Você está na página 1de 40

Parábola: Uma Lição para a Vida

4º Trimestre Ano 2018


7 de Outubro

Lição 1 – Parábola: Uma Lição Para a Vida


Lição 2 – Para Ouvir e Anunciar a Palavra de Deus
Lição 3 – O Crescimento do Reino de Deus
Lição 4 – Perseverando na Fé
Lição 5 – Amando e Resgatando a Pessoa Desgarrada
Lição 6 – Sinceridade e Arrependimento
Diante de Deus
Lição 7 – Perdoamos Porque Fomos Perdoados
Lição 8 – Encontrando o Nosso Próximo
Lição 9 – O Perigo da Indiferença Espiritual
Lição 10 – Precisamos de Vigilância Espiritual
Lição 11 – Despertemos para a Vinda do Grande Rei
Lição 12 – Esperando, mas trabalhando no
Reino de Deus
Lição 13 – A Humildade e o Amor Desinteressado
Pastor Wagner Tadeu dos
Santos Gaby

Advogado, autor de várias


obras, membro da Casa de
Letras Emílio Conde e líder da
Assembleia de Deus em
Curitiba (PR).
Objetivo Geral
Apontar as parábolas como um dos recursos mais utilizados por Jesus
para ensinar, por isso a importância de se estudá-las e conhecê-las.

❶ Distinguir a parábola de outras


figuras de linguagem;
❷ Esclarecer o contexto histórico
em que as parábolas foram
proferidas;
❸ Apresentar as regras básicas para
se compreender uma parábola.
Mateus 13:10-17
10 - E, acercando-se dele os discípulos, disseram-lhe: Por que lhes
falas por parábolas?
11 - Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer
os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado;
12 - Porque àquele que tem, se dará, e terá em abundância; mas
àquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado.
13 - Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não
vêem; e, ouvindo, não ouvem nem compreendem.
14 - E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo,
ouvireis, mas não compreendereis, E, vendo, vereis, mas não
percebereis.
Mateus 13:10-17
15 - Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram
de mau grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para
que não vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, E
compreendam com o coração, E se convertam, E eu os cure.
16 - Mas, bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e
os vossos ouvidos, porque ouvem.
17 - Porque em verdade vos digo que muitos profetas e
justos desejaram ver o que vós vedes, e não o viram; e ouvir
o que vós ouvis, e não o ouviram.
“E sem parábolas nunca
lhes falava, porém tudo
declarava em particular aos
seus discípulos.”

(Marcos 4:34)
“As parábolas são uma forma
instrutiva para se ensinar
grandes lições, e delas
podemos extrair as inspirações
e os ensinamentos divinos para
a vida cristã.”
As Parábolas de Jesus
ensinam grandes verdades.
Quando estudamos as parábolas de Jesus, com os corações
abertos e dispostos a aprender como discípulos verdadeiros,
nos deparamos
com as sábias
lições que Ele
nos deixou para
sermos bem-
sucedidos em
nossa vida aqui
no mundo.
1 - Conceito
Parábola, no hebraico MASHAL, ocorre aproximadamente 40 vezes no
Antigo Testamento, sendo traduzida normalmente como “provérbio”.

Natã contou uma


parábola a Davi para
reprendê-lo pelo
que fez a Urias, o
heteu
(2 Samuel 12)
1 - Conceito
Parábola, no grego PARABOLÉ, “por ao lado de”, com o sentido de
“comparar” como ilustração de alguma verdade ou ensino. Nesse
sentido torna-se um instrumento didático.
2 – Distinção entre a Parábola e outras Figuras de
Linguagem
A Bíblia Sagrada emprega várias figuras de linguagem que são
necessárias para ilustrar verdades divinas e profundas.
Vejamos algumas Figuras de Linguagem :
Símile,
Analogia,
Provérbio,
Hipérbole,
Metáfora,
Antropomorfismo,
Alegoria,
e outras ...
Fábula,
Parábola,
2 – Distinção entre a Parábola e outras Figuras de
Linguagem
Não confunda “Parábola” com outras Figuras de Linguagem.
A parábola ilustra
verdades por meio de
símbolos: "o campo é o
mundo", "o inimigo é o
Diabo", "a boa semente
são os filhos do reino",
etc.
3 – Aplicação de uma Parábola
É importante analisar o perfil dos ouvintes de Jesus, havia
diversidade de caráter, de nível espiritual e de percepção
moral de seus ouvintes
“Porque o coração deste povo está endurecido, E ouviram de mau
grado com seus ouvidos, E fecharam seus olhos; Para que não
vejam com os olhos, E ouçam com os ouvidos, e compreendam
com o coração, e se convertam, e eu os cure.” (Mt 13:15)
3 – Aplicação de uma Parábola
Em Marcos 4.10-12, ao ser inquirido sobre o uso de parábolas, Jesus
respondeu que as usava nos seus ensinamentos por duas razões
distintas:

❶ Para ilustrar a verdade para aqueles que estavam


dispostos a recebê-la,
❷ Para obscurecer a verdade daqueles que a odiavam.
É importante ter em
mente as peculiaridades
da parábola, enquanto
figura de linguagem,
para entender sua
mensagem.
1 – Galileia no Tempo de Jesus
A Galileia compreendia todo o território ao Norte de Samaria até ao
Monte Líbano, estendendo-se de leste a oeste, entre o Mar da Galileia e
o Mar Mediterrâneo e Fenícia.
ATIVIDADE ECONÔMICA
1. Situava-se nas grandes rotas
comerciais
2. Industria de Conservação e
Exportação de peixes
3. Agricultura, fruticultura,
pecuária, tingimento de
tecidos, curtume
4. Fabricação de Embarcações
1 – Galileia no Tempo de Jesus
Na Galileia, Jesus reforçou seu ensino com parábolas memoráveis,
ilustrando :

