Você está na página 1de 50

LIPÍDIOS

PROF. ALEXANDRE S. OSÓRIO


LIPÍDIOS
Moléculas apolares.
Insolúveis em água.
Solúveis em solventes orgânicos (éter, álcool e
clorofórmio).
LIPÍDIOS - CLASSIFICAÇÃO
LIPÍDIOS SIMPLES
- Glicerídios, Triglicerídios e Cerídios.

LIPÍDIOS COMPOSTO
Fosfolipídios, Glicolipídios e Lipoproteínas.

ESTERÓIDES
- Hormônios sexuais, Vitamina D, Sais biliares e
Colesterol.
LIPÍDIOS SIMPLES
ÁCIDO GRAXO + ÁLCOOL

EXEMPLOS
GLICERÍDIOS – Ácido Graxo + Glicerol
- Óleos e gorduras
DIFERENÇA ENTRE ÓLEOS E
GORDURAS
GORDURAS – Apresentam ácido graxo de
cadeia saturada (simples ligações).
Sólidas à temperatura ambiente.

ÓLEOS – Apresentam ácido graxo de


cadeia insaturada (dupla ligação).
Líquidos à temperatura ambiente.
LIPÍDIOS SIMPLES
EXEMPLOS
TRIGLICERÍDIOS – 3 Ácidos Graxo + Glicerol
-Óleos e gorduras
LIPÍDIOS SIMPLES
EXEMPLOS

CERÍDIOS – 1 Ácido Graxo (ou +) + Poliálcool (16 C)


- Ceras
LIPÍDIOS SIMPLES
FUNÇÕES
- Reserva de energia
- Isolante térmico
- Isolante elétrico
- Proteção contra impactos
- Impermeabilização de superfícies (Ceras)
LÍPÍDIOS COMPOSTOS
ÁCIDO GRAXO + ÁLCOOL + OUTRA
SUBSTÂNCIA

EXEMPLOS
FOSFOLIPÍDIOS – 2 Ácidos Graxos + Glicerol
+ grupo fosfato.
- Lecitinas, Cefalinas e Esfingomielinas
LIPÍDIOS COMPOSTOS
EXEMPLOS
GLICOLIPÍDIOS – Ácido Graxo + Glicerol +
glicídio.
-Encontrado no Glicocálix.

LIPOPROTEÍNAS - Ácidos Graxo + Glicerol +


proteínas.
- Encontradas no plasma e membranas
celulares.
MODELO MOSAICO FLUÍDO
LÍPÍDIOS COMPOSTOS
FUNÇÕES
- Formação de membranas celulares.
- Presentes no tecido nervoso e no plasma.
ESTERÓIDES
Moléculas constituídas por um grupo central
de quatro anéis carbônicos ligados entre si.
ESTERÓIDES - FUNÇÕES
- Produção de hormônios.
testosterona – caracteres sexuais masculinos
estrógeno – caracteres sexuais femininos

Composição de vitaminas
vitamina D – anti-raquítica
ESTRÓGENO
COLESTEROL
É obtido por meio de síntese celular (colesterol
endógeno -70%) e da dieta (colesterol exógeno-
30%). Exceto em pessoas com alterações
genéticas do metabolismo do colesterol, o
excesso dele no sangue resulta dos péssimos
hábitos alimentares que possuímos (que são
adquiridos desde a infância) e que nos levam a
grande ingestão de colesterol e gorduras
saturadas (geralmente de origem animal).
COLESTEROL
O colesterol pode ser transportado no sangue
humano associado a lipoproteínas:
- LDL (Low Density Lipoprotein) : Fornece
colesterol aos tecidos (mau colesterol)

- HDL (High Density Lipoprotein): Remove o


colesterol dos tecidos e leva ao fígado que
excreta na forma de sais biliares.
Outras lipoproteínas :

"Quilomicrons": grandes partículas, que transportam


as gorduras alimentares e o colesterol para os músculos
(para energia), para os tecidos.

