Você está na página 1de 43

OBJETIVOS

• Efetuar manualmente, arranjos complementares, utilizando


equipamento/utensílios adequados.
CONTEÚDOS
• Solo ideal para jardins.
• Calculo da quantidade de terá necessária para a correção do nível do
solo de placas a ajardinar.
• Remoção de pedras e detritos existentes no terreno, procedendo à
sua limpeza geral.
• Seleção e dispor sobre terreno pedras com interesse decorativo.
• Identificar e manusear com destreza diferentes utensilios para
trabalhos complementares de preparação do solo:
• Enxadas, ancinhos, picaretas, pás, carrinho de mão, rolos/cilindros…
INTRODUÇÃO
• O QUE É UM JARDIM?
Um jardim é genericamente uma estrutura física criada pelo homem
com determinados objetivos. Os elementos que a compõem diferem
muito consoante o seu objetivo. No entanto existe sempre um
elemento que está presente num jardim, a vegetação.
• QUAL A IMPORTÂNCIA DE UM JARDIM?
A importância que cada um dá a um jardim varia de pessoa para pessoa
ou entidade.
Vamos imaginar um jardim para um
biólogo, este pde ser uma fonte de
estudo, já para um pintor ou escritor
pode ser uma fonte de inspiração,
para outos pode ser uma fonte de
descanso ou de lazer.
A importância de um jardim, apesar
de estar relacionada com as pessoas
que dele usufruem, tem também a
sua própria importância como
espaço criador de vida,
biodiversidade e como fonte de
oxigénio.
A IMPORTÂNCIA DO SOLO
• É fundamental conhecermos as caracteristicas do solo do terreno ou
jardim para que possamos selecionar as plantas adequadas. Existem
diversos tipos de solo com diferentes caracteristicas.

