Você está na página 1de 25

NOME DO TRAINEE

Nome do Projeto
XX/XX/XXXX
APRESENTAÇÃO FORMAL

 Nome
Formação
Data de Estágio
Área de estudo.
Objetivo do Projeto
MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO – SUP TRAINEE
Orientações Gerais

 O tamanho das letras já está formatado para tahoma 16 a 18;


 Os títulos estão formatados para tahoma 18. Nome do Comitê todo em letra
maiúscula e subtítulo padrão com minúscula;
 Fonte tahoma;
 O nº de informações a constar em cada slide deverá ser cuidado, pois
devemos facilitar a visualização e evitar a poluição visual;
 Se possível colocar fotos, filmes, depoimentos para melhor entender o
processo. Usar a criatividade, porém manter a sequência lógica;
Manter as reuniões periódicas.
MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO – SUP TRAINEE
Metodologia Utilizada
NOME PROJETO
Nome da Gerência ou Nome da Unidade
NOME DO PROJETO

Componentes

Padrinho:
Coordenador:
Participantes Especiais :

Período de Trabalho

Início: dd/mm/aa Término: dd/mm/aa Reuniões: xx


NOME DO PROJETO

Conhecimento do Processo

Processo: (descrever o nome do processo em estudo)

 Levantar dados para compreensão dos vários elementos que compõe o processo.

 Ferramentas: Indicadores, Fluxograma/Funcionograma, Diagrama de processo,


Normas/Procedimentos/Instruções, Visita no local.

 É de fundamental importância que o processo seja bem explicado, delimitando seu início,
suas etapas/passos e seu fim – para ocorrer o entendimento do processo trabalhado.

 Imagens ajudam a entender melhor o processo.


NOME DO PROJETO

Identificar e Priorizar o problema

Problema macro: (descrevê-lo)


 Após conhecimento do processo, a próxima etapa é a identificação do problema e
meta, que consiste no reconhecimento dos resultados indesejados, desvios das metas e
objetivos traçados do processo em questão.
 Ferramentas: Indicadores, brainstorming e Matriz GUT

PROBLEMA MACRO: BAIXO PERCENTUAL DE RENDIMENTO DE MOELA


Percentualdederendimento
Percentual rendimento de
de moela
moela
(janeiroa adezembro/2008)
(janeiro dezembro/20XX)
A meta é constituída de três partes:
1,2 1,07 1- Um objetivo gerencial
META 2- Um valor
1 0,96
0,8 3- Um prazo
M Ex.: Meta - Aumentar o rendimento de
%

0,6 E
L moela em 0,11 pontos percentuais até
0,4 H dez/20xx.
0,2 O
R
0
MD…
Nov
Dez
Mai

Set
Jan

Jun
Abr

Ago
Fev

Out
Mar

Jul

O gráfico deve conter um título que indique a unidade de medida usada e o período analisado.
Também deve conter a média, a meta e a seta indicando o sentido para o melhor resultado.
NOME DO PROJETO

Observar e Priorizar Problema

 Após a etapa da identificação, deve-se observar o problema, que consiste em averiguar


as condições em que o problema ocorre e suas características específicas (local, tempo e
tipo), por meio de coleta de dados, transformando um problema grande em menor.

 Ferramentas: Visita no local, Estratificação (local, tempo e tipo), Gráfico de Pareto,


Histograma.

Exemplo Estratificação por turno:

Rendimento por turno (jan a dez/20xx)


100% 100%
1.80
90%
1.60
79% 80%
1.40
70%
1.20 60%
1.00 0.8 50%
0.80 42% 0.7
40%
0.60 0.4 30%
0.40 20%
0.20 10%
0.00 0%
1 turno 2 turno 3 turno
NOME DO PROJETO

Observar e Priorizar Problema

Exemplo Apenas Ilustrativo

Desvio
DesvioCusto Direto
de Consum o por
por Família (MR$)
Fam ília (R$ Mil) -– Jan/Jul
Jan a Jul/10
2010 Desvio
Desvio de Custo
ConsumDireto – Família
o - Fam Linguiças
ília Linguiças Cozidas,
Cozidas, por Produto
por Produto (R$ Mil) -
(MR$) – Jan2010
Jan/Jul a Jul/10
100% 100% 100% 100%
100% 97% 99% 100%
93%
250,0 82% 90% 86% 100%
80% 200,0 75% 90%
200,0 80%
70%
150,0 70%
60% 60%
150,0
50% 50%
100,0
40% 40%
100,0 30%
30% 50,0 20%
50,0 20%
168,0 25,0 16,0 10,0 4,0 2,3 10%
225,3 51,0 0,0 0,0 0,0 10% 0,0 0%
0,0 0% Calabresa Guanabara Calabresa Calabresa Portuguesa Paio
Linguiça Cozida Mortadela Salsicha Linguiça Frescal Presunto Defumada Fina Aperitivo Enroladinha

