Você está na página 1de 36

Colhedora de

Cana John Deere


3520

Projeto Multiplicar
Conteúdo deste módulo

Características técnicas dos motor 4


Características técnicas dos componentes eletrônicos 6
Características técnicas da ECU 9
Características técnicas do sistema de injeção eletrônica 10
Características técnicas da turbina 14
Características técnicas do pós arrefecedor 15
Características técnicas do cabeçote 16
Características técnicas do comando de válvulas 17
Características técnicas dos pistões 18
Características técnicas das bielas 19

2 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Conteúdo deste módulo

Características técnicas das camisas 20


Características técnicas do virabrequim 21
Características técnicas do bloco do motor 22
Características técnicas do sistema de escapamento 23
Características técnicas do sistema de arrefecimento 24
Manutenção do sistema de combustível 26
Manutenção do sistema de lubrificação do motor 28
Manutenção do sistema de arrefecimento 30
Manutenção do sistema de alimentação de ar 33
Ajuste da folga das válvulas 34
Falhas operacionais 35

3 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

O motor John Deere PowerTech PlusTM


6090T possui 6 cilindros em aço
forjado e 4 válvulas por cilindro.
Com uma cilindrada de 9.0 litros e
potência de 251 kW / 337 hp / 342 cv.
Turbinado e pós resfriado (ar-ar).
A bomba Injetora é controlada por
governador eletrônico, o sistema de
injeção de combustível é direto e
equipado com um sistema automático
de retirada de ar.

4 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

5 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Componentes eletrônicos:
1– Limitador de pressão 1 2
2– Amortecedor de fluxo
3– Sensor de pressão da linha de 3
combustível
4 – Sensor de temperatura do combustível
5 – Válvula de controle da bomba 4
6 – Sensor de posição da bomba
7 – Sensor de água no combustível (WIF)
5

6 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Componentes eletrônicos: 9 8
8– Sensor da temperatura de entrada do
compressor do turbo
9– Sensor de presão do ar do coletor 10
(MAP) 11
10 – Sensor de temperatura do ar do
coletor (MAT)
11 – Sensor de pressão do combustível
12 – Sensor de pressão do óleo
13 – Sensor de posição da manivela 12 13
14 – Sensor do líquido de arrefecimento do
motor
15 – ECU

14

15

7 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Componentes eletrônicos:
16 – Sensor de temperatura do ar de saída 17
do resfriador do ar de carga
17 – Sensor de rotação do turbo 16

8 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Unidade de controle do motor -


ECU:
Localizada no compartimento do
motor, no lado esquerdo da colhedora 1
e fixada no bloco do motor.
A ECU (1) controla a temperatura do
motor, temperatura do óleo diesel,
rotação do motor, códigos de falhas e
pressão do óleo lubrificante.
A velocidade do seu processamento é
cinco vezes maior a velocidade da ECU
da colhedora 3510.

9 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Sistema de Injeção Eletrônica Common


Rail:
Nesse sistema a Unidade de Controle do
Motor - ECU controla eletronicamente a
abertura dos injetores.
Por isso, o Common Rail é o único dos
sistemas de injeção diesel que tem controle
total sobre o processo de injeção (seqüência,
momento e tempo de injeção).
Isso possibilita a realização de injeções
múltiplas em um mesmo ciclo (pré-injeção,
injeção principal e pós-injeção).
Conseqüentemente, obtêm-se um menor
nível de ruídos (devido à pré-injeção) com
maior rendimento térmico e controle de
emissão de gases poluentes.

10 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

1 - Tanque de combustível: Armazena o


combustível.
5 6 7
2 - Filtro de combustível: Retira as impurezas
existentes no combustível evitando o desgaste 8
prematuro dos componentes (bomba de baixa
pressão, bomba de alta pressão, injetores etc).
3 - Bomba de baixa pressão: Aspira o 4
combustível do tanque e o envia à bomba de alta
pressão. A bomba de baixa pressão pode ser elétrica
(mais comum) ou mecânica.
4 - Eletroválvula de desligamento: Tem a 10 9
função de interromper o fluxo de combustível da
bomba de baixa para a bomba de alta pressão. É
controlada pela ECU. Essa eletroválvula está
presente somente nas máquinas com bomba de 3 11
baixa pressão mecânica.
5 - Bomba de alta pressão: É uma bomba
(mecânica) radial com 3 êmbolos. Aspira o
combustível da linha de baixa pressão e alimenta o 2
tubo de alta pressão (Rail). Pode elevar a pressão a
valores superiores a 23.000 psi.

