Você está na página 1de 16

O que você deve saber sobre

A REVOLUÇÃO RUSSA

Por ter ingressado tardiamente no círculo das potências capitalistas, a


Rússia chegou ao século XX com graves problemas econômicos, sociais,
políticos e culturais. A Primeira Guerra Mundial levou o país a uma crise
sem precedentes e abriu caminho para o processo revolucionário que
conduziu os comunistas ao poder e repercutiu em todo o mundo.
I. Um país imenso e contraditório

Revolução
industrial
Poucos centros
Século XIX na Modernização industrializados
Rússia monárquica tardia
Grandes extensões
Imensidão agrárias pré-capitalistas
territorial

Graves contradições econômicas,


sociais, políticas e culturais

A REVOLUÇÃO RUSSA
I. Um país imenso e contraditório

Bolchevique: liderada por


Partido Operário
Lenin, propunha transformar
Social-Democrata
a sociedade por meio da
Russo (POSDR)
insurreição armada dos
operários e camponeses.
Século
XX Menchevique: liderada por
Martov, Dan, Tsereteli e
Trotsky, propunha reformas
pacíficas e graduais.
Partido Socialista Revolucionário,
herdeiro de uma antiga
organização terrorista

A REVOLUÇÃO RUSSA
II. A Revolução de 1905

Derrota das
1904-1905: guerra, forças russas
entre Rússia e Japão, +
pelo controle dos
Repressão a
territórios da Manchúria
uma procissão
e da Coreia
=
Estopim da Domingo
revolução sangrento

Apesar de derrotado, o movimento de 1905 preparou o


terreno para as revoluções de 1917.

Atribuição à Duma de poderes


Criação do soviete parlamentares e controle sobre
o orçamento e a administração

A REVOLUÇÃO RUSSA
III. A Revolução de Fevereiro de 1917

Ofensiva à Prússia
1914: Primeira 1915: alemães
Guerra Mundial invadem a Rússia.
Exército em crise

Revolta dos operários e


Perdas humanas Insatisfação
das donas de casa das
e materiais dos soldados
grandes cidades

23 de fevereiro de 1917: grande greve em Petrogrado

Soldados aderem Operários formam o Instauração de um


ao movimento. Soviete de Petrogrado. governo provisório

27 de fevereiro de 1917:
monarquia é abolida.

A REVOLUÇÃO RUSSA
IV. A Revolução de Outubro de 1917

 Com o fim do czarismo, a Rússia encaminhou-se para


um regime liberal.

 Comprometido com capitalistas e latifundiários, o governo


provisório não tirou o país da guerra, provocando a radicalização
de insatisfeitos e ampliando a adesão aos bolcheviques.

 Voltando do exílio, Lenin apresenta as Teses de abril.


 Em maio, o primeiro-ministro ordena uma ofensiva contra os
alemães. O fracasso da iniciativa fortaleceu os bolcheviques, que
tiveram seu apoio ampliado.

 Na manhã de 24 de outubro, o Comitê Central bolchevique


deliberou uma ocupação da cidade, e o governo provisório se
rendeu no dia seguinte.

 Congresso Panrusso dos Sovietes cria o novo Conselho dos


Comissários do Povo, presidido por Lenin, para governar o país.

A REVOLUÇÃO RUSSA
IV. A Revolução de Outubro de 1917

 O programa bolchevique foi posto em prática imediatamente.


 A paz com os alemães foi assinada na cidade de Brest-Litovsky.
 Terras dos grandes

ANN RONAN PICTURES/THE PRINT COLLECTOR/IMAGEPLUS


latifúndios foram
divididas e entregues
aos camponeses, e o
Império Russo
transformado na
União das Repúblicas
Socialistas Soviéticas.

Lenin na Praça Vermelha,


Moscou, outubro de 1917

A REVOLUÇÃO RUSSA
V. Invasão, guerra civil e reconstrução

 Oposição armada dos setores contrarrevolucionários.


 Invasão de tropas estrangeiras de 14 países
 Guerra civil de 1917 a 1921, que arruinou o país.
 Criação da NEP
 Em 1928, encerrada a etapa da NEP, os comunistas adotaram o
Primeiro Plano Quinquenal:

• Estatização dos bancos, da indústria e do comércio

• Coletivização das propriedades rurais

• Planificação da economia pelo Estado

A REVOLUÇÃO RUSSA
VI. A arrancada desenvolvimentista

 Desenvolvimento da indústria de base e de bens de capital


 Propriedades rurais coletivizadas ou estatizadas:
• Kolkhozes: grandes fazendas coletivas administradas pelos
agricultores

• Sovkhozes: controladas pelo Estado

 Política de terras supera o atraso secular do campo russo, mas:


• quebras de safras, requisições forçadas de produtos, fome,
doenças e liquidação física dos oponentes. Estima-se que
milhões de pessoas tenham morrido.

 Entre 1928 e 1940 a URSS passou da quinta para a terceira


posição no ranking das nações mais industrializadas.

