Você está na página 1de 29

Ciências Humanas e suas

Tecnologias – Filosofia
Ensino Médio, 3ª Série
A Construção da Pólis e a Política –
A Democracia Grega
Finalidade da vida política

Os gregos Justiça na comunidade

Mitos thémis Lei divina

kósmos Ordem universal

diké Justiça instituída

Imagem: Advocatheek1 / A espada e a


A ideia de justiça refere-se a uma ordem balança, símbolos da Justiça / Domínio público

divina e natural, que regula, julga e pune


ações das coisas e dos seres humanos
(1).

É a lei e a ordem do mundo.


Finalidade da vida política

Justo é o que segue a ordem


Política
natural e respeita a lei
natural.
A pólis existe por natureza ou
por convenção entre os
homens?
Para os Sofistas:

• a pólis nasce por convenções;


• a justiça é o consenso quanto às leis;
• a finalidade da política é criar e
preservar esse consenso – concórdia (2).
Finalidade da vida política
Para Platão:

• os seres humanos e a pólis têm a


mesma estrutura:
• alma concupiscente ou
desejante,
• alma irascível ou colérica e
Imagem: NASA/CXC/M. Weiss / Composite image showing the galaxy
cluster 1E 0657-56, better known as bullet cluster / public domain.
• alma racional ou intelectual;
• classe econômica dos proprietários
de terra, artesãos e comerciantes;
• classe militar dos guerreiros;
• classe magistrada.
Finalidade da vida política
Para Platão:
“O homem é injusto quando a alma
concupiscente (os apetites e prazeres) é
mais forte do que as outras duas,
dominando-as. Também é injusto quando a
alma colérica (a agressividade) é mais
poderosa do que a racional, dominando-a.”

“O homem justo é o homem virtuoso;


a virtude, domínio racional sobre o desejo e
a cólera (3).”
Imagem: Político, olha a falta que a ética faz. OAB-
SP / link:
“A justiça ética é a hierarquia das almas, a http://ovotolimpo.blogspot.com.br/2009/08/politico-
olha-falta-que-etica-faz.html
racional, superior, que domina as
inferiores.”
Finalidade da vida política
Para Platão:

Como realizar a cidade justa?


Pela educação dos cidadãos – homens e
mulheres.
“A cidade justa é governada pelos
filósofos, administrada pelos cientistas,
protegida pelos guerreiros e mantida
pelos produtores (4).”

Imagem: Americanadian 8 /
Disponibilizado por harfang. / Fall
foliage - Berlin, New Hampshire © 2006
Mark R. Ducharme. Creative
Commons Attribution-Share Alike 3.0
Unported.
Finalidade da vida política
Para Aristóteles:

Bem

Partilháveis Participáveis

quantidade qualidade

riqueza O poder político


Imagem: Erin Silversmith / Baseada na
imagem de Bastique / Domínio Publico.
Justiça

distributiva participativa
Finalidade da vida política
Para Aristóteles:

“À cidade justa caberá distinguir os dois


tipos de justiça e realizar ambos.”

“A justiça distributiva consiste em dar a


cada um o que lhe é devido e sua função é
dar desigualmente aos desiguais para
torná-los iguais.”

“Somente os que não são forçados às Imagem: Busto de Aristóteles / Cópia de Lysippus
labutas ininterruptas para a sobrevivência / Museo nazionale romano di palazzo Altemps/
Domínio Público.
são capazes de uma vida plenamente
humana e feliz.”
Ética e política

“Somente na cidade boa e justa os


homens podem ser bons e justos;
e somente homens bons e justos
são capazes de instituir uma
cidade boa e justa (5).”
Romanos: a construção do príncipe
História política de Roma

• Época arcaica e lendária dos reis


patriarcais.
• República
Aristocrática:
Senado e Povo Romano.
• República Oligárquica:
Cônsules
Imperium – poder judiciário e militar.
• República Monárquica:
Júlio Cesar  Augusto.
Imagem: Wenzel Hollar / Rome's depravity.
State 2. / Acervo Thomas Fisher Rare Book
Library/ Dominio Público.
• Principado.
Romanos: a construção do príncipe

Príncipe ou Imperador:

Chefe militar;
Detentor do poder judiciário;
Magistrado;
Senhor das terras do Império Romano e
Autoridade Suprema.

