Você está na página 1de 27

Gerenciamento de Riscos

Fundamentos de Segurança do
Trabalho
Prof. José Ilo P. Filho
UTFPR
As causas dos acidentes do trabalho podem ser
divididas em três classes:

a) falha em decisão de projeto,

b) falha no planejamento dos processos e

c) falhas na execução dos planos.

por Churcher e Alwani-Starr (1997)


Ciclo de vida do gerenciamento de risco.
Fonte: Adaptado de Baker et al. (1999).
Análise de perigos e avaliação de
riscos
• O objetivo do processo de avaliação de
risco e posteriores ações corretivas, é
alcançar níveis aceitáveis de exposição
aos riscos e esse processo não está
completo até que se atinjam os níveis
aceitáveis.
Identificação de risco
• compreende identificar a quais riscos são
expostos os operários;
Avaliação do risco
• é a estimativa do nível do risco,
considerando severidade, probabilidade e
natureza;
Resposta aos riscos
• é a definição das medidas para controlá-
los
Monitoramento
• é a garantia da implementação das
medidas e ocorre durante a execução da
atividade.
Matriz de avaliação de risco
• A matriz de avaliação de risco é um
método que combina probabilidade de
ocorrência e severidade do perigo para
estabelecer os níveis de risco (MANUELE,
2008).
PROBABILIDADE

Saurin (2007)

Extremamente Remota (B) Improvável (C) (D) Provável (E) Freqüente


remota (A)

Conceitualmente Quando não é Quando o Quando o Quando é


possível, mas esperado que o acidente é acidente é esperado que o
extremamente acidente pouco esperado esperado de acidente ocorra
improvável de ocorra durante de acontecer. ocorrer várias vezes
ocorrer. o uso. durante o uso. durante o uso.
SEVERIDADE

Saurin et al. (2007)


Muito alta (I) Alta (II) Moderada (III) Baixa (IV) Menor (V)
Quando pode Aquele que pode Gera Resulta Quando resulta
ocasionar a resultar em afastamento afastamento por no máximo em
morte do usuário lesões superior a 15 menos de 15 primeiros
incapacitantes dias, mas dias socorros
permanentes, permite volta ao
mutilações ou trabalho;
doenças graves;
Matriz de avaliação de riscos e priorização de erros.
Fonte: Saurin et al. (2007, p. 3).
Análise preliminar de riscos - APR
Etapa:
Atividade Perigos Medidas de Prioridade Resposta.:
controle
Saurin (2007)
Extremament Remota (B) Improvável (D) (E) Freqüente
e remota (A) (C) Provável
Conceitualme Quando não Quando o Quando o Quando é
nte possível, é esperado acidente é acidente é esperado que
mas que o pouco esperado de o acidente
extremament acidente esperado de ocorrer ocorra várias
e improvável ocorra acontecer. durante o vezes durante
de ocorrer. durante o uso. o uso.
uso.

Saurin et al. (2007)


Muito alta (I) Alta (II) Moderada Baixa (IV) Menor (V)
(III)
Quando pode Aquele que Gera Resulta Quando
ocasionar a pode resultar afastamento afastamento resulta no
morte do em lesões superior a 15 por menos de máximo em
usuário incapacitante dias, mas 15 dias primeiros
s permite volta socorros
permanentes, ao trabalho;
mutilações ou
doenças
graves;