Você está na página 1de 19

ARTIGO - PROPRIEDADES FUNDAMENTAIS DOS AÇOS

FERRAMENTA PARA MATRIZES DE FORJAMENTO

INTEGRANTES:

• Henrique Mayrink Murta Meireles


• Emerson Fonseca Junior
• Cilas Junio Almeida de Oliveira
• Gustavo Fonseca Santos
• Vinicius Augusto dos Santos liveira
• Diego Mattos dos Santos
• David Leandro de Oliveira
• Fagner Miranda Gonçalves

Autores do Artigo :
Rafael Agnelli Mesquita
Paulo de Tarso Haddad
AÇO FERRAMENTA
• O artigo aborda as principais propriedades e aplicações do
aço ferramenta ,explorando o que os fazem tão especiais .

• Principais operações :
• Corte
• Estampagem
• Embutimento
• Forjamento
• Extrusão
• laminação
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
• Dureza à temperatura ambiente : Dureza da ferramenta > Dureza da Peça.

• Resistência ao desgaste : Evitar falhas durante o processo a operação da ferramenta .

• Tenacidade : Características desejável para ferramentas e matrizes.

• Resistência Mecânica : Suportar esforços sem o surgimento de falhas ou deformação permanente.

• Temperabilidade : Garante uma maior uniformidade das características mecânicas . ( Processo de


Têmpera).

• Dureza a quente : Manter a dureza em temperaturas elevadas.

• Usinabilidade : Grau de Facilidade de corte do material.

• Tamanho de Grão : Preferível um tamanho de grão pequeno ou granulação fina , pois essa microestrutura é
associada as características mecânicas superiores .

• Resistência ao Revenido : Essa resistência deve manter-se em casos de repetições de aquecimento.


Elementos químicos presentes
e sua influência
Processos de fabricação do
Aços Ferramenta
O aço ferramenta pode ser produzido de diferentes formas.

• Fundição do lingote : O metal líquido é transferido para a panela onde a


composição química final é ajustada e depois é vazado em lingotes.
Processos de fabricação de
Aços Ferramenta
O aço ferramenta pode ser produzido de diferentes formas.

• Metalurgia do pó : O metal líquido é atomizado pela ação de um gás inerte


com alta velocidade, que transforma o metal líquido em gotículas.

O pó resultante é coletado e transferido para uma cápsula, hermeticamente


fechada.
Processos de fabricação de
Aços Ferramenta
O aço ferramenta pode ser produzido de diferentes formas.

• Conformação por spray (spray forming) : Neste caso o atomizador possui dois
bocais oscilantes.

O controle do movimento da pré-forma e das condições de atomização produz


billets com diâmetros de aproximadamente 50 cm e 250 cm de comprimento.
Processos de fabricação de
Aços Ferramenta
A diferença entre os três processos : Está relacionado custo de fabricação .
Seguindo a ordem;

• Fundição é o de mais baixo custo;

• Metalurgia do pó , mais caro que o processo anterior : Custo médio;

• Conformação por spray , por se tratar de uma tecnologia nova , seu custo é
elevado .
SOLICITAÇÕES EM
FORJAMENTO A QUENTE
Propriedades importantes:
• Resistência a quente ;
• Resistência ao revenido (ou perda em dureza) ;
• Tenacidade ;
• Condutividade térmica ;
• Expansão térmica ;
• Soldabilidlade ;
• Temperabilildade ;
• Usinabilildade e Resposta à nitretação.
SOLICITAÇÕES EM
FORJAMENTO A QUENTE
Falhas por resistência a quente:

Deve-se trabalhar com o “alivio” das


tensões provenientes do forjamento
afim de que este material fique com :

• Dureza esperada na sua


superfície;
• Resistente no interior .
Falhas relativas a tenacidade:

Deve-se trabalhar com a superfície do material


em sua maior dureza afim de :

• Reduzir a chance de trincas internas ,


geradas por aquecimento e resfriamento
repetitivo.
EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À RESISTÊNCIA A
QUENTE
Desgaste em Punção de Forjamento a Morno :

Situação típica onde ,aumenta-se a dureza


da superfície térmica para evitar falhas,
porém esse processo ocasionou as
seguintes falhas :

• Trincas ;
• Perda da punção.

Por meios de estudos , chegou-se a


conclusão que deveria ser feito apenas :
tratamento de conservação de dureza
em toda a superfície de maneira
uniforme .
EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À RESISTÊNCIA A
QUENTE
Desgaste em Punção de Forjamento a Morno :

Para comprovar esta tese, o gráfico abaixo, nos permite notar que
quanto maior o número de ciclos , maior é a perda de dureza superficial.:
EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À RESISTÊNCIA A
QUENTE
Aquecimento Excessivo em Forjamento Progressivo :

A elevada temperatura de processo e a alta velocidade de forjamento conduzem


a um expressivo aquecimento nestas ferramentas, mesmo sendo elevada a
refrigeração .

Equipamentos tipo Hatebur.


EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À RESISTÊNCIA A
QUENTE

Aquecimento Excessivo em Forjamento Progressivo :

Solução do problema :

A opção mais viável seria : Observar o processo de forjamento e o projeto


do conjunto de ferramentas, de modo a promover melhor refrigeração e,
assim, inibir o aquecimento das ferramentas.
EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À TENACIDADE

Fragilização de Contornos de Grão Austeníticos :

• Mal dimensionamento do tempo de resfriamento do material ;


• Não é possível estabelecer velocidades de resfriamento maiores que a
crítica para a precipitação dos carbonetos por limitações físicas ;

• Fraturas irregulares.
EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À TENACIDADE

Trincas de Fadiga Térmica em Matriz de Forjamento de Válvulas :

• Elevada incidência de trincas térmicas, inviabilizando a utilização


da ferramenta .
EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À TENACIDADE

Trincas de Fadiga Térmica em Matriz de Forjamento de Válvulas :

• Devido às elevadas temperaturas atingidas na superfície, a


ferramenta em questão apresentou uma grande mudança no seu
perfil de dureza nitretada .
EXEMPLOS DE FALHAS RELACIONADAS À TENACIDADE

Trincas de Fadiga Térmica em Matriz de Forjamento de Válvulas :

A causa de tal fragilização mostra-se ligada ao :

• Excessivo aquecimento em trabalho;

Desta forma, a melhoria da vida útil deve


envolver :
• Mudanças que promovam a retirada do
calor introduzido na ferramenta, como
alterações de projeto e de refrigeração
CONCLUSÃO
• Dentre as várias propriedades dos aços ferramenta, a tenacidade e a
resistência a quente são as mais importantes, relacionadas à maioria das
análises de falha observadas no presente trabalho.

• Apesar de serem propriedades conhecidas como “do aço ferramenta”, a


tenacidade e a resistência a quente são consideravelmente influenciadas
pelas condições de uso e tratamento térmico das ferramentas.

• O aquecimento em trabalho mostra efeito importante para a vida útil de


muitas ferramentas de forjamento a quente.
• Em algumas dessas situações, o emprego de aços de superior
resistência ao revenido pode promover melhorias de vida útil. Em outras,
a mudança de processo é necessária, para reduzir o aquecimento das
regiões de trabalho.

• Falhas também podem ocorrer por menor tenacidade, promovida por


alterações microestruturais durante o uso ou tratamento térmico da
ferramenta. Nestes casos, a análise dos fatores causadores é essencial
para melhoria da tenacidade e aumento da vida útil.