Você está na página 1de 22

Argumentação

♦ O uso da linguagem é essencialmente


argumentativo

♦ Nos comunicamos sempre procurando levar


a conclusões (orientação de enunciados)

♦ Assim, toda língua possui mecanismos que


orientam a argumentação
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores argumentativos: elementos da


gramática que tem função de indicar a força
argumentativa do enunciado (oração)

♦ Classe argumentativa: conjunto de enunciados


(orações) que servem como argumento para determinada
conclusão

♦ Escala argumentativa: enunciados de uma classe


colocados em ordem de força em favor de uma mesma
conclusão
Operadores
argumentativos Ducrot

Classe argumentativa, exemplo:

João é o melhor candidato, tem boa formação


em economia, tem experiência no cargo, não se
envolve em negociatas.

Conclusão:
ARG. 1 – tem boa formação em economia
ARG. 2 – tem experiência no cargo
ARG. 3 – não se envolve em negociatas
] João é o
melhor
candidato
Operadores
argumentativos Ducrot

Escala argumentativa, exemplo:

João é o melhor candidato, não só tem boa


formação em economia, mas também tem
experiência no cargo e não se envolve em
negociatas.
argumento

mas também tem experiência no cargo


Força do

e não se envolve em negociatas


não só tem boa formação em economia
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que assinalam o argumento mais


forte de uma escala:
Até, até mesmo, inclusive
EX:
A apresentação foi coroada de sucesso: estiveram
presentes personalidades do mundo artístico,
pessoas influentes do meio político e até mesmo
o Presidente da República.
Ducrot

Exemplo: “Como consequência de tudo isso, o


usuário que baixar algum arquivo sem
autorização, por exemplo, músicas do ares, será
punido, podendo receber multa ou, até mesmo, de
um a três aos de prisão. Isso significa a perda de
liberdade na Internet.

“Há quem seja contra, cerca de 74,2 mil


assinaturas de pessoas que se opõem ao projeto.
Dizendo que até no fato de acessarmos um site
seria proibido, pois não temos autorização para
isso.”
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que somam argumentos a favor de


uma mesma conclusão:
E, também, ainda, nem, não só... mas
também, tanto... como, além de, além
disso, a par de
EX:
O rapaz, além de inteligente, é gentil, deve
ser uma ótima companhia.
Operadores
argumentativos Ducrot

Exemplo: “Além de todas estas oposições há aqueles que


afirmam que a lei da uma margem de interpretação
muito grande.”

“Muitas críticas foram feitas ao projeto, alegando ser um


absurdo o que é proposto, e que a lei trás parágrafos
confusos que podem ser mal interpretados e causarndo
danos às pessoas que realmente necessitam da internet.”
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Outro operador que soma argumento, mas de forma


como se fosse desnecessário, e no entanto é decisivo, é
o “golpe final”:
aliás
EX:
A apresentação foi coroada de sucesso: estiveram
presentes personalidades do mundo artístico,
pessoas influentes do meio político e até mesmo
o Presidente da República. Aliás, sua
apresentação mereceu um público de alto nível.
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que introduzem uma conclusão relativa


a um enunciado apresentado anteriormente:
Portanto, logo, por conseguinte, pois em
decorrência, consequentemente
EX:
O custo de vida continua subindo, as condições
de saúde do povo brasileiro são péssimas e a
educação vai de mal a pior. Portanto não se pode
dizer que o Brasil esteja prestes a se integrar no
primeiro mundo.
Operadores
argumentativos Ducrot

Exemplo: “Copiar informações de uma página, se


a lei for implantada, será considerado um crime,
logo, acontecerá uma retirada em massa de sites
de download.”