A REVOLUÇÃO RUSSA
VII. Um breve balanço da experiência soviética

Rumos do processo soviético

Isolamento da Guerra civil Superação do


Revolução Russa atraso econômico

Autoritarismo e centralização do poder

Invasão da Alemanha e Culto


+ a Stalin
Segunda Guerra Mundial

Reconstrução do país, fabricação de


armamentos e corrida espacial

A REVOLUÇÃO RUSSA
Revolução Russa (1917-1921)
Clique na imagem para ver o mapa animado.
EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 1
(UFV-MG)
A Revolução Russa de 1917 significou a formação do primeiro Estado Socialista do mundo, provocando uma ruptura no
sistema capitalista mundial e influenciando os movimentos revolucionários no pós-guerra e a divisão do mundo em Socialismo
e Capitalismo, com os consequentes conflitos de interesses.

a) Cite duas condições existentes na Rússia czarista que contribuíram


para a eclosão da Revolução de 1917.
RESPOSTA:
A gravíssima crise econômica (com a carestia, a escassez ou
mesmo o desaparecimento dos gêneros de primeira
necessidade), motivada pela participação da Rússia na Primeira
Guerra Mundial, e a manutenção dos grandes latifúndios rurais,
que propiciavam os privilégios da aristocracia, foram dois dos
fatores que mais contribuíram para a eclosão do processo
revolucionário de 1917, que primeiro derrubou a monarquia e
depois levou os comunistas (bolcheviques) ao poder.

A REVOLUÇÃO RUSSA — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 1
b) O que eram os “soviets” e qual o seu papel no processo
revolucionário?
RESPOSTA:
Os soviets (em russo) ou sovietes (na forma aportuguesada)
eram assembleias de deputados eleitos diretamente pelas
classes ou segmentos sociais revolucionários (operários,
camponeses, soldados). Apareceram em cena, pela primeira
vez, na Revolução de 1905. E tiveram um papel de primeira
importância nas revoluções de 1917, quando se apresentaram
como alternativa de poder ao governo provisório, instaurado
após a queda da monarquia. Nos meses intensos que se
seguiram à Revolução de Fevereiro, a radicalização das massas
fez com que a liderança dos sovietes passasse das mãos dos
mencheviques e socialistas revolucionários, de tendência
moderada e conciliadora, para as mãos dos bolcheviques, que
propunham levar o processo revolucionário às últimas
consequências. No dia 25 de outubro de 1917 (segundo a
datação do Calendário Juliano, então adotado na Rússia), o II
Congresso Panrusso dos Sovietes, reunido na capital,
Petrogrado, endossou a tomada do poder pelos bolcheviques,
legitimando a insurreição desencadeada na véspera.

A REVOLUÇÃO RUSSA — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 3
(Unesp, adaptado)
Leia o texto a seguir e responda à questão.

O retorno a uma semieconomia de mercado provocou o reaparecimento da moeda e, durante o ano de 1921, renasceu o
mercado propriamente dito. A desnacionalização de empresas começou respectivamente pelo pequeno e grande comércio,
atingindo, mais tarde, a indústria leve. As cooperativas foram devolvidas aos seus antigos acionistas e, no final do ano,
permaneciam nas mãos do Estado apenas os setores economicamente estratégicos, o crédito e a indústria pesada.

MALLA, Martin. Entender a Revolução Russa.

O trecho apresentado refere-se a um momento da Revolução Russa, no qual

a) o Estado soviético implementa a Nova Política Econômica,


procurando superar as dificuldades econômicas e sociais advindas do
Comunismo de Guerra.
b) o partido bolchevista promove um processo de abertura política,
instaurando um regime político democrático e pluripartidário.
c) o governo leninista, enfraquecido pela guerra civil, é obrigado a
fazer concessões à tradicional nobreza czarista.
d) o Estado soviético aplica uma política de planificação econômica e
de coletivização de terras denominada de Planos Quinquenais.
e) o conflito entre facções dentro do Estado resulta na oposição do
partido bolchevista ao ideário socialista.
RESPOSTA: A

A REVOLUÇÃO RUSSA — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 5
(Uerj, adaptado)
Observe a figura, leia o texto e responda à questão.

GUSTAV KLUTSIS/FINE ART IMAGES/IMAGEPLUS


“Camaradas, a vida de nosso bem-amado Stalin pertence ao
povo inteiro. Stalin é nosso guia, nosso sol. Morte a todos os
restos do bando fascista” (Sokorine, militante do Partido
Comunista da URSS, 1936).

Apud FERREIRA, Jorge. O socialismo soviético. Em: REIS,


Daniel Aarão Filho (Org.). O século XX: o tempo das crises.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

A REVOLUÇÃO RUSSA — NO VESTIBULAR


EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 5
O terror e a propaganda foram dois lados complementares do regime stalinista. Contudo, muitos historiadores afirmam que eles não
são suficientes para explicar o grau de aprovação conseguido por este regime tanto dentro como fora da União Soviética.
O apoio político dado a Stalin dentro da URSS também é explicado pela:

a) eclosão da segunda revolução russa, que modificou as bases


ideológicas do bolchevismo e excluiu lideranças como a de Trotsky.
b) manipulação estatal do nacionalismo, que possibilitou a mobilização
popular e revitalizou o caráter messiânico da cultura russa.
c) entrada de capitais estrangeiros após a Segunda Guerra Mundial, que
facilitou a retomada da industrialização e permitiu a diminuição do
desemprego.
d) introdução da Nova Política Econômica, que permitiu a manutenção da
pequena propriedade privada e assegurou a permanência da aliança
operário-camponesa.
RESPOSTA: B

A REVOLUÇÃO RUSSA — NO VESTIBULAR