Você está na página 1de 46

IDEOLOGIA

HISTÓRIA E CONCEITOS

Acadêmica: Cristina Lerch Lunardi


Orientador: Francisco Quintanilha Veras Neto

Copyright, 98: Todos os direitos


reservados All rights reserved
OBJETIVOS DO TRABALHO

 Pretende-se constatar a influência da


ideologia nas sociedades antigas e atuais
 Apresentar os conceitos de ideologia para
certos autores
 Compreender a histórica marxista
 Apresentar a concepção moderna do termo
ideologia

Ideologia: história e conceitos 2


PREOCUPAÇÃO DOS
GREGOS
 Explicação do movimento
 Entendiam ser o
movimento uma mudança
qualitativa, quantitativa, de
lugar e de
desenvolvimento de corpos
 Seria toda alteração de
uma realidade

Ideologia: história e conceitos 3


MUDANÇAS QUALITATIVAS E
QUANTITATIVAS

 Mudança qualitativa de um corpo seria


caracterizada, por exemplo, por uma
semente que se torna árvore
 Mudança quantitativa de um corpo,
aumento ou diminuição do volume de um
corpo dada pela divisão do corpo em
outros menores

Ideologia: história e conceitos 4


MUDANÇAS DE LUGAR E DE
CRESCIMENTO DOS CORPOS

 Mudança de lugar/locomoção de um corpo


qualquer determinada, por exemplo, pela
trajetória de uma flecha e o deslocamento
de um barco
 A geração e corrupção dos corpos
caracterizaria o nascimento e perecimento
das coisas

Ideologia: história e conceitos 5


ARISTÓTELES

 Filósofo grego
 Elabora a teoria das
quatro causas
 Tenta resolver o
problema do movimento
 Descobre quatro causas
existentes

Ideologia: história e conceitos 6


TEORIA DAS QUATRO
CAUSAS
 1)Causa material: a matéria do corpo
constituído
 2)Causa formal: a forma atribuída à matéria
para constituição de um corpo
 3)Causa eficiente ou motriz: trabalho
efetuado na matéria
 4)Causa final: a que finalidade a matéria se
destina

Ideologia: história e conceitos 7


HIERARQUIA

 Existente na teoria das quatro causas e


considerado aspecto relevante
 Há causas com valores diferentes, em que,
sempre, há uma causa inferior e outra
superior
 A causa eficiente é a inferior e menos valiosa
e a causa final, a superior e mais valiosa

Ideologia: história e conceitos 8


CONCEPÇÃO TEÓRICA
 À primeira vista nada
concebe
 Teoria de pura metafísica
 Explicação dos fenômenos
naturais e humanos
 Não relacionada com
realidade social grega

Ideologia: história e conceitos 9


CONCEPÇÃO PRÁTICA

 Relação estreita desta teoria e da realidade


social grega ou medieval
 Verificação, nos cidadãos da Grécia e
senhores feudais, de uma superioridade e
autonomia
 Verificação, nos servos e escravos, de uma
inferioridade e subalternidade

Ideologia: história e conceitos 10


CAUSA FINAL

 Causa final hierarquicamente superior à


causa eficiente
 Correspondente aos senhores e cidadãos
 Referente à idéia de uso dependente da
vontade de quem ordena a produção de
alguma coisa (cidadão/senhor)

Ideologia: história e conceitos 11


CAUSA EFICIENTE

 A causa eficiente hierarquicamente inferior à


final
 Referente aos servos e escravos
 O trabalho graças ao qual uma matéria recebe
uma forma e instrumento por que a fabricação
acontece
 Serve ao uso ou desejo do senhor ou cidadão

Ideologia: história e conceitos 12


TRABALHO NAS
SOCIEDADES

 Trabalho não-
valorizado nas
sociedades antiga e
medieval
 Trabalho como mero
instrumento secundário
ou inferior

Ideologia: história e conceitos 13


TRABALHO NA SOCIEDADE
CAPITALISTA
 Predomínio do homem que
se valoriza a si mesmo
 Homem detém poder
econômico
 Aos poucos, conquista poder
político e prestígio social
 Homem capaz de se
esforçar, trabalhar, poupar

Ideologia: história e conceitos 14


CARACTERÍSTICAS DO
CAPITALISMO

 Surgem e se desenvolvem duas classes


importantes
 Uma, a burguesia, proprietária dos meios de
produção e detentora do poder econômico
 Outra, os trabalhadores, não detêm os meios
para trabalhar e sujeitos à burguesia

