Você está na página 1de 19

Ideias pedagógicas

Freinet foi um pedagogo humanista, autodidata e sindicalista .


Critico da Escola Tradicional e da Escola Nova.
Fazia criticas as propostas da Escola Nova, particularmente
Decroly e Montessori questionando seus métodos, pela
definição de materiais, locais e condições especiais para
realização das atividades pedagógicas. Freinet se diferencia da
maioria dos outros importantes pensadores e teóricos da
educação por ter sido ele mesmo um professor primário que
atuou em sala de aula por quase toda a sua vida.(40 anos)
Toda a sua proposta pedagógica deriva diretamente do
trabalho desenvolvido com os alunos na busca de um processo
que os levasse a gostar da escola e do trabalho, que os levasse
a ser cidadãos conscientes, participantes e críticos do meio
social.
Esta proposta que criou com seus pares e conhecida por
muitos e significativos nomes (“Pedagogia Freinet”,
“Pedagogia do Trabalho”, “Pedagogia do Bom Senso”,
“Método Natural” e “Pedagogia do sucesso”)
Embora não fosse um acadêmico Freinet não ignorava os
debates pedagógicos de seu tempo, marcados pelo
surgimento da Escola Nova, corrente de pensamento para o
qual a aprendizagem acontece pela atitude ativa da criança,
que procurava respostas a questões colocadas por seus
centros de interesses.
Freinet assume esses
princípios mas não sem criticá-
los e desenvolvê-los. Para ele a
aprendizagem da criança
passa pela produção
cooperativa de bens materias
ou culturais. Cria-se a partir de
suas propostas uma situação
onde a criança, em situação
ativa, se apropria de
conhecimentos
Freinet em campo com seus alunos multidisciplinares, com a ajuda
de seu professor.
Princípios da Pedagogia Freinet

A Proposta Pedagógica da Escola baseia-se nos Princípios da


Pedagogia Freinet, que se baseiam em quatro eixos
fundamentais:

• Cooperação: como forma de construção social do


conhecimento;
• Comunicação: como forma de integrar esse conhecimento;
• Documentação: registro da história que se constrói
diariamente;
• Afetividade: elo de ligação ente as pessoas e objeto de
conhecimento.
Além das necessidades fundamentais
de conservação, subsistência e
realização pessoal que caracterizam
qualquer indivíduo, Freinet inclui na
sua filosofia, a necessidade que cada
pessoa tem de expressar-se e de
comunicar- se, de cooperar, de
aprender e de se organizar.
A cooperação como elemento essencial na
pedagogia de Freinet

• A cooperação não é construída por discursos, mas da


prática e da convivência dentro do espaço educacional e
social, que irá gerar novos valores
• Valoriza a cooperação em ao invés da competição.
• “Ninguém avança sozinho em sua aprendizagem, a
cooperação é fundamental”
• Na pedagogia Freinet a cooperação não é apenas
desejável, mas necessária porque facilita a aprendizagem
de cada um e aumenta a riqueza do grupo.
• Várias técnicas de trabalho só tem sentido pela
cooperação
Necessidades da Criança Abordagem e Motivação

Exprimir seus Falas, desenhos, debates,


sentimentos e ideias vídeos, etc.