• Tipos de solo:
• Argiloso
• Arenoso
• Calcário
• Ácido
SOLO ARGILOSO
Carateristicas:
-encharca facilmente;
-tem uma textura pesada
-suave ao toque e pegajoso
-pode ser moldado quando está humido
-muito duro quando está seco
SOLO ARGILOSO
Vantagens:
Oferece alta retenção de fertilidade.
É uma base perfeita para quando se pretende variar a estrutura e a
textura juntando matéria orgânica.
Plantas como rubdequias, anémonas, narcisos, parra virgem, etc, são as
indicadas para plantar neste solo.
SOLO ARGILOSO
Desvantagens:
Quase todos estes solos têm uma má drenagem e encharcam
facilmente. Se se regar em excesso ou chover abundantemente a água
permanece muito tempo no terreno e torna-se perigoso para as raízes
que podem apodrecer.
É uma terra muito dificil de trabalhar pois quado molhada torna-se
numa massa pegajosa e seca ganha gretas e endurece rapidamente.
Cuidados com um jardim em solo argiloso
• Para melhorar este solo
devemos assegurar uma
permeabilidade adquada,
instalando tubos de drenagem,
criando zonas desniveladas e
juntando areia na proporção de
2m3 para 100m2 de superficie.
• Na escolha das especies
devemos ter em conta a
resistência das plantas à elevada
humidade do terreno.
SOLO ARENOSO
Carateristicas:
Tem textura seca
É formado por particuls grandes
É um terreno ligeiro e solto
SOLO ARENOSO
SOLO ARENOSO
Vantagens:
Drena rápidamente
Raizes têm bom arejamento graças á porosidade do solo.
Adequado para relvas, cactos e muitas especies mediterranicas.
SOLO ARENOSO
Desvantagens:
Seca rapidamente, pelo que deve ser bastante regado.
Os nutrientes perdem-se também rápidamente devido á chuva e á
rega, daí, há necessidade de ser adubado com mais frequência.
As plantas requerem mais atenção.
Cuidados do jardim em solo arenoso
• Usar fertilizantes de libertação
lenta para que se dissolva
lentamente.
• Para melhorar o terreno deve-se
juntar 100 kg de turfa e inclusivé
um pouco de terra argilosa para
100 m2 de terreno.
SOLO CALCÁRIO
Carateristicas:
• Contém muitos nutrientes
• Tem uma tonalidade clara
• É um terreno pouco profundo e pedregoso.
SOLO CALCÁRIO
SOLO CALCÁRIO
Vantagens:
• Rico em nutrientes.
• Muitas plantas se adaptam a este tipo de terreno como, aromáticas
(lavanda), malva, salva, loureiro, arvores e arbustos, sebes de
piracanta, madressilva, bolbos, tulipas, narcisos e jacintos.
SOLO CALCÁRIO
Desvantagens:
• É um solo rico mas pouco assimilável.
• Molha-se com facilidade mas é dificil de transpor para as raizes.
• Impensavel plantar especies sensiveis.
Cuidados num jardim em solo calcário
• Corrigir o excesso de calcário
adicionando matéria orgânica,
turfa ou estrume.
• Juntar areia do rio.
SOLO ÁCIDO
Carateristicas:
• Excelente permeabilidade.
• Textura agradável ao tacto.
• Composto por pequenas e finas particulas de matéria orgânica.
SOLO ÁCIDO
SOLO ÁCIDO
Vantagens:
• Excelente permeabilidade.
• Ideal para:
• Camélias;
• Hortência;
• Rododendro;
• Magnólia;
• Castanheiro;
• Begónia;
• Azevinho.
SOLO ÁCIDO
Desvantagens
• Pobre em cálcio, magnésio e fósforo.
• Se tem pH superior a 5,5 é propenso a encharcar e drenar mal.
• Requer nutrientes ácidos de vez em quando.
• Deve ser regado com água mole.
Cuidados com um jardim em solo ácido
• Pode-se reduzir a acidez misturando matéria orgânica ou estrume bm
decomposto.
• Para plantas grandes aplica-se neutralizador de cal m pó diluído no
regador. Em plantas pequenas espalha-se o neutralizador de cal seco
nas raizes e rega-se em abundância.
• Se a água da torneira for muito calcária rega-se com água da chuva
recolhida num recipiente.
COMO PREPARAR O SOLO PARA JARDIM
Muito para além de escolher o
lugar e cavar um buraco, devemos
ter em consideração diversos
aspetos tais como:
• O ponto escolhido deve ser
ensolarado.
• Ficar longe de raizes de árvores.
• Ter boa capacidade de
escoamento.
• Caraterizar o solo.
• Medir pH e situação nutricional.
Método para criar um jardim
1- Verificar condições do solo
a) Retirar uma amostra do solo com uma pá, dessa amostra retirar um
pedaço de terra e observar a constituição dela.
i) O ideal é que a terra seja fofinha e areada, com bastante
oxigénio.
ii) Presença de minhocas e insetos, quando o solo é rico é
costume ter bastantes.
iii) Não há problema e descobrir que a terra não é a melhor
pois pode-se compensar a terra com condicionadores de
solo para melhorar a composição.
iv) O melhor tipo de terra para o plantio é castanha escura quase
preta. A terra clara e amarelada é normalmente pobre em
matéria orgânica e nutrientes.
1- Verificar condições do solo
b) Teste dos nutrientes.
- O ideal será retirar uma amostra de terra e mandar analisa.
Consegue-se saber o pH da terra e quais os nutrientes que a compõem, no
entanto também se pode adquirir um kit de teste, no entanto não é tão
detalhado como a análise.
c) Analisar a humidade do solo.
- Pega-se num punhado de terra e aperta-se, se ela ficar toda
unida, é porque tem humidade a mais. No início de construção de um
jardim, é ideal que o solo esteja mais seco para o plantio. Deve-se fazer este
teste uma vez por semana até que esteja mais seco, só depois se inicia a
preparação do solo e o plantio.
2- Cavar o lote de terra
a) Demarcar a área cultivada.
- Definir a área e o formato do jardim.
- Delimitar inicialmente com estacas.
b) Cavar o terreno e mondar.
- Com a enxada ou a pá, mexer o solo para tirar as ervas daninhas
e mato que estão a ocupar o espaço do futuro jardim.
- Cavar o suficiente para arrancar as raizes.
Todo o mato arrancado é útil como composto, mas não
deve ser utilizado no solo sem antes estar devidamente
decomposto. Pode proceder-se á compostagem.
2- Cavar o lote de terra
c) Revolver a terra com um ansinho ou sacho.
Vão-se retirando pedras, raizes e outros detritos que
existam (metal, plástico, etc).

3- Cuidar da composição do solo


a) Usar cal ou enxofre
Para o solo ser saudável e plantas prósperas, é fundamental que o
pH esteja equilibrado.
i) A cal aumenta o pH
ii) O enxofre diminui o pH
3- Cuidar da composição do solo
b) Adicionar outros condicionadores do solo
Coforme explicação atrás, poderá ser necessário adicionar
areia, turfa ou argila, conforme condições e carateristicas
do solo.
Pode ser necessário també utilizar fertilizante para
equilibrar o nitogénio, fosforo ou cálcio, que são
substâncias essenciais para ter plantas saudáveis.
3- Cuidar da composição do solo

c) Adicionar matéria orgânica


A idéia é garantir que a camada superior da terra é
composta por metade de terra e metade de matéria
orgânica.
i) Boas opções de matéria organica são folhas verdes
trituradas, esterco de cavalo,lascas de madeira ou
adubo.
ii) Nunaca se deve adicionar restos de animais,
laticinios, nem tão pouco compostagem.
3- Cuidar da composição do solo
d) Revirar o solo com o ancinho ou uma pá novamente.
Depois de todas as substâncias adicionadas no solo devem
ser devidamente misturadas.
i) depois de revoltar a terra deve-se regar.
4- Revirar novamente o solo com o ancinho ou pá.
Agora que o solo tem outras substâncias, elas devem ser
devidamente misturadas. Este processo pode precisar de duas
ou três repetições no lote inteiro para que o solo todo seja
misturado.
Regar o solo depois de revolvê-lo, para proporcionar uma
humidade adquada á terra e fortalecer os componentes
adicionados.