Você está na página 1de 31

FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA

Profor Valmir Rodrigues Batista


Graduação, Mestrado e Doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais (UFCG)

Disciplina:

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Campina Grande – Paraíba


2018.2
Aluno + Orientador

EMENTA:

Escolha de um tema, de uma justificativa e dos


objetivos de uma pesquisa (prática ou teórica). Revisão
bibliográfica para a fundamentação teórica. Escolha da
metodologia. Elaboração orientada de um projeto de
pesquisa para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC),
na área relacionada à ênfase do curso de Engenharia
Mecânica.
COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS:

Planejar e discutir o projeto de pesquisa para a elaboração


do TCC.
Escolher o tema, definir os objetivos e realizar a pesquisa
bibliográfica básica.
Desenvolver o projeto de pesquisa.
Estabelecer uma relação cooperativa com o orientador.
Trabalhar em respeito às orientações éticas de pesquisa
e às normas de elaboração, citação e referências de trabalhos
científicos utilizadas no curso.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
UNIDADE I

NORMAS DA ABNT

DOCUMENTAÇÕES RELEVANTES PARA TCC.

INVESTIGAÇÕES CONCEITUAIS SOBRE OS TEMAS DE ESTUDO PROPOSTOS PELOS ALUNOS,


SUAS FONTES DE INFORMAÇÃO, SEU CARÁTER PROJETUAL, E SEUS PROGRAMAS MÍNIMOS DE
ATENDIMENTO;

INVESTIGAÇÕES SOBRE O MODO DE ABORDAGEM DESEJADO PELOS ALUNOS, ABRANGENDO


SEUS INTERESSES PRIORITÁRIOS, OS ENFOQUES NECESSÁRIOS, OS DESTAQUES A PROJETAR,
OS NÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO E OS ESTUDOS DE CASO A UTILIZAR COMO REFERÊNCIA;

INVESTIGAÇÕES SOBRE O LOCAL A SER OBJETO DO DESENVOLVIMENTO DA PROPOSTA


PROJETUAL, SUAS INFORMAÇÕES ESSENCIAIS, SUA LOCALIZAÇÃO URBANA E REGIONAL, SUA
LOCALIZAÇÃO E ENTORNO, CONDICIONANTES AO DESENVOLVIMENTO DA PROPOSTA,
IDENTIFICAÇÃO E OBTENÇÃO DE CARTOGRAFIA ADEQUADA AO DESENVOLVIMENTO DO
TRABALHO;

SISTEMATIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES E SUA ORGANIZAÇÃO DOCUMENTAL, TENDO EM VISTA


A PREPARAÇÃO DE UM DOSSIÊ MONOGRÁFICO.
UNIDADE II

METODOLOGIA CIENTÍFICA.

TÉCNICAS DE APRESENTAÇÕES.

UTILIZAÇÃO DOS MEIOS ÁUDIO-VISUAIS DISPONÍVEIS

APRESENTAÇÃO DE TRABALHO MONOGRÁFICO.


CONTEÚDO DA AULA:

Generalidades, a pesquisa bibliográfica, as publicações científicas, o projeto de


pesquisa e a redação do trabalho de conclusão de curso.

OBJETIVOS:

Apresentar conhecimentos envolvendo a maneira de como realizar a pesquisa e


a forma de redigir o trabalho de conclusão de curso.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1. Generalidades

1.1 – A importância da leitura no desenvolvimento de trabalhos


científicos;
1.2 – A análise de textos e os seminários;
1.3 – Exemplos de publicações científicas.

2. Pesquisa bibliográfica

2.1 – Conceitos e tipos;


2.2 – Fases da pesquisa bibliográfica;
2.3 – Elaboração de fichas e resumos.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

3. Publicações científicas

3.1 – Finalidade;
3.2 – Como se preparar para fazer a comunicação científica;
3.3 – Tipos de comunicações científicas;
3.4 – Artigos científicos.

