Você está na página 1de 15

Daniel Resende, Filipe Marques, Lorena Rodrigues, Nathália Xavier

Apresentação disponível em: https://www.slideshare.net/gunnergv/projeto-lodo-95278042


Alternativa de reaproveitamento de
lodo de Estação de Tratamento de
Água como matéria prima para
produção de tijolo

Apresentação disponível em: https://www.slideshare.net/gunnergv/projeto-lodo


Características lodo da ETA
• O lodo originado na ETA (estação de tratamento de água), é um resíduo originado
em processo de floculação/ coagulação;

• Resíduo: sobra de processos;

• Descarte incorreto;

• Redução de custos com descarte e insumos para fabricação,


no caso do tijolo;

• A correta caracterização é o passo inicial para direcionar


seu uso correto;

• A técnica de secagem é fundamental para o processo de


reuso, tanto quanto o de descarte.
Fonte: http://techne.pini.com.br/2018/03/agreste-saneamento-transforma-lodo-
proveniente-do-tratamento-de-agua-em-tijolo/tijolo-ecologico-lodo-2/
PLANTA DO LEITO DE SECAGEM

Fonte: (AMÂNCIO; D. V., RODRIGUES; F. N., RIBEIRO; K. D., COELHO; G, 2017, p. 33)
Aspectos da utilização de lodo da ETA para
produção de tijolos:

• Semelhança lodo/solo;

• Tijolos compostos lodo apresentaram atendimento a


testes de durabilidade (dimensões, absorção de água e
resistência à compressão);

• Fabricação de cerâmica vermelha, de componente tipo


solo-cimento, de argamassa e concreto, de cimento;

• Análise da viabilidade técnica, econômica e ambiental


para cada caso.

Fonte: http://ecomeninas.blogspot.com.br/2011/04/tijolos-e-meio-ambiente.html
Ensaios para análise da composição do lodo

NBR 7.171/1992: NBR 6.461/1983:


Bloco Cerâmico para Alvenaria –
Bloco Cerâmico para Alvenaria: Verificação da Resistência à Compressão:
Especificação; Método de Ensaio;

Portaria INMETRO nº
NBR 8.947/1992: 152/1998:
Telha Cerâmica - Determinação da Condições para comercialização de
Massa e da Absorção de Água: blocos cerâmicos e metodologia para
Método de Ensaio; verificação da conformidade metrológica
dos mesmos.
Tijolo de Solo-Cimento – Características

• Resulta da mistura homogênea,


compactada e curada de solo, cimento e
água (necessidade de controle tecnológico
regular e de dosagem da mistura );

• Resistência à compressão, bom índice de


impermeabilidade e boa durabilidade
(ABCP, 2013);

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/imoveis/sustentabilidade-sim-producao-de-lixo-nao-87hnr4sjfnfp2i2ppfkwtik3y
Tijolo de Solo-Cimento – Características

• Baixo custo, eliminação do processo de queima


com alto consumo de energia, conforto térmico
na construção, pode dispensar o revestimento,
reduzindo o tempo de execução da obra; (ABCP,
Fonte: http://www.temsustentavel.com.br/tijolos-ecologicos 1985);

• Influenciado pela dosagem do cimento, a


natureza do solo, o teor de umidade e o grau de
compactação;

Fonte: http://www.oeco.org.br/reportagens/23053-a-casa-do-futuro-feita-de-lixo/
Tijolo de Solo-Cimento – Características

O procedimento de fabricação dever ser feito


com preparação do solo e da mistura,
homogeneização, moldagem; cura e
armazenamento;

Fatores importantes: Compactação, proporções


de solo e cimento (NBR/ABNT 8.491 e
NBR/ABNT 10.833).
Tijolo de Solo-Cimento – Características

O lodo pode ser usado


como uma matéria-prima
alternativa de baixo custo
em substituição parcial de
até 1,25% em peso de solo
na fabricação de tijolo de
solo-cimento.

*Umidade do lodo (confecção somente com teor de umidade


abaixo de 50%);
Fonte: https://www.ademilar.com.br/blog/sustentabilidade/bitucas-cigarro-fabricacao-tijolos/
APLICAÇÃO E VIABILIDADE

• Vantagens econômicas: fomenta a economia da região


Agreste Saneamento – Municípios de Alagoas.

• Contribuições ambientais:
Reduz impacto em jazidas de argila;
Reduz impactos de descarte do lodo
como resíduo de tratamento.

Fonte: http://ferramentasparainovar.blogspot.com.br/2014/12/viabilidade-de-projetos-de-inovacao.html
“Um dia super, uma noite super
Uma vida superficial
Entre as sombras entre as sobras
Da nossa escassez”

Muros e grades - Humberto Gessinger/ Augustinho M. Licks


BIBLIOGRAFIA:
• AKAMATSU, C. ROSS, N.C.M. Estudo da aplicação para lodo de estação de tratamento de água na produção de tijolos ecológicos - Trabalho de Conclusão de Curso -
Departamento Acadêmico de Engenharia Química da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Ponta Grossa – 2017.

• Amâncio, D.V.; Rodrigues, F. N.; Ribeiro, K. D.; Coelho, G. Caracterização do Lodo Gerado Numa Estação de Tratamento de Água. Revista Sustentare, Três Corações, v. 1, p. 29-
44, 2017

• COMPESA INICIA PRODUÇÃO DE TIJOLOS ECOLÓGICOS. Disponível em https://portalcabo.wordpress.com/2010/05/06/compesa-inicia-producaos-de-tijolos-ecologicos/.


Acesso em: 22/04/2018.

• DESTINAÇÃO FINAL DE LODOS DE ETAs E ETEs. Disponível em: https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/destinacao-final-de-lodos-de-etas-e-etes/. Acesso em:
27/04/2018.

• EMPRESA BRASILEIRA FABRICA TIJOLO ECOLÓGICO REAPROVEITANDO O LODO. Disponível em: http://natturis.com.br/v_2016/empresa-brasileira-fabrica-tijolo-ecologico-
reaproveitando-lodo/. Acesso em:20/04/2018.

• PORTELLA, K.F.; ANDREOLI, C.V.; HOPPEN, C.; SALES, A. BARON, O. Caraterização físico-química do lodo centifugado da estação de tratamento de água Passaúna – Curitiba
– Pr. 22º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA SANITÁRIA AMBIENTAL. Joinvile, 2003.

• RESÍDUOS INDUSTRIAIS PODEM SER ÚTEIS PARA FABRICAR CERÂMICA. Disponível em: http://www.recriarcomvoce.com.br/blog_recriar/2013/10/15/. Acesso em:
19/04/2018.
Lista de abreviaturas e siglas:
• ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas
• ABCP – Associação Brasileira de Cimento Portland
• ETA – Estação de Tratamento de Água
• ETE – Estação de Tratamento de Esgotos
• INMETRO – Instituo Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia
• NBR – Norma Brasileira ou Norma Técnica

Você também pode gostar