Você está na página 1de 81

Apresentação do Livro:

O moço educado
Por Tihamer thot
Breve Biografia
 Monsenhor Tihamer Toth, nasceu em
Szolnok (Hungria) em 1889. Estudou na
Universidade de Pázmány, em Budapeste,
e foi ordenado sacerdote em 1912.

 Foi capelão do exército austro-húngaro na


Primeira Guerra Mundial (1914-1918),
quando teve a ocasião de conhecer a
profunda miséria moral em que estava a
juventude do seu tempo. Desde aquele
momento, fez o propósito de atrair a
juventude para Cristo.
 Em 1916, começou um programa de rádio famoso que se
tornou famoso no país. Em 1924, foi nomeado professor de
Pedagogia na Universidade de Pázmány e, em 1931, foi
escolhido para ser diretor do seminário de Budapeste. Foi
sagrado bispo em 1938, mas faleceu pouco depois, em
1939. Em 1943, iniciou-se o processo para a sua
beatificação.
Sobre ‘O moço educado’

 Pelo grande educador que foi seu autor, e por


obra de conteúdo único que o mesmo fez,
colocaria este livro como “de cabeceira” para
todo jovem que tem consciência de se educar um
dia. Ou melhor, se educar no dia – dia para a
vida inteira não só para si, mas para o próximo.
 “Não te ensine pois, este livro, como evitar as
dificuldades da vida, mas como vencê-las.” (Pág.
213, idem.)
Instrução não é “receita’”
 ‘O moço educado’ traz muitos detalhes,
informações e instruções práticas de como
se portar nas mais diversas situações do
cotidiano, mas não se trata de um manual
que meramente é seguido feito uma
receita de bolo. Antes, é necessário
interiorizar o sentido das boas maneiras a
fim de ser notável que é um exercício da
vontade e do espírito, a fim de tornar-se
um jovem mais polido, robusto, agradável
e caridoso como cristão
Livro dividido em 3 partes:

 O moço bem educado


 O estudante
 No limiar duma carreira

E as mesmas são subdivididas num


total de 92 subtítulos
Início

 “A quem a palavra?”

Os planos do Criador

 Deus te criou, lhe dotou de bens e virtudes mas


lhe deu o livre arbítrio. Quem serás?
 Farás horas a carreira que seguir?
 Para a sociedade, para a Igreja e para a pátria?
Primeira Parte
1 - O moço bem educado
 “As regras da cortesia, outra coisa não são que um convite à
prática da caridade... relações ditadas pela sabedoria e pela
moderação.”

 “... elas só tem sentido se inspiradas pelo coração, praticadas com


sinceridade, se m afetação nem exagero, com facilidade toda
natural”.

“Beleza sem virtude é flor sem perfume”.


2 - As conveniências e o caráter
 As hipocrisias e pecados dos que estão em
sociedade e observam as regras de
conveniência: “a culpa não é das regras e da
polidez exterior, mas da alma vazia que se
oculta por trás delas”.
 Apropriar-se das regras de conveniências e
fazer delas uma “segunda natureza” é um
excelente meio de lutar contra o
embrutecimento dos costumes e contra o
egoísmo e as demasiadas exigências do “eu
egoísta”.
3 - O jovem polido

 “A polidez é a língua oficial que toda gente


compreende” é o “óleo nas engrenagens da
grande máquina social”

conde de Chesterfield: “Comporta-te para com os


outros como quiseras que os outros
comportassem contigo”

 A regras de conveniência são naturalmente de


maior conhecimento a um jovem de boa família
mas nem mesmo aqueles que vieram de família
mais modesta não devem renunciar tais regras.
4 - O jovem de boa família

 “... aquele(a) que beneficia duma situação


privilegiada ou de circunstâncias pecuniárias
favoráveis, tanto mais deveres tem para
cumprir” Noblesse obrige!

 “Não são as roupas finas... os sapado da ultima


moda, a grafava “denier cri” e os cabelos
cuidadosamente fixados que fazem o jovem
distinto”... “aos meus olhos, há uma única
espécie de homem distinto:
é aquele que é senhor de si mesmo, por fora e
por dentro”
5 – Em Sociedade
 Quem convive em boa sociedade enobrece a si mesmo.

 “Os homens instruídos, inteligentes e de caráter


irrepreensível constituem sempre uma boa sociedade,
mesmo quando se vestem com simplicidade e não têm
muito dinheiro.”

 “A comunidade torna comum as pessoas” (Gemeinschaft


macht gemein ).
 ‘é na solidão que o caráter e os talentos melhor se forma’.

 Algumas conveniências de apresentação, pág 16, linha 29...


6 – De que é que se deve falar?

 _Várias instruções de como se portar, páginas 17


a 20;

 “Em suma, uma quantidade de pequenos hábitos


impolidos surpreendem a quem não toma
cuidado consigo.”
7- Como nos comportamos perante
senhoras e senhoritas?
 “Para com todas as mulheres, um homem bem
educado sente e manifesta sempre o respeito
que ele mesmo exige dos outros para com a
própria mãe e irmã.”

