Você está na página 1de 45

Parte 1

Conheça o Senhor
O Autor – J. I. Packer
• James Innell Packer é um teólogo anglicano
inglês e professor de teologia sistemática e
histórica no Regent College, em Vancouver,
Canadá.

• Seus livros já venderam mais de três milhões


de exemplares. Entre os seus livros publicados
em português estão O Conhecimento de Deus,
Esperança, Na Dinâmica do Espírito, Entre os
Gigantes de Deus e Os Vocábulos de Deus.
O Estudo de Deus Cap. 1
“Na contemplação de Cristo existe um bálsamo
para cada ferida; na meditação sobre o Pai, há
consolo para todas as tristezas, e na influência do
Espírito Santo, alívio para todas as mágoas.

Você quer esquecer sua tristeza? Deseja livrar-se


do seu pesar? Então, vá, atire-se no mais
profundo mar da Divindade; perca-se na sua
imensidão, e sairá dele completamente
descansado, reanimado e revigorado.” Spurgeon
O Estudo de Deus Cap. 1
O Estudo de Deus Cap. 1

“porquanto o que de Deus se pode conhecer é


manifesto entre eles, porque Deus lhes
manifestou.” Romanos 1:19
O Estudo de Deus Cap. 1

QUEM PRECISA DE TEOLOGIA?

• Todos aqueles que foram alcançados pela


Graça Salvadora em Cristo, e estão em um vivo
relacionamento com Ele.

• Todos quantos desejam caminhar com Deus!

• Todos quantos vivem neste mundo!


PORQUE PRECISAMOS DE TEOLOGIA? Cap. 1

Porque o mundo se torna um lugar estranho,


perigoso e doloroso, e viver nele, sem o real e
verdadeiro Conhecimento de Deus se torna
decepcionante, desagradável sem sentido.
O CONHECIMENTO DE DE DEUS – 5 PRINCÍPIOS

1) Deus tem falado ao homem;


– A Bíblia é a Sua Palavra dada a nós a fim de nos
tornar sábios para salvação;
O CONHECIMENTO DE DE DEUS – 5 PRINCÍPIOS

2) Deus é Senhor e Rei sobre o seu mundo;


– Ele governa todas as coisas para sua própria
glória, mostrando suas perfeições em tudo o que
faz, a fim de que homens e anjos possa louvá-lo e
adorá-lo.
O CONHECIMENTO DE DE DEUS – 5 PRINCÍPIOS

3) Deus é Salvador;
– Ativo em amor soberano, por meio do Senhor
Jesus Cristo para resgatar da culpa e do poder do
pecado os que creem, para adotá-los como seus
filhos e para abençoa-los, consequentemente.
O CONHECIMENTO DE DE DEUS – 5 PRINCÍPIOS

4) Deus é Trino;
– Há dentro da Divindade, três pessoas: o Pai, o
Filho e o Espírito Santo, e a obra de salvação é
uma obra em que todos os três agem
conjuntamente: o Pai decretando (propondo); o
Filho assegurando-a (cumprindo) e o Espírito
Santo aplicando-a.
O CONHECIMENTO DE DE DEUS – 5 PRINCÍPIOS

5) Piedade;
– Significa responder a revelação de Deus em
confiança e obediência, fé e adoração, oração e
louvor, submissão e serviço. A vida deve ser vista
e vivida à luz da Palavra de Deus. Isto, e nada
mais é a verdadeira religião.
OS TEMAS BÁSICOS:

• Divindade de Deus:
– As qualidades divinas que separam Deus dos homens.

• Os Poderes de Deus:
– Sua onipotência, onisciência e onipresença

• As Perfeições de Deus:
– Os aspectos do seu caráter moral que são manifestados
em suas palavras e obras.
CONHECIMENTO APLICADO:

QUAL É O OBJETIVO FINAL E PROPÓSITO EM


OCUPAR A NOSSA MENTE COM ESTAS COISAS?
CONHECIMENTO APLICADO:

QUE EU PRETENDO FAZER COM MEU


CONHECIMENTO ACERCA DE DEUS?

