Você está na página 1de 8

Direito Processual Civil

Procedimentos Especiais: Ações


Possessórias
HUGO FILARDI
Problemática da resistência aos procedimentos
especiais: Procedimento adequado e Tutela
Jurisdicional Efetiva.

• Procedimento comum: origem no Estado Liberal. Prevalência do


princípio da isonomia em seu aspecto formal. Necessidade de conferir o
mesmo tipo de tutela processual à todos os jurisdicionados.

• Autonomia e abstração do direito processual em relação ao direito


material. Direito processual como forma de afirmação do Estado.
Questionável dicotomia e antinomia em direito processual e direito
material.

• Segundo Luiz Guilherme Marinoni, “o fato de o processo civil ser


autônomo e um instrumento para a realização do direito material não
significa que ele possa ser neutro ou indiferente às variadas situações
de direito substancial”. (Curso de Processo Civil. Procedimentos
Especiais. Vol. 5, Editora Revista dos Tribunais, página 22).

• Necessidade de ajuste da tutela processual para perfeita defesa dos


direitos materiais violados. Criação de procedimentos especiais para
prestigiar o princípio da isonomia sob a ótica substancial. Técnica de
normas processuais aberta e adequação do procedimento ao caso
concreto.
Ações Possessórias: Introdução. Imperiosa visita à
conceito de Direito Material.

• Dificuldade em distinguir direito material do processo (Ver lição de


Ovídio Baptista da Silva in Procedimentos Especiais, Editora Forense)

• Teorias sobre o conceito de posse: Teoria subjetiva de Savigny (corpus


e animus domini) X Teoria objetiva de Ihering (corpus e affectio tenendi).
O Código Civil de 2002 garante que possuidor é aquele que tem poder de
fato sobre a coisa, independentemente da intenção de ser proprietário.

• Natureza jurídica de direito real. Ver artigo 95 do Código de Processo


Civil. A redação do artigo 1225 do Código Civil não é capaz de afastar as
características reais do direito de posse.

• Ações Possessórias: Reintegração de posse (esbulho), Manutenção de


posse (turbação) e interdito proibitório (ameaça de esbulho ou
turbação). O interdito proibitório foi a primeira espécie de tutela
inibitória.

• Fungibilidade entre as ações possessórias. Distinção entre as ações


possessórias e as ações petitórias (tutela de domínio). Artigo 923 do
CPC.
Possibilidade de cumulação de pedidos e
detalhamento do procedimento. Ações de “força
nova” e de “força velha”

• Cumulação de pedidos. Autorização no Código de Processo Civil.

“Art. 921. É lícito ao autor cumular ao pedido possessório o de:


I - condenação em perdas e danos;
Il - cominação de pena para caso de nova turbação ou esbulho;
III - desfazimento de construção ou plantação feita em detrimento de sua
posse.”

• Regra numerus clasurus. Presunção de compatibilidade entre os


pedidos relacionados e à tutela do direito possessório.

• Posição do STJ:

“CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. REINTEGRAÇÃO NA POSSE.


CUMULAÇÃO COM PERDAS E DANOS. POSSIBILIDADE. CPC. ART. 921.
DEMONSTRAÇÃO DA EXISTÊNCIA E CONTEÚDO DOS PREJUÍZOS AN
DEBEATUR”. (4ª Turma do STJ – Ministro Relator Sálvio de Figueiredo
Teixeira - RESP 216319 / BA - DJ 25/09/2000 p. 106)
Possibilidade de cumulação de pedidos e
detalhamento do procedimento. Ações de “força
nova” e de “força velha”

• Ação Possessória de força nova: procedimento especial. Demanda


ajuizada dentro de ano e dia da moléstia à posse. Elaboração de petição
inicial de acordo com a regra do artigo 282 do CPC. Necessidade de
prova da posse, da turbação ou do esbulho e da data da moléstia ao
direito de posse para concessão de liminar inaudita altera parte.
Cognição rarefeita e Juízo de possibilidade.

• Audiência de justificação: novo momento de avaliação sobre a


possibilidade de deferimento da medida liminar.

• Defesa na demanda possessória. Contestação (artigo 930 do CPC),


Exceção, Impugnação à Gratuidade de Justiça e Impugnação ao valor da
causa. Prazo de 15 dias.

• Ações de força velha: Turbação ou esbulho ocorrido com mais de ano e


dia. Utilização de procedimento comum ordinário. Athos Gusmão
Carneiro sustenta a possibilidade de adoção do procedimento sumário
quando o valor da causa não exceder 60 (sessenta) salários mínimos.
Possibilidade de tutela antecipada. Cognição sumária e Juízo de
probabilidade.
Duplicidade das demandas possessórias,
características da medida liminar e a prestação de
caução.

• Impossibilidade de apresentação de reconvenção. Demanda


possessória de natureza dúplice. Tutela de direitos de posse do Réu.
Desnecessidade de deferimento de liminar possessória em favor do Réu.

• Garantia de reversibilidade da liminar. Prestação de caução.

“Art. 925. Se o réu provar, em qualquer tempo, que o autor


provisoriamente mantido ou reintegrado na posse carece de idoneidade
financeira para, no caso de decair da ação, responder por perdas e
danos, o juiz assinar-lhe-á o prazo de 5 (cinco) dias para requerer
caução sob pena de ser depositada a coisa litigiosa.”

• Liminar em sede de ação possessória. Primeira manifestação na área


cível de tutela de urgência. Revogação através de exercício do Juízo de
retratação pela verificação de alteração na avaliação fática inicial ou por
intermédio de Agravo. Requisitos menos rigorosos que os exigidos para
o deferimento de antecipação de tutela.
Outras questões relevantes sobre as demandas
possessórias

• Eficácia mandamental e executiva da sentença nas demandas


possessórias. Primeira manifestação do sincretismo de tutelas
jurisdicionais prevista no CPC. Possibilidade de parcela condenatória na
sentença possessória por conta da cumulação de pedidos prevista no
artigo 921 do CPC.

• Interdito Proibitório. Moléstia iminente. Prevenção à violação de um


direito. Necessidade de demonstração de receio fundado numa futura
turbação ou esbulho.

• Impossibilidade de propositura de demanda possessória por mero


proprietário, detentor da posse ou fâmulo da posse (funcionário do
possuidor).

• Instituto da autodefesa. Desforço imediato. Reação à turbação ou


esbulho de forma imediata e manifestação com moderação. Imposição
de resposta proporcional à moléstia.
Hugo Filardi
filardi@siqueiracastro.com.br

Você também pode gostar