Você está na página 1de 27

LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -

Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade


TIPOS DE RESCISÃO DO CONTRATO DE
TRABALHO

RESCISÃO IMOTIVADA: Ocorre a extinção do


contrato de trabalho quando uma ou ambas as partes
resolvem, imotivadamente ou sem justo motivo, romper o pacto
de emprego.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
RESCISÃO IMOTIVADA operar-se:

 Por iniciativa do empregador, fazendo o obreiro jus


aos direitos:

 Aviso prévio trabalhado ou indenizado;


 Saldo de salário;
 Férias vencidas e proporcionais + 1/3 legal;
 13º salário (gratificação natalina) proporcional relativa ao
ano em curso;
 Indenização compensatória de 40% dos depósitos fundiários
– FGTS;
 Guias de seguro desemprego.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
PEDIDO DE DEMISSÃO é uma rescisão
imotivada que operar-se:

 Por iniciativa do trabalhador, fazendo o obreiro jus aos


direitos:

 Saldo de salário;
 Férias vencidas e proporcionais + 1/3 legal;
 13º salário (gratificação natalina) proporcional relativa ao
ano em curso;

***AVISO PRÉVIO neste caso passa a ser um DEVER do


empregado e não um direito, podendo o empregador
descontar da rescisão o valor correspondente.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
RESCISÃO POR JUSTA CAUSA – Tendo em vista
que o empregado é subordinado juridicamente ao empregador,
poderá o trabalhador sofrer as seguintes sanções disciplinares:

ADVERTÊNCIA: verbal ou escrita;


SUSPENSÃO
DISPENSA POR JUSTA CAUSA

O empregado que comete FALTA GRAVE poderá ser


dispensado por justa causa, havendo as hipóteses legais,
trazidas pela CLT em rol exemplificativo no artigo 482, havendo
outras hipóteses em outros dispositivos.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA –
art. 482 CLT

 ATO DE IMPROBIDADE: desonestidade, fraude, má-fé do


obreiro que provoque risco a integridade patrimonial do
empregador ou de terceiros, com o objetivo de alcançar
vantagem para si ou para outro.

 EXEMPLO:
- furto ou roubo de bens da empresa;
- falsificação de documentos pra obter vantagens ilícita
na empresa.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 INCONTINÊNCIA DE CONDUTA: desregramento da


conduta ligado a vida sexual do indivíduo que leva a
perturbação do ambiente do trabalho ou mesmo prejudica
suas obrigações contratuais, como à prática de
obscenidades e pornografia nas dependências da empresa.

 EXEMPLO:
- assédio sexual;
- prática de atos de pedofilia na empresa.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 MAU PROCEDIMENTO: constitui termo extremamente


subjetivo, que leva a considerar a uma conduta inadequada
do empregado, que inviabiliza a manutenção do contrato de
trabalho.

 NEGOCIAÇÃO HABITUAL POR CONTA PRÓPRIA OU


ALHEIA SEM PERMISSÃO DO EMPREGADOR E
QUANDO CONSTITUIR ATO DE CONCORRÊNCIA À
EMPRESA PARA QUAL TRABALHA O EMPREGADO, OU
FOR PREJUDICIAL AO SERVIÇO: Aqui envolve DUAS
situações, a saber:
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 NEGOCIAÇÃO HABITUAL POR CONTA PRÓPRIA OU


ALHEIA SEM PERMISSÃO DO EMPREGADOR QUANDO
FOR PREJUDICIAL AO SERVIÇO:

 não há concorrência desleal;


 Falta grave caracterizada pela desordem que o obreiro
causa no ambiente de trabalho o tentar vender produtos
diversos na empresa:
•bebidas
•Salgadinhos
•Produtos de beleza
•Roupas / calçados
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 NEGOCIAÇÃO HABITUAL POR CONTA PRÓPRIA OU


ALHEIA SEM PERMISSÃO DO EMPREGADOR E
QUANDO CONSTITUIR ATO DE CONCORRÊNCIA À
EMPRESA PARA QUAL TRABALHA O EMPREGADO:

 concorrência desleal, na qual o empregado valendo-se da


sua atividade laboral:
Explora negócio próprio;
Desviando a clientela da empresa em que
trabalha, para vender seus produtos; ou
Oferecer seus serviços POR PREÇOS
MENORES.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 CONDENAÇÃO CRIMINAL DO EMPREGADO


TRANSITADA EM JULGADO, CASO não tenha havido a
suspensão da pena: o que vai caracterizar a dispensa por
justa causa não é a condenação em sim, mas A PRISÃO,
que impossibilitará o empregado de fisicamente prestar seus
serviços ao patrão.

