Você está na página 1de 55

Consagrando os seus filhos a

Deus

Como tornar
nossos filhos
adultos
vencedores?
1
Eis que os filhos são herança do
SENHOR, e o fruto do ventre, o seu
galardão Sal 127:3
• Uma das dádivas mais preciosas é ter um filho é
receber o amor do Senhor através de uma criança
terna e bela;
• São flores no nosso jardim, precisam do nosso cuidado;
• O próprio Deus nos deu o exemplo de como Ele quer
que sejamos com nossos filhos Ele é um Deus justo,
misericordioso e paciente,
• Ele é um Deus amoroso, mas também é um pai muito
bom que sabe como corrigir quando precisamos

2
Nossos filhos são primeiramente
fruto dos sonhos de Deus
• Porque você é o pai e a mãe dele?
• Porque você é o único no mundo com DNA para
gera-lo como ele é,
• Cada filho é único,
• Você é responsável por esta vida diante de
Deus;
• Ele é seu primeiro discipulo

3
ELE FOI CRIADO PARA
1. agradar a Deus;
2. fazer parte da família de
Deus;
3. ser semelhante a Cristo;
4. servir a Deus;
5. completar uma missão.
4
Começando Certo
• Princípios para guiar sua família
– Pelo projeto divino, o relacionamento marido-
esposa é o primeiro e principal
relacionamento na família;
– Os filhos vieram depois e estabeleceram um
relacionamento secundário;
– A qualidade do relacionamento pai-filho
depende da qualidade do relacionamento
principal marido-esposa;

5
Guia para a família
• O primeiro
relacionamento é entre o
MARIDO-ESPOSA
• Segundo relacionamento
é entre PAIS-FILHOS

6
As necessidades da criança
• Como pais temos obrigações com nossos
filhos e responsabilidade diante de Deus;
• Deus tem um propósito para a vida de
nossos filhos, mas somos nos os
responsáveis por encaminha-lo para
conhecer a Deus;
• Os nossos filhos tem necessidades, se
suprirmos essas necessidades com certeza
teremos sucesso na sua criação

7
AS NECESSIDADES DA
CRIANÇA
• 1ª) AMOR;
• 2ª) DISCIPLINA;
• 3ª) RESPEITO;
• 4ª) OPORTUNIDADE de
CRESCIMENTO.
• 5ª) SEGURANÇA ESPIRITUAL

8
AS NECESSIDADES DA
CRIANÇA

Toda criança precisa e espera ser amada


pelos pais e sempre oferece seu amor em
troca.
Uma amor feito de gestos, dedicação e não
apenas de palavras.

9
A 1ª Necessidade: Amor
• O amor tem de ser altruísta ou
sacrificial;
• O amor tem que ser sensível,
afetuoso e expressivo;
• O amor tem de ser
incondicional;
• O amor tem de ser firme.

10
COMO DIZER “EU TE AMO”
• Um lar baseado no amor...

– Os filhos que estão convencidos do amor de


seus pais entre si terão maior confiança no
amor dos seus pais por eles, dessa confiança
vem a energia emocional para dar amor aos
outros;
– Amor é a identidade dos discípulos de Cristo
(Jo 13:35);
– Jesus é o exemplo de amor supremo.

11
COMO DIZER “EU TE AMO”
• Todos têm um reservatório de amor

– O amor é expresso através de


linguagens emocionais;
• É como uma linguagem estrangeira;
• Cada filhos têm uma linguagem
principal
• Se você não falar na linguagem certa,
eles não entenderão seu amor.
12
CRÍTICAS. A maioria das crianças acredita no que os pais lhes dizem. E observações negativas sobre a criança podem se tornar profecias auto-realizadoras.

COMO DIZER “EU TE AMO”


• As cinco linguagens do AMOR

1- Palavras de encorajamento:
• “você é uma criança tão inteligente!”
• “Parabéns, filho, isto ficou muito bom”;
• “Querido, você teve uma idéia brilhante!”

“o saber ensoberbece mas o amor edifica

13
COMO DIZER “EU TE AMO”
• As cinco linguagens do AMOR

2- Ações de serviço:
• “Fazer um bolo”;
• “Arrumar as roupas”;
• “preparar a comida”;
• “Ajudar a fazer as tarefas de casa”.

“filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de


fato e de verdade

14
COMO DIZER “EU TE AMO”

• As cinco linguagens do AMOR

3- Dar presentes:
• Não importa o valor, mas a mensagem é:
“estive pensando em você”;

15
COMO DIZER “EU TE AMO”
• As cinco linguagens do AMOR

4-Tempo de qualidade:

• Não é aquele tempo que você está no sofá com


seus filhos, lendo o jornal ou assistindo
televisão”;
• Requer que você ouça atenciosamente e dê a
resposta adequada ao que está sendo dito;

“Você é mais importante para mim do que


qualquer outra coisa.”