8- Ainda algumas advertências


 Várias instruções: páginas 21 a 23;

Em visita, Viagem e como acompanhar alguém


andando na rua, como cumprimentar; Tudo
conforme as regras de polidez.
9 – À mesa

 “Não te escravizes ao estômago, aprende a


governá-lo, e não o obedeças cegamente.”

 Alimento e corpo, carvão e caldeira.

 Sobre estimulantes (óleos e gosduras)


10 - Como se deve comer?

 História de Gedeão, antigo testamento;

 “O Domínio de nós mesmos é nos imposto tanto à mesa como


nas nossas relações sociais. É justamente pela satisfação
moderada das necessidades diárias que melhor podemos impor
ao corpo o reinado do espírito.” Só observando os preceitos que
regulam nossas refeições, é que podemos pôr a alma em função
tão puramente animal e elevá-la a um nível humano.
 Várias recomendações no comer, páginas 27 a 28;

 Sobre não ser exigente a mesa, pagina 28 linha 10 em diante.

 “O mais importante, _repito-o,_ é ser disciplinado à mesa e


saber moderar-se. Guarda-te bem de dar ao estômago a
direção de tua vida”
11- Em visita
 Por mais bem recebido que seja ao ficar como
visita... e o hospedeiro diga “Espero que se dê
bem aqui, faça de conta que está em sua casa!”

 “causar ao hospedeiro o menos de trabalho e


de despesas que puder, sair e entrar
discretamente e sem estrépito, como se não
houvesse ninguém a mais em casa.”

 “... essa voracidade no beber e no comer e essa


avidez em face duma mesa gratuita revelam
mentalidade vulgaríssima e personalidade
baixa.”
12 – Teu vestuário

 “O homem não é só alma, senão também corpo; o que se passa na alma


transparece de maneira visível no corpo, e os fenômenos de que a alma é
teatro produzem-se também no exterior.”

 “a melhor moda é um corpo limpo em roupas limpas. A meu pesar, tenho


a idéia de que o jovem que não encontra outro meio de demonstrar o seu
valor senão pavoneando-se com exagerada ostentação de modas, deve
ser bem vazio por dentro”.

 “até certo limite, te conformes com os hábitos razoáveis do tempo


presente. O nosso vestuário é bem diferente do que se usava na idade
média ou no século XVIII.”
13 - O herói do dia

 O que é o “herói do dia”?


 “... o homem que fala demais certamente fala por
vaidade. Um jovem inteligente preferirá escutar os
outros, mormente quando estiver em companhia de
pessoas mais idosas; é um meio de observar muita
coisa.”

14 - O respeito aos pais


 “A bem dizer, é no seio da família que a polidez melhor
aparece”

 “Feliz o moço que nada tem que ocultar a seus pais!”


15- “Meu Velho”
“nunca deves envergonhar-te de que os teus pais te amem”

 Mesmo se os pais não o compreendem... ou sejam muito


simples em ciência e conhecimento... “ o coração do filho deve
sempre guardar uma gratidão infinita para o filho”

 “A gratidão é sempre sinal de alma humilde e delicada, pelo


contrário, sua ausência patenteia mentalidade arrogante e falta
de educação”.
 Exemplo de são Pio X.
Trato para com as pessoas
16- Os amigos
 “o estudante precisa de amigos. Nada mais natural”.

 “o amigo fiel é uma forte proteção, e quem o achou, achou


um tesouro”

sobre más amizades.


 “O perigo é que a natureza humana pende sempre mais
para o mal que para o bem”.

conselho de um princípio:
 “Quem não é amigo de Deus como
poderá ser meu amigo?”
17- Quem é teu amigo?
 “tem princípios tão nobres e elevados como os teus, tem
idéias sérias como as suas, seja sempre franco para
contigo, ainda que a verdade te deva te fazer sofrer, e cuja
companhia te torne mais instruído.”.
 “o amigo verdadeiro é um “alter ego”_ um outro eu”
(Cícero)

 Não faça amizade tão depressa: “Esforça-te por ver


claramente as qualidade e os defeitos do outro. A
verdadeira nobreza é um bom coração e um caráter
íntegro. A prova de fogo da amizade é a adversidade.”

 “Teu amigo te ama em todo o tempo, mas o infortúnio é


que o faz teu irmão” (Prov 17,17)
18 - “Atenção! Frágil!”

 Assim como a sensibilidade do corpo é útil e necessária,


seu excesso é doentio. Chamado “hiperestesia”, assim
também o excesso de sensibilidade da alma doentia pode
vir do egoísmo.

19 - “Foi ele quem começou!”


 “É lícito defendermo-nos e responder ao insulto, não,
porém, com o punho, com uma bofetada, ou com outra
ofensa! Tudo isso não é defender-se, é rebaixar-se ao
nível do adversário.”
20 - “Não falo mais com você”
 “As crianças são capazes de brigar por causa da
metade de um fruta: e se separam rangendo
os dentes.”
 “Todavia, um homem bem educado deve saber
dominar suas paixões”.

