Você está na página 1de 16

Trabalho Prático 1

Conforto Ambiental: Térmico


Professor: Rafael L. Pinheiro

Alunas:
Candida Rolim
Elizabeth Silva
Gabriela Rios
Pavilhão de Barcelona
ARQUITETO: LUDWIG MIES VAN DER ROHE
ANO: 1928-1929
RENOVADO EM: 1983-1986
LOCALIZAÇÃO: BARCELONA, ESPANHA

O Pavilhão de Barcelona foi, na realidade, o Pavilhão Nacional Alemão para a Exposição Internacional de
Barcelona de 1929, representando a republica de Weimar.
Projetado por Ludwig Mies van der Rohe (autor da famosa frase: menos é mais), é um dos edifícios mais
emblemáticos do Movimento Moderno. Tinha como finalidade "apresentar o espírito da nova Alemanha: simplicidade
e clareza de meios e intenções, tudo é aberto, nada está oculto". Foi a primeira participação oficial da Alemanha em
um evento internacional desde o fim catastrófico da Primeira Guerra Mundial, foi um dia de enorme importância
simbólica.
O Pavilhão representou o momento do design funcional, modernista, da revolução industrial. Foi utilizado
oficialmente apenas uma vez no dia 27 de maio de 1929, quando o rei da Espanha, Alfonso XIII, participou da
cerimônia para a sua abertura. Após o encerramento da exposição, o Pavilhão foi desmontado em 1930.
Com o passar do tempo, foi ganhando cada vez mais notoriedade como referência arquitetônica e em 1980
o Departamento de Urbanismo da Câmara Municipal de Barcelona nomeou os arquitetos Ignasi de Solà-
Morales, Cristian Cirici e Fernando Ramos para pesquisa, projeto e supervisão da reconstrução do Pavilhão, que
começou em 1983 e inaugurou na sua localização original em 1986.
O clima de Barcelona:
 Bastante úmido, o verão costuma ser quente, com temperatura em torno dos
27°C; Junho, Julho e Agosto são os meses correspondentes ao verão, sendo
esse último, o mais quente da estação.

 No outono as temperaturas oscilam entre 8°C e 13°C e vai de 21/09 à 20/12,


sendo estes os meses mais chuvosos do ano.

 No inverno as temperaturas oscilam entre 5°C e 13°C, com raros registros de


neve; à noite a temperatura beira 0°C. Janeiro é o mês mais frio, Julho e
Fevereiro são os mais secos.

 A primavera ocorre de 21/03 a 20/06, os ventos sopram mais fortes. O dia é


mais quente e vai esfriando à medida que a noite cai. Amanhece por volta de
07:30 e anoitece por volta de 17:00
• A máxima diária média (linha vermelha contínua) mostra a média da temperatura máxima de um dia
para cada mês para Barcelona;
• Da mesma forma a mínima diária média (linha azul contínua) mostra a média da temperatura mínima;
• Os dias quentes e noites frias (linhas vermelhas e azuis tracejadas) mostram a média do dia mais quente
e da noite mais fria de cada mês nos últimos 30 anos.
CARTA SOLAR DE BARCELONA ROSA DOS VENTOS DE BARCELONA
Análise das estratégias usadas pelo arquiteto para
garantir o conforto térmico aos usuários da edificação

• Uso de árvores para criar


sombra na fachada norte;
• Grandes aberturas para
ventilação natural;
• Ventilação cruzada;
• Telhado em balanço para
ter sombra na fachada sul
diminuindo assim a
incidência do sol,
• Dois espelhos d‘agua para
umidificar o local.
VISÃO GERAL DO ENTORNO
ESTRUTURA
A estrutura é composta de oito pilares de aço em formato de cruz que sustentam um telhado plano. Paredes
de placas finas em mármore, que não limitam fisicamente o espaço e sugerem um movimento fluído, sem
divisões e conexões; trazendo o interior para o exterior, continuando para além da linha da cobertura ao
jardim.
ELEMENTOS CONSTRUTIVOS
Chama atenção a composição dos materiais empregados, o vidro, o aço e os quatro
diferentes tipos de pedra (mármore travertino romano, Alpine mármore verde, antigo mármore verde
da Grécia e ônix dourado das Montanhas Atlas da África) foram utilizados para a reconstrução com as
mesmas características e proveniência dos originalmente empregados em 1929.
De que forma o projeto deveria ser diferente se tivesse sido
construído em Belo Horizonte?

Não ter abertura para o


lado oeste a parede dessa
fachada deve ser isolada
termicamente o pé direito
mais alto, resfriamento
evaporativo através de
jardins, ar-condicionado .
CARTA SOLAR DE BH
Proposição de estratégias alternativas ou
complementares que poderiam ter sido usadas para
avançar ainda mais o projeto
Pra garantir o conforto total do
pavilhão o arquiteto teria de
adicionar aquecedor para usar
no inverno e o ar-condicionado
para o verão
Belo Horizonte encontra-se na
Zona Bioclimática 3;