4. O projeto de pesquisa

4.1 – Conceitos;
4.2 – Estrutura do projeto;
4.3 – Estrutura do relatório de projeto.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

4. Normas da ABNT
4.1 - CITAÇÕES EM DOCUMENTOS – ABNT 10520
4.2- . INFORMAÇÕES E DOCUMENTAÇÃO – REFERÊNCIAS -
ELABORAÇÃO ABNT NBR 6023
FORMA DE AVALIAÇÃO

Exercícios envolvendo os conteúdos ministrados, redação de um


artigo científico. Não vale ponto.
Nota da disciplina é a da defesa do TCC.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: Informação e


documentação – Referências - Elaboração. Rio de Janeiro, Agosto 2002. 27 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: Informações e


documentação – Citações em documentos - Apresentação. Rio de Janeiro, Agosto
2002. 7 p.

FACULDADE UNINASSAU. Regulamento Geral de Trabalhos de Conclusão de


Curso. Campina Grande-PB. 2017.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

LAKATOS, Eva Maria e MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do Trabalho


Científico. 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2001.

MEDEIROS, João Bosco. Redação Científica: A prática de fichamentos, resumos e


resenhas. 6. ed. – São Paulo: Atlas, 2004.

MOURA, Eurides. Recomendações Práticas Para Preparar Dissertação, Tese,


Monografia. São José dos Campos, São Paulo, outubro, 2002 (Apresentação)

SILVA, Edna Lúcia da e MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e


Elaboração de Dissertação. 3 ed. rev. atual. Florianópolis: Laboratório de Ensino a
Distância da UFSC, 2001.

TACHIZAWA, T. e MENDES, Gildásio. Como Fazer Monografia na Prática. 9. ed. – Rio de


Janeiro: Editora FGV, 2004.
Quem já tem orientador?

Quem já tem tema?

Quem já tem resultados?


GENERALIDADES:
O
problema
(Ponto A)

As ações do
pesquisador
para o
desenvolvimento
do seu trabalho

A solução
(Ponto B)
1.1. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA:

Ler significa conhecer, interpretar, decifrar.

A maior parte do conhecimento adquirido vem através da leitura.

Portanto devemos ler muito e continuadamente para


obtermos conhecimento.

A leitura constitui-se em um dos fatores decisivos do estudo e


imprescindível em qualquer tipo de investigação científica.

A leitura tem por objetivos servir como meio eficaz de aprofundamento


de estudos e aquisição de cultura geral.
1.1. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA:

Basicamente existem três tipos de leitura: Leitura de entretenimento,


leitura de cultura geral (informativa) e leitura de aproveitamento
(formativa).

Leitura de entretenimento: Destina-se ao


passatempo sem maiores preocupações com
os aspectos do saber.

Leitura de informativa: Destina-se a tomar


conhecimento sobre o que ocorre no mundo.
1.1. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA:

Leitura formativa: Destina-se a aprender algo


de novo ou aprofundar conhecimentos anteriores.
1.1. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA:

Como obter uma leitura


proveitosa?

Leia com atenção, com


intenção, com reflexão, com
espírito crítico.
Faça análises, sínteses e
ganhe velocidade na
leitura, pois você precisará
ler muito para obter
conhecimentos específicos
para o desenvolvimento do
seu trabalho.
1.1. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA:

O que se deve ler?

É muito importante a escolha da


leitura e, para isso, faz-se necessário
que no início alguém dê uma
orientação.

Deve-se escolher o livro ou


artigo pelo título, autor e edição e, de
preferência, a melhor edição crítica
existente ou as bem-conceituadas.

Num trabalho científico exige-se muita leitura e, se possível, de toda


a bibliografia referente ao assunto.
1.1. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA:

Os primeiros passos para a leitura:

Leia o título da obra, a data da


publicação, a ficha catalográfica, a
“orelha” , o índice ou sumário, a
introdução, a bibliografia.

