Você está na página 1de 22

LOCALIZAÇÃO INDUSTRIAL

PROJETOS INDUSTRIAIS
LOCALIZAÇÃO
LOCALIZAÇÃO
ESTUDO DA LOCALIZAÇÃO
Processo de determinar o local geográfico para as
operações de uma atividade econômica.
Os estudos locacionais atuais levam em
consideração um número significativo de fatores
(fatores locacionais).

Situações que Requerem um Estudo de


Localização
• Novos produtos ou serviços;
• Mercado em expansão;
• Retração da demanda;
• Esgotamentos das fontes de matérias
primas ou insumos;
• Obsolescência da unidade de produção;
• Pressão da concorrência;
• Fusão e aquisição de empresas.
METODOLOGIA GERAL PARA O
ESTUDO DE LOCALIZAÇÃO
O estudo da localização de um projeto compreende os níveis de
decisão:
• Macrolocalização:
Seleciona-se o território ou a região que satisfaz as expectativas mais
gerais da atividade produtiva;
• Microlocalização:
Compreende;
• Seleção da localidade dentro da região;
• Seleção do lugar específico dentro da localidade,
Este procedimento visa a identificação de alternativas locacionais que
levarão à determinação da localização “mais conveniente” do
empreendimento.
FATORES LOCACIONAIS
MACROLOCALIZAÇÃO MICROLOCALIZAÇÃO

Localidade No.1
1

CIUDAD 4
5
REGIÃO1
VIA PRINCIPAL
Agua 3 2
Localidade No.3 Localidade No.2
Materia prima

MUNICIPIO
FATORES LOCACIONAIS
Decisão em Nível de País Decisão Regional
1. Estabilidade do governo, da economia e do 1. Concentrações e tendências dos
sistema político; mercados consumidores;
2. Qualificação da mão de obra e legislação 2. Disponibilidade e custos da mão de
laboral; obra;
3. Quotas de e exportação e importação, 3. Poder do sindicalismo;
tarifas e tributação em comércio exterior ; 4. Custos do terrenos e construções;
4. Taxa de câmbio; 5. Fornecimentos e custos dos serviços
5. Transparência do sistema econômico e públicos;
financeiro; 6. Disponibilidade de transporte de carga
6. Fornecimento de energia; e público;
7. Sistema de telecomunicações; 7. Custos do transporte;
8. Disponibilidade e custos de matérias primas 8. Disponibilidade e custos da matéria
e insumos; prima e insumos;
9. clima; 9. clima;
10. Peculiaridades sociais e culturais; 10. Incentivos e restrições governamentais;
11. Incentivos e restrições governamentais; 11. Legislação ambiental.
12. Legislação.
FATORES LOCACIONAIS

Decisão da Localidade Decisão do Local Específico


1. Concentração e tendências dos clientes; 1. Concentrações e tendências dos
2. Preferências da gerência; cliente;
3. Serviços e impostos na localidade; 2. Preços dos terrenos;
4. Atitudes da comunidade em relação à 3. Tamanho dos terrenos;
localização do empreendimento. 4. Características físicas e geológicas do
5. Disponibilidade e custos da mão de obra; terreno;
6. Disponibilidade e custos dos terrenos; 5. Proximidade aos serviços de
7. Custos de construção; transportes;
8. Disponibilidade de serviços de transporte; 6. Qualidade dos serviços públicos;
9. Custos de transporte; 7. Leis de zoneamento e uso do solo;
10. Disponibilidade e custos das matérias 8. Integração industrial;
primas e insumos; 9. Impactos ambientais;
11. Serviços bancários; 10. Disponibilidade e custos da matéria
12. Legislação e impactos ambientais; prima e insumos;
13. Incentivos governamentais; 11. Eliminação e tratamento de lixo e
rejeitos industriais
14. Qualidade de vida
FATORES LOCACIONAIS
Fatores
Locacionais,
ressaltados pela
Teoria Locacional