21 - “Animal!”
 “O tom amistoso e brando, longe de indicar
fraqueza, como o pensam em geral os
estudantes, é sempre prova duma boa
educação, duma alma delicada e dum viril
domínio de si”.
 - Exemplo do califa de Bagdá e seu sonho.
22 - “Batracomiomaquia”

 “Se está zangado, cala-te... Ou, ao menos, espera um momento antes


de responder”
 “o habito de blasfemar não só é falta de educação que denuncia caráter
pouco simpático, mas, além disso é pecado grave.”

23 - “Mas sou tão nervoso!”


 “calo-me” _ dizia Xenócrates que guardava sempre o silencia quando
zombavam dele. “porque já me tenho arrependido muito de ter dado
resposta a palavras irônicas; mas nunca ainda me arrependi de ter
guardado silencia”.

Sobre pedir perdão.

 “Enganar-se é uma falta bem humana, mas corrigir um erro é uma boa
qualidade; e nada mais belo do que um homem que pede perdão dulma
falta cometida, e que sabe perdoar sem segunda intenção.”
24- O moço sensato

 A mudança de opinião repentina revela imaturidade.


 “Quem muito fala, geralmente, o faz por vaidade visto que
é ele próprio o assunto principal da palestra”.
 O exemplo e modéstia de Benjamim Franklin, grande
inventor americano: “Penso que é assim...”. “a coisa me
parece tal, se eu não me engano”.
25 – Como se trata os criados
 “O moço que fala delicadamente aos
criados e lhes presta pequenos serviços,
longe de perder com isso a dignidade, dá
prova duma mentalidade verdadeiramente
distinta.”

 “A alma verdadeiramente nobre revela-se


muito mais pelo tom com que trata as
pessoas de serviço e pela maneira como
fala delas, do que pela elegância
requintada e mão tratada pela manicure”.
26 – O riso
 A nossa disciplina espiritual deve aparecer nas
mais pequenas coisas_ até ainda no riso.
 “Por mais alegre que seja, deve sempre
perceber-se que pela tua atitude, tua alma
delicada e disciplinada conversa o pleno domínio
de si”

 “Nada caracteriza melhor os homens do que a


maneira como eles riem de certas coisas”.

Em meio a piadas ofensivas, imorais ou de mau


gosto em sociedade: “ainda que não possas ir
embora, o teu rosto inflexível, no qual nem um
só sorriso venha fazer concessões, será um
protesto vivo contra essa sociedade de mau
gosto”.
27 - “Meus queridos pais”

 Sobre a importância e instruções


para mandar carta, principalmente
aos pais.
Sobre o trato para consimo mesmo
28 – O sono
 “o moço prudente tem cuidado da sua saúde,
poupando-a e tratando-a. Seria sem dúvida, dar
prova duma mentalidade pagã o considerar a
saúde como o nosso maior bem; mas, refletindo
nisso seriamente, devemos, contudo, coloca-la
entre os mais preciosos tesouros terrenos;”

 “o sono é melhor prato na mesa da vida” (citando


Schiller, poeta alemão)

 _Várias recomendações sobre sono e a hora de


dormir. Resumindo “Deitar cedo, levantar cedo!”.
29 – O corpo bem adestrado
 “Mesn sana in corpore sano”

 “o corpo são e bem adestrado é um excelente auxiliar


para que a alma jovem dispõe com maior facilidade a se
transformar num caráter e permanecer firme num corpo
aguerrido, bem exercitado, bem destro... O jovem que
cuida todos os dias de fatigar não somente o espírito,
mas também o corpo, estará muito menos exposto às
tentações que o moço ocioso e indolente.”

 As nações sadias e fortes sempre ligaram importância


especial ao adestramento físico de seus cidadãos.

 _ Vária recomendações para saúde do corpo;


30 - Para fora , camaradas, o sol
vos sorri!
 “No passeio... nossos pensamentos se envolam com muito mais
ardor, com muito mais vivacidade, par Deus.”... “não é pois, por
acaso, mas para corresponder a uma idéia toda natural, que se
eleva uma capelinha, uma imagem da Virgem ou uma cruz nas
clareiras dos bosques, ao longo dos mais belos caminhos.”

Sobre o valor do ‘Silêncio’

 “... os que melhor sabem falar são justamente os que sabem


guardar longo tempo o silêncio, imóveis, mergulhando-se nos
seus próprios pensamentos.”

“Tu, meu filho, ama o silencia. Longe estou de querer-te taciturno,


resmungão e rebelde aos brinquedos e à alegria... (...) todas as
noites antes de deitar, consagrasse um momento a ti mesmo, ao
exame de tua alma e prece fervorosa.”
31 – O trabalho corporal
 Aos que pela vocação, estão presos ao
trabalho intelectual, devem tirar um
tempo para o trabalho físico, pois “é o
meio mais natural de adestrar o corpo”.

 “A união do belo e do bem” à qual


aspiravam os antigos gregos, e que
significa a saúde completa da alma e do
corpo, só pode ser realizada pela prática
das duas espécies de trbalho: físico e
corporal”.
32 – O esporte

 O esporte vem muitas vezes substituir o trabalho corporal.