Desvio
Desvio Custo Direto
de Consum o - Fam– ília
Família Linguiças
Linguiças Cozidas,Cozidas,
ProdutoProduto
Calabresa Desvio
Desvio Custo Direto
de Consum o - Fam– ília
Família Linguiças
Linguiças Cozidas,
Cozidas, ProdutoProduto
Calabresa
Calabresa,
Defum ada, por Composição
por Com (MR$)
posição (R$ Mil) –- Jan a Jul/10
Jan/Jul 2010 Calabresa,
Defum ada,Composição Acabado,por
Com posição Acabado, por item(R$
Item (MR$)
Mil) -–Jan/Jul
Jan a 2010
Jul/10
100% 99% 100%
96%
100% 140,0 89% 100%
160,0 83%
90% 90%
140,0 120,0
80% 80%
120,0 70% 100,0 70%
100,0 60% 80,0 60%
80,0 50% 50%
40% 60,0 40%
60,0
30% 40,0 30%
40,0
20% 20%
20,0 20,0
140,0 28,0 10% 125,0 9,0 4,0 2,0 10%
0,0 0% 0,0 0%
Acabado Elaborado Massa
Massa Elaborado Filme Caixa Etiqueta
NOME DO PROJETO

Observar e Priorizar Problema

 Após a observação, reescrever neste slide o Problema Raiz (Priorizado), e a meta


redefinida.

Problema Raiz (Priorizado):

-----------------------------------------------------------
NOME DO PROJETO

Identificar Causas

Ferramentas: Brainstorming e Diagrama de Causa e Efeito.

 Identificado o problema prioritário, o passo seguinte é identificar as prováveis causas,


que estão gerando os mesmos, utilizando a técnica de Brainstorming. As causas
primárias deverão ser anotadas nas espinhas do Diagrama de Causa e Efeito,
respeitando-se as famílias.

Máquina /
Método Pessoas
Equipamentos

Problema
Priorizado

Meio
Materiais Finanças Gestão
Ambiente
NOME DO PROJETO

Identificar Causas

 Terminado o processo de “coleta de causas”, as mesmas são apenas hipóteses que deverão
ser investigadas mais profundamente. Em seguida a equipe deve partir para uma
verificação/teste in loco para confirmar a relação da causa levantada com o problema (efeito)
através da ferramenta Teste de Hipótese
 Ferramentas: Teste de Hipótese, Gráfico de Pareto, Diagrama de Dispersão, Matriz
Priorização de Causas.
TESTE DE HIPÓTESE
CAUSA
TESTE RESULTADO
PROVÁVEL
Verificar se há diferença de cozimento HIPÓTESE NÃO CONFIRMADA
entre as estufas, e se realmente as Quando comparamos as quebras de cozimento
Diferença de cozimento estufas do Tipo A apresentam maior médias obtidas com cada tipo de estufa – A, B e C
nas estufas Tipo A. índice de quebra. Construir um gráfico de – verificamos que não há alteração significativa
barras comparando as quebras médias entre as mesmas. Todas apresentam quebra de
do produto nas estufas do Tipo A, B e C. cerca de 1,0 p.p. acima do padrão.
Quebra de Cozim ento Média - Estufas A x B x C (Jan a Jul/2010)

15,0%
14,6%
14,5%
14,5% 14,3%

14,0%

13,5%

13,0%

12,5%
Estufas A Estufas B Estufas C

Quebra Média Padrão


NOME DO PROJETO

Priorizar Causas

 Após a priorização, aplica-se a técnica dos 5 por quês para localização das causas
raízes.

 Ferramenta: 5 Por quês.

CAUSA(S) RAIZ(ES)
01
02
03
04
05
06
07
08
NOME DO PROJETO

Identificar e Priorizar Solução

 Ferramentas: Brainstorming, Benchmarking, Teste de Hipótese, Matriz Básico, Análise de


Problemas Potenciais, Avaliação Econômica Padrão.