Extraído de:
Silva, E.M. et al. Fatores
Locacionais: Uma Visão dos
Executivos do Setor Industrial do
Alto Sapucaí.
PROCESSO DE SELEÇÃO DA
LOCALIZAÇÃO
• Identificar os fatores importantes para a localização, e
classificá-los em principais (específicos) e secundários (gerais);
e em quantitativos e qualitativos;
• Considerar regiões alternativas e, então, limitar as escolhas a
localidades alternativas e, finalmente, os locais específicos
alternativos;
• Coletar dados sobre as alternativas locacionais fornecidos por
consultores, agências de desenvolvimento, câmaras de
comércio, bancos, empresas de energia, mapas temáticos do
IBGE , mapsquest.com, maps.google.com;
• Analisar os dados relativos aos fatores quantitativos;
• Analisar os dados relativos aos fatores qualitativos;
• Recomendar a(s) localização(ões) mais conveniente(s).
TÉCNICAS OPERACIONAIS DE ANÁLISE
LOCACIONAL
Técnicas qualitativas
• Análise de antecedentes e experiências similares;
• Análise do fator preferencial
• Análise do fator locacional dominante;
• Avaliação subjetiva das alternativas por fatores locacionais

Técnicas semi quantitativas


• Ponderação de fatores (“ranking” de fatores);
• Método de Brown & Gibson

Técnicas quantitativas
• Centro de gravidade
• Relação benefício/custo
• Análise econômica: VPL e/ou CAE
• Técnicas de pesquisa operacional
TÉCNICAS QUALITATIVAS DE ANÁLISE
LOCACIONAL
Consideram-se fatores qualitativos relevantes:
Antecedentes industriais
Supõe-se que se numa determinada localidade existem indústrias similares à atividade
que se pretende instalar, esta localidade será adequada para o projeto.
Fator preferencial
A decisão depende das preferências do agente decisor. Em geral, planos de
desenvolvimento influenciam as preferências dos gestores.
Fator locacional dominante
A importância ou escassez de um ou vários recursos (matérias primas ou infra-
estrutura) condiciona a localização do empreendimento.
Avaliação subjetiva de fatores locacionais
Consiste em definir os principais fatores determinantes de uma localização, e atribuir-
lhes valores segundo a existência ou oferta pelas localidades.
TÉCNICAS SEMI QUALITATIVAS DE
ANÁLISE LOCACIONAL
Ponderação de fatores ou “ranking” de fatores
É o método mais geral. Permite considerar fatores quantitativos e
qualitativos. Procedimento:
1. Identificar os fatores mais relevantes a serem considerados na análise
locacional;
2. Estabelecer um peso ou ponderação dos fatores em função da
importância relativa entre eles;
3. Identificar as alternativas locacionais;
4. Avaliar as alternativa locacionais, para cada fator, em função da
existência ou oferta do fator na localidade. Quanto maior a oferta do
fator maior a avaliação da localidade;
5. Obter uma avaliação acumulada ou total para cada alternativa,
considerando a avaliação da mesma por cada fator e o peso relativo
do fator.
TÉCNICAS SEMI QUALITATIVAS DE
ANÁLISE LOCACIONAL
Ponderação de fatores ou “ranking” de fatores. Exemplo

Escores Ponderação
Fator Peso A B C A B C
Tra ns porte 3 7 5 9 21 15 27
Energi a 3 4 7 5 12 21 15
Cus to da Terra 1 8 6 4 8 6 4
Mã o-de-Obra 2 5 9 5 10 18 10
Comuni da de 1 5 6 3 5 6 3
Escala:
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 56 66 59
(Ruim) (Bom)

A Localidade B possui (ou oferece) as melhores condições para


localizar o empreendimento em questão
TÉCNICAS SEMI QUALITATIVAS DE
ANÁLISE LOCACIONAL
Método do Brown & Gibson
1. Atribuir um valor relativo a cada fator objetivo, FO, para cada localidade
alternativa;
1ൗ
𝐶𝑖𝑗
𝐹𝑂𝑖𝑗 = 𝑛
σ1 1ൗ𝐶𝑖𝑗
2. Estimar um valor relativo de cada fator subjetivo, FS, para cada localidade
alternativa;

𝐹𝑆𝑖 = σ𝑚
𝑗=1 𝑤𝑗 𝑅𝑖𝑗 ;
Rij é uma avaliação relativa da localidade j para o fator i
3. Combinar FO e FS, para cada localidade, atribuindo-lhes uma ponderação relativa
para obter, assim, uma Medida de Preferência de Localização (MPL);
MPLi = k*FOi + (1-k)*FSi
4. Selecionar a localidade com maior MPL.
TÉCNICAS SEMI QUALITATIVAS DE
ANÁLISE LOCACIONAL
Método do Brown & Gibson: Exemplo
Avaliação dos Fatores Objetivos, FOi