 DESÍDIA NO DESEMPENHO DAS RESPECTIVAS


FUNÇÕES: importa no desempenho das funções de
maneira negligente, imprudente, com má vontade,
desleixo, desatenção, indiferença, desinteresse,
preguiça, etc.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA
 a desídia para caracterizar razão para justa causa impõe um
comportamento reiterado e contínuo do empregado,
caracterizado por repetidas faltas;

 RECOMEDA-SE que as faltas anteriores tenham sido


punidas pelo empregador, ainda que por meio de
advertências.

 EXEMPLO:
- faltas injustificadas constantes;
- atrasos constantes;
- diferenças constantes de numerários no
fechamento de caixas, etc.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA
 EMBRIAGUEZ HABITUAL OU EM SERVIÇO: tal
embriaguez para justiça trabalhista caracteriza tanto o uso
de álcool, quanto drogas nocivas.

 Embriaguez HABITUAL:
• ocorre repetitivamente fora do local e horário de
trabalho; MAS
•Que traz consequências para a execução das obrigações
contratuais pelo obreiro, prejudicando o seu serviço, tais
como:
- Perda de reflexos;
- Coordenação motora;
- Perda de memória
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

OBS.: ALCOOLISMO:

A jurisprudência não tem mais aceito a embriaguez


habitual por alcoolismo como hipótese para justa causa, uma
vez que a OMS (organização mundial da saúde), considera o
alcoolismo uma doença, devendo o empregado ser
submetido a tratamento e não dispensado por justa causa.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 Embriaguez EM SERVIÇO:
• com apenas uma situação consignada em serviços
poderá haver a demissão por justa causa do empregado.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA
 VIOLAÇÃO DE SEGREDO DA EMPRESA: aqui apresenta-
se a quebra de lealdade, fidelidade e confiança pelo
empregado;

 ATO DE INDISCIPLINA E INSUBORDINAÇÃO:

 INDISCIPLINA – TODOS: consiste no descumprimento de


ordens emanadas em caráter geral, direcionadas a todos os
empregados, como as contidas em regulamento da
empresa; ordens de serviço; circulares etc.
 INSUBORDINAÇÃO – INDIVIDUAL: consiste no
descumprimento de ordens pessoais de serviço, dadas
diretamente pelo empregador ou pelo superior hierárquico,
ao obreiro.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA
 ABANDONO DE EMPREGO: ocorre pela ausência
CONTINUADA e INJUSTIFICADA do obreiro ao trabalho por
certo lapso temporal.

JURISPRUDÊNCIA:
O obreiro deve faltar injustificadamente por mais de
30 dias contínuos. Se as ausências não forem
contínuas, e sim intercaladas, não caracteriza
abandono, mas apenas desídia.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA
 ATO LESIVO DA HONRA OU DA BOA FAMA PRATICADO
NO SERVIÇO CONTRA QUALQUER PESSOA, OU
OFENSAS FÍSICAS, NAS MESMAS CONDIÇÕES, SALVO
EM CASO DE LEGÍTIMA DEFESA, PRÓPRIA OU DE
OUTREM: refere-se a prática contra outros empregados ou
terceiros no âmbito da empresa:

 INJÚRIA: é quando uma das partes diz algo desonroso


e prejudicial diretamente para a outra parte, como
chamar de ladrão – artigo 140 do CP.
EXEMPLO: É qualquer xingamento dito diretamente à
pessoa.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 CALÚNIA: é acusar alguém publicamente de um crime - artigo


138 do CP.
EXEMPLO: Se você acusar a faxineira de ter sumido com
seu dinheiro – ou seja, um crime – sem ter provas, estará sendo
calunioso Do trio, é o único em que, se você tiver provas, não é
condenado.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA
 DIFAMAÇÃO: é o ato de desonrar alguém espalhando
informações inverídicas. Ataca a reputação – artigo
139 do CP.
EXEMPLO: Contou no almoço que a fulana trai o marido
com todo mundo? Difamação. Detalhe importante: como o
crime é a ofensa à reputação, você está cometendo difamação
mesmo que prove as puladas de cerca da mulher do cara.

