Você está na página 1de 1

INCLUSÃO DIGITAL DOS SURDOS

Francisca Rosângela de Sousa¹ (Uninorte.); Francisco Fontenele dos Santos¹ (Uninorte.); Michelle Soares de Souza¹
(Uninorte.); Paulo Cesar Lopes de Aguiar¹ (Uninorte.); Valmirene Nilo Vasconcelos¹ (Uninorte.); Zaida Maria Marques
Tavares (Uninorte.)²

RESUMO OBJETIVOS
Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 10% da população mundial tem • Refletir sobre a inclusão digital dos surdos, como processo de democratização do
algum déficit auditivo. Já a chamada "surdez severa" incide em uma em cada mil acesso as tecnologias;
pessoas nos países desenvolvidos e em quatro em cada mil nos países •
subdesenvolvidos. No Brasil, calcula-se que 15 milhões de homens e mulheres • Atuar na capacitação de professores do Ensino Fundamental para a utilização dos
tenham algum tipo de perda auditiva e que 350 mil nada ouçam. Se a deficiência recursos audiovisuais .
aparece já nos primeiros anos de vida, poderá causar distúrbios ou atrasos na
aquisição de linguagem, além de problemas no desenvolvimento intelectual e de
aprendizado.
No que diz respeito à inclusão digital, para que os alunos surdos sejam METODOLOGIA
compreendidos e compreendam a área tecnológica, é necessário que eles conheçam
sua primeira língua, a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais). É necessário também A Metodologia utilizada foi a pesquisa pelo método dedutivo por meio de uma
que seja trabalhado o aspecto visual com o aluno surdo, pois a sua língua é viso- pesquisa bibliográfica qualitativa
espacial e esse contato com o visual contribui facilitando seu aprendizado.
As pessoas surdas têm utilizado tanto a linguagem escrita quanto a linguagem visual
(imagens) para a comunicação entre surdos e entre estes e pessoas ouvintes, via
tecnologias digitais. Muitas vezes estes dois tipos de linguagens são utilizadas CONSIDERAÇÕES FINAIS
simultaneamente no MSN. Logo, os softwares devem possuir funcionalidades que
possibilitem, por exemplo, a comunicação e o acesso a informação através de Pode-se afirmar que a inclusão digital dos surdos vem com o intuito de democratizar
LIBRAS. o acesso as tecnologias, trazendo a essas pessoas um sentimento de que o
De qualquer forma, a inserção no mundo digital já irá conferir as pessoas surdas um exercício da cidadania não é um sonho distante e que as oportunidades devem ser
sentimento de que o exercício da cidadania não é um sonho distante, e que cada vez iguais para todos.
mais as pessoas devem e serão tratadas como iguais. Contudo, acreditamos que a inclusão digital e social, possibilita e facilita o processo
de ensino e aprendizagem dos surdos, abrindo assim, espaços para a cooperação, a
criatividade e o exercício do espírito crítico, caminhando para a realização de seus
sonhos a partir de suas expectativas, desejos pessoais e profissionais.

REFERÊNCIAS
<http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3512&ReturnCatID>.
Acessado em: 12 de novembro de 2011.

GODINHO, F. Noções de Acessibilidade à WEB.Disponível em:


<http://www.acessibilidade.net/web>. Acessado em: 12 de novembro de 2011.

INTRODUÇÃO
Atualmente, o crescente processo de desenvolvimento da sociedade vem trazendo
as tecnologias que passaram a fazer parte do cotidiano da vida de muitas pessoas, e
em especial no processo ensino-aprendizagem no sentido de adquirir competências
individuais e sociais de comunicação e interação com o novo.
Inclusão digital ou infoinclusão é o nome dado ao processo de democratização do
acesso às tecnologias da Informação, de forma a permitir a inserção de todos na
sociedade da informação.
Com um número significativo de pessoas surdas, justifica-se a necessidade e a
importância do desenvolvimento de ações no sentido de possibilitar a essa
comunidade a oportunidade de incluir-se social e profissionalmente no ambiente da
sociedade e das organizações.
Para que a inclusão digital aconteça efetivamente é necessário que as tecnologias
sejam acessíveis a diferentes grupos de usuários e possam ser utilizadas em
diferentes contextos. Para isso, conhecer os fundamentos de acessibilidade é
essencial para que a interação humana – computador aconteça de forma eficaz e
eficiente. Caracterizada pela ausência de barreira, acessibilidade implica em
considerar que aspectos relacionados ao ambiente e ao estado físico, sensorial ou
motor das pessoas não devem dificultar ou impedir o acesso.

1 Graduandos do Curso de Licenciatura em Pedagogia do Centro Universitário do Norte – Uninorte


2 Profa. Orientador a Zaida Maria Marques Tavares - Curso de Pedagogia do Centro Universitário do Norte – Uninorte