Você está na página 1de 14

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS

Campus Juiz de Fora


_________________________________________________________________________________________

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO
FÍSICO-QUÍMICA

ENGENHARIA METALÚRGICA

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

DEFINIÇÃO GERAL

 O processo de desgaseificação a vácuo é o método de remoção de


gás dissolvido a partir de uma solução líquida, diminuindo a pressão dentro de
um recipiente que contém a solução. A pressão reduzida no interior de
determinado compartimento faz com que o gás se torne menos solúvel e se
separe do material liquefeito. Após o processo de desgaseificação a vácuo ser
concluída, o gás é retirado do compartimento e a pressão volta ao normal. Este
processo é normalmente realizado em uma câmara especialmente projetada,
conhecida como desgaseificador a vácuo.

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

DEFINIÇÃO APLICADA A METALURGIA


 Desgaseificação do aço é o tratamento de refino físico que elimina gases
dissolvidos em um banho pela diminuição da pressão do ambiente.

 Muitos metais podem dissolver hidrogênio, nitrogênio e oxigênio quando em


contato com a atmosfera.

 A solubilidade destes gases é pequena quando os metais estão no estado sólido,


mas se eleva substancialmente quando o metal passa para o estado líquido.

 O decréscimo da solubilidade destes gases durante a solidificação pode


provocar o aparecimento de bolhas, formação de óxidos e hidretos .

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

OBJETIVOS DA DESGASEIFICAÇÃO

• Redução/eliminação de gases dissolvidos, especialmente hidrogênio e nitrogênio;

• Redução do carbono dissolvido;

• Oxidação preferencial do carbono dissolvido sobre o cromo quando no refino do


aço inoxidável.

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

PROCESSO METALÚRGICO

• Desgaseificação é o processo
metalúrgico que está relacionado
ao refino secundário do aço

• O refino secundário do aço é


realizado fora do equipamento de
fusão e é caracterizado pela junção
de processos que visam tratar e
melhoras as propriedades fisico-
quimicas do metal.

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

SISTEMA DESGASEIFICADOR

 Todos os tipos de sistemas funcionam dentro de uma câmara de vácuo , o vácuo


é criado pelos ejetores multiestágio que geralmente são combinados com uma
bomba de vácuo de anel líquido.

 Existem alguns tipos de desgaseificadores a vácuo: vapor, recirculação.

 O projeto de implantação do sistema é determinado por diversos fatores,


incluindo o objetivo primário da desgaseificação, custo de capital de
investimento, custos operacionais, perda de temperatura, tonelagem,
disponibilidade de espaço e tempo de troca.

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

VARIÁVEIS DO SISTEMA DE DESGASEIFICAÇÃO

A quantidade de gases a serem removidos. A pressão absoluta, a


composição química do aço e o nível do fluxo de argônio poderão afetar a
velocidade de remoção dos gases, além disso algumas variáveis são consideradas.

 O volume do sistema;
 O tempo de processo necessário para se atingir alto vácuo a partir da pressão
atmosférica;
 A quantidade de argônio necessária para determinar a energia de agitação e a
taxa de remoção do gás dissolvido;
 A taxa de vazamento de ar dentro do sistema;
 A temperatura e pressão do vapor;
 A temperatura da água de resfriamento

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

VARIÁVEIS DO SISTEMA DE DESGASEIFICAÇÃO

 Agitação do metal líquido pela passagem induzida de Ar;

(vídeo)

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

PROCESSO RH

No processo de recirculação do desgaseificador RH, o aço líquido,


contido em uma panela, é sugado através de uma perna de subida e passa por um
vaso parcialmente evacuado. A exposição contínua do metal à câmara de vácuo é
alcançada pela injeção de argônio gasoso no interior da perna de subida para
induzir a circulação do metal. A circulação padrão se completará quando o metal
exposto ao vácuo passar pela perna de descida de volta à panela. Durante o
processo, o carbono no aço combina-se com o oxigênio dissolvido para formar
monóxido de carbono, sendo a reação acelerada sob condições de vácuo.
Considerando o desgaseificador RH como um reator de mistura perfeita, se espera
que ocorra uma homogeneização tanto térmica quanto química, e a flotação de
inclusões não-metálicas devido à recirculação do aço líquido.

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

PROCESSO DE DESGASEIFICAÇÃO RH

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

PROCESSO VAPOR

Após sair da fornalha, o aço fundido é transportado para um cadinho na área de


desgaseificação e posicionado dentro do desgaseificador. O cadinho é coberto com
uma camada de lama que é penetrada em aproximadamente 18” de profundidade
pelos tubos de reação. Enquanto os tubos de reação são inseridos, os ejetores a
vapor criam um vácuo de 0.5 mm HgA na câmara de vácuo que succiona o aço
para a câmara. A baixa pressão parcial na câmara de vácuo remove do aço líquido
o hidrogênio e o nitrogênio, que são ventilados enquanto o aço circula
continuamente. O tempo normal de evacuação é de 5 minutos ou menos.
Os sistemas de ejetores podem ter tanto 5 estágios ou quatro com uma bomba
de vácuo de anel líquido substituindo o quinto estágio. O ejetor de partida é
utilizado para atingir o tempo de evacuação necessário.

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

PROCESSO VAPOR

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

TEORIA FÍSICO-QUÍMICA
- Solubilidade de gases em metais:

Considera-se que os gases se dissolvem em metais na forma atômica e que


normalmente a solubilidade é pequena. Se forem escolhidas referências
apropriadas para a dissolução, por exemplo, gás puro a 1atm para o gás na
fase gasosa, referência Henryana ou 1% em peso ou ppm para o “gás”
dissolvido no metal então se tem:

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS
Campus Juiz de Fora
_________________________________________________________________________________________

TEORIA FÍSICO-QUÍMICA
As expressões a cima permitem escrever, se os gases se comportam
idealmente e se a solução é realmente diluída, isto é se o soluto obedece a
Lei de Henry.

DESGASEIFICAÇÃO DO AÇO Guilherme de Paula, Kevin Neves e Martha Diniz