O esporte deve favorecer a todos os membros do corpo não
para deixar um membro ou outro fora de medida mas para
dar elasticidade, força e trabalho de conjunto a todos os
músculos

 “... não é só o exercício físico que constitui o valor do


esporte; são muito mais ainda, as qualidades que ele tende
a desenvolver: a força de vontade, a energia ativa, a
vontade concentrada para atingir um fim determinado,
capacidade de vencer a si mesmo, a resistência, a
coragem...”.
33 – O campeão dos músculaos
Crítica aos jovens que só estão interessados nos esportes e não têm
conhecimento nenhum, seja espiritualmente ou culturalmente.

34 - Um moço sadio ou um atleta?

 “O abuso dos esporte gera não somente a


fadiga corporal e toda sorte de moléstias do
coração e dos nervos, como também grosseria,
a brutalidade, vaidade, e sobretudo essa
mentalidade perigosa que coloca a força
muscular acima da nobreza d’alma, do ideal
espiritual e da vontade firme.”
35 – Os jogos
 Sobre o futebol e ocasiões para fortalecer a vontade e o caráter

 “A ginástica, o esporte, os jogos, as excursões são exercícios corporais


que se deve praticar com a alma.”
 Quando fores adultos, ninguém vai dar importância do tempo na natação,
da distância que arremessou o disco a mais, mas sim da sabedoria e da
cultura de espírito.

 “...nas horas vagas, ama os esporte. Um rapaz que não gosta de jogar
não somente terá as costas curvadas, mas também os seus pensamentos
irão mal; tornar-se-á um velho aos 16 anos.”
36 - “keep smilling”!

“Conserve-se sorrindo!”
 “estar risonho não somente nos
dias felizes, mas também em meio
ao sofrimento e à provação, eis
uma das qualidades mais dignas de
um jovem cristão.”

 História do Japonês.
37 – Almas radiantes
Mantem-se ereto!
 Devemos ser almas radiantes! Existem? Sim e são um
tesouro incalculável para a família, para a sociedade e
para a humanidade.
 “A flora da América do Norte orgulha-se de possuir uma
planta estranha: a vela noturna (oenothera biennis), cuja
flor amarela absorve e armazena o clarão do dia a fim de
fazê-lo irradiar na escuridão. Graças a isso, podem as
borboletas noturnas achar o mel refrigerante e doce,
oculto no fundo da sua corola. Pois bem! As almas
radiantes parecem-se como essa flor: são os que
entesouram em sua alma o sol, a alegria, o afeto, a
graça, para se iluminarem a si próprios e irradiar em
torno de si.”
Parte segunda
O Estudante
 “Como há de achar na velhice o que
não ajuntaste quando jovem?”
Ecle25,5

38 - Peles vermelhas no teu


país
 Uma crítica aos estudantes que nada
se esforçam para com os estudos.
39 – A arte de estudar
 Estudar é uma arte! Porque “antes de a ele dedicares, hás
de saber como proceder.”

 Os sábios são tidos como distraídos, mas engana-se esta


constatação

Diferenças de “distrações”. Importância da concentração.

 Espécies de atenção:

1ª No trabalho intelectual, não se pode conseguir bom


resultado a não ser senão concentrando a atenção toda
num único objeto.

2ª O maior número possível ao mesmo tempo. Exemplo do


atendente.

 Sobre exercitar a atenção e fortalecer a vontade estudando


mesmo com barulho.
40 - O exercício da memória
 “Podes exercitar a capacidade de observação e
a memória por pequenos meios”.
 Cita vários exemplos.

41 - “Mas estou com isso na


ponta da língua”!
 Breve explicação de como se processa a
memória humana.

 Uma dica para não esquecer com auxílio da


vontade.
42- “Eu sabia, mas esqueci”
 “... aquele que sabe concentrar seus pensamentos no assunto que
ocupa no momento, afastando tudo o mais, assimila de maneira muito
mais clara a matéria que dever aprender.”

 Importância da concentração em tudo que fizeres:

 “o segredo de fazer carreira e de alcançar êxitos neste mundo é fazer


tudo o que fazemos tão bem quanto possível!”

43 - A arte de esquecer
 Certos momentos na vida, esquecer, dos sofrimentos, mágoas,
decepções... é uma necessidade. Saberá esquecer melhor quem se
concentrar melhor no que deve fazer.

 Exemplo das mães que perderam os filhos.

 Ás vezes, requer esforço enorme e “só conseguem aqueles que tem


alma em Paz com Deus” – “Pai, seja feita a vossa vontade e não a
minha”.
44 - “Divide et impera!”
Temos que saber estudar de acordo com nossa psicologia
 - Saber dar “certo tempo” para assimilar o conteúdo.
 - Ler devagar, reterá muito mais e ganhará mais tempo.
 - Saber dirigir os esforços e sentidos do cérebro.
 - Não passar dum assunto ao outro repentinamente, deve
haver uma espécie de transição.
 - Saber, “distrair”, pensar sobre o que aprendeu.
 - Sobre a facilidade de ler textos e livros com maior
número de parágrafos e subtítulos.
 -Fazer ligeiras pausas entre os assuntos.
 -Técnica do estudo a noite seguido do repouso noturno.
 -o Jogo de Xadrez, excelente para a memória.
 -estudar um assunto que tem interesse é mais fácil e
nem precisará de tantas técnicas, mas estudar por dever
também ajudará a fortalecer a vontade.
 -Por ordem nos estudos proporcionara economia de
tempo.
 “o trabalho adiado é como uma dívida não saldada
45 – “Esta maldita memória!”

