Você está na página 1de 16

AULA ELABORADA POR:

PROFª VANESSA PASKOALI


 Pequeno texto discorrendo sobre um outro
texto que pode ser um livro, um artigo, um
texto qualquer ou mesmo um filme, com
abordagem crítica.

 Por abordagem crítica entende-se a capacidade


do resenhista de diferenciar-se do original,
comentando, construindo sua própria opinião,
acrescentando novos elementos, de tal forma
que contribua para esclarecer futuras leituras
do material resenhado.
 Em termos práticos, a resenha busca apresentar um
pequeno resumo das principais idéias do texto,
destacando aspectos relevantes para serem comentados
(positivos ou negativos) e propondo novos enfoques ou
informações para o tema em questão.

TIPOS DE RESENHA:
1- Informativa: limita-se a expor o conteúdo do texto com
a maior objetividade possível;

2 – Crítica: apresentação do conteúdo de uma obra,


acompanhada de avaliação crítica. Expõe-se claramente
e com certos detalhes o conteúdo da obra, os leitores
aos quais se dirige e o método que sugere, análise e
apreciação crítica da disposição das partes, de sua
forma, estilo e se for o caso, da apresentação
tipográfica.
 Resumir as idéias da obra;
 Avaliar as informações nela contidas;
 Avaliar a forma como os dados foram expostos;
 Justificar a avaliação realizada.

A resenha é mais que resumo crítico, pois não se


limita a conteúdo da obra. Estende-se aos
comentários e relações à outras obras do
mesmo gênero.
 Desenvolve a mentalidade científica necessária
para introduzir o iniciante na pesquisa e
elaboração de trabalhos monográficos;
 Contribuem para as revistas especializadas de
uma área;
 Possibilita rápida impressão do conteúdo de
uma obra, auxiliando na decisão de consultar a
obra toda ou não;
 Auxilia na economia de tempo e dinheiro em
possíveis leituras desnecessárias aos
pesquisadores.
Exigências:
a) Conhecimento completo da obra;
b) Competência na matéria exposta no livro, bem
como do método empregado;
c) Capacidade de juízo crítico para distinguir
claramente o essencial do supérfluo;
d) Independência de juízo para ler, expor e julgar
com isenção de preconceitos, simpatias ou
antipatias;
e) Correção e urbanidade, respeitando sempre a
pessoa do autor e suas intenções;
f) Fidelidade ao pensamento do autor
1 - Referência
Autor (es)
Título (subtítulos)
N° da Edição
Imprenta (Local da edição, editora, data)
N° de páginas
Ilustração (tabelas, gráficos, fotos, etc.)
2 - Credenciais do Autor
Informações gerais sobre o autor
Autoridade no campo científico
Quem fez o estudo?
Quando? Por quê? Onde?

3 – Conhecimento
Resumo detalhado das idéias principais
De que se trata a obra? O que diz?
Possui alguma característica especial?
Como foi abordado o assunto?
Exige conhecimentos prévios para entendê-lo?
4 – Conclusão do autor
O autor faz conclusões? (ou não?)
Onde foram colocadas? (final do livro ou dos
capítulos?)
Quais foram?

5 – Quadro de Referências do autor


Modelo teórico
Que teoria serviu de embasamento?
Qual o método utilizado?
6 – Apreciação
a) Julgamento da obra
Como se situa o autor em relação: às escolas ou
correntes científicas, filosóficas, culturais? às
circunstâncias culturais, sociais, econômicas,
históricas, etc.?
b) Mérito da obra: qual a contribuição dada? Idéias
verdadeiras, originais, criativas? Conhecimentos
novos, amplos, abordagem diferente?
c) Estilo: conciso, objetivo, simples? Claro, preciso,
coerente? Linguagem correta? Ou o contrário?
d) Forma: lógica sistematizada? Há originalidade e
equilíbrio na disposição das partes?
e) Indicação da Obra: a quem é dirigida (grande
público, especialistas, estudantes?
1 – Obra
- Autoria (autor ou autores)
- Título (incluindo o subtítulo, e houver)
- Local, editora e ano de publicação
- Edição (a partir da 2ª)
- N° de páginas ou de volumes
- Ilustrações (tabelas, gráficos, desenhos, etc)
- Formato (em cm)
- preço
2 – Credenciais da autoria
- Nacionalidade
- Formação universitária ou especializada
- Títulos
- Cargos exercidos
- Outras obras

3 – Conclusões da Autoria
- Quer separadas ou no final da obra, quer
apresentadas no final dos capítulos, devem ser
sintetizadas as principais conclusões a que o
autor da obra chegou em seu trabalho
- Caso não se apresentem separadas do corpo da
obra, o resenhista, analisando o trabalho, deve
indicar os principais resultados obtidos pelo
autor.
4 – Digesto
- Resumo das principais idéias expressas pelo
ator
- Descrição sintetizada do conteúdo dos
capítulos ou partes em que se divide a obra.

5 – Metodologia
- Método de abordagem
- Método de procedimento
- Modalidade empregada
- Técnicas utilizadas
6 – Quadro de Referência da autoria
- Corrente de pensamento em que filia
- Modelo teórico

7 – Quadro de referência do resenhista:


É necessário esta explicitação, uma vez que tal
posição terá influência decisiva na seleção dos
tópicos e partes que considera mais importantes
para a análise quando na elaboração da crítica que
se segue.

8 – Crítica do resenhista
- Julgamento da obra do ponto de vista metodológico
(se há coerência entre a posição central e a
explicação, discussão e demonstração)/ adequado
emprego de métodos e técnicas específicas;
- Mérito da obra: originalidade; contribuição para
o desenvolvimento da ciência , quer por
apresentar novas idéias e/ou resultados, quer
por utilizar abordagem diferente
- Estilo empregado

9 – Indicações do resenhista
A quem é dirigida; fornece subsídios para o
estudo de que disciplinas? Pode ser adotado em
que tipo de curso?
FIM