“A decadência política coincide com Imagem: Autor Desconhecido (Roman Empire)

o momento de maior esplendor


/ Acervo Walters Art Museum / GNU Free
Documentation License .

econômico e militar.”
Romanos: a construção do príncipe

Príncipe perfeito ou Bom Governo:


• inspirado na teoria platônica;
• a justiça depende das qualidade morais do
governante;
• o Príncipe deve ser o modelo das virtudes;
• como ser humano, é passional e
racional;
• não pode ceder às paixões, apenas à Imagem: Retrato de Stanisław Wincenty
razão; Jabłonowski / Autor Desconhecido / Domínio
Público

• deve ser educado;


• ter as virtudes principescas.
Romanos: a construção do príncipe
Virtudes Principescas
1. Comuns a todo homem virtuoso
Virtudes Principescas:
 sabedoria ou prudência;
 justiça ou equidade;
 coragem ;
 temperança ou moderação.

2. Virtudes propriamente principescas:


Imagem: Niko Pirosmanashvili, Никола́й

• honradez ou disposição; Асла́нович Пиросманашви́ли


(Пиросманишви́ли) / Domínio Publico

• magnanimidade ou clemência;
• liberdade (6).
Romanos: a construção do príncipe
3. Objetivos almejados pelo príncipe:
• honra;
• glória;
• fama.

Retrato do tirano ou príncipe vicioso:


• bestial, intemperante, passional, injusto, Imagem: Mathieu CHAINE / Creative
Commons Atribuição-Partilha nos Termos da
covarde, impiedoso, avarento e Mesma Licença 3.0 Unported

perdulário, sem honra, fama ou glória,


odiado por todos e de todos temeroso.
Inseguro e odiado, rodeia-se de soldados,
vivendo isolado em fortalezas, temendo a
rua e a corte (7).
O poder teológico-político
O Cristianismo

A herança hebraica e romana

Os hebreus:
• Caráter teocrático
“O poder, em sua plenitude e verdade, pertence
Imagem: Autor Desconhecido / United
States Public Domain.
exclusivamente a Deus, e este, por meio dos
anjos e dos profetas, elege o dirigente ou os
dirigentes.”

kratós poder “Por mim reinam os


réis e os príncipes
théos Deus governam.”

• Povo da lei
O poder teológico-político
O Cristianismo

O primeiro
cidadão

Hebreus Imperador Roma

Imagem: Roman Zacharij / Domínio Publico

Pax Romana Cidade Eterna


A instituição eclesiástica
“ O cristianismo se constitui à margem do poder
político e contra ele, pois os ‘reinos deste mundo’
serão, pouco a pouco, vistos como obra de
Satanás para a perdição do gênero humano.”

“ A seita cristã irá diferenciar-se de outras porque


a herança judaica – dos primeiros apóstolos – e
romana – dos primeiros padres – irá influenciar o
vocabulário e o pensamento dos cristãos.”
Imagem: Rogier van der Weyden. /
Disponibilizada por Smith2006 / United States
Public Domain.
povo lei comunidade

ekklesia Igreja Reino de Deus

Assembleia
O crescimento do poder
eclesiástico
x
Queda do Império Romano

1. O poder religioso de ligar os


homens a Deus e Dele desligá-los;

2. o poder econômico;
Imagem: Autor Desconhecido / Disponibilizado por El

3. o poder intelectual.
Barroco. / GNU Free Documentation License.
Teorias teológico-políticas:
1. a Bíblia traduzida para o latim;
2. o código de leis dos imperadores romanos;
3. as ideias de Platão, Aristóteles e Cícero.

• o poder é teocrático; Imagem: Foto de Tomasz Sienicki / GNU Free


Documentation License.
• o rei;
• o príncipe cristão deve possuir virtudes
cristãs;
• a comunidade e o rei formam o corpo político;
• a hierarquia política e social é considerada
ordenada por Deus e natural;
• no topo da hierarquia encontram-se o Papa e o
Imperador (8).
Se Deus escolhe quem deverá representá-lo,
dando poder ao escolhido, quem é este: o Papa
ou o Imperador?