 AGRESSÕES FÍSICAS. Se forem praticadas no ambiente


de trabalho autorizam a justa causa, EXCETO se
comprovado que foi em legítima defesa.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 ATO LESIVO DA HONRA E DA BOA FAMA OU OFENSAS


FÍSICAS PRATICADOS CONTRA O EMPREGADOR E
SUPERIORES HIERARQUICOS, SALVO EM CASO DE
LEGÍTIMA DEFESA, PRÓPRIA OU DE OUTREM: refere-se
a prática dos mesmos crimes descritos anteriormente,
porém, neste caso contra o EMPREGADOR e SUPERIOR
HIERARQUIVO.

IMPORTANTE!!!: neste caso independe o local da


prática do ato lesivo, ou seja, se DENTRO ou FORA
da empresa.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
HIPÓTESES LEGAIS PARA JUSTA CAUSA

 PRÁTICA CONSTANTE DE JOGOS DE AZAR: a justa


causa aqui seria aplicada pela prática habitual, contínua,
permanente de jogos de azar, como por exemplo:

jogo do bicho;
Loterias;
Bingo;
Cartas;
dominó
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
RESCISÃO POR JUSTA CAUSA

 PERDERÁ o empregado os direitos:


 Aviso prévio
 Férias proporcionais + 1/3 legal
 13º salário (gratificação natalina) proporcional
 Indenização compensatória de 40% dos depósitos fundiários
– FGTS;
 O saque do FGTS
 O seguro desemprego.

 SÓ RECEBERÁ
 Saldo de salário
 Férias vencidas + 1/3 legal, se houver.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
RESCISÃO INDIRETA – Também chamada de
despedida indireta, ocorre quando a falta grave é cometida
pelo empregador, justificando a ruptura contratual brusca do
liame empregatício.

HIPÓTESES - Artigo 483 CLT:

 forem exigidos serviços superiores as forças do obreiro,


defesos por lei, contrários aos bons costumes ou alheios ao
contrato;

 For o empregado tratado pelo empregador ou por seus


superiores hierárquicos com rigor excessivo;

 Correr perigo manifesto de mal considerável;


LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
 Não cumprir o empregador as obrigações do contrato;
exemplo clássico disso é quando o empregador passa a
atrasar o pagamento dos salários, denominando a chamada
“mora contumaz”.
A lei considera a mora contumaz o atraso no pagamento
do salário igual ou superior a 3 meses, sem motivo grave e
relevante.

 Praticar o empregador, ou seus prepostos, contra ele ou


pessoas de sua família, ato lesivo da honra e da boa fama;

 Empregador ou seus prepostos ofenderem-no fisicamente,


salvo em caso de legítima defesa, própria ou de outrem.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
 O empregador reduzir o seu trabalho, sendo este por
peça ou tarefa, de forma a afetar sensivelmente a
importância do salário.

 CONSEQUÊNCIAS:

 Reclamação trabalhista;
 Manutenção do trabalho até decisão final;
 Sentença / Abandono de emprego / rescisão imotivada /
direitos
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade
RESCISÃO POR ACORDO MÚTUO ENTRE AS
ERA PROIBIDO!!!
PARTES / DISTRATO –

REFORMA TRABALHISTA 2017


Art. 484-A. O contrato de trabalho poderá ser extinto por
acordo entre empregado e empregador, caso em que serão
devidas as seguintes verbas trabalhistas:
I - por metade:
a) o aviso prévio, se indenizado; e
b) a indenização sobre o saldo do Fundo de Garantia do
Tempo de Serviço, prevista no § 1o do art. 18 da Lei no
8.036, de 11 de maio de 1990;
II - na integralidade, as demais verbas trabalhistas.
LEGISLAÇÃO E RELAÇÕES TRABALHISTAS – TÉCNICO EM RH -
Prof. Michele Bonilha da Conceição Andrade

§ 1o A extinção do contrato prevista no caput deste artigo


permite a movimentação da conta vinculada do trabalhador
no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço na forma do
inciso I-A do art. 20 da Lei no 8.036, de 11 de maio de 1990,
limitada até 80% (oitenta por cento) do valor dos
depósitos.

§ 2o A extinção do contrato por acordo prevista no caput


deste artigo não autoriza o ingresso no Programa de Seguro-
Desemprego.