16
COMO DIZER “EU TE AMO”
• As cinco linguagens do AMOR

5-Toque físico e proximidade:


• Segurar as mãos, colocar um braço em volta do
ombro de seu filho, ou apenas ficar próximo um
do outro, envia uma mensagem especial de amor;
• Os pais devem sempre abraçar seus filhos.

”Entãolhe trouxeram algumas crianças para


que Jesus as tocasse...”

17
COMO DIZER “EU TE AMO”
• Identificando a sua linguagem principal
» Precisamos aprender a receber
amor de todos que estão ao nosso
lado;

– A sua linguagem principal de amor se


evidencia de duas maneira: você “fala”
com mais frequência e se sente mais
amado quando os outros a usam.

18
COMO DIZER “EU TE AMO”
• Identificando a sua linguagem principal
– Você tem a capacidade de “falar” em todas
as cinco linguagem e deve procurar “falar”
todas elas;
– Aos SETE anos, a linguagem principal de
amor de uma criança já se desenvolveu o
suficiente para ser identificada.
Certamente todos os filhos menores de 7
anos gostam de presentes, abraços e tempo
de qualidade.

19
COMO DIZER “EU TE AMO”

Aprender a demonstrar amor para


nosso cônjuge e nossos filhos, de
modo que eles sintam o amor de
verdade.

20
DISCIPLINA
• Mateus 15:19 Porque do coração procedem maus
desígnios, homicídios, adultérios, prostituição,
furtos, falsos testemunhos, blasfêmias.
• Hebreus 12:11 Toda disciplina, com efeito, no
momento não parece ser motivo de alegria, mas de
tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto
pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto
de justiça.

21
A 2ª Necessidade:
Disciplina
• O princípio do exemplo;
• O princípio da coerência;
• O princípio da autoridade
dos limites.

22
• Você é a primeira linha de
autoridade, a criança que
transgride autoridade
dentro de casa leva isso
para o resto da vida

23
A 2ª Necessidade:
Disciplina
" A disciplina enfatiza o crescimento interior,
com responsabilidade pessoal e auto-controle,
que conduzem ao comportamento motivado pelo
coração ( Pv 4:23 ).
" A verdadeira disciplina bíblica refere-se ao trei-
namento do coração ( Pv 22:15 )
" A Bíblia exorta os pais a disciplinarem seus fi-
lhos ( Pv. 19:18 e 29:17 ).

24
DISCIPLINA
" Disciplina vem palavra discípulo ( aprendiz ).
" Nenhuma criança sabe se autodisciplinar, por-
tanto os pais surgem como mestres.
" O comportamento dos filhos, envolvem suas ati-
tudes e motivações, tem dois lados: a correção e
o encorajamento.

25
Encorajamento

• Pré ativo: lembrete verbal do


que ele deve fazer antes.
• Pós ativo: recompensa e elógios

26
Correção

• Criancice
• Estultícia

27
Idade para disciplina
• 0 - 2 - seja firme e coloque limite;
• 2 - 7 - correção com vara sempre
que precisar.
• 7 - 12 - tabelas e quadros(acordo
por escrito), perda de privilégios;
• 12 em diante (adolescência)-
diálogo deve ser de amizade
28
A hora certa de
desarmar a bomba
relógio da adolescência é
doze anos antes

29
O que você vai ter:
• 0 – 2 – Obediência pela força
• 2 – 7 – Obediência pela dor
• 7 – 12 – Obediência por interesse
• 12 -21 – Obediencia pelo respeito e
reconhecimento de autoridade
• 21 em diante – Obediência pela honra

30
O que fazer após a
disciplina física
1. Coloque no colo e fale com ela a respeito de
suas ações, afirme o seu amor e ore com
ela.
2. Deixe a criança sentada pensando por
alguns minutos naquilo que fez de errado.
Depois converse com ela.
3. Advirta seu filho a não repetir o erro e
considere o assunto encerrado.

31
Como minar o processo

• O pai ameaçador;
• O pai repetitivo;
• O pai chantagista;
• O pai que negociando em
meio ao conflito.
32
Os pais devem treinar os filhos a
obedecerem na primeira vez
• Porque obedecer na terceira vez e não na
primeira;
• O pai que diz que vai disciplinar o filho e não o faz,
treina o filho a ser desobediente;
• Quando os pais determinam o padrão certo,, e a
criança quem determina quando vai ser punida
• Não devemos permitir meio direção cumprida, é
um erro, pois isso se torna um coringa nas mãos da
criança e ela vai usar sempre que necessário.

33
• Pv 23:13 Não deixe de corrigir a criança.
Umas palmadas não a matarão.
• 14 Para dizer a verdade, poderão até
livrá-la da morte.
• 15 Meu filho, se você se tornar sábio, eu
ficarei muito feliz.
• 16 Eu me sentirei orgulhoso quando ouvir
você falar com sabedoria. NTLH.

