Você está na página 1de 10

Formas e Sistemas de Criação

 Na criação comercial de quelônios em cativeiro, as instalações


precisam ser conforme exige o Ibama na Portaria n 142/92, para as
fases de reprodução, cria, recria, alimentação e manutenção,
para que, ao submeter o animal a um ambiente artificial, com
características aproximadas ao habitat natural, se consiga um
crescimento satisfatório.

 As principais instalações para um criatório de quelônios são:


- Berçários;
- Tanques ou barragem de crescimento;
- Tanque ou barragem de reprodução ;
Berçários

 Nesta instalação onde os filhotes ficaram durante o primeiro ano de


vida, recebendo maior proteção contra predadores e uma
alimentação que propicie melhor crescimento inicial. Em geral, são
feitos de cercas de madeira em barragens, pequenos tanques
escavados, tanques em alvenaria ou tanques-rede. Em média,
trabalha-se com uma área de 70-150 m² para 4.000-4.500 filhotes
em berçários de cerca de madeira ou tanque escavado, ou de 35
animais/m³ em tanques-rede ou gaiolas (Figuras 1)
Figura 1: Modelos de berçários de quelônios na
fazenda experimental da Universidade Federal do
Amazonas: a) Balsa com berçário em gaiolas
flutuantes ou tanques-rede; b) Berçário com
cercado de madeira. Foto: Projeto Diagnóstico
(Andrade, P.C.M.)¹

¹ Fonte Criação e manejo de quelônios no Amazonas. / Paulo César Machado, organizador. – Manaus: Ibama,
ProVárzea, 2007. 513 p. : il. color.; cm.
 b) Tanque ou barragem de crescimento:
Instalação para onde os animais são transferidos após a saída do
berçário. Em geral, são tanques escavados ou barragens, onde os
quelônios têm maior espaço disponível para deslocamentos,
permitindo um melhor desempenho. Essa instalação serve para
animais de 12 a 36 meses, e em geral trabalha-se com cerca de 1
animal/m² , sendo, entretanto, possível, trabalharmos intensivamente
com até 20 animais/m² no segundo ano (Figura 4).
Figura 2: Tanques de crescimento e barragem como área de reprodução
com praia artificial. Novo Israel, Manaus/AM. Foto: Projeto Diagnóstico
(Andrade, P.C.M.)¹

¹ Fonte Criação e manejo de quelônios no Amazonas. / Paulo César Machado, organizador. – Manaus: Ibama,
ProVárzea, 2007. 513 p. : il. color.; cm.
Tanque ou barragem de
reprodução ;
 c) Tanque ou barragem de reprodução: Esta instalação destina-se
aos reprodutores e matrizes, selecionados entre animais acima de 4
anos ou 7 kg de peso vivo, no caso das tartarugas, e 4 anos ou
acima de 3 kg, no caso dos tracajás. Trabalha-se com uma
densidade de um animal para cada 2,5 m² , preferencialmente, em
barragens de um hectare ou grandes tanques escavados (acima
de 1.000 m² ). Em uma de suas margens deverá ser construída uma
praia artificial com areia fina ou média, com no mínimo um metro
de altura acima do nível d'água (Figura 3)
Figura 5: Tanque circular de
reprodução de quelônios em
alvenaria. CPPQA, Balbina/AM. Foto:
Projeto Diagnóstico (Andrade,
P.C.M.)¹

¹ Fonte Criação e manejo de quelônios no Amazonas. / Paulo César Machado, organizador. – Manaus: Ibama,
ProVárzea, 2007. 513 p. : il. color.; cm.
 A carne de tartaruga-da-amazônia proveniente de criadouros
legalizados pelo Ibama, no Amazonas, foi vendida inicialmente ao
preço de R$ 12,00 a 18,00/kg de peso vivo em supermercados de
Manaus (A Crítica, 1996), sendo pago ao produtor até R$ 13,00/kg.
Hoje, os produtores estão comercializando com preços que variam
de R$ 8,00 a 12,00, por quilograma de animal vivo

 Segundo Andrade et al. (2003), o custo com ração é de US$ 1,45


para produzir um quilo de tartaruga e em um cultivo superintensivo
em tanques-rede pode-se obter renda líquida de US$ 246,24/m³.
Rentabilidade/ Lucratividade

 Já a Lucratividade é dada em percentual e indica o ganho obtido


sobre as vendas realizadas. Para calculá-la, basta dividir o lucro
pelo total das vendas e multiplicar por 100:

LUCRATIVIDADE = (LUCRO LÍQUIDO / RECEITA BRUTA) x 100

 A Rentabilidade, que indica o percentual de retorno


do investimento realizado na empresa.

RENTABILIDADE = (LUCRO LÍQUIDO / INVESTIMENTO TOTAL) x 100


 Lima (2000), estimou, nos criadouros do Amazonas os custos fixos em
R$ 0,74 e os custos variáveis em R$ 2,19 para produzir um quilo de
tartaruga. Considerando os atuais preços de venda do produto,
calculou uma margem de lucro possível de 104,78% a 241,30%, o
que caracteriza a queloniocultura como uma atividade altamente
rentável. Neste mesmo estudo, se considerarmos o peso médio de
1,5 kg e venda a R$13,00 o quilo de peso vivo, a receita líquida pode
chegar a R$ 8,00/animal no sistema de tanques-rede, com animais
de apenas dois anos de idade.

 A construção de tanques-rede com material local e a utilização de


alimentos disponíveis na comunidade como macaxeira, peixe,
piracuí, beldroega ou erva-de-jabuti, reduzirá os custos com
instalações e alimentação, aumentando a lucratividade, hoje em
torno de 12,55%. A rentabilidade, para os investimentos na criação
de quelônios foi estimada em 183,44% pelo sistema de tanques-rede.
(Andrade et Al, 2003).