1ª. Solução – Juristas de Carlos Magno


Dupla investidura:
•o Imperador é investido no poder temporal pelo
Papa, que o unge e o coroa;
•o Papa recebe do Imperador a investidura da
espada.
Lei Régia romana:
Imagem: Horace Vernet / Disponibilizada por
•o governante recebe do povo o poder; Mathiasrex / Domínio Público.

•só pode tirar alguma coisa de alguém aquele


que tem o poder de dá-la;
X
•o poder do Rei vem de Deus (9).
2ª. Eleição e Unção

“O Imperador é eleito pelos pares para o cargo,


mas só terá o poder por meio da unção com
óleos santos.”

Os dois corpos do rei


Para fortalecer o Imperador frente ao Papa.

“um rei-pela-graça-de-Deus (um rei escolhido e


ungido por Deus) é a imitação de Jesus Cristo...”
1. Corpo humano – perecível e mortal Imagem: Autor Desconhecido / United
States Public Domain.

2. Corpo místico – corpo político


Em relação ao Papa, dá ao Rei uma força teológica;
em relação aos barões – a inviolabilidade do cargo.
O ideal republicano

• Os burgos;
• as corporações de Ofício
• os burgueses;
• diminuição dos poderio agrário dos barões;
• capitalismo comercial ou mercantil;
Imagem: Cesare Maccari / Cicero Denounces Catiline,
• lutas por franquias econômicas 1889 / Acervo do Palazzo Madama, Roma / United
States Public Domain.

• reivindicações políticas;
• liberdade republicana X poder teológico-político;
• vita activa X vita contemplativa;
•O Príncipe, de Maquiavel.
Traços comuns entre Medievais e
renascentistas

• Fundamento anterior e exterior:


• vontade ou providência divina,
• ordem natural – criada por Deus,
• na razão - racionalidade que governa o
mundo e os homens; Imagem: Masaccio / Christ and the tribute / Acervo da
Capella Brancacci / United States Public Domain.

• instituição de uma comunidade una e indivisa,


para realizar o bem comum e a justiça;
• boa comunidade e boa política na figura do
Bom Governo;
• classificam os regimes políticos em justos-
legítimos e injustos-ilegítimos.
Pensamento político moderno
• Maquiavélico e maquiavelismo
• “Sempre que pretendemos julgar a ação
ou conduta de alguém desleal, hipócrita,
fingidor, poderosamente malévolo, que
brinca com sentimentos e desejos dos
outros, faz a eles promessas que sabe que
não cumprirá, usa a boa-fé alheia em seu
próprio proveito.”
• “Poder que age secretamente nos
bastidores, mantendo suas intenções e
finalidades desconhecidas para os
cidadãos.”
• “Afirmam que os fins justificam os meios.”
• “Alguém extremamente perverso (10).”
Ruptura maquiaveliana
• Não admite um fundamento anterior e exterior
à política:
• “o desejo dos grandes de oprimir e
comandar e o desejo do povo de não ser
oprimido nem comandado.”
• “a política nasce das lutas sociais e é
obra da própria sociedade para dar a si
mesma unidade e identidade.”
• Não aceita a idéia de boa comunidade política
constituída para o bem comum e a justiça.
Imagem: Retrato de Niccolò Machiavelli /
• Recusa a figura do Bom Governo encarnada no Domínio Publico.

príncipe virtuoso.
• Não aceita a divisão clássica dos três regimes
políticos (monarquia, aristocracia, democracia),
nem sua formas corruptas ilegítimas (tirania,
oligarquia, demagogia/anarquia) (11).
O príncipe virtuoso
“A virtù é a capacidade do príncipe para ser
flexível às circunstâncias, mudando como
elas para agarrar e dominar a fortuna.”

“O ethos ou caráter do príncipe deve variar


com as circunstâncias, para que sempre
seja senhor delas.”

