Você está na página 1de 37

Curso Profissional

Técnico Auxiliar de Saúde


2018/2019

Noções gerais
sobre a pele e
sua
integridade
Saúde – UFCD 6569
Professora: Cristiana Vale 1
Pele
• A pele cobre a totalidade do corpo humano
(com uma área de quase 2m2).
• A pele é um órgão complexo, elástico,
resistente e em contínua renovação
• É formada por duas camadas principais:
• Derme
• Epiderme

2
Pelo
Epiderme

Glândula
Derme
sebácea

Glândula
sudorípara

Gordura
subcutânea

Vaso sanguíneo
Músculo Folículo
eretor do pelo Sensor
nervoso

3
PELE
• Camada mais externa da
pele. Epiderme

• Camada protetora exterior


composta por células
resistentes e achatadas.

• Não possui vasos sanguíneos


nem terminações nervosas.

4
PELE
Epiderme

A sua zona mais superficial é


formada por células mortas e
secas, carregadas de uma
proteína muito resistente e
impermeável – a queratina.
Estas células soltam-se e caem
com regularidade, um fenómeno
conhecido por descamação ou
esfoliação.

A zona mais interna da epiderme é formada por células vivas que se


multiplicam continuamente para renovar a epiderme e reparar lesões.
As suas células contêm melanina, um pigmento que dá cor à pele.

5
PELE

Epiderme ao microscópio eletrónico

6
PELE
• Derme - Camada
subjacente à epiderme,
elástica, dotada de um
grande número de
estruturas anexas:
• Unha Derme

• Folículo piloso
• Glândulas (sebáceas e
sudoríparas)
• Vasos sanguíneos e
linfáticos
• Sensores nervosos.

7
PELE

Gordura
subcutânea
(Hipoderme)

Sob a derme existe uma camada que confere isolamento térmico,


amortece choques mecânicos e funciona como reserva energética.

8
PELE
CURIOSIDADE:
Unha A pele e os seus anexos, pelos,
Pelo unhas e glândulas pesam
cerca de 4Kg – é o maior e mais
pesado órgão do corpo humano.

Glândula sudorípara

Glândula sebácea

9
Unha - estrutura
Unhas — São formadas por placas duras de
queratina.

• A unha é formada por 3 camadas de células


queratinizadas sobrepostas de consistências
diferentes.
• O leito da unha contem células vivas da
epiderme e é rosado devido à rede de capilares
da derme.
• A matriz da unha é uma zona mais espessa do
leito, localizada junto à raiz da unha.
• Na base da unha as células da matriz proliferam
e asseguram o seu crescimento.
• As pregas ungueais laterais e proximal são
pregas de pele que se sobrepõem à unha.
• A cutícula é uma pequena projeção da prega
ungual proximal.
10
PELE – Estruturas anexas

Pelo
Pelos — São formados por
células mortas achatadas
cheias de queratina.
A cada pelo está anexada
uma glândula sebácea e um
músculo cuja contração
levanta o pelo, criando uma
camada de ar que funciona
como isolante térmico.

11
PELE – Estruturas anexas
Glândulas sebáceas - São
estruturas anexas aos pelos,
segregam um líquido gordo, o
sebo, que lubrifica o pelo e
impede a desidratação da pele.
Torna-a flexível, elástica e
Glândula sebácea impermeável e tem
propriedades antifúngicas e
antibacterianas.

12
PELE – Estruturas anexas

Glândulas sudoríparas - Localizam-


se na derme e são tubos enrolados,
envolvidos por capilares sanguíneos;
abrem para o exterior através de poros
sudoríparos. Segregam o suor, uma
Glândula solução de cloreto de sódio e outros
sudorípara sais, ureia e ácido úrico, entre outras
substâncias.

13
PELE –
Estruturas
anexas
VASOS
SANGUÍNEOS
TERMINAÇÕES
NERVOSAS

A dilatação e a
• Existem inúmeras terminações constrição dos vasos à
nervosas junto à superfície da superfície da pele,
pele, permindo-lhe receber provocam, respetivamente,
estímulos nervosos (calor, frio e uma maior ou menor perda
pressão, por exemplo). de calor pelo corpo.
• Esta função é essencial na defesa
contra agressões externas ou
internas.
14
A PELE TEM DIVERSAS FUNÇÕES:

Função protetora
Efeito protetor do calor, do frio e das radiações solares.
Barreira à entrada de poeiras e microrganismos.

Função excretora
Através do suor, contribui para a eliminação de
substâncias tóxicas.

Função termorreguladora
Contribui para manter constante a temperatura corporal.

Função sensorial - Tato


Os seus sensores nervosos permitem sentir a pressão, a
dor e a temperatura.

15
PELE - funções
• Regular a temperatura do corpo (corpúsculos de Ruffini – calor e
corpúsculos de Krausse – frio; glândulas sudoríparas; pelo e músculo
eretor do pelo; vasos sanguíneos)
• Participa na excreção de substâncias tóxicas com a produção de suor
pelas glândulas sudoríparas
• Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis (terminações nervosas
livres - dor; corpúsculos de Pacini – pressão; corpúsculos de Meissner –
pressão leve)
• Impedir a entrada de substâncias que poderiam produzir danos ao
organismo;
• Impedir a entrada de microrganismos que poderiam provocar doenças;
• Proteção contra a radiação UV - melanina.
• Proteção contra a desidratação.
• Produção de vitamina D.
16
PELE - estrutura

17
PELE - estrutura

A EPIDERME (camada superior), contém:


- Queratina que a impermeabiliza (evitando a perda de água para a
superfície) e protege a pele contra substâncias nocivas.
- No fundo da epiderme estão os melanócitos, células produtoras de
melanina que impedem a passagem dos raios UV à derme
(protegem-nos de raios U.V.).
- É formada por restos de células mortas.
18
PELE - estrutura

Abaixo da epiderme encontra-se a DERME, que contém:


- Recetores da dor e do tato;
- Glândulas sudoríparas, que produzem o suor;
- Glândulas sebáceas, que produzem a oleosidade da pele;
- Folículos pilosos, que produzem os pelos.
- Vasos sanguíneos, que fornecem a nutrição para a pele e a
mantém quente.