Ideologia: história e conceitos 15


CARACTERÍSTICAS DO
CAPITALISMO
 Busca, reprodução e acúmulo incessante do
capital
 Burguesia: detentora da liberdade, o lado livre
e espiritual do trabalho
 Trabalhadores: livres da servidão, lado
mecânico e corpóreo do trabalho
 Sistema calcado na separação do trabalhador
e seus meios de produção

Ideologia: história e conceitos 16


HISTÓRIA DO TERMO E
CONCEITOS

 O termo ideologia apareceu em 1801


 Presente no livro Eléments d’Idéologie de
Destutt de Tracy
 A palavra vem do grego eidos (idéia) +
logos (conhecimento/estudo)
 Traduz, num primeiro momento, uma
concepção positiva voltada para a ciência
das idéias
Ideologia: história e conceitos 17
CONCEITO PARA DE TRACY

 Ciência da gênese das idéias tratadas como


fenômenos naturais
 Exprimem a relação do homem com o meio
ambiente
 Idéias formadas por uma série de faculdades
sensíveis como o querer, o julgar, o sentir e o
recordar

Ideologia: história e conceitos 18


CONCEITO PARA
NAPOLEÃO BONAPARTE
 Dá uma conotação negativa ao conceito de
ideologia
 Distorce o real sentido proposto por De Tracy
 Ideologia concebida como coisa abstrata,
artificial e utópica
 Ideais distorcidos, errados, contra a
segurança do Estado

Ideologia: história e conceitos 19


CONCEITO PARA AUGUSTO
COMTE

 Reaproxima o termo ideologia das suas


propostas originais
 A ideologia como um conjunto de idéias de
uma determinada época
 A ideologia como atividade filosófico-
científica: estuda a formação das idéias a
partir das relações entre corpo humano e
meio ambiente
Ideologia: história e conceitos 20
CONCEITO PARA LYRA
FILHO

 Ideologia como crença


 Caracteriza-se por idéias ou
opiniões pré-fabricadas
 “Contaminam” a sociedade
através do meio, da
educação e do lugar que
ocupamos na pirâmide
social
Ideologia: história e conceitos 21
CONCEITO PARA LYRA
FILHO
 Ideologia como instituição
 Destaca a origem social do
produto e os processos,
também sociais, de sua
transmissão a grupos e
pessoas
 O homem fatalmente preso
às determinações externas

Ideologia: história e conceitos 22


CONCEITO PARA LYRA
FILHO
 Ideologia como falsa
consciência
 Deformação da realidade
 Através do discurso
conveniente das classes
dominantes
 O sujeito absorve um
repertório de crenças que lhe
deformam o raciocínio
Ideologia: história e conceitos 23
IDEOLOGIA ENQUANTO
 Função de integração, um
sistema de ação, crenças ou
atitudes
 Integra e justifica uma
situação
 Conjunto de idéias, valores,
maneiras de pensar de
pessoas ou grupos sociais:
Liberalismo, socialismo
Ideologia: história e conceitos 24
IDEOLOGIA ENQUANTO
 Função de distorção é
entendida como falsa
consciência das relações de
domínio entre as classes ou
forças sociais existentes
 É uma ilusão, mistificação e
oposição ao conhecimento
verdadeiro

Ideologia: história e conceitos 25


CONCEPÇÃO MARXISTA

 Seu pensamento acerca de ideologia se


destaca por não separar a produção das
idéias e as condições sociais e históricas
em que são produzidas
 Categoriza ideólogos franceses e ingleses
de forma diversa dos ideólogos alemães

Ideologia: história e conceitos 26


CONCEPÇÃO MARXISTA

 Para os franceses:
ideologia é política e
jurídica
 Para os ingleses:
ideologia é econômica
 Para os alemães é
filosófica

Ideologia: história e conceitos 27


PONTOS HEGELIANOS
CONSERVADOS POR MARX

 Dialética como movimento interno de


produção da realidade, cujo motor é a
contradição
 Contradição estabelecida entre homens
reais em condições históricas e sociais
reais
 São as lutas de classes

Ideologia: história e conceitos 28


PONTOS HEGELIANOS
CONSERVADOS POR MARX

 Afirmação de que a realidade é histórica e,


então, é reflexionante
 Religião: forma mais suprema de alienação
humana
 A alienação dos homens reais em condições
reais e não do espírito

Ideologia: história e conceitos 29


PROCESSO POR QUE
PASSA A MERCADORIA

 Alienação: a mercadoria feita pelo próprio


trabalhador não é valorizada como produto
seu, mas do patrão, responsável pelas
condições de trabalho
 Fetichismo: a mercadoria passa a ter vida
autônoma
 Reificação: seres sob forma de coisa