11 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

6 - Rail (tubo de alta pressão): O Rail tem a


função de armazenar o combustível enviado pela
bomba de alta pressão. É interligado por dutos 5 6 7
especiais (canos) aos injetores. No Rail podem vir
acoplados a eletroválvula reguladora de pressão e o 8
sensor de pressão do Rail.
7 - Eletroválvula reguladora de pressão:
Trata-se de uma eletrovávula de alívio posicionada 4
no ponto de conexão da linha de alta pressão com a
linha de retorno de combustível. Sua abertura
promove a diminuição da pressão do Rail. Seu
fechamento permite que a bomba de alta pressão
10 9
eleve a pressão do Rail. É controlada pela ECU
através de um sinal pulsado de largura de pulso
variável.
8 - Sensor de pressão do Rail: Informa à ECU a
3 11
pressão do combustível contido na Rail.
9 - Válvulas injetoras: São eletroválvulas
controladas pela ECU que pulverizam (enviam) o 2
combustível do Rail para a câmara de combustão.
10 - Radiador de combustível: Refrigera o
combustível que circula na linha de retorno.
11 - Válvula de pré-aquecimento do
combustível: Controla a temperatura do
combustível enviado para o tanque, filtro e linha de
pressão negativa. 1

12 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Devido ao controle de emissão de poluentes,


o motor 6090T PowerTech PlusTM , necessita
de um ajuste fino nas variações de injeção
de combustível.
As unidades injetoras possuem 8 pontos de
calibração, que são monitorados pela ECU do
motor.
Devido a este fato, todos os injetores
possuem individualmente sua calibragem.
Toda vez que forem substituídos ou trocados
de cilindro “devem ser calibrados
novamente”. A ECU necessita saber o
número de peça, número de série e o código
de calibração.
A calibração pode ser feita, realizando o
download através do John Deere Custom
Performance, ou através do Service Advisor.
O QR (Código de calibração) está localizado
na parte superior de cada injetor, e pode ser
inserido manualmente na ECU, através do
Service Advisor.

13 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Turbocompressor – Turbina:
A turbina possui duas sessões distintas
e interligadas por um eixo.
Uma sessão é acionada pelos gases do
escapamento, enquanto que na outra
sessão acontece a admissão e
compressão do ar no coletor de
admissão.
Através de este processo consegue-se
injetar maior volume de ar na câmara
de combustão, o que resulta num
incremento da potência do motor de
até 25%.

14 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Cabeçote:
Proporciona as fases de admissão e
compressão do ar e a expulsão dos
gases queimados do interior dos
cilindros, bem como a vedação da
câmara de combustão nos tempos de
compressão e de expansão.
Possui 4 válvulas por cilindro, promove
melhor mistura do combustível e ar
aumentando a economia de
combustível.

15 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Comando de válvulas:
É um eixo único de balancins duplos, feito
em aço forjado.
Sua função é a de comandar a abertura e o
fechamento das válvulas nos momentos
adequados.
Consiste de um eixo com partes ovais,
chamados excêntricos ou cames, com as
quais as alças fazem contato. O número de
cames no eixo é igual ao número de
válvulas. À medida que o eixo gira, os cames
deslocam as alças, em um movimento
vertical. O movimento das alças é
transmitido através das hastes e braços para
as válvulas.
Quando a parte mais protuberante do came,
chamada lóbulo, faz contato com a alça, esta
se encontra em sua posição superior, e a
válvula atinge sua abertura máxima. As
molas fazem com que as válvulas retornem à
sua posição de fechamento. A posição
fechada da válvula corresponde à alça em
seu nível inferior, em contato com o
prolongamento circular do came.

