Você está na página 1de 17

HÍSTÓRIA E CONCEITOS DE

EPIDEMIOLOGIA

Profª KATYANNE COSTA


Definição de Epidemiologia
 Ciência
que estuda o comportamento das doenças
em uma determinada comunidade;

 Levando em consideração diversas características


ligadas à pessoa, espaço físico e também ao tempo;

 Determinando as medidas de prevenção e controle


mais indicadas para o problema em questão;

 Avalia quais serão as estratégias a serem adotadas e


se as mesmas causaram impactos,diminuindo e
controlando a ocorrência da doença em análise.
Definição de Epidemiologia
A definição da epidemiologia pode ser dividida em três
formas pensamento:

 Senso comum: “Doutrina das epidemias”

 Senso amplo: “Ciência dos fenômenos de massa”

 Etimológico: “epi = sobre; demos = povo e logos =


estudo
Histórico e Importância
 A epidemiologia teve origem na ideia de que fatores
ambientais podem influenciar a ocorrência das doenças.
 Porém a medida das doenças de ocorrência comum nos
grupos populacionais só passou a ser feita no século
XIX.
 O exemplo clássico e marcante do início desta ciência foi
um estudo realizado por John Snow, em Londres no
século XIX e XX.
 Seguindo este exemplo, a epidemiologia tem sugerido
medidas à saúde pública apropriadas ao combate de
doenças de alcance amplo.
Histórico e Importância
 Naatualidade, as doenças transmissíveis permanecem
como desafio às ações em saúde.

O comportamento e o estilo de vida são também de


grande importância hoje.

 Asdoenças relacionadas a causas cardiovasculares,


pulmonares, renais, têm levado a medidas de
prevenção e de promoção de saúde importantes.

 Osmétodos epidemiológicos ajudam nos problemas


encontrados na prática clínica trazendo informações
importantes para decisões médico-curativas também.
Histórico e Importância

A importância da epidemiologia pode ser


constatada em diversas áreas da saúde, tornando-a
cada vez mais imprescindível ao cotidiano do
profissional de saúde, seja no contexto da saúde
pública, da gerência em saúde ou na prática clínica.
Objetivos da Epidemiologia
 A Epidemiologia tem como objetivo fornecer orientação
técnica permanente para os responsáveis pela decisão e
execução de ações de controle de doenças e agravos.

 Deve-se tornar disponíveis informações atualizadas sobre


a ocorrência dessas doenças ou agravos, bem como dos
seus fatores condicionantes, em uma área geográfica ou
população determinada.

 Atua como importante instrumento para o planejamento,


a organização e a operacionalização dos serviços de
saúde, como também para a normatização de atividades
técnicas correlatas.
Principais usos da Epidemiologia
 Diagnóstico da situação de saúde;
 Planejamento e organização dos serviços;
 Avaliação das tecnologias, programas ou serviços;
 Aprimoramento na descrição do quadro clínico das doenças;
 Identificação de síndromes e classificação de doenças;
 Investigação etiológica;
 Determinação de riscos;
 Determinação de prognósticos;
 Verificação do valor de procedimentos diagnósticos;
 Análise crítica de trabalhos científicos.
Vocabulário usado em epidemiologia
 Proporção: Expressão de uma relação de grandeza entre
duas partes ou entre cada uma das partes e a grandeza
total; expressão que traduz a igualdade entre duas razões.

 Probabilidade: Expressa que algo é provável de


acontecer, é uma das muitas palavras utilizadas para
eventos incertos ou conhecidos.

 Amostra: É um subconjunto de elementos pertencentes


a uma população.A informação recolhida para uma
amostra é depois generalizada a toda a população.
Vocabulário usado em
epidemiologia
 Letalidade: Traduz o potencial ou a capacidade de
um agravo a saúde (doença)causar morte em um
determinado individuo em uma população.

 Mortalidade: É a taxa de mortalidade ou o


número de óbitos causados por uma doença ou
agrava a saúde em relação ao número total de
habitantes.

 Morbidade: Morbidade ou morbilidade é a taxa de


portadores de determinada doença em relação à
população total estudada, em determinado local e
em determinado momento.
Medidas de Frequência

As medidas de frequência são utilizadas para avaliar a


doença, e definir quais as intervenções necessárias.

Prevalência: Medida estática, que expressa a


frequência do número de casos existentes de uma dada
doença, em uma determinada população em um
determinado momento.

Prevalência = Nº de casos de uma doença x100.000


população
Medidas de Frequência
Incidência: É uma medida dinâmica, que é expressa
como a razão entre o número de casos novos de
uma doença, que ocorre em uma comunidade em um
intervalo de tempo.

C.I = Casos novos em um período X 1.000


População exposta ao risco

ATENÇÃO: Os coeficientes de prevalência e


incidência são coeficientes de morbidade, que
representam a maneira como as doenças e os agravos
á saúde se comportam na população exposta.
Eventos Epidêmicos

 Surto: É uma alteração, espacial e


temporalmente delimitada, do
estado de saúde-doença de
uma população, caracterizada por uma
elevação progressiva,inesperada
e descontrolada dos coeficientes de
incidência de determinada doença,
ultrapassando e reiterando valores
acima do limiar epidêmico
estabelecido.

 Exemplo: A ocorrência de um caso de


sarampo em uma região onde esta
patologia esta erradicada.
Eventos Epidêmicos

 Endemia: É uma doença localizada em um espaço


limitado denominado “faixa endêmica”. Isso quer
dizer que, endemia é uma doença que se manifesta
apenas numa determinada região, de causa.

 Exemplo: Febre amarela mais comum na Amazônia.


No período de infestação da doença, as pessoas que
viajam para tal região precisam ser vacinadas.
Eventos Epidêmicos
 Epidemia: É uma doença infecciosa e transmissível que
ocorre numa comunidade ou região e pode se espalhar
rapidamente entre as pessoas de outras.

 Exemplo: A gripe aviária é uma doença “nova” que se


iniciou como surto epidêmico.
Eventos Epidêmicos
 Pandemia: É uma epidemia que atinge grandes
proporções, podendo se espalhar por um ou mais
continentes ou por todo o mundo, causando inúmeras
mortes ou destruindo cidades e regiões inteiras.

 Exemplo: AIDS, tuberculose, peste, gripe asiática, gripe


espanhola.
“Os ignorantes, que acham que sabem tudo,
privam-se de um dos maiores prazeres da
vida: aprender”.
Provérbio popular

OBRIGADA!!!