Caso elas ajudem nos estudos


e ofereçam subsídios para a
elaboração de trabalhos
científicos, selecione-as.
1.1. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA:

Como obter uma leitura proveitosa?

Não esqueça... É preciso ter


motivação para o estudo. (FORMATURA)

É preciso saber organizar a forma


de estudar.

Estabeleça um cronograma de estudo,


use técnicas de anotação, de resumos e do
fichamento de ideias relevantes.
1.2 – A análise de textos:

Analisar significa estudar, decompor,


dissecar, dividir, interpretar.

É preciso ter disciplina intelectual.

A análise deve levar o estudante a


aprender a ler, reconhecer a organização e a
estrutura do texto, a familiarizar-se com as ideias do
autor, chegar a níveis de compreensão mais
profundos, perceber ideias e a identificar
conclusões.
1.2 – A análise de textos:

Para esta análise é


importante escolher a obra a ser lida,
lê-la por completo, relê-la destacando
pontos importantes, tirar dúvidas que
surjam durante a leitura, tornar a lê-la
procurando as ideias principais e
secundárias, organizá-las em ordem
decrescentes de importância e
interpretá-las visando obter as
conclusões do autor.

Observação: Tenha em mãos um dicionário e uma enciclopédia para pesquisar


por palavras desconhecidas.
1.2 – A análise de textos:

Para esta análise


recomenda-se: evitar a mera descrição
dos problemas levantados; lembrar que
seu conteúdo deve estar presente na
redação servindo de ponto de partida de
fundamentos e explicações, observar as
regras para citações; redigir com
clareza; interpretar aspectos
importantes; levantar hipóteses e
encontrar soluções; manter fidelidade
ao texto.
1.2 – SEMINÁRIO:

Seminário é uma
técnica de estudo que inclui
pesquisa, discussão e
debate.

A finalidade é
pesquisar e ensinar a
pesquisar.
1.2 – SEMINÁRIO:

Os objetivos do
seminário são:

• Ensinar pesquisando;

• Revelar tendências e aptidões para a pesquisa;

• Levar a dominar a metodologia científica de uma disciplina;

• Conferir o espírito cientifico;


1.2 – SEMINÁRIO:

Os objetivos do
seminário são:

• Ensinar a coletar material para análise e interpretação;

• Ensinar a trabalhar em grupo;

• Levar a assumir atitudes de honestidade e exatidão nos trabalhos


efetuados, entre outros.
1.2 – SEMINÁRIO:

A estrutura de um seminário é assim composta:


Número de integrantes De 5 a 12 integrantes
Diretor, Relator, Secretário,
Componentes
Comentador e demais participantes
Duração De 2 a 3 horas, mas podem levar dias
Temas Os mais variados possíveis
Modalidades Clássico, clássico em grupo e em grupo
1.2 – SEMINÁRIO:

O roteiro de um seminário é assim estabelecido:

 O coordenador propõe um determinado estudo, indica a bibliografia mínima,


escolhe o comentador e estabelece um cronograma de atividades;

 Formado o grupo inicia-se o trabalho de pesquisa. Depois o grupo se reúne


para discutir as informações coletadas;

 Determina-se o tema central e sua divisão em tópicos;

 Após os trabalhos de síntese dos materiais coletados estabelece-se a


introdução, o desenvolvimento e a conclusão;

 Reúne-se a classe, o relator apresenta os resultados, discutem-se as


informações e, por fim, o coordenador faz uma síntese do trabalho apresentado.
1.2 – SEMINÁRIO:

Como é realizada a avaliação de um seminário?

 Pela elaboração do roteiro:


Exatidão da matéria, planejamento,
adequação da matéria e seleção da
matéria.

 Pela exposição oral: Qualidade da


exposição e seleção e uso do material
didático.

 Critérios: Ótimo, bom, regular, fraco


e mau.
Muito obrigado.

Valmir Rodrigues Batista


valmir5@yahoo.com.br