Você está na página 1de 9

MULTICULTURALIS

MO
X
INTERCULTURALIS
MO
ALUNOS: RAFAEL PIRES RUBIM E GIOVANI
CULTURA

Todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, as


crenças, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e
aptidões adquiridos pelo ser humano não somente em família,
como também por fazer parte de uma sociedade da qual é
membro.
MULTICULTURALISMO

• Multiculturalidade (ou pluralismo cultural) é um termo


que descreve a existência de muitas culturas numa
localidade, cidade ou país, sem que uma delas predomine,
porém separadas geograficamente e até convivialmente no
que se convencionou chamar de mosaico cultural.
• Segundo Start Hall – multiculturalismo: estratégias e
políticas usadas para governar ou administrar problemas de
diversidade e multiplicidade em sociedades multiculturais.
FORMAS DE MULTICULTURALISMO

• CONSERVADOR
• LIBERAL
• COMERCIAL
• CORPORATIVO
• CRÍTICO
INTERCULTURALISMO

• Interculturalismo: se refere a interação entre culturas, de uma forma


respeitosa, de onde se concebe que nenhum grupo cultural está acima dos
outros, favorecendo em todo momento a integração e a convivência
pacífica entre culturas. Nas relações interculturais se estabelece uma
relação baseada no respeito e na diversidade e o enriquecimento mútuo;
no entanto, não é um processo isento de conflitos, sendo que esses se
resolvem mediante respeito, diálogo, escuta mútua, acordos e sinergia. É
importante dizer que o interculturalismo nãos e ocupa somente da
interação que ocorre, por exemplo, entre um chinês e um boliviano, mas
também o que acontece entre um homem e uma mulher, uma criança e
um homem velho, um homem rico e um homem pobre, um marxista e um
liberal etc..
MULTICULTURALISMO X INTERCULTURALISMO
CASO JOHN ALLEN CHAU E OS
SENTINELESES
ETNOCENTRISMO
INTERCULTURALISMO E DIREITO

• DIREITO SISTÊMICO E CONSTELAÇÕES FAMILIARES;


• DIREITO FRATERNO;
• DIREITO PLANETÁRIO;
• DIREITO E SUSTENTABILIDADE;
• ARBITRAGEM;
• OS SUJEITOS DA TRANSFORMAÇÃO INTERCULTURAL
NA EDUCAÇÃO JURÍDICA;
As pessoas têm direito a serem iguais
sempre que a diferença as tornar inferiores;
contudo, têm também direito a serem
diferentes sempre que a igualdade colocar
em risco suas identidades.
(Boaventura de Souza Santos)