Você está na página 1de 29

PSICOLOGIA NA SAÚDE

Aula 2 - Principais Teorias do Desenvolvimento Humano.


PSICOLOGIA NA SAÚDE

Conteúdo Programático desta aula

•As características e fatores determinantes do


desenvolvimento humano;

•A primeira teoria sobre a estrutura do aparelho psíquico;

•A segunda teoria do aparelho psíquico;

•A teoria da personalidade;

•Mecanismos de desefa;

•A teoria do desenvolvimento psicossexual.


Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2
PSICOLOGIA NA SAÚDE

Definindo personalidade:

O vocábulo "personalidade" se origina de persona expressão


que se referia à máscara que os atores do antigo teatro grego
utilizavam para caracterizar as personagens que
representavam.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

Definindo personalidade:
Nesse sentido personalidade é aquilo que é mostrado através
dos papéis sociais que as pessoas desempenham.

EX: "Mostre que tem personalidade"!; "Ele não tem


personalidade"; "Que personalidade fraca"!;

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

Duas correntes filosóficas:


Kant,
Brentano,
Wundt e
John Locke outros

a personalidade seria um entendiam que o ser


produto do meio que age humano não era apenas
sobre o indivíduo, o reflexo do meio.
gravando nele marcas
fundamentais.
conjunto dos
traços e
característica
s singulares

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

Neste sentido a personalidade abrange:


constituição física => que se alicerçam nas disposições
herdadas.

interação entre as pessoas e o mundo => seus hábitos, valores e


capacidades; suas aspirações; seus modos de experimentar os
afetos; suas maneiras habituais de se comportar no cenário
social.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

OS DETERMINANTES DA PERSONALIDADE

Divergencia quanto à
importância atribuída a
cada um dos fatores
hereditariedade x meio.

Os argumentos pró- As argumentações em favor


hereditariedade das influências ambientais

personalidade é a influência do
Eugen determinada meio é mais
Bleuler basicamente pelos Candolle
decisiva do que a
fatores da carga genética
hereditários.
Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2
PSICOLOGIA NA SAÚDE

A caminho de uma síntese

Hoje, a Psicologia tem a convicção de que a personalidade é


uma totalidade sincrética (percepção global), resultante da ação
dos fatores genéticos e dos paratípicos ou ambientais.

Por exemplo => nem o meio mais favorável poderá vir a


tomar gênio uma pessoa cuja constituição genética tenha-
lhe reservado déficit intelectual importante.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

INFLUÊNCIAS AMBIENTAIS - ESTUDOS MAIS RECENTES

Uma das principais contribuições ao estudo das influências do


meio para a formação da personalidade veio da Teoria
Psicanalítica, de Sigmund Freud.

Para Freud as primeiras experiências infantis são decisivas


para as interações pessoais que vão acontecer na vida adulta. A
sensibilidade dos pais em atender os desejos e as necessidades
da criança; assim também, a firmeza que precisam ter ao
colocar normas e regras sociais para serem obedecidas, vão
constituir o alicerce para a estrutura do superego.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

INFLUÊNCIAS AMBIENTAIS - ESTUDOS MAIS RECENTES

Erik Erikson => afirma que os primeiros períodos do


desenvolvimento infantil são marcados pelo tipo e pela
qualidade das interações entre a criança e o meio,
principalmente com os adultos que costumeiramente interagem
com ela.

Por exemplo => um ambiente firme, tranquilizador e


encorajador, provavelmente levará a uma personalidade
equilibrada, com elevada auto-estima e autocontrole.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD

Método de investigação => interpretativo – busca o significado


oculto daquilo que é manifesto por meio de ações e palavras
ou pelas produções imaginárias, como os sonhos, os delírios,
as associações livres, os atos falhos.

Prática profissional (forma de tratamento) => análise – busca


o autoconhecimento ou a cura.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD

A descoberta do inconsciente

“ Qual poderia ser a causa de os pacientes esquecerem


tantos fatos de suas vida interior e exterior?”

Resistência => força psíquica que se opõe a tornar consciente,


a revelar um pensamento.

Repressão=> processo psíquico que visa encobrir, fazer


desaparecer da consciência, uma idéia ou
representação insuportável e dolorosa que está
na origem do sintoma.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD
A primeira teoria sobre a estrutura do aparelho psíquico.
Primeira concepção sobre estrutura e o funcionamento da
personalidade – três instâncias psíquicas:

1ª Tópica do aparelho psíquico de Freud (1900)

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

PSICANÁLISE

Inconsciente => Conjunto dos conteúdos não presentes


no campo atual da consciência – reprimidos pela ação de
censuras internas.

Pré-consciente => Conteúdos acessíveis à consciência.

Consciente => Recebe ao mesmo tempo as informações do


mundo exterior (percepção, atenção e raciocínio) e as do
interior.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

PSICANÁLISE
A segunda teoria do aparelho psíquico.
Em 1920, Freud propôs um aperfeiçoamento de sua primeira
teoria, incluindo processos dinâmicos da mente: o id, o ego e
o superego.

Introduz os conceitos de id, ego e superego para referir-se aos


três sistemas da personalidade.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

2ª Tópica do aparelho psíquico de Freud


(1920)

ID => É regido pelo princípio do prazer

Ego => É regido pelo princípio da realidade


Estabelece o equilíbrio entre as exigências
do id, da realidade e as “ordens” do
suprego.