“O saber ensoberbece, mas o amor edifica. Se alguém


julga saber alguma coisa, com efeito, não aprendeu
ainda como convém saber. Mas, se alguém ama a Deus,
esse é conhecido por ele” 1 Co 8:1ss (3)
NOSSO OBJETIVO NÃO É:

• Nosso objetivo não é buscar o conhecimento


em si mesmo, apenas para orgulho e
engrandecimento pessoal;
• Não é buscar o conhecimentos para a
exaltação do “eu”;
• Não é buscar um estado enganoso de
satisfação pessoal – “super-crente”;
• Não é buscar o conhecimento teórico a
respeito de Deus;
NOSSO OBJETIVO É:

• Buscar um conhecimento prático a respeito


de quem Deus é;
• Conhecer e desfrutar do próprio Deus;
• Entender a verdade de Deus afim de que seu
coração possa corresponder a Ele;
• Levar o individuo a viver conforme a vontade
Deus de forma alegre e prazerosa;
ABRA A SUA BÍBLIA:

Salmos 119:1-8
NOSSO OBJETIVO É:

• Conhecer a verdade bíblica para viver uma vida


de retidão;
• Ser transformado a medida em que conhecemos
mais de Deus e da Sua obra;
• Adorar a Deus por quem Ele é;
• Servir a Deus com alegria e desprendimento;
• Apresentar as Boas Novas de Salvação –
Evangelho de Jesus Cristo ao mundo;
ENTÃO...
• Como Devemos Fazer Isso?

• Como Podemos Transformar:


– Nosso Conhecimento Acerca de Deus;
– Em Conhecimento De Deus?

Tornar cada verdade que aprendemos sobre


Deus em matéria de meditação diante de Deus,
conduzindo-nos à oração e ao louvor a Deus.
MEDITAÇÃO: O QUE É DE FATO?
• Meditação é a atividade de trazer à mente,
maturar, refletir longamente e aplicar para si
mesmo as várias coisas que se pode conhecer
sobre a obra, os caminhos, os propósitos e as
promessas de Deus.

• É uma atividade que envolve um pensamento


santo, conscientemente realizada na presença de
Deus, debaixo do olhar Dele, com auxílio Dele e
como um meio comunicação com Ele.
MEDITAÇÃO: O Propósito
• Purificar a visão mental e espiritual que se tem
de Deus e deixar que a sua verdade cause pleno
impacto sobre a mente e o coração daquele que
medita.
• É uma questão de conversar consigo mesmo
sobre Deus e sobre si próprio; é, de fato,
frequentemente o ato de argumentar consigo
mesmo, deixando a atmosfera de dúvida e
descrença de lado, para abraçar pela fé, a clara
vontade de Deus, e da Sua graça.
Parte 1
O Povo Que Conhece o Seu Deus
O POVO QUE CONHECE O SEU DEUS

Seria possível dizer sem hesitação, que pudemos


Conhecer a Deus, por meio de situações
específicas de nossa história pessoal?

Filipenses 3:7-10
CONHECER VERSUS SABER SOBRE

• Como Alguém Pode Conhecer a Deus?


– Por meio do Senhor Jesus Cristo;
– Por intermédio de um exercício pessoal de fé;
– Pelo poder do Espirito Santo;
– Pela criação (céus, terra e mar e tudo que neles existem)
– Pelas Escrituras Sagradas

Um pouco de conhecimento de Deus é mais válido


do que um grande conhecimento acerca Dele.
CONHECER VERSUS SABER SOBRE

• É possível que alguém saiba muito sobre Deus,


sem ter muito conhecimento Dele;
– Saber teologia, escrever artigos; pesquisar sobre a
história cristã; ler livros teológicos, etc...
– Não é a mesma coisa que Conhecer a Deus;
CONHECER VERSUS SABER SOBRE

• É possível que alguém saiba muito sobre


piedade sem muito ou nenhum conhecimento
de Deus;
– Isso depende dos sermãos que se ouve, dos livros
que se lê e da companhia que se tem.
– Temos muitas literatura; vídeos; sites; blogs;
informativos impressos e digitais que podem
contribuir para que sejamos pessoas piedosas;
CONHECER VERSUS SABER SOBRE

• A questão central não é saber se somos bons


em teologia;
• Também não é avaliar o grau de instrução que
temos e ou podemos adquirir;
• PRECISAMOS, enfrentar a realidade da
diferença que existe entre: Conhecer a Deus e
meramente saber a respeito Dele;
Parte 1
Evidência De Se Conhecer a Deus
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

