Você está na página 1de 17

INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-

ITPAC PALMAS
CURSO DE MEDICINA

PERFIL DA DEMANDA DA ATENÇÃO PRIMARIA


QUANTO AO ACOMPANHAMENTO DE
PACIENTES COM DIAGNÓSTICO DE CÂNCER

Alunos: João Victor N. De Oliveira,


Karlla E. C. Machado, Rafael S.
Pereira, Thales A. C. De Pina, Ana
Carolina R. Corrêa.

Palmas – To, 2018


Introdução
• As neoplasias são uma doença que se apresenta como um dos
problemas não apenas no Brasil, mas no mundo. Desde a criação do
sistema único de saúde conhecido como SUS tem sido enfrentado
constante mente.
• A atenção primária como porta de entrada para esse sistema e um
dos mais importantes recursos para o manejo e tratamento dessas
doenças que afetam tanto a população.
DELIMITAÇÃO DO TEMA

• Portadores de neoplasia que são moradores das áreas de cobertura


dos centros de saúde de Palmas.
PROBLEMA DE PESQUISA

• Qual a relação entre a existência de eficácia da qualidade de


sobrevida dos portadores de neoplasia sendo acompanhados pelos
centros de saúde de Palmas?
HIPÓTESE

• Nessa perspectiva, definimos como hipótese nula a de que a atenção


primária juntamente com a devida territorialização não teriam
influencia no tratamento de indivíduos com câncer adscritos em suas
áreas, assim define-se a hipótese não nula a qual os centros de saúde
e seu devido mapeamento e serviço tem influência fundamental no
tratamento das pessoas com câncer.
OBJETIVO GERAL
• Descrever as demandas de Centros de Saúde da Comunidade para
acompanhamento domiciliar de pacientes com diagnóstico de câncer
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• - Identificar portadores de neoplasia nos quatro centros de saúde;
• - Analisar dados de portadores de câncer em quatro centros de saúde
da comunidade;
• - Averiguar a forma de encaminhamento e acompanhamento dos
portadores de câncer do grupo;
• - Relacionar os fatores chaves para melhora e piora dessa qualidade
de tratamento;
JUSTIFICATIVA

• A presente pesquisa tem como pretensão a análise dos casos de


acompanhamento de pacientes portadores de neoplasias nas áreas
dos centros de saúde da comunidade. A execução desse projeto leva
a apresentação de dados imperativos acerca do auxílio e assistência
aos casos de neoplasia verificando as taxas de controle e mortalidade.
Assim, desenvolvendo formas distintas de atuação, buscando e
monitorando o sistema de referência e contra referência, o que pode
apresentar algumas justificativas para os casos de morte ocorridos
durante o período. A complexidade dos estudos efetuados resulta,
então, na exposição de fatos a cerca dessa patologia e do Sistema
Único de Saúde, podendo ter como consequência a melhoria do
mesmo.
METODOLOGIA

• pesquisa exploratória, descritiva e quantitativa com levantamento de


dados realizados por meio de formulários, com acesso aos pacientes
diretamente, sendo feita uma análise e comparação dos resultados
fornecidos pelo banco de dados e relação com as informações
apresentadas na literatura.
• É um estudo observacional transversal, compreendendo o fenômeno
em um determinado período de tempo, mensurando variáveis de
intervenção e de desfecho que utiliza o banco de dados.
Procedimentos metodológicos
• O estudo será desenvolvido na cidade de Palmas-TO, em 4 centros de
saúde de diferentes locais da cidade. A escolha das regiões foi
realizada de modo aleatório para a maior possibilidade de
diferenciação da coleta de dados.
• Para as 4 unidades básicas, os critérios utilizados foram, população
adscrita, situação econômica e presença de casos de câncer.
• A amostra será os portadores de algum tipo de neoplasia em
diferentes estágios, com dados de caráter discreto que serão
apresentados mediante formulário a ser validado.
• Após a realização da coleta de dados será estruturado um banco de
dados que apresentará informações dos diferentes centros de saúde
para a verificação de medidas de posição e de dispersão, as variáveis
serão número de pessoas com assistência, número de pessoas sus
dependentes que possuem câncer, número de pessoas que utilizam
plano de saúde privado para o tratamento da neoplasia, quantidade
de pessoas que recebem tratamento continuado com frequentes
visitas ao centro de saúde e período de tratamento (em meses).
• A partir da estratificação dos dados obtidos pelo banco de dados
serão construídos, tabelas e gráficos de barras, com a finalidade de
discutir a relevância da atenção primária no tratamento dos pacientes
com neoplasias em suas determinadas áreas de cobertura além da
relevância desse nível de atenção em coordenação com a tenção
secundária e terciaria para o tratamento efetivo da doença.

• A coleta de dados será realizada da seguinte forma: Será aplicado um
questionário a população coberta pelos 4 centros de saúde para
reconhecer os pacientes com câncer que são sus-dependentes, os
que utilizam plano privado e os que são acompanhados pela unidade
básica. O instrumento de pesquisa a ser aplicado já validado sofreu
modificações para se adequar a pesquisa, dessa forma, o questionário
abarca variados fatores significantes para o reconhecimento dos fatos
vividos pelos usuários, além de avaliar o conhecimento dos mesmo
acerca dos recursos apresentados pelo sus.
CRITÉRIOS DE INCLUSÃO E EXCLUSÃO
• Portadores de neoplasias residentes das áreas territoriais do centro
de saúde da comunidade selecionados.
ANÁLISE DOS RISCOS E BENEFÍCIOS

• Não apresenta riscos a população, sendo a pesquisa baseada em


levantamento de dados. O presente estudo auxilia no conhecimento e
melhoria de acompanhamento de portadores de câncer dentro do
município de Palmas que podem a vir apresentar falhas na forma de
acompanhamento
COLETA DE DADOS
• A coleta de dados será realizada por meio de levantamento de
informações fornecidas por formulários elaborados para o presente
projeto. Os formulários serão entregues aos agentes de saúde de
cada unidade e recolhidos após o período estabelecido de coleta.
ANÁLISE DOS DADOS
• Quantitativamente analisados, com uso de dados a serem tabelados a
partir de uma tabela de frequência e dos formulários que será
posteriormente realizada a estratificação das informações obtidas no
banco de dados. Eles por sua vez, será aplicada a análise de desvio
padrão, variância das diferentes amostras coletadas nos centros de
saúde. Em seguida convertidos em tabelas e gráficos onde serão
analisados se a população atendida por esses faz uso ou não dos
centros de saúde para acompanhamento de seus tratamentos e a
influência da atenção primaria na qualidade desse tratamento.
• TABELA DE FREQUÊNCIA