19
PELE - estrutura

A derme tem a FUNÇÃO DE SUSTENTAÇÃO DA EPIDERME. As


suas fibras elásticas de colagénio conferem-lhe elasticidade,
movimentação, flexibilidade e fixação à epiderme e hipoderme.

Apenas a derme é vascularizada (ao contrário da epiderme).


Possui músculos e vasos linfáticos.

20
PELE - estrutura
- PELOS (auxiliam no isolamento térmico);
- GLÂNDULAS SUDORÍPARAS (importante papel na regulação da
temperatura corporal, juntamente com os vasos sanguíneos, que
dilatando libertam calor);
- GLÂNDULAS SEBÁCEAS (lubrificam a pele).

Estas 3 estruturas da pele, são extremamente importantes


na adaptação dos mamíferos ao meio terrestre

21
PELE - estrutura

Abaixo da derme (HIPODERME) existe uma camada de gordura, que


ajuda a ISOLAR O CORPO CONTRA O CALOR E O FRIO. Também tem
vasos sanguíneos, linfáticos e nervos.

As diferenças encontradas na textura e na


estrutura da pele são adaptadas às funções de
cada região do corpo.

22
Espessura
TIPOS DE PELE

Sensibilidade
Cor
Nº de
glândulas
sudoríparas

Glândulas
sebáceas

Folículos
pilosos

23
Tipos de pele - COR
• A cor da pele humana varia entre
quase preto para quase sem cor.
• A cor da pele é determinada
primariamente pela quantidade e tipo
de melanina, um pigmento castanho
escuro produzido nos melanócitos.

Maior concentração Menor concentração


de melanina de melanina
Sardas Lábios
Manchas Palma das mãos
Mamilos Planta dos pés
Axilas
Órgão genitais
24
Tipos de pele - COR
Fatores que influenciam cor da pele:
• Quantidade de melanina;
• Caroteno, um pigmento vegetal
amarelo, ingerido em excesso pode
causar na pele uma aparência Carotenemia Linha nigra
amarelada.
• Quantidade de capilares e cor do
sangue que os percorre; Cianose –
falta de O2 no sangue.
• Genéticos; albinismo.
• Hormonais;
• Exposição a radiação UV
Albinismo Cloasma 25
Tipo de pele - FOTOTIPO

26
Tipos de pele - Textura

27
Tipos de pele
- Textura

28
TIPOS DE PELE

O couro cabeludo tem uma grande


quantidade de folículos pilosos, o que não
ocorre com a palma das mãos.

A palma das mãos apresenta a epiderme mais


espessa, mais resistente, e as pontas dos dedos
apresentam mais nervos, sensíveis ao tato.

29
Tipos de pele - ALTERAÇÕES
• Pele áspera – pele seca e com
rugosidades

• Cicatriz – tecido novo que se forma


durante a cura de uma ferida, tecido
fibroso sem pelo ou poros

30
Tipos de pele - ALTERAÇÕES
• Queloide – resultam do crescimento excessivo de
tecido cicatricial devido à maior produção de
colagénio. São protuberâncias salientes, endurecidas
e com superfície lisa.

• Calo e Calosidade – são espessamentos na pele


(hiperqueratose), às vezes dolorosos, que se formam
com o atrito da pele com uma áreas de pressão
excessiva.

31
Tipos de pele - ALTERAÇÕES
• Edema - é o inchaço causado pelo
excesso de líquidos nos espaços
intersticiais, que ocorre quando os
fluidos dentro dos vasos sanguíneos ou
linfáticos extravasam para a pele

• Sinais ou nevos - surgem na epiderme


sob a forma de proeminências de grupos
de melanócitos bem circunscritos; são
tumores benignos da pele que se
originam dos melanócitos.

32
Tipos de pele - ALTERAÇÕES
O melanoma é uma neoplasia (cancro)
cutânea, que tem origem na transformação
maligna dos melanócitos normais da pele.
A maior parte dos cancros de pele está
relacionada com uma exposição prolongada
às radiações nocivas (ultravioleta) da luz solar.

33
Tipos de pele -
ALTERAÇÕES
• A melhor forma para
detetar um melanoma é
fazer o autoexame à
pele – observa todas as
zonas da pele dos pés à
cabeça com a ajuda de
um espelho.
• Através da observação
regular da pele,
familiarizar-te-ás com o
que é normal para ti
• Em caso de dúvida ou
suspeita, consulta o
médico
Tipos de pele - ALTERAÇÕES

Carcinoma das Melanoma


células basais maligno

O carcinoma de células basais é um cancro de pele que se


desenvolve lentamente. Já o melanoma maligno é muito mais
agressivo.
35
Tipos de pele - ALTERAÇÕES

Acne

Na acne, as glândulas sebáceas produzem uma quantidade


excessiva de sebo. A acumulação de sebo, de células mortas e a
infeção bacteriana tornam a zona inflamada.
36
Saúde da pele

Não esquecer a importância da Prevenção:


- Usar protetor solar adequado ao tipo de pele e ao
nível de radiação ;
- Não expor a pele diretamente ao sol das 11 h às 16 h,
no Verão;
- Beber muita água;
- Fazer uma alimentação equilibrada;
- Higiene diária adequada;
- Não fumar;
- Praticar exercício físico.
37

Você também pode gostar