Custos anuais , R$(milhões)

Cidade Mão Matéria Transporte Outros Total 1/Ci FOi


Obra prima Ci
A 9,1 10,7 3,2 7,5 30,5 0,03279 0,34193

B 9,7 10,3 3,8 7,5 31,3 0,03195 0,33319

C 8,9 11,8 3,9 7,5 32,1 0,03115 0,32488

0,09589 1,00000
TÉCNICAS SEMI QUALITATIVAS DE
ANÁLISE LOCACIONAL
Método do Brown & Gibson: Exemplo
Avaliação dos Fatores Subjetivos, Rij

Cidade Clima Ri1 Moradia Ri2 Educação Ri3


Qualificação dos
A 2 0,50 0 0,00 0 0,00
Fatores Subjetivos
B 2 0,50 1 0,50 1 0,33 • Excelente: 2
C 0 0,00 1 0,50 2 0,67
• Bom: 1
• Deficiente: 0
4 2 3

Fator Clima Moradia Educação Ponderação dos


Cidade FS
Wi 0,50 0,25 0,25 Fatores Subjetivos
• Clima: 0,50
A 0,50 0,00 0,00 0,2500
• Moradia: 0,25
B 0,50 0,50 0,33 0,4575 • Educação: 0,25
C 0,00 0,50 0,67 0,2925

Então, MPLi = k*FOi + (1 - k)*FSi


TÉCNICAS SEMI QUALITATIVAS DE
ANÁLISE LOCACIONAL
Método do Brown & Gibson: Exemplo

Análise das Localidades


MPLi = k*FOi + (1 - k)*FSi

Cidade FOi FSi K=0,6 K=0,5 K=0,4


A 0,34193 0,2500
0,305 0,296 0,287
B 0,33319 0,4575
0,383 0,395 0,408
C 0,32488 0,2925
0,312 0,309 0,305
TÉCNICAS QUANTITATIVAS DE
ANÁLISE LOCACIONAL

Método do Centro de Gravidade


Objetivo: minimização dos custos de transporte totais do sistema
Considera-se que estabelecimentos industriais, buscam localizar
suas operações num ponto central entre todos os locais de
fornecimento de matérias primas e distribuição de produtos.
Busca-se calcular o ponto central (Cx, Cy) a partir da latitude (Dix),
longitude (Diy) e volume de transporte (Vi) de cada ponto i de
fornecimento ou distribuição.

σ 𝐷𝑖𝑥 ∗ 𝑉𝑖
𝐶𝑥 =
σ 𝑉𝑖

σ 𝐷𝑖𝑦 ∗ 𝑉𝑖
𝐶𝑦 =
σ 𝑉𝑖
TÉCNICAS QUANTITATIVAS DE ANÁLISE
LOCACIONAL
Método do Centro de Gravidade: Exemplo

Mercados Longitude Latitude Volume


Cincinnati 60 95 400
Knoxville 80 75 300
Chicago 30 120 200
Pittsburgh 90 110 100
New York 127 130 300
Atlanta 65 40 100
1.400
TÉCNICAS QUANTITATIVAS DE ANÁLISE
LOCACIONAL
Método do Centro de Gravidade: Exemplo
N. Iorque (127, 130)
N-S
Chicago (30, 120)
120 Centro de
Gravidade Pittsburgh (90, 110)

Cincinnati (60, 95)


90
Knoxville (80, 75)
60

30 Atlanta (65, 40)

CG = Huntigton, West Virginia

L-O
30 60 90 120 150 180
TÉCNICAS QUANTITATIVAS DE ANÁLISE
LOCACIONAL
Método de Pesquisa Operacional
1. Maximizar 𝑍 = σ𝑛𝑖=1 σ𝑚 𝑚
𝑗=1 𝐶𝑖𝑗 𝑥𝑖𝑗 − σ𝑗=1 𝐼𝑦𝑖

Sujeito a: σ𝑚
𝑗=1 𝑥𝑖𝑗 ≥≤ 𝐵𝑗

2+ 2
2. Minimizar 𝑍 = σ 𝑤𝑖 𝑑𝑖𝑝 = σ 𝑤𝑖 𝑥𝑖 − 𝑥𝑝 𝑦𝑖 − 𝑦𝑝

Sujeito a: σ𝑚
𝑗=1 𝑥𝑖𝑗 ≥≤ 𝐵𝑗