"Very-Low Density Lipoproteins" (VLDL) e


“Intermediate Density Lipoprotein” (IDL): transportam
triiglecirídeos (TAG) e colesterol endógenos do fígado
para os tecidos. Na medida em que perdem
triglicerídeos, estas partículas podem coletar mais
colesterol e tornarem-se LDL.
O colesterol endógeno é sintetizado pelo fígado, em um
processo regulado por um sistema compensatório: quanto
maior for a ingestão de colesterol vindo dos alimentos, menor é a
quantidade sintetizada pelo fígado.
COLESTEROL
O COLESTEROL NO SANGUE

1- O colesterol forma um complexo


com os lipídeos e proteínas,
chamado lipoproteína. A forma que
realmente apresenta malefício,
quando em excesso, é a LDL.

2- Nesta interação, a LDL pode


acabar sendo oxidada por radicais
livres presentes na célula.
O COLESTEROL NO SANGUE
3- Esta oxidação aciona o
mecanismo de defesa,
desencadeando um processo
inflamatório com infiltração de
leucócitos. Moléculas inflamatórias
acabam por promover a formação de
uma capa de coágulos sobre o
núcleo lipídico.

4- Após algum tempo cria-se uma


placa (ateroma) no vaso sanguíneo;
sobre esta placa, pode ocorrer uma
lenta deposição de cálcio, numa
tentativa de isolar a área afetada.
O COLESTEROL NO SANGUE
5- Isto pode interromper o fluxo
sanguíneo normal (aterosclerose) e
vir a provocar inúmeras doenças
cardíacas. De fato, a concentração
elevada de LDL no sangue é a
principal causa de cardiopatias.
ATEROSCLEROSE
TAXAS DE COLESTEROL
VALORES PARA ADULTOS ( mg/dL)

DESEJÁVEIS LIMÍTROFES AUMENTADOS

Colesterol total Abaixo de 200 200-239 Acima de 240

LDL colesterol Abaixo de 130 130-159 Acima de 160

HDL colesterol Acima de 35 - -

Triglicerídeos Abaixo de 200 - Acima de 200


PREVENÇÃO
Há três fatores básicos a observar para
controlar os níveis de colesterol e prevenir as
doenças cardiovasculares.
1 - Não Fume - o tabagismo aumenta
substancialmente o risco de doenças,
sobretudo cardiovasculares. Conjugado com
outros fatores de risco aumenta o risco
global.
PREVENÇÃO
2 - Mantenha um peso adequado - evite
os excessos. Existe um peso ideal para
cada pessoa, que se deve procurar
manter. Isto consegue-se combinando
o exercício regular com uma
alimentação equilibrada saudável.
PREVENÇÃO
3 - Faça uma alimentação saudável e equilibrada:
- Não esqueça o café da manhã, fundamental no seu dia. Leite ou
iogurte, de preferência magros, pão ou cereais e uma peça de
fruta, constituem uma alimentação saudável.

- Faça várias refeições por dia. Merendar a meio da manhã e da


tarde, ajuda a controlar o apetite e evitar os “grandes” almoços e
jantares.

- Atenção ao açúcar. Diminua o consumo de bolos e doces.


Prefira os caseiros. Reduza gradualmente o açúcar que adiciona
às bebidas, substituindo-o por adoçante

- Cuidado com o sal! Modere a quantidade quando cozinha e


evite usar saleiro na mesa.

- Reduza a gordura na confecção de alimentos usando


recipientes não aderentes, Em vez de fritar, opte pelos assados,
grelhados ou cozidos no vapor.

- Beba água com e sem sede. A água é fundamental para o


equilíbrio do nosso organismo.
ESTERÓIDES ANABOLIZANTES
EFEITOS NO ORGANISMO
Cérebro
* dores de cabeça
* tonturas
* aumento da agressividade
* irritação
* alteração de humor
* comportamento anti-social
* paranóia
EFEITOS NO ORGANISMO
Laringe
* alteração permanente das cordas vocais em mulheres
(a voz fica mais grave)
Coração
* aumento do músculo cardíaco, que pode levar a infarto
em jovens
Fígado
* aumento da produção da enzima transaminase,
responsável pelo metabolismo das substâncias. O órgão
passa a trabalhar demais. Foram registrados casos de
tumor, cirrose, icterícia e peliosis hepatis (cistos cheios
de sangue que podem levar a hemorragias).
EFEITOS NO ORGANISMO
Aparelho reprodutor

* atrofia dos testículos e dor no saco escrotal


* ginecomastia (crescimento da mama em homens)
* esterilidade feminina e masculina (são necessários de
seis a trinta meses para que o homem volte a produzir
espermatozóides)
* aumento do clitóris (cresce como se fosse um pequeno
pênis)
* alteração do ciclo menstrual