❶ o amor de Deus pelos pecadores,


❷ a necessidade de confiança na misericórdia de Deus,
❸ o amor que devemos ter uns aos outros,
❹ a maneira como a Palavra de Deus vem e o Reino de Deus cresce,
❺ a responsabilidade de o discípulo desenvolver seus dons
❻ e o julgamento daqueles que rejeitam o evangelho (Mt 4.23; 13.1-52).
2 – Jerusalém no Tempo de Jesus
Jerusalém é uma das mais
antigas cidades do mundo. É a
mais sagrada cidade da
Palestina e tem existido como
cidade e como capital há mais
de três mil anos.
Sua superpopulação estava sob
opressão do império romano
aguardando o Messias
Conforme profecia de Zacarias
(Zc 14.4)
3 – Contexto Literário: Os Evangelhos
Os quatro primeiros livros do cânon do Novo Testamento,
chamados de Evangelhos, são os registros escritos das
primeiras pregações das Boas Novas a respeito de Cristo.
3 – Contexto Literário: Os Evangelhos
Os três primeiros
Evangelhos - Mateus,
Marcos e Lucas - são
chamados sinóticos que
significa :

❶"ver junto",
❷"ver da mesma
perspectiva",
❸"vistos de um ponto de
vista comum".
O contexto em que as
parábolas foram
proferidas é de suma
importância para se
compreendê-las.
1 – Entendendo a Narrativa como a Síntese das
Experiências Cotidianas
Ao ler uma parábola
devemos procurar
entender os
ELEMENTOS
CULTURAIS operados
em cada uma delas,
visto que são
histórias contadas a
partir de outra
cultura e tempo
1 – Entendendo a Narrativa como a Síntese das
Experiências Cotidianas
Ao ler uma parábola
devemos procurar
entender as
parábolas
vinculando-as ao seu
CONTEXTO SOCIAL,
pois elas se referem
às experiências de
pessoas que viveram
na época de Jesus.
1 – Entendendo a Narrativa como a Síntese das
Experiências Cotidianas
Quase um terço dos ensinamentos de Jesus foi realizado
através de parábolas. Jesus contou parábolas sobre :

Trabalho e
salário
(Lc 17.7-10)
Natureza Casamentos
(Mt 13.24-30) e festas
(Mt 25.1-13)
2 – Procurar as Declarações Explícitas e Implícitas
do agir de Deus no Contexto Literário
A aplicação da parábola somente é possível após o leitor
procurar as declarações Explícitas e Implícitas no contexto.

E Pedro, tomando a palavra, disse-


lhe: Explica-nos essa parábola.

Jesus, porém, disse: Até vós mesmos


estais ainda sem entender?

Mateus 15:15-16
3 – Identificar a Aplicação prática da Parábola
As parábolas contêm lições profundas e de aplicação prática
no campo da ética e da vida espiritual das pessoas.
Por meio das parábolas Jesus
levou mensagem de salvação,
conclamando ao
arrependimento.

Aos crentes desafiava-os a


colocar a fé em pratica e viver em
vigilância.
3 – Identificar a Aplicação prática da Parábola
Quando seus discípulos tinham dificuldade para entender as
parábolas, Jesus as interpretava (Mc 4.13-20).

“Outras ainda, como a semente lançada entre espinhos, ouvem a palavra; mas,
quando chegam as preocupações desta vida, o engano das riquezas e os anseios por
outras coisas sufocam a palavra, tornando-a infrutífera” ( Mc 4:18-19)
3 – Identificar a Aplicação prática da Parábola
Assim, uma boa maneira de identificar a aplicação prática de uma
parábola é fazer as seguintes perguntas:

❶Para quem a parábola foi contada?


❷Por que a parábola foi contada?
❸Qual é a moral da parábola?
❹Existe algum ponto culminante na
parábola?
❺Alguma interpretação é dada na
passagem para a parábola?
A forma correta de se
ler uma parábola é
fundamental para
podermos extrair sua
mensagem principal.
A salvação da alma é parte integrante das parábolas.
Você já renasceu? Já se arrependeu dos seus pecados e confiou em Jesus
Cristo e em seu sacrifício pelos seus pecados?

Você conhece o Rei deste Reino?

Seu coração já se prostra diante


deste Rei?
Os verdadeiros súditos
Ou vive em rebeldia contra Ele reconhecem a soberania
ainda? do Rei e submetem-se
a ela.
O que significa "parábola"?
Significa, literalmente, "comparação", e como tal,
comumente utilizada para indicar uma história breve, um
exemplo esclarecedor para ilustrar uma verdade.
O que, na Galileia, determinava o estilo da vida das
pessoas?
O mar da Galileia, também chamado de mar de Tiberíades
ou lago de Genezaré.
Qual o significado de "sinóticos"?
Significa "ver junto", "ver da mesma perspectiva",
"vistos de um ponto de vista comum".
Cite uma das questões mais importantes a ser
considerada quando se lê uma parábola.
Procurar entender os elementos culturais operados em cada
uma delas, pois apesar de elas serem uma síntese das
experiências humanas, são histórias contadas a partir de
outra cultura e tempo.
Quais são as perguntas necessárias para se
identificar uma aplicação prática de uma parábola?
❶Para quem a parábola foi contada?
❷Por que a parábola foi contada?
❸Qual é a moral da parábola?
❹Existe algum ponto culminante na
parábola?
❺Alguma interpretação é dada na
passagem para a parábola?
Lição 2 – Para Ouvir e Anunciar a Palavra de Deus
Deus Abençoe !