Dicas para a memória:

 “não comece o trabalho de memorização enquanto não tiveres compreendido o texto


inteiro”. “Não separe duas ou três palavras para decorar mas tente aprender um
membro de frase coerente”.

 “antes de colocar algo no papel, planejar e traçar o escopo de todo o assunto”.

 Saepe stylum vertas = Vire o estilete

“apague e corrige a tua primeira redação tanto o quanto for preciso”


46 - Não é só com a mente que se
deve aprender!
“o estudo será tanto mais fácil e mais fecundo quanto
teus sentidos nele tomarem parte”.

 Ler em voz alta ou mover os lábios para articular o


pensamentos.

47 - O estudo conforme a lição


das coisas
 Repetir baixinho o que ouvir em série pra auxiliar a
memória;

 Tentar aprender com imagens, tabelas, figuras, objetos...


48 - O ritmo
 O ritmo ajuda na “fadiga” do
aprendizado, exemplo do ferreiro,
dos remadores, atletas em coletivo.

49 - O ritmo na prosa

 Estudar, ler, gesticulando, em


movimento. Caminhando,
entonando o corpo com a fala e
voz...
50 - Outras particularidades
 Quando estudar história, em geral, pode demarcar datas
e acontecimentos mais importantes primeiro. Se possível,
desenhar, fazer um esboço.

 Quando leres, demarcar com um sublinhado frases e


palavras mais importantes. Não fazer isto
demasiadamente.

 Antes de fazer um exame, dar uma vista de olhos sobre o


índice do livro ou resumo do conteúdo.

 Discutir a lição com os colegas, rever não só com leitura


mas com os ouvidos o conteúdo. Recitar a lição, colocar
frases importantes em papel e colocá-las no quarto para
ser vista.
51 - Estuda com prazer!
 “Hoc age!” = “o que fizeres, faze-o com toda
energia!”
 Como tens que cumprir, então...

 Breve explicação sobre um estudo psicológico


de que a Alegria favorece a circulação
sanguínea e consequentemente, o cérebro é
irrigado por mais vasos sanguíneos, funcionado
melhor.

 Comparação entre duas posturas página 125


52 - Quando se deve estudar?
Embora dependerá da habituação própria, o que gera discussões, mas
há várias dicas:

 - Estudo pela manhã se dissipa mais rápido pois estuda para o dia, a
tarde, se estuda para a vida, reteria melhor.

 - O estudo a noite, sendo seguido pelo repouso noturno, dá paz para o


ensino penetrar na mente a fundo.

 - Não estudar, nem ler, sequer após as refeições.

 -Antes, estudar na tarde do que gastar as energias para só o fazê-lo a


noite.

 - Não deixar o dever de redação para o ultimo minuto

 - Regular o horário de sono, “o organismo fadigado torna facilmente a


obra medíocre por bom trabalho”;

 -Arrumar o quarto para ser um ambiente agradável para os estudos;


“Coloca um pequeno crucifixo diante de ti na mesa, e durante o
trabalho, eleva de vez em quando teus pensamentos para o salvador
crucificado; verás que fonte de energia brotará desse hábito.”

53 - É para a vida que


aprendemos!

 Importância dos estudos secundários, exemplos


das máquinas, da argila.

 “O mundo precisa de moços que reconheçam de


relance o sentido duma questão, que saibam
ordenar seus pensamentos, associá-los e deduzi-
los um do outro; que assim saibam revestir seus
pensamentos palavras escolhidas, seguir nos
outros, com atenção inteligente, o fio e
concatenação das ideias, descobrir
imediatamente as imperfeições eventuais do
raciocínio.”.
54 - A ginástica do espírito
 “a religião, que se ocupa em primeiro
lugar da lama, tem todavia influência
salutar sobre o desenvolvimento
fundamental do espirito”;

 Sobre a matemática, “Esse resultado, te


ficará a vida toda, ainda quando há
muito tiveres esquecido os problemas e
as regras que tanto trabalho te custaram
(...), terás esquecido os teoremas mas
terás aprendido a raciocinar direito”
55 - Latim? Grego?
 Importância do grego e do latim para a cultura;
 Traduzir línguas é outra excelente “ginástica do espírito”;

56 - “Nix dajes!”
 “Quot línguas calles, tot homins vales;” = “Quanto mais línguas
conheceres, tatno maior é o teu valor!

 Se enganas se imaginas que só porque não farás viagens ao


exterior...

 “Suponhamos que apenas queira ser padre ou engenheiro,


médico ou professor, juiz ou político, e desejes enriquecer
constantemente os teus conhecimentos; será coisa quase
impossível se não souberes outra língua extrangeira.”
57 - Que línguas deverás
aprender?
 Antes, a sua língua pátria;

 Para a aprender outras línguas “a primeira condição não


é o professor, mas a aplicação e perseverança.”;

 Comece a aprender antes dos 18 anos, a infância e a


juventude são o melhor tempo para aprender línguas;

58 - Como aprender línguas?


