esta, esse, essa, isso, isto,
aquele, aquela, aquilo);
 Advérbios (aqui, lá...);
 Locuções adverbiais (nesse local, nessa ocasião, naquele local,
então);
 Pronome pessoal de terceira pessoa (ele, ela, o, a, lhe).
Esse, este, aquele
 Analisando-os em relação à fala e à escrita:
a) Os pronomes este(s), esta(s) e isto indicam algo que ainda será dito ou escrito.
Exemplo:
Os temas abordados durante a pesquisa serão estes: meio ambiente e
segurança.

b) Os pronomes esse(s), essa(s) e isso indicam algo que já foi falado ou escrito.
Exemplo:
Elaboração do plano anual: foi esse o assunto discutivo na reunião.

c) Os pronomes este e aquele se relacionam a elementos já mencionados na fala ou na


escrita, sendo que aquele indica o mais distante, e este, o mais próximo.
Exemplo:
Na sala de aula há dois alunos que se destacam – Pedro e Marcos. Este por seu
jeito extrovertido, e aquele pelo seu jeito educado.
 - Doutor – fala a mulher ao telefone -, aconteceu uma coisa gravíssima.
 -O que foi, minha senhora? – perguntou o médico.
 - Meu marido enlouqueceu.
 - Não diga, minha senhora. Como é que foi isso?
 - Ele cismou que é um cavalo de corrida, doutor.
 - Isso é muito grave, minha senhora. Venha correndo com ele para o
consultório. (Ziraldo)

 O famoso jornalista desentendeu-se com o jornal por causa de sua


campanha a favor do presidente.
Coesão por elipse
 Elipse é o apagamento de um termo no enunciado, obrigando o leitor a
encontrar no contexto o termo adequado para preencher o espaço
vazio.

 “O presidente americano produziu um espetáculo cinematográfico em


novembro passado na Arábia Saudita, onde comeu um peru fantasiado
de marine no mesmo bandejão em que era servido aos soldados
americanos.”

 Cuidado na utilização da coesão por elipse. Usar apenas quando o


termo omitido não provocar ambiguidade.

Interesses relacionados