Você está na página 1de 6

Fernando Pessoa —

Heterónimos

Ricardo Reis
2

Almada Negreiros, Ricardo Reis,


mural da Faculdade de Letras
de Lisboa (1958).
3

Alexander Litovchenko, Travessia de Caronte, pormenor (1861).


4

Temas e ideias

ESCREVER
À MANEIRA O POEMA COMO
INFLUÊNCIA CONJUNTO DE
DOS CLÁSSICOS
DA CULTURA ENSINAMENTOS
GRECO-LATINA Reis cultiva a ode
(subgénero Em poemas de tom
De acordo com sentencioso
caracterizado pelo
a sua biografia, Reis e exortativo, Reis
estilo eloquente,
foi educado num veicula princípios
solene e elevado)
colégio de Jesuítas,
e inclui nos seus da moral epicurista
onde recebeu
poemas referências e estoica (filosofias
profundas
a divindades, que tiveram origem
influências da
símbolos na Antiguidade
cultura greco-latina.
e conceitos Clássica).
da cultura clássica.
5

Temas e ideias

EPICURISMO TRANSITORIEDADE
E ESTOICISMO E FUGACIDADE
A filosofia de vida A filosofia de vida
que Reis propõe é preconizada por APRENDER COM
assente nos Reis visa afastar CAEIRO, O MESTRE
seguintes princípios: medos e terrores Reis aceita do
prazer, moderação, que atormentam a Mestre Caeiro
equilíbrio, existência humana. o paganismo
serenidade, fruição Também supõe espontâneo.
do presente, a aceitação de que
ataraxia e apatia, Acredita nos nos
a transitoriedade
aurea mediocritas, e a mudança deuses e na sua
autodisciplina, (o devir), presença no seio
indiferença perante a fugacidade da Natureza.
as paixões e a brevidade
e aceitação constituem
do destino. a essência da vida.
6

Estilo e linguagem

CaeiroTom
Construção Estilo representa a
sentencioso
Influência de um estilo e linguagem mundividência
e carácter
da cultura, subordinados pagã e oexortativo,
regresso
da filosofia clássico, ao propósito a um estado
evidenciados
e da visível no de veicular primordial de do
no uso
literatura vocabulário ideias harmonia entre o
e na sintaxe imperativo
greco-latinas lúcidas e Homemou e ado
latina disciplinadas Natureza.
conjuntivo.