“Contudo (Portanto), vê-se que a lei Azeredo não


terá sucesso. A internet não tem como ser
controlada ou limitada e os usuários nunca
aceitarão as imposições da lei.”
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que introduzem argumentos


alternativos, que levam a conclusões diferentes ou
opostas:
ou, ou então, quer... quer, seja... seja
EX:
Vamos juntos participar da passeata. Ou você
prefere se omitir e ficar aguardando os
acontecimentos?
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que estabelecem comparação entre


elementos:
mais que, menos que, tão... como,

EX:
Vamos contratar Márcia que é tão competente
quanto a Lúcia.
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que introduzem uma justificativa ou


explicação relativa ao enunciado anterior:
porque, que, já que, pois

EX:
Teremos que tomar uma atitude com
urgência, porque com doença não se brinca.
Operadores
argumentativos Ducrot

Exemplo: “Desde que um projeto de lei foi aprovado,


a lei Azeredo. Vem causando muita discussão e
polêmica, pois muitos não sabem o conteúdo total
que ela engloba.”

“A internet ocupa uma parte muito importante na


vida das pessoas. Sempre que precisamos de alguma
informação, recorremos a internet, uma notícia,
novidade ou música. Mas agora, muitas coisas que
costumamos fazer estão ameaçadas. Pois há também
pessoas que fazem o mau uso da internet.”
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que introduzem argumentos


deixando subentendida uma escala com outros
argumentos mais fortes:

Ao menos, pelo menos, no mínimo. (este deve


ser inserido logo após os operadores que
sinalizam o argumento mais forte)

Ex. O rapaz era dotado de grandes ambições.


Pensava em ser, no mínimo, prefeito da cidade
onde nascera.
Operadores
argumentativos Ducrot

♦Operadores que contrapõem argumentos orientados


para conclusões contrárias:

mas (porém, contudo, todavia, no entanto, etc.), embora


(ainda que, posto que, apesar de, apesar de que, etc.)

Exemplo: O candidato se esforçou para causar boa


impressão, mas sua timidez e insegurança fizeram com
que não fosse selecionado.

Embora o candidato se tivesse esforçado para causar


boa impressão, sua timidez e insegurança fizeram com
que não fosse selecionado.
Operadores
argumentativos Ducrot

Exemplo: “A lei Azeredo foi criada com as intenções de


proporcionar segurança e paz a população acabando com
os crimes cibernéticos, porém, para que isto ocorra, esta
proibirá atividades on-line e limitará nossa privacidade e
liberdade de expressão.”

“Em 9 de junho de 2011, o Senado aprovou o projeto de


lei do senador Eduardo Brandão de Azeredo (iniciado no
ano de 1996), sobre crimes cibernéticos. Seu rigor, no
entanto, vem sendo questionado por especialistas e
usuários da rede, pois a privacidade e responsabilidade
de ambos é posta em jogo.”
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ operadores que tem por função introduzir no


enunciado conteúdos pressupostos:

já, ainda, agora

Exemplo: Paulo mora no Rio.


Paulo ainda mora no Rio.
Paulo já não mora no Rio.
Paulo agora mora no Rio.
Operadores
argumentativos Ducrot

Exemplo de falta de uso:

Criada pelo deputado Eduardo Azeredo a lei PL


84/99, conhecida como Lei Azeredo, vem sendo
discutida e criticada desde 1999. Agora, em 2011, esta
foi reforçada em 2011 por causa dos ataques a sites
governamentais.
Operadores
argumentativos Ducrot

♦ Operadores que se distribuem em escalas opostas,


isto é, um deles funciona numa escala orientada para a
afirmação total e o outro, para a negação total.

às vezes, tais operadores são morfologicamente


relacionados, como é o caso de um pouco e pouco.

Exemplo: Será que Ana vai passar? Ela estudou um


pouco ( b) ela estudou pouco.
Operadores
argumentativos Ducrot
Quase e Apenas

Quase aponta para a afirmação da totalidade e por isso


combina com a maioria:
A maioria dos cidadãos já vota conscientemente;

Quase aponta para a afirmação da totalidade e por isso


combina com a maioria:
A maioria dos cidadãos já vota conscientemente: quase 80%.
São poucos, mesmo agora, os que votam conscientemente:
apenas 30%.

Apenas combina com 'poucos' porque aponta para a negação


da totalidade