34
Orientação para disciplina
• Não use de gritaria;
• Não use ataques verbais –
xingo;
• Não abuse na vara;
• Não discipline debaixo do
descontrole;
• Não use a vara sem razão.
35
A 3ª Necessidade: Respeito
a.Personalidade

b.Individualidade

c.Auto-expressão

d.Auto-satisfação
36
• O temperamento é nato, Deus
molda o caráter
• Não importa o temperamento
do seu filho os valores de
Deus não mudam

37
COLÉRICO
• Talvez é o temperamento que se percebe na
criança mais cedo. Aos 2 anos já desenvolveu
um espírito de independência e tentará fazer
sozinho o que outros só irão fazer mais tarde.
• Ele é auto suficiente, querendo sempre sair do
carrinho e andar sozinho.
• É auto confiante, por isso dá respostas
bruscas e sarcásticas.
• Dois coléricos juntos haverá conflito
imediatamente.

38
SANGÜÍNIO
• Tagarela, ninguém lhe é estranho, todos
são seus amigos.
• Tem uma personalidade cativante. Este é
aquele que senta no carrinho de mercado
e sai perguntando o nome de todos que
encontra.
• Ele se sobressai no grupo como o mais
irrequieto e barulhento.

39
MELANCÓLICO
• Mente brilhante , é um pensador.
• É fácil sentir-se magoado ou inferiorizado.
Passa de um estado para o outro de humor sem
motivo aparente.
• Ela se senta quieta e emburrada, saboreando a
sua solidão.
• Apesar do melancólico ser dotado de
habilidades ele será o último a perceber isso.
• Será sempre um amigo fiel.

40
FLEUMÁTICO
• Quieta, tranqüila e complacente. O bebê
fleumático fica horas no berço olhando os 4
quantos do teto e fica satisfeito.
• Ele pode ser vagaroso no aprender a falar, a
comer e pode se divertir remexendo a comida
fazendo hora.

41
A 4ª necessidade: Oportunidade
de crescimento
– em conhecimento (leitura e visual)
– em experiência (fazer o que foi ensinado)
– em responsabilidade (delegar e
conferir)

42
A 5ª necessidade:
Segurança espiritual
–Ela precisa aprender o
conceito do Deus verdadeiro;
–Ela precisa aprender acerca
do mal e do pecado;
–Ela precisa aprender do seu
valor aos olhos de Deus.
43
A 5ª necessidade:
Segurança espiritual
– Ela precisa aprender sobre
sua liberdade de escolha;
– Ela precisa aprender o plano
da salvação de Deus;
– Ela precisa aprender as
disciplinas espirituais.
44
Os 10 mandamentos dos pais
inteligentes emocionalmente

Filhos precisam de muito mais do


que banho, peito e troca de
fraldas, precisam de pai e mãe
inteligentes emocionalmente.

45
1-AMOR. Toda criança precisa e espera ser
amada pelos pais e sempre oferece seu amor
em troca.
Um amor feito de gestos, dedicação e não
apenas de palavras.

46
2-RESPEITO. Aceitar seu filho como ele
é. Entender que ele vai crescer e
construir sua própria vida, de modo
diferente do que fizeram o pai e a mãe.
Saber que a grande meta na vida dessa
criança é torna-se ela própria e não uma
simples repetição do que foram seus
pais.
47
3-CONFIANÇA. A confiança nasce e se
torna firme, quando cada lado sabe que o
outro está agindo, ou vai agir, dentro de
regras conhecidas, esperadas e aceitas.
Quando confiamos em um filho, sua
tendência é sentir-se elogiado e esforça-
se para continuar merecendo essa
confiança.

48
4-DIÁLOGO. A medida que um filho
cresce, deve-se ir dando condições para
que ele diga o que pensa e o que sente.
Treinando-o para transformar em
palavras as coisas difíceis de enfrentar:
seus medos, suas dúvidas, os sentimentos
positivos e negativos

49
5-LIMITE. A criança deve receber
liberdade como um bem preciso, para ser
bem usado, com responsabilidade. É um
direito que ela tem de decidir coisas por
conta própria, mas dentro de regras que
são ensinadas na vida em família.

50
6-COMPARAÇÃO. Para a criança a
comparação sugere uma preferência,
significa que sua mãe ou pai acha uma
outra criança melhor do que ela, e que
seus esforços não estão valendo a pena.

51
7-PRIVACIDADE. Sim, os filhos tem não
só o direito como necessidade de
privacidade. Eles precisam, assim como
os adultos, excluir outras pessoas de sua
vida em certas ocasiões e isso não
significa que não goste delas.

52
8-CRÍTICAS. A maioria das crianças
acredita no que os pais lhes dizem. E
observações negativas sobre a criança
podem se tornar profecias auto-
realizadoras.
9-ZOMBAR. Crianças são afetadas pelo
deboche dos pais. Colocações exageradas
contaminam o amor-próprio do pequeno.

53
10-MENTIRA. Sempre tem um jeito de
contar a criança o que realmente está
acontecendo, em qualquer idade. A
criança é extremamente sensível e
"percebe" sempre que há algo errado.

54
Perguntas?
fim

55

Você também pode gostar