Comunicar-se com os Intercâmbios


outros
Criar, agir, conhecer. Ateliês (De pesquisas,
Estimular a expressão, trabalhos
espontaneidade através manuais e técnicos)
da livre expressão.
Organizar-se Organização cooperativa
Técnicas desenvolvidas por Freinet
• Aulas das descobertas: aulas de campos voltadas para o interesse dos
alunos
• Auto avaliação: fichas preenchidas pelos alunos como forma de registrar
a própria aprendizagem.
• Autocorreção: modalidade de correção de textos feita pelos próprios
autores no caso os alunos, sob a orientação do educador
• correspondência interescolar: atividade largamente utilizada por Freinet,
na qual os alunos se comunicam com outros estudantes de escolas
diferentes.
• Fichário de consulta: fichas criadas por alunos e professores para suprir
as lacunas deixadas pelos livros didáticos convencional.
• Imprensa/jornal escolar: os textos escritos pelos alunos tinham uma
função social real, pois eram publicados e lidos pelos colegas.
• Livro da vida: caderno no qual os alunos registram suas impressões,
sentimentos, pensamentos em formas variadas, o qual fica como um
registro de todo ano escolar de cada classe.
Aula passeio
(aula das descobertas)
Percebe que o
interesse das
crianças não estava
dentro da sala de
aula.
Freinet idealizou
esta atividade com
o objetivo de trazer
motivação, ação e
vida para escola.
Aplicações das técnicas de Freinet
• Favorecer o desenvolvimento dos métodos naturais da
linguagem(desenho, escrita, gramática)
• Matemática
• Ciências Naturais
• Ciências Sociais
A criança
1. A criança é da mesma natureza que o adulto.
2. Ser maior não significa necessariamente estar
acima dos outros.
3. O comportamento escolar de uma criança depende
do seu estado fisiológico, orgânico e constitucional.
4. A criança e o adulto não gostam de imposições
autoritárias.
28. Uma das primeiras condições da renovação da
escola é o respeito a criança e por sua vez, das
crianças a seus professores; só assim é possível
educar dentro da dignidade
O educador
• Assume a necessidade de uma mudança de atitude das
relação professor/aluno
• O “papel do professor” é o de favorecer os confrontos, ajudar
na análise de situações, relembrar as aquisições anteriores.
• Deve ser aquele que ajuda a classe a se organizar numa célula
viva que faz cooperativamente a aprendizagem da
responsabilidade.
• Sabe que o saber não é acumulo de conhecimento, mas uma
maneira de enfrentar qualquer situação, analisá-la e
comunicá-la.
• E que tenha claro que as trocas de experiêencias com as dos
outros durante as reuniões do Grupo Departamental.
Declaração da Escola Moderna
" A escola Moderna não é nem uma capela nem um clube mais
ou menos restrito, mas, na realidade uma via que nos conduzirá
àquilo que ,todos juntos, construirmos."

1. A educação é o completo desenvolvimento e construção, e não acúmulo


de conhecimentos, adestramento e condicionamento.

2. Não aceitamos nenhum doutrinamento

3. Rejeitamos a ilusão de uma educação isolada em si mesma, à margem


das grandes correntes sociais de políticas que a condicionam.

4. A escola de amanhã será a escola do trabalho.

5. A escola deve centrar-se na criança que, com nossa ajuda, constrói sua
própria personalidade.
6. A Investigação experimental na base do processo é a condição
primeira de nosso esforço para a modernização escolar, através da
cooperação.

7. Os educadores dos Movimentos da Escola Moderna são os únicos


responsáveis pela orientação e exploração de seus esforços
cooperativos

8. Nosso movimento preocupa-se em manter relações de simpatia e de


colaboração com todas as organizações que lutam pelos mesmos
ideais.

9. 9. Nas relações administrativas, resguardamos nossa liberdade de


ajudar, prestar serviços e criticar, segundo as exigências da ação
cooperativa de nosso movimento.

10. A pedagogia Freinet é, em essência, internacional.


“A democracia de amanhã prepara-
se pela democracia na escola. Um
regime autoritário na escola não
seria capaz de formar cidadãos
democratas.”

“A sala de aula deve ser prazerosa e


bastante ativa, pois o trabalho é o
grande motor da pedagogia.”
"Se não encontrarmos respostas
adequadas a todas as questões sobre
educação, continuaremos a forjar almas
de escravos em nossos filhos"

"Nos habituamos todos de tal forma a


comandar as crianças e a exigir delas
uma obediência passiva que não
pensamos na possibilidade de haver
uma outra solução para a educação que
não seja a fórmula autoritária (...)."
Principais obras
• Conselho aos pais – 1974
• Jornal escolar – 1974
• As técnicas Freinet da escola moderna –
• O texto livre – 1976
• Modernizar a escola
• O método natural I – O método natural II – O método natural
III – 1977
• A leitura pela imprensa na escola – 1977
• Para uma escola do povo: guia prático para organização
material, técnicas e pedagógica da escola popular - 1978
• Referências bibliográficas
• Coleção grandes educadores. Celestin Freinet. editora Atta -mídia e
educação : apresentação Rosa Maria Whitaker Sampaio
• AUDET, Marc. A pedagogia Freinet. IN: GAUTHIER, Clemont e TARDIF,
Maurice. A pedagogia. Teorias e práticas das antiguidade aos nossos dias.
Petrópolis: Vozes, 2010. P.253 – 269.
• ICEM, Instituto Cooperativo da Escola Moderna. Pedagogia Freinet uma
abordagem inicial. Dossiê pedagógico da Revista L’Educateur – Tradução de
Ruth Joffily 10/09/79
• www.jornalescolar.org.br