* atrofia do útero e da mama, aumento da libido


inicialmente e queda depois do uso repetido
EFEITOS NO ORGANISMO
Músculos
* aumento da massa muscular pelo depósito de proteínas nas fibras
musculares
* diminuição da quantidade de gordura do corpo

Sistema lipídico

* redução do bom colesterol (HDL) e aumento do mau colesterol


(LDL)

Ossos
* na puberdade, os anabolizantes aceleram o fechamento da
epífises (regiões do osso responsáveis pelo crescimento),
reduzindo o período de crescimento, resultando em uma estatura
menor.
CAROTENÓIDES
-São pigmentos acessórios da fotossíntese (de cor
vermelha, laranja ou amarela).
- Insolúveis em água.
- Solúveis em solventes orgânicos
- Matéria-prima para produção de vitamina A
(precursora de retinal)
EXERCÍCIOS
1) Os lipídios são transportados na circulação sangüínea com o auxílio
de lipoproteínas, partículas que possuem em seu interior gordura e
colesterol. As lipoproteínas são divididas em diferentes classes,
entre as quais estão quilomícrom, VLDL, LDL e HDL. A classe
mais conhecida é a LDL, uma lipoproteína de baixa densidade
considerada “partícula ruim”, e a HDL, de alta densidade e
considerada “partícula boa”.
A ingestão de alimentos com muita gordura saturada pode levar ao
aumento de LDL no organismo. Cerca de 70% do colesterol que
temos “está empacotado” nesta lipoproteína. Já a HDL é uma
partícula “ávida” por colesterol. Ela capta os lipídios deixados nos
tecidos periféricos e artérias levando-os para o fígado, de onde
serão eliminados.
Com base no texto acima e em seus conhecimentos sobre lipídios,
assinale o(s) item(ns) correto(s) .
(001) Alimentos que fazem subir o mau colesterol geralmente são
os de origem animal, como as carnes vermelhas gordas, queijos
gordurosos, torresmos etc.
C
(002) Níveis elevados de colesterol total e de LDL, assim como níveis
baixos de HDL estão associados a um risco elevado de
desenvolver doenças cardíacas.
C
(004) Todos os nutrientes orgânicos resultantes da digestão dos
alimentos são, assim como os lipídios, transportados pelo sangue
com o auxílio de lipoproteínas.
E – Apenas os lipídios são transportados pelo sangue na forma de
lipoproteínas.
(008) Devido aos seus efeitos danosos à saúde, o colesterol deve ser
eliminado da nossa dieta alimentar.
E – O colesterol faz parte dos lipídios esteróides, que forma
hormônios, membranas celulares e vitamina D.

SOMA : 001+002 = 003


2) (UFU-2000) O colesterol é um esteróide, que constitui um dos
principais grupos de lipídios. Com relação a esse tipo particular de
lipídio, é CORRETO afirmar que
a) na espécie humana, o excesso de colesterol aumenta a
eficiência da passagem do sangue no interior dos vasos
sangüíneos, acarretando a arteriosclerose.
b) o colesterol participa da composição química das membranas
das células animais e é precursor dos hormônios sexuais masculino
(testosterona) e feminino (estrógeno).
c) o colesterol é encontrado em alimentos tanto de origem animal
como vegetal (por exemplo, manteigas, margarinas, óleos de soja,
milho, etc.) uma vez que é derivado do metabolismo dos
glicerídeos.
d) nas células vegetais, o excesso de colesterol diminui a eficiência
dos processos de transpiração celular e da fotossíntese.