16 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Pistões:
Ao produzir-se a combustão (explosão) da
mistura de combustível e ar, os pistões
impulsionados pela expansão dos gases
originam a força motriz do motor.
Devido a esta rápida sucessão de
movimentos ascendentes e descendentes, os
pistões deverão ser resistentes e fabricados
com material leve.
Fabricados de aço para suportarem maiores
pressões e temperaturas, melhorando a
durabilidade.
Novo desenho com baixa fricção reduz carga
aplicada e melhora a economia de
combustível.
Galeria de arrefecimento do pistão e novo
bico direcionado Spray Jet melhoram o
arrefecimento dos anéis e cilindros.

17 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Bielas:
As bielas são de aço forjado e
fraturadas (Precision Joint).
A parte superior da biela, denominada
pé da biela, está fixada ao pistão por
meio de um pino que permite à biela
oscilar lateralmente, enquanto se move
para cima e para baixo.
O pino do pistão é normalmente oco, a
fim de pesar menos e encontra-se
fixado ao pistão por meio de travas ou
prensados.
A parte inferior da biela (a cabeça da
biela) está parafusada ao virabrequim
fazendo uma trajetória circular,
enquanto o pé da biela segue o
movimento de vai e vem do pistão.

18 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Camisas:
As camisas dos cilindros são do tipo
úmidas, flangeadas, e fabricadas pelo
processo de fundição centrifuga.
As juntas tipo anéis “O” são usadas
para vedar a conexão entre o bloco dos
cilindros e as camisas.
As camisas são endurecidas por
indução e podem ser substituí das uma
por uma (como um conjunto de
camisas e pistões).

19 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Virabrequim:
Virabrequim Heavy duty, em aço
forjado com elementos de liga
especiais para longa vida útil e alta
resistência.

20 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Bloco do motor:
O bloco do motor é uma peça única em
ferro fundido cinzento e reforçado com
nervuras estruturais, inclusive nas
cavidades dos cilindros.

21 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Sistema de escapamento:
O sistema de escapamento conduz os
gases quentes, resultantes da
combustão, desde o motor e através
do coletor, tubo de escapamento e
silencioso, para o tubo de saída, que o
lança na atmosfera.
Durante este processo, o silencioso por
meio de redução, deflecção ou
absorção das ondas sonoras, diminui o
ruído originado pela descarga, através
da abertura de escapamento, dos
gases provenientes da câmara de
explosão.
Nos coletores de escapamento do
motor 6090T, existem camisas que
evitam o acúmulo de resíduos
resultantes da combustão.

22 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

Sistema de arrefecimento:
A Capacidade total do sistema de
arrefecimento é de 69,6 litros na
proporção de 50% de Cool-Gard
concentrado e 50% de Água.
1
1 – Reservatório de expansão
2 – Radiador do combustível
3 – Condensador do ar condicionado
4 – Pós resfriador do motor
5 – Radiador do sistema hidráulico 2
6 – Radiador do sistema de arrefecimento
3
Importante!
Evite remover a tampa do reservatório de
expansão com motor aquecido. Se tiver que
fazê-lo, tome as devidas precauções!

4 5 6

23 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Características técnicas

A hélice dos radiadores é do tipo


reversível. Durante a operação, a
hélice reverte seu sentido de rotação
automaticamente a cada 20 minutos,
efetuando a limpeza do sistema, essa
reversão dura 26 segundos.
A reversão também pode ser acionada
manualmente através da tecla (1)
localizada no painel superior.

24 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Sistema de combustível:
O sistema de filtragem de combustível
do motor 6090T é composto por dois
elementos filtrantes.

1 – Filtro de combustível primário


2 – Filtro de combustível final

Nota:
Substitua os filtros (1-2) nas primeiras 100 horas de
trabalho e após a cada 250 horas de trabalho, para
isso consulte o manual do operador.

25 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Abasteça o tanque de combustível


sempre ao final de cada jornada de
trabalho. Isso evita a condensação da
umidade no espaço vazio do tanque,
formando água. 1
Limpe periodicamente o filtro tela (1)
localizado no bocal de abastecimento
do tanque de combustível.