 Para eliminar ou minimizar as causas raízes de um problema ou paralisar seus efeitos, é


preciso conhecer as soluções possíveis. Nessa etapa, deve-se iniciar o Brainstorming com a
equipe e estimular a busca da solução das causas individualmente.

 Quando realizado o teste de hipótese, deve-se apresentá-lo.

SOLUÇÃO(ES) PRIORIZADA(S)
01
02
03
04
NOME DO PROJETO

Elaborar Plano de Ação

Problema Priorizado:
Causa raiz:

 Após priorizadas as soluções, um plano de ação deverá ser feito para reduzir/eliminar
a(s) causa(s) raiz(es). Na apresentação pode-se suprimir as colunas porque e onde se
necessário.

O quê Por que Quem Quando Onde será Como Quanto


fazer? fazer? fará? será feito? feito? será custará?
feito?

Deverá ser
Justificativa Descrever Informar
Descrever o colocado o Informar data Informar o
da como será custo da
que será nome das que será feito local onde
implantação feito (passos implantação
feito pessoas, será feito
da solução da solução) da solução
não siglas.
NOME DO PROJETO

Identificar Problemas Potenciais

 A análise de soluções inclui também identificar antecipadamente problemas que podem


aparecer no momento da implantação das propostas do comitê, que se não tratados de forma
adequada, podem comprometer o sucesso do trabalho desenvolvido.

PROBLEMAS POTENCIAIS CAUSAS PROVÁVEIS AÇÕES PREVENTIVAS


NOME DO PROJETO

Implantar Solução

 Mostrar neste slide fotos, filmagem, planta baixa, etc... da(s) solução(es)
propostas e/ou já implantadas.
NOME DO PROJETO

Padronizar

 Depois de confirmada a efetividade das ações, deve-se revisar ou criar procedimentos


de acordo com o padrão estabelecido juntamente com a área competente para garantir
controle sobre o processo;

 Certificar que todos os envolvidos no processo estejam aptos para executar o


procedimento padrão.

Exemplo: Mostrar mudanças no fluxograma, em normas, procedimentos, instruções, etc...


NOME DO PROJETO

Benefícios Gerais

 A equipe deverá identificar os benefícios gerais do projeto, menos os financeiros.

Exemplo:

 Preservação do meio ambiente;


 Melhora da imagem da empresa perante o mercado;
 Redução de riscos de acidentes;
 Melhoria das condições ergonômicas;
 Etc...
NOME DO PROJETO

Investimentos

 A equipe deverá também apresentar os investimentos de todas as soluções consolidadas


(compra de equipamentos, custo mão de obra, compra de materiais, custo com instalações,
etc...)

DESCRIÇÃO INVESTIMENTO R$

Fabricação e Instalação de tombador de mini container R$ 32.000,00

Fabricação e instalação máquina de retirar Gelpper da embalagem R$ 34.000,00

Aquisição de materiais de limpeza R$ 2.000,00

Total R$ 68.000,00
NOME DO PROJETO

Benefícios Financeiros

 A equipe deverá identificar os benefícios financeiros do projeto. Isso inclui quantificar os


ganhos, sejam eles de capacidade, qualidade ou de produtividade.

Descrição Antes R$ Depois R$ Ganhos R$


Aumento produtividade linha Pizza/mês 40.000,00 75.000,00 35.000,00
Redução perdas de calabresa/mês 12.000,00 2.000,00 10.000,00
Redução consumo de água/mês 3.000,00 500,00 2.500,00
Redução de 02 postos de trabalho 5.500,00 0,00 5.500,00

Resultado Operacional (Ganhos)/ Mês R$ 53.000,00


Resultado Operacional (Ganhos)/ Ano R$ 636.000,00
NOME DO PROJETO

Avaliação Econômica Padrão.

 A equipe deverá também apresentar a Avaliação Econômica Padrão completa, apropriando-se


os ganhos e investimentos de todas as soluções consolidadas.

MTIR 85,6%
VPL dos MVP’s R$ 32.000,00
Índice de lucratividade 7,2
Payback descontado 1 mês
NOME DO PROJETO

Conclusão

 Com o encerramento do trabalho, a equipe poderá analisar as estratégias e escolhas


feitas durante o processo de solução do problema, procurando desenvolver aprendizado para
si e para outras pessoas.

Sugestão de colocar neste slide:

 Aprendizado dos trabalhos desenvolvidos;


 Dificuldades enfrentadas;
 Quebra de paradigmas;
 Mensagem final.
Obrigada!