 Dicas de pequenos artifícios, páginas 140 a 143;
59 - Que fazer para guardar de
memória os algarismos (números)?
 Associação de algarismos a letras, sendo os números a
serem guardados como palavras. Ou, associação de
algarismo a cores.

60 Aprende música!
 “A música far-te-á mais nobre o espírito, ajudar-te-á a
ocupares teus lazeres, poderá proporcionar aos outros
momentos agradáveis em sociedade”. “Quebra, com
efeito, a música a monotonia dos dias e desperta nos
corações sentimentos elevados”.

 “Tudo que se dissera da música aplica-se também aos


outros ramos da arte, às pintura, à escultura, a toda
espécie de trabalhos manuais artísticos.”
Sobre a leitura
61 - A arte de leitura
 A leitura: amplia o horizonte intelectual, enriquece os sentimentos,
completa os estudos escolares, graças a leitura o homem (a mulher),
ainda que em idade madura e já formados podem sempre manter seu
ramos especial de ciência. O livro te livra do tédio e com isso pode te
livrar de muitos pecados.

 “Pela leitura podes aprofundar, não só o saber, mas a vida religiosa,


estudando mais de perto as leituras de tua sublime fé”.

 “A boa leitura é o alimento da alma, a faz desenvolver-se como o alimento


ingerido faz crescer o corpo.”

 Sobre os riscos do excesso da leitura (qualquer leitura) em detrimentos


dos deveres.
62 – Como se deve ler
 “A leitura ser-te-á proveitosa somente se compreenderes
todo o assunto lido e dele conservares o mais possível”

 Várias dicas, páginas147 a 149;

 “Só da convicção pode brotar o entusiasmo: só o ideal


profundamente arraigado na alma pode dar energia às
nossas palavras; e só a verdade de que nos apossamos
pela reflexão é que nos torna capazes de ações
verdadeiramente grandes”.

 Fazer pausas e anotações do que lhe for interessante e


importante.

“...sem nada anotar, pede seu tempo.”.


63 - “Silva rerum”
= “coleção de pensamentos”.

 Como o “segredo” dos grande oradores e tu podes fazer


para conseguir o mesmo.

64 - Tua formosa língua pátria

“aprende tua formosa língua pátria o melhor que puderes”

 “Esforça-te não somente para obter impecável correção


de linguagem, mas ainda por alcançar da graciosa
maleabilidade e intérprete fiel de tuas emoções e
pensamentos.”

 Adquirirás estilo também.


Sobre livros e leituras
65 – Que deves ler?
 Divisão da leitura em três partes:
- Os livros que devem formar o teu caráter;
- As obras científicas;
- Os livros apenas destinados a distrair-te;

 Ordem de Importância (vários benefícios):

1º Sobre sua fé católica;


2º A filosofia;
3º História (especificamente de seu país);
4º Ciências naturais;
5º Literatura mundial;
6º História das artes;
66 - Deves ler jornais?
 “a leitura do jornal é um mal necessário; os próprios homens feitos, por
sua causa, arriscam mais a perder do que ganhar.”

 “Entretanto, não é nos jornais que se pode adquirir um saber sólido, em


todo e qualquer ramo, mas sim nos livros!”

67 - O que não se deve ler


 “... quem come tudo que está ao alcance
arruína o estômago”;

 “Não se pode atravessar com roupa branca, um charco lodoso sem se


manchar.”

 “se esses livros não foram feitos para a mãe e para os filhos do autor,
também não são dignos de ti”.
68 - “A instrução porém!...”
 “...bem triste que_ Certos autores de grande
talento não se constrangeram de molhar a pena
brilhante na lama, para escrever sujidades em
estilo magnífico.”

 “...Cogumelos perigosos são mais lindos e


agradáveis à vista do que os seus irmãos não
venenosos.”

69 - “A documentação, porém!...”

 “Nada receie por mim, o mal contra mim nada


pode!” – diz o jovem sobre os maus livros.
 “A alma humana é organizada misteriosamente.
Nada a toca sem deixar vestígios.”
70 - “A vida porém...”
 Crítica sobre alguns livros romances.
 Comparação sobre a alma humana e o espelho.
 Sobre alguns escritores franceses e húngaros.

71 - O escritor e o bandido
“...o teu fogo nunca se acabará, e os vermes não te
deixarão jamais, pois ai dos que escandalizam um só dos
que creem em Cristo.”

 Comparação do “Index librorum prohibitorum” com as


proibições dos Estados (inclusive sobre os tóxicos);
72 - Que livros deves comprar

 “...livros de que com frequência tenhas


necessidade e que mereçam ser relidos
mais de uma vez; portanto, obras
científicas ou próprias para formar teu
caráter, enciclopédias, léxicos... não
compres livros que a gente põe de lado,
depois de os ler uma vez.”

