Você está na página 1de 17

HORMÔNIOS SEXUAIS

Hipotálamo – constituído por neurônios


neurossecretores (Sistema nervoso)


Hipófise, ovários e testículos – glândulas
endócrinas (Sistema endócrino)


Estruturas chave para o processo de
formação dos gametas (gametogênese)
H
O
R A
M D
E
Ô N
N O
I I
P
O Ó
S F
I
S
E
MECANISMO DE ATIVAÇÃO DA SÍNTESE DOS HORMÔNIOS SEXUAIS

HIPOTÁLAMO

 (secreta)
GnRH (hormônio liberador de gonadotrofinas)

 (estimula)
ADENOHIPÓFISE

 (produzir e liberar)

FSH (hormônio folículo estimulante) e LH (hormônio luteinizante)

 (estimulam)
GÔNADAS (Testículos e Ovários)

 (produzirem e secretarem)
HORMÔNIOS SEXUAIS (testosterona, estrógeno e progesterona)
Andrógenos
(hormônios sexuais masculinos)

TESTOSTERONA
Principal hormônio sexual masculino
Estimula a espermatogênese e o
desenvolvimento dos caracteres sexuais
secundários
• LH atua sobre as células intersticiais (células de Leydig), localizadas entre os túbulos seminíferos,
estimulando a produção de testosterona.

• FSH atua sobre os epiteliócitos (células de Sertoli), localizadas nas paredes internas dos túbulos
seminíferos, que juntamente com a testosterona promove a espermatogênese.

= Epiteliócitos
(adenoHipófise)
LH
Regulação da síntese de testosterona
HORMÔNIOS SEXUAIS FEMININOS
Estrógeno
Produzido pelas células do folículo ovariano em
desenvolvimento.
Determina o aparecimento dos caracteres sexuais
secundários.
Induz o amadurecimento dos genitais femininos .

Corpo lúteo
HORMÔNIOS SEXUAIS FEMININOS
Progesterona
Produzida pelo corpo lúteo, que se origina do folículo rompido.
Atua conjuntamente com o estrógeno na preparação da parede uterina para receber o embrião.

Corpo lúteo
PRINCIPAIS HORMÔNIOS REPRODUTIVOS E SUA
AÇÃO NO ORGANISMO FEMININO

A interação entre os hormônios gonadotrópicos e os produzidos pelo ovário determinam uma


série de alterações no sistema reprodutor feminino, dando origem ao ciclo menstrual.
CICLO MENSTRUAL
Inicia a partir da puberdade e ocorre até por volta dos 50 anos.

Geralmente ocorre a cada 28 dias.

Ocorre em função das grandes variações das taxas de gonadotrofinas hipofisárias e de hormônios
sexuais.

Consiste em produzir um ovócito II para ser liberado na tuba uterina e preparar o útero para receber
um possível embrião.

Caso não ocorra a fecundação ocorre a descamação do endométrio (menstruação).

A menstruação marca o início de um novo ciclo.


CONTROLE
HORMONAL
DO CICLO
MENSTRUAL
CICLO MENSTRUAL

 FSH atua sobre os ovários promovendo o desenvolvimento dos folículos ovarianos, os quais
secretam o estrógeno.

 O estrógeno determina o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários, o


espessamento da parede interna do útero (endométrio) e induz a liberação de LH,
estimulando a adenoipófise a secretar ainda mais FSH.

 O LH e o FSH em altas concentrações estimulam o processo de ovulação, isto é, o folículo


ovariano maduro libera o ovócito II no interior da tuba uterina.
CICLO MENSTRUAL
 Após a ovulação o folículo ovariano, na presença das altas taxas de LH no sangue, se
transforma no corpo lúteo ou corpo amarelo, o qual produz pouco estrógeno e grande
quantidade de progesterona.

 A progesterona atua na manutenção do endométrio.

 A alta taxa de progesterona e a presença de estrógeno, nesta etapa do ciclo menstrual,


exercem um efeito inibidor (feedback negativo) sobre a hipófise que diminui a produção de LH
e FSH.

 A queda na produção de LH e FSH tem como conseqüência a regressão do corpo amarelo, o qual
deixa de produzir estrógeno e, principalmente, a progesterona promovendo, assim, a
descamação do endométrio.
C  Ciclo ovariano
I • Fase folicular
C • Fase ovulatória
L • Fase lútea
O
M  Ciclo uterino
E • Fase menstrual
N • Fase proliferativa
S
T • Fase secretora
R
U
A  Ciclo hormonal
L • Regula a atividade
dos ovários e o
útero.
C
I
C
L
O
M
E
N
S
T
R
U
A
L