Você está na página 1de 23

FILO CHORDATA

PEIXES
ANIMAIS CORDADOS
O que você deve saber sobre

• Os cordados são animais triblásticos,


celomados e deuterostômios.

• O filo Chordata inclui os


protocordados e os vertebrados.

• São animais que apresentam, pelo


menos durante a fase embrionária,
tubo nervoso dorsal, notocorda,
fendas faringianas e cauda muscular
pós-anal.
Classificação dos Chordatas
Filo Chordata (Cordados)

Classificação dos Cordados


Grupo dos Protocordados (cordados evolutivamente mais primitivos)
- Animais de pequeno porte e todos marinhos;
- Dois subfilos: cefalocordados e urocordados (ou tunicados)

Cefalocordado
• Exemplo: Anfioxo (possui ~ 5cm de altura)
• A notocorda persiste durante toda a vida do
animal, estendendo-se da cabeça até a cauda (daí o
nome do sub –filo);
• São filtradores e vivem semi-enterrados na areia.

Fonte: https://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos3/bioanimal2.php
Filo Chordata (Cordados)
Classificação dos Cordados
Grupo dos Protocordados (cordados evolutivamente mais primitivos)
- Animais de pequeno porte e todos marinhos;
- Dois subfilos: cefalocordados e urocordados (ou tunicados)

Urocordados (ou tunicados)


• Exemplo: Ascídia (possui ~ 8cm de altura)
• A notocorda e o tubo nervoso dorsal (TND) só existem na larva. Nesta,
a notocorda existe somente na região caudal (uros = cauda);
• São filtradores e vivem fixados em rochas ou outros substratos.
• Possuem túnica, que atua como um esqueleto.

Larva dos Urocordados


Filo Chordata (Cordados)

Classificação dos Cordados


Sub-Filo Vertebrata (ou craniata)
- Possuem tecido cartilaginoso ou ósseo;
- Nos vertebrados, a notocorda se transforma em crânio e coluna vertebral (proteção e
sustentação), estruturas constituintes do endoesqueleto calcário;
Os vertebrados são divididos taxonomicamente em 7 classes:
• Ciclóstomas, Condrictes, Osteíctes, Anfíbios, Répteis, Aves, Mamíferos
Filo Chordata (Cordados)

Classificação dos Cordados


Sub-Filo Vertebrata (ou craniata)
- Possuem 7 classes:
• Ciclóstomas Agnatos (sem mandíbula)

• Condrictes
Grupo dos Peixes (muitas vezes o grupo é considerado uma classe)
• Osteíctes
• Anfíbios
Gnatostomados
• Répteis (com mandíbula)
• Aves
Grupo dos Tetrápodas
• Mamíferos.
Filo Chordata (Cordados)
• Ciclóstomas – animais aquáticos, ágnatos (sem mandíbula ou maxilas), com boca
circular (daí o nome) portando dentes raspadores. O corpo é alongado e alguns vivem
presos ao corpo de outros peixes, sugando-lhes partes dos tecidos e do sangue. Portanto
são ectoparasitas.
• Ex: lampreias

e feiticeiras ou peixe-bruxa
Notocorda

 Permanece durante toda a vida

 Lampreias: formam vértebras rudimentares

 Peixes-bruxas: notocorda não se modifica  crânio cartilaginoso


Reprodução
 Lampreias
 Desenvolvimento indireto
 As marinhas se reproduzem nos rios
 Morrem ao final do processo

 Peixes-bruxas:
 Monoicos  apenas um sistema é funcional
 Fecundação desconhecida
 Desenvolvimento direto
Filo Chordata (Cordados)

Condrictes – peixes com esqueleto cartilaginoso


Filo Chordata (Cordados)

Condrictes – peixes com esqueleto cartilaginoso (do grego, chondros = cartilagem e


ichthyos = peixes). Ex. tubarões , raias, cações;
- maioria predadora e de habitat marinho
- dióicos, fecundação interna, desenvolvimento direto, maioria vivípara, podendo ter
representantes ovíparos e ovovivíparos.
 Revestimento corporal
 Epiderme com escamas placoides – estrutura parecida com a
de dentes.

Laurence, Biologia - Vertebrados, Volume 8


 Locomoção
 Nadadeiras dorsais
 Nadadeiras peitorais
 Nadadeiras pélvicas
 Nadadeira caudal
 Alimentação
 Boca anteroventral – mandíbula
móvel
 Fileira de dentes pontiagudos
 Válvula espiral
(aumenta
a área de absorção dos nutrientes e as
excreções são eliminadas pela cloaca).

Disponível em: <http://popculturezoo.com/wp-content/uploads/2009/06/dsccore2k9_shark_profile_m.jpg>. Acesso em: 23 maio 2011.


Laurence, Biologia - Vertebrados, Volume 8
 Sistema circulatório
 Fechado

Sérgio Linhares e Fernando Gewandsznajder, Biologia Hoje, Volume 2


Avancini e Favaretto, Biologia, Uma Abordagem Evolutiva e Ecológica, Volume 2
 Respiração
 5 a 7 fendas faringianas laterais

Disponível em: <http://download.ultradownloads.uol.com.br/wallpaper/73637_Papel-de-Parede-Tubarao--73637_1600x1200.jpg>. Acesso em: 16 maio 2011.


 Órgãos sensoriais
 Narinas  quimiorrecepção
 Linha lateral  mecanorrecepção – detectar movimentos ao
redor da água
Órgãos sensoriais
Estruturas que captam a
corrente elétrica gerada
Ampola de Lorenzini  eletrorrecepção pela atividade de
contração muscular dos
animais que servem como
presas aos condrictes.
 Reprodução
 Fecundação interna  cláspers

 Podem ser:
• Ovíparos: desenvolvimento externo em ovo
• Ovovivíparos: desenvolvimento dentro do ovo retido no corpo da mãe
• Vivíparos: desenvolvimento interno, for a de ovo

 Desenvolvimento direto

 Não possuem bexiga natatória: sua flutuabilidade ocorre devido à


presença de altos níveis de óleo em seu fígado.

Sônia Lopes, Bio, Volume 2


Tubarões ovovivíparos:
tubarão-touro e tubarão-branco , ambos são
praticantes do canibalismo intra-uterino (sendo
as crias mais frágeis e os ovos ainda por abrir
devorados por seus irmãos mais fortes).

Tubarão vivíparo:
tubarão –limão que pode atingir cerca de 3
metros de comprimento. Seu nome é devido a
coloração amarelada do seu dorso e as fêmeas
dão a luz de 4 a 17 filhotes por gestação.

Tubarão ovíparo:
tubarão-lixa, chegando a nascer cerca de 30
filhotes por cria; pode chegara 4 metros de
comprimento; dormem empilhados entre si,
chegando a formar pilhas de até 30 tubarões.
Com pequenos dentes, mas extremamente
poderoso esse tubarão mal sente o sabor de
suas vitimas, por que simplesmente as
esmagam.