 Sobre o cuidado com os livros. Inclusive


os alheios a ti.
Sobre Oratória
73 – As estréias em público
“ambiciono ver, em um futuro próximo todas as posições de relevo
ocupadas por moços de caráter ideal, de coração puro e de
instrução sólida, moços, numa palavras, como imagino que tu
sejas. Meu ideal é que a Pátria possua o maior número possível
desses moços, sinceramente religiosos até o fundo da alma, de
caráter intemerato, de vontade de aço, de inteligência clara, fiéis
aos seu princípios, e, além disso, cheios de força vital, de traquejo
social e de habilidade, e que naturalmente ocupe os lugares mais
importantes da vida social e pública.”

- A melhor maneira de encarar o falar em público é


praticando. A medida que habituares falar em publico
diminuirá o incômodo.
- Ainda assim, nunca desaparecerá tal incômodo que pode
ser até bom: “porque dá um calor particular, um fogo
especial à palavra: faz sentir o respeito que o orador tem a
seu público.”

- “cabeça de nabo”
74 – A arte da dicção
 O defeito da dicção dos jovens é seu
caráter monótono, apressado,
inexpressivo.
“Se queres que eu sinta comoção, importa
antes que tu mesmo te comovas!”

 Não se deve parecer ‘teatral’. O ator


representa papel alheio, o orador deve
permanecer ele mesmo.

 Vária dicas na página 178.


75 – A voz do orador
“...embora seja de excelente qualidade (o
discurso), não deve desprezar as condições
materiais de uma boa dicção.”

 Duas regras importantes na oratória:


“Fala distintamente e em tom natural.”
 Pois bem! “É extremamente importante entrar
assim no discurso a vida, a comoção, animação,
o tom colorido”. Dois homens negociando.
76 – Os gestos
 “Um bom orador não fala só com a
voz, mas também com os braços,
mãos, dedos, jogo de fisionomia,
movimento da cabeça e até dos
olhos.”

 Várias dicas, página 182.


77 – “Viva o Trabalho!”
 “Age quod agis!”= “O que fizeres, faça –o de todo coração!”
 Tudo do melhor modo!
 A sorte do gato que se fazia de corcunda para o tomassem por um
camelo. Como os jovens que dizem: “a gente pode muito bem
viver assim”.

“Podes ser que trabalhe com toda a tua capacidade na vida, sem
entretanto progredir como quiseras. Neste caso, só a paz que vem
do dever cumprido será a tua consolação; tudo o que podia fazer,
eu fiz, se as coisas não vão adiante não é culpa minha. Eu não
podia fazer mais. Se assim for realmente, nenhuma infelicidade
poderá abater-te na vida.”

 Exemplo de João D’Arc: “Viva o Trabalho!”


na porta de sua casinha.
 Para todas as adversidades, diga: “Viva o trabalho”!

 “Reze como se só de Deus esperasses tudo e trabalha como se só


contigo devesses contar”. (Santo Agostinho)
Parte Terceira
O Limiar Duma Carreira
78 - Enfim!
 Enfim, toda a emoção do diploma e término dos
estudos secundários! E agora?
 És livre!? Sim! Que rumo tomarás?

“Ah meu filho, tens também um Pai celeste que


te espera na praia da eternidade. Toma cuidado
de escolher bem o teu navio, a fim de que ele
possa resistir às tempestades da vida e não te
faça chocar contra algum escondido arrecife.
(...)” Que carreira escolherás?
79 - Antes de escolher uma carreira
 Qual o lugar que Deus me destina?
 “Não poderás achar Felicidade, nem
trabalhar com êxito, se não tiveres
escolhido a carreira que te convém. Mais
ainda, é esse o melhor meio de
assegurar-te a salvação de tua alma.”
 “Importa pouco que sejas isto ou aquilo;
importa mais é saber se Deus te
destinou para isso, e se aceitas essa
situação.” “ De Deus vimos e para Deus
vivemos”.
80 – Todas as carreiras são boas
 “... no fundo, importa pouco que desenvolvas a tua
atividade em tal ou tal carreira, pois em toda parte podes,
como é de teu dever, ter pensamentos elevados; e é o
principal.”
 “Quando a gente não pode fazer o que quer, deve
contentar-se com querer só o que pode” (S. Francisco
Xavier)
 “Toda carreira é boa, se está de acordo contigo”. “ (...)se
escolhida por vocação”
 “A outra margem do rio parece-nos sempre mais bela do
que a que pisamos”.
 “Decisivamente, qual for a carreira que escolhas, deve te
preocupar-te com a salvação da tua alma e do bem do
próximo.”

 -Exemplos da vida dos santos,


página 194; conselho quando ao sacerdócio.
81 - Como te prepararás para
escolher uma profissão?
 Prepara-se espiritualmente.
 Peça conselhos, aos pais, anciãos, profissionais.
Mas, antes de tudo: “A ultima palavra,
unicamente lhe pertence. Sim, nem sequer aos
país”
 Busque conhecer as carreiras. Pese tudo.

 Três coisas necessárias para escolha de uma


carreira:
-O talento necessário. “Examina bem se seus
ombros são talhados para esse fardo especial”.
- Gosto pela profissão considerada
- Um conhecimento geral das obrigações inerentes
82 – O servo de Deus
 sobre 03 intenções honestas para ser sacerdote.