“O ethos político e o éthos moral são


diferentes e não há fraqueza política maior
do que o moralismo que mascara a lógica
real do poder.”
“Exprime o medo que se tem da política Imagem: Eugène Battaille / Domínio Público
quando esta é simplesmente política, sem
as máscaras da religião, da moral, da razão
e da natureza (12).”
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

2 Advocatheek1 / A espada e a http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Vrouwe 04/04/2012


balança, símbolos da Justiça/ Domínio público justitia.jpg?uselang=pt-br
4 NASA/CXC/M. Weiss / Composite image showing http://commons.wikimedia.org/wiki/File:1e0657 04/04/2012
the galaxy cluster 1E 0657-56, better known _scale.jpg
as bullet cluster / public domain.
5 Político, olha a falta que a ética faz. OAB-SP / http://ovotolimpo.blogspot.com.br/2009/08/pol 04/04/2012
link: itico-olha-falta-que-etica-faz.html
http://ovotolimpo.blogspot.com.br/2009/08/pol
itico-olha-falta-que-etica-faz.html
6 Americanadian 8 / Disponibilizado por harfang. / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Berlin_ 04/04/2012
Fall foliage - Berlin, New Hampshire, 2006 Mark -_Autumne.jpg
R. Ducharme. Creative Commons Attribution-
Share Alike 3.0 Unported.
7 Erin Silversmith / Baseada na imagem de http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Symbol 04/04/2012
Bastique / Domínio Publico. _question.svg
8 Busto de Aristóteles / Cópia de Lysippus / Museo http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Aristotl 04/04/2012
nazionale romano di palazzo Altemps/ Domínio e_Altemps_Inv8575.jpg
Público.
10 Wenzel Hollar / Rome's depravity. State 2. / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Wence 04/04/2012
Acervo Thomas Fisher Rare Book Library/ slas_Hollar_-
Dominio Público. _Rome%27s_depravity_(State_2).jpg
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

11 Autor Desconhecido (Roman Empire) / Acervo http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Roman 09/04/2012


Walters Art Museum / GNU Free Documentation _-_Intaglio_of_a_Julio-Claudian_Prince_-
License . _Walters_42140.jpg
12 Retrato de Stanisław Wincenty Jabłonowski / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Stanis% 09/04/2012
Autor Desconhecido / Domínio Público C5%82aw_Wincenty_Jab%C5%82onowski.PNG?
uselang=pt-br
13 Niko Pirosmanashvili / Никола́й Асла́нович http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pirosm 09/04/2012
Пиросманашви́ ли (Пиросманишви́ ли) / ani._Father_and_Son.jpg
Domínio Publico
14 Mathieu CHAINE / Creative http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Coat_o 09/04/2012
Commons Atribuição-Partilha nos Termos da f_Arms_of_Roman_Prince_of_Canino.svg?usela
Mesma Licença 3.0 Unported ng=pt-br
15 Autor Desconhecido / United States Public http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Baltimo 09/04/2012
Domain. re-cornerstone.jpg
16 Roman Zacharij / Domínio Publico http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Jesus_0 09/04/2012
1.JPG?uselang=pt-br
17 Rogier van der Weyden. / Disponibilizada http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Confir 09/04/2012
por Smith2006 / United States Public Domain. mation_VanderWeyden.png
18 Autor Desconhecido / Disponibilizado por El http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Church 09/04/2012
Barroco. / GNU Free Documentation License. _of_Saint_Clement,_the_Pope_of_Rome_2009.j
pg
19 Foto de Tomasz Sienicki / GNU Free http://commons.wikimedia.org/wiki/File:BiblenC 09/04/2012
Documentation License h_ubt.jpeg
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

20 Horace Vernet / Disponibilizada por Mathiasrex / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pope_P 09/04/2012


Domínio Público. ius_VIII_in_St._Peter%27s_on_the_Sedia_Gestat
oria.PNG?uselang=pt-br
21 Autor Desconhecido / United States Public http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Balduin 09/04/2012
Domain. eum_Wahl_Heinrich_VII.jpg
22 Cesare Maccari / Cicero Denounces Catiline, 09/04/2012
1889 / Acervo do Palazzo Madama, Roma / http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Maccar
United States Public Domain. i-Cicero.jpg
23 Masaccio / Christ and the tribute / Acervo da http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Izokefal 09/04/2012
Capella Brancacci / United States Public Domain. izm.jpg
25 Retrato de Niccolò Machiavelli / Domínio http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Santi_d 09/04/2012
Publico. i_Tito_-
_Niccolo_Machiavelli%27s_portrait_headcrop.jp
g?uselang=pt-br
26 Eugène Battaille / Domínio Público http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bataille 09/04/2012
_-
_Michel_Ney,_duc_d%27Elchingen,_prince_de_L
a_Moskowa,_Mar%C3%A9chal_de_France_(176
9-1815).jpg