CORRETA ; LETRA B
3) (UnB-2003) O Brasil está se tomando muito semelhante aos países
desenvolvidos, não na distribuição de renda ou nos serviços
sociais, mas nos hábitos alimentares. O tradicional prato feito _
arroz, feijão, carne, ovo frito e verduras — de dez ou vinte anos
atrás deu lugar a variações menos saudáveis, como salgadinhos,
tortas, biscoitos, frituras, empanados e sanduíches. Em São Paulo,
por exemplo, a dieta da população é composta de cerca de 40 g de
gorduras, uma taxa semelhante à dos Estados Unidos da América e
muito acima da recomendada.
Superinteressante, n° 182, nov./2002, p. 46 (com adaptações)
Considerando as informações fornecidas no texto acima, julgue os
itens a seguir.
(1) O “tradicional prato” citado no texto é uma fonte equilibrada de
carboidratos, proteínas, ferro, fibras, além de outros minerais e
nutrientes.
C
(2) Quando o texto fala que o brasileiro mudou sua dieta, é correto
inferir que a mudança descrita foi para melhor.
E
(3) O padrão de dieta descrito para os paulistas, somado à ingestão
de carboidratos e a vida sedentária, pode sugerir uma taxa baixa de
triglicerídeos no sangue da população.
E
(4) O retrato descrito no texto corrobora a frase "estamos em uma
fase de transição da desnutrição para a obesidade".
C
4) (UEL-2006) Os meios de comunicação têm noticiado,
freqüentemente, que o Brasil está se tornando um país de obesos.
Os órgãos envolvidos com a saúde pública têm mostrado
preocupação constante com a dieta do povo brasileiro, pois o
tradicional prato de “feijão, arroz, bife e salada” está sendo
substituído por comidas industrializadas e com alto teor calórico.
Estima-se que o consumo de feijão e de arroz caiu em torno de
30% nos últimos anos.
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere
as afirmativas a seguir.
I. O prato tradicionalmente consumido pelo brasileiro apresenta
elementos essenciais ao metabolismo, como proteínas,
carboidratos, gorduras, vitaminas e sais minerais.
C
II. A ingestão de proteínas é importante, pois elas serão
degradadas em aminoácidos, usados como fonte na síntese das
proteínas codificadas pelo organismo.
C
III. Os carboidratos e lipídios da dieta são fontes importantes de
energia para os organismos, pois essas moléculas preservam, na
forma de energia química, boa parte da energia gasta para a sua
síntese.
C
IV. Os ácidos nucléicos ingeridos são incorporados ao DNA do
organismo, razão pela qual questiona-se o consumo de alimentos
transgênicos.
E
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e III. d) I, II e III.
b) I e IV. e) II, III e IV.
c) II e IV.

CORRETA : LETRA D
5) (UEPG-2007) É comum, nos dias de hoje, pessoas se
queixarem de estar com a taxa de colesterol elevada no
sangue. O colesterol, de fato, é freqüentemente
relacionado às doenças do coração. Sobre o colesterol,
assinale o que for correto.
(001) O colesterol é fundamental para o organismo
humano e dos animais. Entre muitas funções, faz parte
das membranas plasmáticas celulares e é o ponto de
partida para a produção dos hormônios sexuais
masculino e feminino.
C
(002) O colesterol é adquirido exclusivamente pela ingestão de
carnes, queijos, gema de ovo e gorduras de origem animal.
E
(004) O fígado é o órgão-chave para o controle da quantidade de
colesterol; além de produzi-lo, também o destrói, quando em
excesso.
C
(008) Algumas regras básicas parecem ser aceitas atualmente pela
maioria dos médicos: controlar a ingestão de alimentos gordurosos,
praticar exercício físico regular e evitar o tabagismo. Pessoas
pertencentes a famílias com histórico de doenças cardíacas devem
ser ainda mais rigorosas quanto a estes cuidados.
C
(016) Por ser um lipídio, o colesterol não se dissolve na água do
sangue. É transportado sob a forma de lipoproteínas de duas
formas diferentes: como LDL e HDL. A maior parte é transportada
como LDL, que tende a se acumular nas artérias, e portanto é
conhecido como "mau colesterol". O HDL tende a retirar o
colesterol das artérias, levando-o ao fígado, onde é convertido em
bile.
C
(032) Quando em excesso no sangue pode depositar-se na parede
interna das artérias que irrigam o músculo cardíaco, bloqueando-as
aos poucos e dificultando a passagem do sangue.
C

SOMA : 001+004+008+016+032 = 061


6) Os lipídios são:
a) os compostos energéticos consumidos
preferencialmente pelo organismo.
b) mais abundantes na composição química dos
vegetais do que na dos animais.
c) substâncias insolúveis na água, mas solúveis nos
chamados solventes orgânicos (álcool, éter, benzeno).
d) presentes como fosfolipídios no interior da célula,
mas nunca na estrutura da membrana plasmática.
e) compostos orgânicos formados pela polimerização de
ácidos carboxílicos de cadeias pequenas em meio
alcalino.

CORRETA : LETRA C