Você está na página 1de 20

Físico-Química

Profa. Beatriz A. Ferreira


Farmácia – UFSJ/CCO
Características dos estados de sistema

•Sólido

•Líquido

•Gás
Variáveis de estado de um gás

•Volume

•Pressão

•Temperatura
Relações entre as variáveis de estado

Relação entre pressão e volume:


Lei de Boyle: mantendo-se constantes a temperatura e a
quantidade de matéria, observa-se que a pressão e o volume
são grandezas inversamente proporcionais: P.V = constante

isotermas
Relação entre volume e temperatura:
1a Lei de Charles e Gay-Lussac: mantendo-se
Constantes a pressão e a quantidade de matéria,
observa-se que o volume ocupado pelo gás é
diretamente proporcional à sua temperatura.

V
= constante
T
Relação entre temperatura e pressão:
2a Lei de Charles e Gay-Lussac: mantendo-se
constantes o volume e a quantidade de matéria,
observa-se que a pressão e a temperatura absoluta
são diretamente proporcionais.

P
= constante
T
Relação entre pressão e quantidade de matéria
Mantendo-se constantes o volume e a temperatura
do gás, observa-se que a pressão é diretamente
proporcional da matéria do gás no recipiente.

P
= constante
n
Transformações de estado de um gás
Considerando que a quantidade de matéria permanece
Constante e as relações entre as variáveis de estado,
temos a seguinte equação para descrever a mudança
de estado de um gás de um estado 1 para um estado 2:
PV PV
1 1
 2 2
T1 T2
Transformações de estado particulares:

P1 P2 V1 V2
1 1  PV
PV 2 2  
T1 T2 T1 T2
Isotérmica Isocórica, isomérica Isobárica
isovolumétrica
Lei de Avogrado

“Um mol de qualquer gás, numa determinada pressão e


temperatura sempre ocupa o mesmo volume, independente
da sua natureza química”.

Nas CNTP: o volume ocupado por um mol de gás à


T = 0 oC e P = 1 atm é igual a 22,414 L.

Lembrete: 1 mol de gás = 6,02 x 1023 moléculas = 22,414 L


O gás ideal

Se PV  nT
PV PV PV
n   constante  R
T nT nT

1 atm. 22, 414 L


R=  0, 082 atm.L
1 mol. 273,15 K mol.K

mmHg.L  8,314 J  1,998 cal


E ainda: 62,32
mol.K mol.K mol.K
Misturas Gasosas

Gás A nA
Gás B nB
Gás C nC

1.Fração Molar
nA nB nC ni
XA  XB  XC  Xi 
nT nT nT nT

X
i
i  1 ou 100%
2.Pressão Parcial
Lei de Dalton: “a pressão total de uma mistura
gasosa é igual à soma das pressões parciais dos
gases que compõem a mistura.”

PA = XAPT PB = XBPT PC = XCPT Pi = Xi PT

P  P
i
i
3. Volume Parcial
Lei de Amagat: “o volume total de uma mistura gasosa
é igual à soma dos volumes parciais dos gases que
compõem a mistura.”

vA = XAvT vB = XBvT vC = XCvT v i = Xi v T

V
i
i V
Desvios em relação à Lei dos Gases Ideais: Gases Reais

PV=nRT; se n=1,

PV
=1
RT
Ex: 1 mol de N2:

P
MAIORES DESVIOS OCORREM A PRESSÕES ALTAS
E TEMPERATURAS BAIXAS!
Equação dos gases reais: A equação de van der Waals

 n 2a 
 P  2 V  nb   nRT
 V 
a: corrige o valor da pressão devido ao efeito das forças
intermoleculares
b: corrige o volume do gás devido ao efeito dos volumes
moleculares

Ex: Calcular a pressão que 10,0 g de CH4 (16 g/mol) exercem


Em um recipiente de 1,0 L a 25oC.Dados: a = 2,25 L2 atm.mol-2
e b = 0,0428 L.mol-1.
a)gás ideal
b)gás real
Difusão e efusão gasosas

Difusão gasosa

Efusão gasosa

A velocidade de difusão/efusão gasosa é proporcional à


1 1
M 
Considerando dois gases A e B, a relação entre suas
velocidades é dada por
vA MB

vB MA
Difusão gasosa

Efusão gasosa
Teoria Cinético-Molecular

•Os gases são compostos por partículas distintas


em movimento rápido e caótico;
•Nas colisões molécula-molécula ou moléculas-
recipiente não há dissipação de energia 
colisões perfeitamente elásticas;
•O volume ocupado pelas moléculas é desprezível
em relação ao sistema (exceto à pressões elevadas);
•As moléculas não exercem forças atrativas;
•A pressão de um gás é resultado das colisões entre
as moléculas e as paredes do recipiente.
Aplicação do estudo de gases na área farmacêutica

Dosimetria gasométrica: medida da quantidade de gás


liberada por uma amostra analisada.

1. Calcule a pureza de uma amostra de 1,0 g de NaHCO3,


que, ao reagir com HCl liberou 0,240 L de CO2 nas CNTP.

2. Repita o cálculo da pureza considerando agora que as


condições são T = 25º C e P = 1 atm.