26 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Sistema de lubrificação do motor:


A Capacidade total do sistema de
lubrificação do motor é de 28,5 litros
de óleo John Deere Plus50.
Verifique o nível do óleo a cada 10
horas de trabalho ou diariamente
através da vareta de nível (1), se
necessário adicione óleo pelo bocal de
abastecimento (2). 1

27 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Troque o óleo e o filtro de óleo (1) nas


primeiras 100 horas de trabalho.
Troque o óleo e o filtro de óleo (1) a
cada 250 horas de trabalho se estiver
usando óleo padrão, se estiver sendo
usado óleo John Deere Plus50 a troca
deve ser a cada 375 horas de trabalho.

Nota:
Para mais informações sobre a troca do óleo e filtro
consulte o manual do operador.

28 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Sistema de arrefecimento:
Líquido de arrefecimento é uma
mistura de água mais aditivo.
Água destilada, deionizada ou
desmineralizada mais aditivo à base de
Etilenoglicol e Propilenoglicol.

Importância do aditivo:
Aumenta o ponto de ebulição do líquido
e evita o congelamento da água
protegendo as camisas contra a
cavitação.
Evita oxidação dos metais do sistema
(ferro fundido e ligas de alumínio e
cobre), mantendo o sistema limpo,
aumenta a vida útil da válvula
termostática, bomba d´água, etc.

29 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Verifique o nível do liquido de


arrefecimento diariamente ou cada 10
horas, com o motor frio, o nível deve
estar na marca MÍN. Desta forma, com
o motor quente, o nível não ultrapassa
a marca MÁX.
Troque o líquido de arrefecimento e a
válvula termostática a cada dois anos
ou 3000 horas de trabalho.

Nota:
Para mais informações sobre a troca do líquido de
arrefecimento e da válvula termostática consulte o
manual do operador.

30 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Limpeza dos radiadores: 1


Remova a tampa (1), localizada atrás
da cabine do operador e sopre com ar
comprimido nos radiadores de dentro
para fora.

31 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Sistema de alimentação de ar:


Limpe o filtro de ar primário (1) sempre que
aparecer um alerta de “restrição do filtro de
ar” no visor de diagnóstico.
O elemento filtrante primário (1) poderá ser
limpo até três vezes.
Substitua o filtro de ar primário (1) a cada
500 horas de trabalho ou sempre que for
encontrado qualquer dano ou rompimento no
filtro ou vedações.
2
Nunca limpe o filtro de ar secundário (2),
substitua o mesmo sempre que houver
indícios de sujidade ou a cada 1500 horas de 1
trabalho.

Importante!
O filtro de ar secundário (2) também deve ser
substituído se após a troca do filtro de ar
primário continuar aparecendo o alerta
“Restrição do filtro de ar” no visor de
diagnóstico.

32 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Manutenção

Ajuste da folga das válvulas:


Etapa 1:
Com o pistão nº 1 em PMS (compressão),
regule as válvulas:
Escape: 1, 3 e 5
Admissão: 1, 2 e 4
Etapa 2:
Gire o virabrequim em 360º para que o
pistão Nº 6 fique no PMS (compressão) e
regule as válvulas:
Escape: 2, 4 e 6
Admissão: 3, 5 e 6

Folga das válvulas:


Admissão: 0,15 a 0,25 mm
Escape: 0,60 a 0,70 mm

A –Válvulas de admissão
E –Válvulas de escape

33 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Falhas operacionais

Nunca desligue o motor imediatamente,


aguarde de 3 a 5 minutos para desligá-lo.
Sempre aqueça o motor antes de iniciar a
jornada de trabalho.
Nunca lave ou molhe o motor com ele
quente.
Sempre utilize aditivo no radiador.
Verifique periodicamente o nível do óleo do
motor e da água do radiador.
Nunca abra a porta do compartimento do
motor com a colhedora em
funcionamento.
Mantenha-se atento às luzes de advertência
do painel.
Limpe periodicamente o motor conforme as
instruções descritas no manual do operador.
Mantenha o registro do combustível sempre
aberto, feche-o somente em caso de
manutenção do sistema de combustível.

34 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009


Informações complementares

Ferramentas especiais, procedimentos de torque e ajustes,


período de troca de óleo e demais especificações, procure em:

Manutenção: Consulte seu Manual do Operador


Reparação: Consulte o Manual Técnico de Reparação

35 | Colhedora de Cana 3520 : Motor | Fevereiro, 2009