Você está na página 1de 43

Disciplina

Maquinas elétricas
Inventado em 1831 por Michael
Faraday, os transformadores são
dispositivos que funcionam através da
indução de corrente de acordo com os
princípios do eletromagnetismo, ou seja,
ele funciona baseado nos princípios
eletromagnéticos da Lei de Faraday-
Neumann-Lenz e da Lei de Lenz, onde se
afirma que é possível criar uma corrente
elétrica em um circuito uma vez que esse
seja submetido a um campo magnético
variável, e é por necessitar dessa variação
no fluxo magnético que os
transformadores só funcionam em
corrente alternada.
 O transporte de energia à distância,foi realizado
pela primeira vez em 1873, que sofre um enorme
desenvolvimento a partir de 1884 com a invenção
do transformador.
 Transformadores trifásicos
 Transformadores potencial (TP)
 Transformadores corrente (TC)
 O transformador trifásico e um equipamento
que permite abaixar ou elevar os valores de
tensão e corrente
Com três trafos monofásicos
Construímos 1 trafos trifásico
 Ligações

F1 F1

F2
F2

F3
F3
 É formado basicamente pelo núcleo, bobinas
(primarias e secundarias) e pela a carcaça.
Prim. Sec.

Alimentando a bobina primária com c.a., produz um campo magnético alternado.


As linhas de força são conduzidas pelo
Núcleo que submete a bobina secundária a ação deste campo
Prim. Sec.

O campo magnético variável induz uma corrente elétrica na bobina secundária


gerando uma FEM (força eletromotriz)
1) Em estrela
2) Em triângulo
3) Em ziguezague
 As ligações internas entre as três fases do
transformador podem ser feitas de duas
maneiras.
 Ligação em estrela (Y).
 Ligação em triangulo (∆).
as ligações em estrela ou triangulo podem ser
feitas tanto no primário quanto o secundário.
 As ligações estrela e triangulo podem ser
combinadas entre si.
 Em estrela no primário e estela no
secundário.
 Em triangulo no primário e triangulo no
secundário.
 Em triangulo no primário e estrela no
secundário e vice-versa.
Em triangulo no primário e estrela no
secundário e vice-versa
F1 F1
PRIMÁRIO F2
TRIÂNGULO F2
F3
SECUNDÁRIO F3
ESTRELA
 Para que as combinações de ligações sejam
realizadas, os transformadores são divididos
em dois grupos.

 Grupo A
 Grupo B
CLASSE A CLASSE B

 Quando a  Quando a
tensão do tensão do
secundário secundário
esta em fase esta defasada
com a tensão
do primário. em 30º.
 Segundo a norma da ABNT(EB91) existe dois
tipos de resfriamento:
 A seco
 E com liquido isolante
• Tem a finalidade de ser o agente
de transferência de calor
dissipado pelos enrolamentos
• Duas características importantes:
1. Rigidez dielétrica para suportar as
altas tensões
2. Boa resistência a oxidação
Funções do óleo no transformador:

1. Evitar formação de arco elétrico


entre condutores;
2. Dissipar o calor decorrente das
perdas de energia;
TRANSFORMADOR DE CORRENTE (TC)

FUNÇÃO
REDUZIR A CORRENTE A VALORES
CONVENIENTES PARA

• MEDIÇÃO
• PROTEÇÃO
 TC é um dispositivo que reproduz no
seu circuito secundário, uma
amostra da corrente que circula no
enrolamento primário, esta corrente
tem proporções definidas e
conhecidas.
LIGAÇÃO TC
RTC = 40
SÉRIE COM I =5A
O CONDUTOR

O SECUNDÁRIO DO TC
SEMPRE DEVERÁ
A
ESTAR CURTO-CIRCUITADO
 Neste caso o transformador e associado a um
rele cuja corrente nominal e inferior a da
rede.
 Barra
 Janela
tipo barra tem o primário formado por uma barra,
montada permanentemente no núcleo
TRANSFORMADOR DE POTENCIAL
(TP)
FUNÇÃO
REDUZIR A TENSÃO A VALORES
CONVENIENTES PARA

• MEDIÇÃO
• PROTEÇÃO
LIGAÇÃO
TP

V = 100 V RTP = 120


PARALELO COM
O CIRCUITO

v
1) Deslocamento dos bobinados
2) Desgaste de isolação
3) Folga no bobinado
4) Corrosão da superfície dos contatos
5) Descargas internas
Os transformadores devem ser revisados
periodicamente.
Nos seguintes itens:
• Análise Físico-químico do óleo mineral
• Teste de isolamento das bobinas
• Teste de isolamento dos isoladores
• Apertos de conexões
• Limpeza