Ideologia: história e conceitos 30


EXEMPLO CONCRETO DE
ALIENAÇÃO

 Trabalho
 O trabalhador não se
reconhece no produto
 Ou seja, condições do seu
trabalho, fins reais e valor
independem do produtor

Ideologia: história e conceitos 31


EXEMPLO CONCRETO DE
ALIENAÇÃO

 Trabalho não depende


do próprio trabalhador
 Depende do proprietário
e das condições do
trabalho oferecidas por
ele

Ideologia: história e conceitos 32


EXEMPLO CONCRETO DE
ALIENAÇÃO

 Produto surge como poder separado do


produtor
 Este poder é o que domina e ameaça os
trabalhadores
 Trabalho do produtor não é valorizado e
serve ao desejo do seu patrão

Ideologia: história e conceitos 33


FETICHISMO DA
MERCADORIA

 A mercadoria é um fetiche
 Existe em si e por si
 Tem vida própria e
relaciona-se com outras
mercadorias como se
sujeitos sociais

Ideologia: história e conceitos 34


REIFICAÇÃO
 Seres humanos
desaparecem
 Seres humanos existem
sob a forma de coisas
 Os homens são
transformados em coisas
e as coisas
transformadas em gente

Ideologia: história e conceitos 35


CONSEQÜÊNCIA DESSE
PROCESSO FANTÁSTICO

 Alienação, fetichismo e reificação


 Atividades humanas realizam-se como se
fossem autônomas ou independentes dos
homens
 Dirigem e comandam a vida dos homens,
sem que eles possam controlá-las

Ideologia: história e conceitos 36


CONSEQÜÊNCIA DESSE
PROCESSO FANTÁSTICO

 Em uma palavra: as mercadorias surgem,


não porque os homens, através do seu
trabalho, fizeram-nas
 As mercadorias surgem porque elas, de
forma única e independente, surgiram

Ideologia: história e conceitos 37


SURGIMENTO DA
IDEOLOGIA PARA MARX
 Quando a divisão social  Trabalho intelectual
do trabalhador separa o como autonomia dos
trabalho material do pensadores, ou seja,
intelectual suas idéias
 Essa separação dá  Sua origem é a divisão
aparente autonomia do da sociedade em
trabalho intelectual proprietários e não-
frente ao material proprietários,
 Idéias autonomizadaS explorados e
dominantes de uma exploradores
época
Ideologia: história e conceitos 38
O QUE FAZ A IDEOLOGIA?
 Transforma as idéias particulares da classe
dominante em idéias universais. É, portanto,
uma ilusão necessária à dominação
 Abstrai e inverte as idéias, resultando num
conjunto de idéias e valores concatenados,
aceitos pelos que se contrapõem à
dominação real e que pretendem uma
sociedade para tais idéias e valores

Ideologia: história e conceitos 39


CONCEITO DE IDEOLOGIA

 Instrumento de dominação de classe


 Tem por função dissimular e ocultar as
divisões sociais como divisões de classes
 Esconde, assim, sua própria origem
 Se não fosse desse modo os explorados
perceberiam a injustiça sofrida e
acabariam por revoltar-se

Ideologia: história e conceitos 40


CONCEITO DE IDEOLOGIA

 Corpo explicativo da
realidade
 Não traz à tona da
sociedade sua origem, a
divisão social por que
essa sociedade é movida,
pois perde a razão de ser

Ideologia: história e conceitos 41


CONCEITO DE IDEOLOGIA
 Não consiste em dar
explicações racionais e
universais
 Característica maior é o
ocultamento das
diferenças e
particularidades reais
 Ocultamento da realidade
real
Ideologia: história e conceitos 42
CONCEITO DE IDEOLOGIA

 Como texto teórico, possui uma coerência


racional
 É necessário deixar “lacunas” para não dizer
e esclarecer tudo, até porque não pode dizer
tudo
 Impõe a conveniência daqueles que estão no
poder

Ideologia: história e conceitos 43


CONCEITO DE IDEOLOGIA

 Forma utilizada pela classe


que explora
economicamente
 Por aqueles que mantêm
seus privilégios
 Pela classe que domina
politicamente

Ideologia: história e conceitos 44


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 CHAUI, Marilena. O que é ideologia.


44 ed. São Paulo: Brasiliense, 1997.
 LYRA Filho, Roberto. O que é direito.
13 ed. São Paulo: Brasiliense, 1993.

Ideologia: história e conceitos 45


UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA
CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS
CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO
DISCIPLINA: INFORMÁTICA JURÍDICA
PROFESSORES: AIRES JOSÉ ROVER E LUIS
ADOLFO OLSEN DA VEIGA

Florianópolis, setembro de 1998.