1) Aqueles que conhecem a Deus têm grande


força para Deus;
– Daniel 11:31-32;
– Conjunção “mas” é colocada em contraste com a
atividade daquele que é um homem vil (v.21) que
estabelecerá a “abominação desoladora” e
corromperá com com suas palavras suaves e lisonjas
aqueles que falharam em sua lealdade para com a
aliança de Deus.
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

1) Aqueles que conhecem a Deus têm grande


força para Deus;
– Daniel 9:3

“Aqueles que conhecem a Deus são, antes de


qualquer coisa, pessoas que oram, e o primeiro lugar
de onde seu zelo e sua energia pela glória de Deus se
expressam é em suas orações.” (J. I. Packer pg.26)
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

2) Aqueles que conhecem a Deus têm grandes


pensamentos a respeito de Deus;
– O livro de Daniel, em seu contexto, nos informa que
a lembrança de que o Deus de Israel é o Rei dos reis
e Senhor dos senhores – “que o céu domina” (4:26) é
algo evidente na mente e pensamento do profeta;

– Daniel deixa evidente que a mão de Deus está na


História em cada ponto dela;
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

2) Aqueles que conhecem a Deus têm grandes


pensamentos a respeito de Deus;
– “A verdade central — que "o Altíssimo domina sobre
os reinos dos homens" (4:25; cf. 5:21);
– Foi ensinada por Daniel a Nabucodonosor nos Cap. 2
e 4, e também a Belsazar no capítulo 5 (v. 18-23);
– Verdade essa que Nabucodonosor reconheceu no
capítulo 4 (v. 34-37) e que Dario confessou no
capítulo 6 (v. 25-27).
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

2) Aqueles que conhecem a Deus têm grandes


pensamentos a respeito de Deus;
– Ela também foi a base para as orações de Daniel nos
capítulos 2 e 9 e de sua confiança ao desafiar a
autoridade nos capítulos 1 e 6, e de seus amigos, que
agiram do mesmo modo no capítulo 3.
– Essa verdade se constituiu na matéria-prima de toda
a revelação que Deus fez a Daniel nos capítulos
2,4,7,8,10,11 e 12.
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

3) Aqueles que conhecem a Deus mostram grande


coragem por Deus;
– Daniel e seus amigos eram homens que aceitavam
riscos;

– Isso não era temeridade. Eles sabiam o que estavam


fazendo, tinham calculado o preço e considerado o
perigo.
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

3) Aqueles que conhecem a Deus mostram grande


coragem por Deus;
– Sabiam qual seria o resultado de suas ações, a menos
que Deus misericordiosamente interferisse — o que,
por sinal, ele fez. Mas isto não os perturbava.

– “...Antes, importa obedecer a Deus do que aos


homens.” (Atos 5:29)
– Vejamos Atos 20:24
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

4) Aqueles que conhecem a Deus alcançam


grande contentamento em Deus;

– Não há paz como a paz daquele cuja mente está


possuída com plena certeza de que conhecem a Deus
e que Deus os conhece e que este relacionamento
garante o favor de Deus para eles na via, através da
morte, e para sempre.
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

4) Aqueles que conhecem a Deus alcançam


grande contentamento em Deus;

– Esta é a paz da qual Paulo fala em Romanos 5:1


“Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por
meio de nosso Senhor Jesus Cristo;”

– Vide Romanos 8:1,16-17,28,30,31,33,35,38-39


EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

4) Aqueles que conhecem a Deus alcançam


grande contentamento em Deus;

– Vide Romanos 8:1,16-17,28,30,31,33,35,38-39


– Essa é a paz que Sadraque, Mesaque e Abede-Nego
conheciam;
– Dai vem o contentamento com que firmaram sua
posição em face do ultimato de Nabucodonosor em
Daniel 3:16-18;
EVIDÊNCIA DE SE CONHECER A DEUS

“A extensão do nosso contentamento é outra


medida pela qual podemos julgar se realmente
conhecemos a Deus.” (J. I. Packer pag.29)
FINALMENTE - PRIMEIROS PASSOS:

1. Devemos Conhecer Quanto Carecemos do


Conhecimento de Deus;

2. Devemos buscar o Salvador;


Fim
CONHECENDO E SENDO CONHECIDO
ÚNICO DEUS VERDADEIRO