Superego => Origina-se a partir da


internalização das proibições, dos limites e
da autoridade. É um depositário das normas
e princípios morais do grupo social a que o
indivíduo se vincula.
Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2
PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD

OBS: As pulsões reprimidas, pelo superego, constituem uma


região chamada inconsciente.

Mecanismos de desefa: Processo psiquico cuja a finalidade é


afastar um evento gerador de angústia da percepção
consciente.

Repressão => Impede que pensamentos dolorosos ou


perigosos cheguem à consciência. É o principal mecanismo de
defesa, do qual derivam os demais.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD

Negação ou negação da realidade =>Não percebemos


aspectos que nos magoariam ou que seriam perigosos para
nós.
Por exemplo: se um filho começa a apresentar características
homossexuais, o pai pode demorar a percebê-las, ou não as
perceber.

Projeção => Projetamos no mundo externo características


daquilo que não podemos ver em nós.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD

Por exemplo: uma mãe que não cuida adequadamente dos


filhos, acarretando-lhes vários problemas, poderá projetar a
culpa em todas as situações que envolvem a criança.

 se o filho vai mal na escola é porque a professora é


ineficiente;

 se o filho vive doente é porque os amigos são doentes e o


contaminam;

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - SEXUALIDADE E LIBIDO

O conceito de libido

A libido é uma energia de natureza sexual, componente do


id, presente no ser humano desde o nascimento, e é ela que
impulsiona a pessoa em busca de satisfação.

A libido é, portanto, uma energia voltada para a obtenção de


prazer.

O prazer, para Freud, é a motivação maior de todos nós,


pois o que dita a vida humana é o "princípio do prazer". Mas
esse princípio é interditado pelo superego.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - SEXUALIDADE E LIBIDO

A teoria do desenvolvimento psicossexual

A libido é uma energia e, como tal, necessita localizar-se em


uma região do corpo, pela qual consegue obter satisfação.

Fase oral
Quando a sexualidade é vivenciada na relação que a criança
estabelece, por intermédio da boca, com o mundo que a
cerca.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - SEXUALIDADE E LIBIDO


Fase anal
A libido, então, desloca-se para essa região. As
vivências dessa fase associam-se a noções de
disciplina, gerando maior ou menor senso de
organização e método.

Fase fálica
Zona Erógena: Genitais. A masturbação
torna-se freqüente e normal. Maior
interesse e preocupação com a
diferença sexual entre meninos e
meninas.
Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2
PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - SEXUALIDADE E LIBIDO

Modalidade desta fase: Fantasia fálica.

 A menina não tem pênis porque perdeu e


o menino pode vir a perder.

 No menino esta ameaça de perda de seu


objeto fálico origina um temor: o temor
de castração.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - COMPLEXO DE ÉDIPO:


A mãe é o objeto de desejo do menino e o pai é rival que
impede seu acesso ao objeto desejado. Ele procura então
assemelhar-se ao pai para “ter” a mãe, escolhendo-o
como modelo de comportamento, passando a
internalizar as regras e as normas sociais representadas
e impostas pela autoridade Esta introjeção da lei dá
origem à formação do superego, herdeiro direto do
complexo de Édipo.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - COMPLEXO DE ÉDIPO:


OBS: o que faz o menino sair do complexo de Édipo é o temor
da castração; o que faz a menina entrar é complexo de
castração.

Latência da libido
Esta é uma fase da vida em que não há localização fisica da
libido.

A libido está energizando atividades que vinculam o corpo e


a mente da criança ao ambiente que a cerca.

É quando os jogos, as brincadeiras, os esportes e as


atividades escolares passam a desempenhar papel mais
relevante na vida infantil.
Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2
PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - COMPLEXO DE ÉDIPO:


Fase genital

Podem eclodir sintomas neuróticos, fato comum nessa idade.

A aversão às autoridades é outra ocorrência que chama a


atenção nessa etapa da vida e que diz respeito à relação do
adolescente com a escola.

O professor, simulacro da figura paterna, passa a ser o alvo


de representações transferencias, usualmente negativas.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - COMPLEXO DE ÉDIPO:


A origem das neuroses

As pulsões continuam a pressionar o superego para chegar ao


nível consciente. Fica estabelecido o conflito entre o desejo
(Id) e a proibição (Superego).

Nesse processo Freud viu a origem de alguns fenômenos da


vida psíquica, como os sonhos, os atos falhos, a sublimação e
as neuroses.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

CONTRIBUIÇÕES DE FREUD - COMPLEXO DE ÉDIPO:


Sonho
O sonho nada mais é do que um resultado da luta entre do id
e o superego.

Atos falhos
Lapsos linguísticos ou de escrita. O caso mais banal é aquele
em que um palestrante inicia seu discurso dizendo: "Bem,
vamos encerrar esta sessão...“

Neurose
uma angústia indefinida, um pensamento ou um ato
recorrente - encontra-se no inconsciente, região inacessível
ao ego.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2


PSICOLOGIA NA SAÚDE

Nesta aula, você:

Aprendeu sobre as características e fatores determinantes


do desenvolvimento humano e a teoria psicanalítica.

Principais Teorias do Desenvolvimento Humano - AULA 2