“Que vocação a do padre! Aumentar a glória de Deus e


aumentar a paz entre os homens! Semear o grão da
verdade no mundo enganador, regar com orvalho divino da
graça os corações ressequidos, tornar-se um slavado de
almas imortais!... A carreira de padre não é fácil, bem o
sei. O Senhor sobreu muito no horto de Getmêmani e no
Calvário, _ sofrerei com Ele!”

* Dificuldade quando os pais não consentem.


83 – A profissão de médico
 “... a vocação do sacerdote e do
médico são semelhantes; querem
socorrer a humanidade padecente:
espiritualmente um, o outro
corporalmente. Mas, além do auxílio
físico, um médico de alma nobre
pode fazer também muito bem
espiritual. Não se contentará com um
rápido exame, receitará um remédio,
mas achará também boas palavras
para consolar e animar seu doente.”
84 – A profissão de engenheiro
 “Dobrando as forças misteriosas da
natureza ao serviço do homem,
construindo pontes, perfurando túneis,
etc., o engenheiro prepara o triunfo mais
retumbante do espírito humano. Como
arquiteto, exercer-te-ás traçando o plano
dos belos monumentos deste mundo,
reflexos das beleza divina e eterna.”

 “importantíssima tarefa dos engenheiros


que amam a religião e a pátria: é a
direção intelectual dos operários das
fábricas e o cuidado dos seus interesses.”
85 - A carreira de professor
“Serás professor, terá, então, ensejo de
semear o grão do bem em milhares de
almas jovens.” “... dê a educação, que
desenvolva não só e espírito dos
meninos, como também o seu caráter”.

 Embora as dificuldades: “Salvo o


sacerdote, ninguém pode ter tanta
influência moral sobre a educação moral
da juventude como um professor piedoso
que ama paternalmente a seus
discípulos”;
86 – A carreira de Direito
“Que vocação elevada essa de harmonizar
os negócios terrestres segundo a justiça,
de eximir de culpa o inocente, de restituir
a honra ao caluniado, de proteger os
oprimidos, de defender a propriedade
legal honradamente adquirida!”

 É necessária muita firmeza de caráter


para “não deixar arrastar a defesa de uma
causa injusta por qualquer vantagem
material, engodo, nem pela amizade, nem
pela opinião preconcebida!”.
87 – A carreira de Comerciante
 “O comércio é indispensável à vida do homem particular, assim como à do
Estado. Ele cria relações entre os povos e as nações, incentiva o trabalho,
e, pela permuta dos produtos das diversas partes do mundo”.

 “...o comerciante que possui um ideal elevado pode ajudar a resolver a


questão social tratando seus empregado polida e amistosamente.”

 “Não obstante, quem a ela (a carreira) se dedica arrisca-se facilmente a se


apegar à procura do lucro e dos proventos, com exclusão dos outros
pontos de vista” “... desse desejo de ficar rico a curto prazo, não há mais
que um passo para a mercadoria desonesta e para a fraude.”
 “...essa profissão põe a maior prova a honestidade, a equidade e a
sinceridade do homem...”

 Sobre o temperamento do judeu, nesta profissão.

Enfim, dentre as várias carreiras,


valerá sempre refletir bem para que
encontre o lugar onde Deus te quer.
88 – Estuda também na
Universidade

 Sobre a importância de estudar


com afinco também na
Universidade.

 Será importante para a sociedade e


para a pátria ter um profissional
bem formado.
89 - “Astra castra, numen lumen”

Talvez, o capítulo mais importante de todo o


livro.
 “Não te ensine pois, este livro, como evitar as
dificuldades da vida, mas como vencê-las. Não
sejas astucioso, mas forte, não procures as
proteções, mas sê intrépido na luta a fim de
alcançares o teu objetivo”.

 “sê um homem (mulher) ideal nas tuas ações,


nos teu hábitos, no teu caráter.”

 Importância de manter o ideal e o otimismo.

“Minha verdadeira pátria está acima das estrelas


e minha luz é Deus!”.
90 - “Ama tua pátria não só com belas
palavras!”

 Não só estufar o peito para cantar o hino nacional e sim dá duro


no dia-dia, lembrando que o faz para o teu país.

91 - “Só a vontade ardente de teus filhos


pode construir-te a grandeza!”
 Sabe morrer pela Pátria?
“Mas, antes de tudo, sabe viver por ela, sabe preencher tão
perfeitamente quanto possível o lugar que o dever te designou
hoje como estudante, amanhã como cidadão bem formado e
operoso.”

 “Meus filhos, a pátria sois vós tomado isoladamente. A


grandeza da pátria depende do modo como procede cada qual
em seu lugar, e da dedicação com que cumpre o seu dever.”
92 – Faremos Grande a Pátria
 “...pouco vale a nação que não sacrifica tudo pela
sua juventude; mas, em compensação, não pode
ter grande esperança de um futuro melhor a
nação cuja juventude não faz todos os sacrifícios
pela formação ideal de sua alma e de seu
caráter.”

Ouve filho: teu Deus te chama,


Tua Igreja te chama,
Tua pátria te chama!
Que lhes responderás?
Uma palavras, uma só: Eis-me aqui!